Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

João Peregrino

Membros
  • Total de itens

    26
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Melhor que "Om The Road" ? uau,é muita areia pro meu caminhão,aquilo ali é obra-prima,talvez na minha próxima viagem eu talvez me supere e assim possa me considerar ter vivido aventuras equivalentes as de Jack Kerouauc .
  2. Oi tudo bem ? você e seu irmão já fizeram a viagem a terra do fogo ? eu no começo do ano também resolvi cair na estrada,sai daqui de minas rumo ao pantanal,e viajei ao desconhecido,a viagem durou cerca de um mês passei sucessivamente por Bolívia-Peru-Chile-Argentina-Paraguay retornando ao Brasil de carona por Foz do Iguaçu.considero umas das coisas mais épicas que eu tive a oportunidade de fazer em toda mi vida. como próxima viagem eu pretendo ir desde de minha cidade em Minas Gerais ate Ushuaia que inicialmente foi meu primeiro projeto...se você foi eu adoraria receber dicas, informações e ate endereços onde eu possa estar poupando dinheiro para assim viajar mais e por mais tempo.agora se você não foi ainda ,vamos fazer contato mesmo assim,pois ao longo do tempo tenho feito pesquisas,e coletado informações ai podemos compartilhar isso. aqui ta o link do post que eu escrevi aqui no mochileiros sobre minha viagem,tem ao longo do relato algumas dicas bem uteis para quem vai pegar carona por esse incrível mundo : uma-historia-de-30-dias-pedindo-carona-na-america-do-sul-t68393.html e tem também meu blog que e ta mais completo http://peregrinolunar.blogspot.com.br/ me add no Facebook também no momento eu to com um problema grave no meu e-mail mais assim que possível eu o mando também
  3. Parabéns pelo relato meu caro. fiquei abismado ao ler-lo, eu sabia que a gente quase tinha se encontrado na viagem,mais pelo seu relato vi que na fronteira boliviana a gente estava a menos de 100 metros de distancia,o universo não permitiu que nos encontrássemos,mais tenho certeza que tu se divertiu e aproveitou pacas,sua historia ta incrível,que a gente ainda viaje junto,seja no Sudamerica ou em qualquer parte do globo. ",tive que ficar das 08:00 da manha as 18:00,não obstante o lado boliviano de imigração não havia nada para se esconder do sol que estava muito forte,pessoas desmaiavam, comecei a sentir efeitos de insolação,as pessoas dos dois lados protestavam e havia muita gente burlando fila,houve um tumulto e um cão foi atropelado.[...] blog do peregrino lunar (o joão paulo) ta vendo a gente viu o mesmo pobre animal eu tenho certeza,e na isla del sol provavelmente era eu mesmo acampando hahahahaha "o universo e seus mistérios"
  4. "quando você volta a sua terra,percebe que ela não mudou nada,o que mudou foi você ."
  5. Hola grande Willian realmente como pude descobrir nos dias que se passaram,a gente quase se encontrou na viagem umas 3 vezes,mais com certeza isso tornou a viagem mistica,tanto eu quanto você fizemos coisas diferentes ao planejado,tivemos que improvisar por que o não deu pra "seguir o texto",e acabou que no final deu tudo certo para ambos. creio que a gente se topa ainda,seja nas cidades sul americanas,seja nas "carreteras" boa sorte cara com as viagens e com o resto das coisas da vida. \m/
  6. Wesley seu relato e firmeza ,grande viajem essa,gostei tanto de também lembrar da minha viagem, eu queria ter visto leões marinhos em Iquique,deve ser show ver um de perto.
  7. Parabéns pelo relato,de todas as cidades em comum que também visitei,Samaipata foi a mais bacana,ela lembra muito a cidade Brasileira de São Tome das Letras que também recomendo se um dia viajar por minas gerais.poste as fotos para nossa alegria. :'>
  8. ei Jônatas de pensar que era pra gente ter viajado junto,talvez na próxima cara. eu ainda taco o mochilão ai pro nordeste brasileiro. \m/ \m/
  9. Galera,para quem tem vontade de viajar de carona pela America do Sul,vai em frente que a aventura vai ser boa eu viajei alguns meses por alguns países,e a maior parte foi de carona Dicas : * caronas são sempre mais prováveis em quebra-molas ou lugares onde os veículos ficam em uma velocidade media de 20 a 50 km por hora. *as chamadas "estação de serviço (pedágios,postos de gasolinas,posto da policia rodoviária)são uma ótima pedida,quando estiver pedindo carona se informe se existe algum perto,suas chances de pegar carona la serão garantidas. *fique atento a caminhões com placas Brasileiras,se isso acontecer grite brasil,levante a bandeira nacional,dance um samba pois quando o caminhoneiro ver que você e Brasileiro com certeza ele vai parar. *"tiene que hablar" quando pegar uma carona,converse e tente fazer amizade,pois assim o motorista vai ver que não foi uma má ideia ter parado para te levar. * paciência.as rodovias sul-americanas são em maioria de baixo trafego se comparadas as do nosso pais. você poderá conseguir carona em poucos minutos ou também poderá levar horas e horas. *tenha um sorriso no rosto,isso ajuda.(melhor do que pedir carona com cara de bunda) *leve sempre uma garrafa ou cantil com água,pois se você sentir fome e sede na estrada,não vai poder ficar saindo toda vez que quiser tomar um gole de água eu sempre gostei de ter sucos instantâneos já adocicados na mochila pois assim você pode ate saciar um pouco a fome se por acaso senti-la,e biscoitos e coisas do tipo também são geniais quando se esta na estrada *carona dia de sábado e domingo e quase impossível,então prefira dias de semana.
  10. A anos não viajo de ônibus,pois afinal de carona se viaja com muito mais emoção,adrenalina e você conhece pessoas que jamais conheceria viajando em um ônibus já fui em vários países da America Latina e alguns estados brasileiros somente "Haciendo dedo" \m/ \m/
  11. "o ser humano e um nômade por excelência,somos livre,se fosse pra permanecer para sempre no mesmo lugar, seriamos apenas uma diferente variedade de planta." João Paulo ferreira o "Peregrino Lunar".
  12. Acordei na madrugada de Ribeirão,e fui ao trevo tentar carona para Minas Gerais,com algum tempo de espera consegui uma carona ate Passos,ali eu já estava em estradas conhecidas,.pois Passos eu já havia estado antes,e estava perto de casa. não era nem hora do almoço e eu já tava indo para Formiga,minha terra natal.o motorista me deixou no trevo de Divinópolis;eu podia praticamente sentir Arcos atras dos cerros,aquele trevo já era um amigo intimo meu,pois houve um tempo em que ia sempre a Formiga de carona.ficando ali,em menos de 3 minutos eu estava indo para Arcos e nem havia começado a pedir carona. quando você volta a sua terra você percebe que ela não mudou nada,o que mudou foi você você e a mudança,e cabe a você a obrigação de espalhar-la "o ser humano e um nômade por excelência,somos livres,se fosse pra permanecer para sempre no mesmo lugar, seriamos apenas uma diferente variedade de planta." FIM. João paulo ferreira o "Peregrino Lunar"
  13. Acordei do mesmo jeito que havia dormido,e a unica diferença na paisagem da noite anterior,e que havia uma linha rósea no leste indicando que o sol nasceria logo,e tinha um gamba do tamanha de um cachorro olhando para mim,infelizmente na hora que ele percebeu que eu havia acordado ele correu em disparada em direção a arvore, não sendo possível sacar foto.como era segunda-feira;tinha certeza que seria fácil sair dali e em 15 minutos estava em um caminhão de constituição rural indo direto a cascavel. em Cascavel-PR paguei R$2,00 um coletivo direto a Corbélia,tinha que explicar por que não havia ido na noite anterior,e tinha muita vontade de conhecer a "Maria". foi fácil pelas indicações do Léo encontrar a casa dela. Sua mãe se mostrou a mim,uma mulher de força e extrema bondade,ela e a irmã da Maria a "Gabriela" me receberam de braços abertos,a própria Maria não cheguei a conhecer,a família estava fazendo m almoço maravilhoso,e depois disso fiquei indeciso se seguia a estrada ou se passava um dia ali,meu cansaço estava me deixando frágil, já não levava a mochila com a eficiência de 10 dias atras,mais o desejo de chegar o mais rápido possível em arcos falou mais alto. me despedi de Vera .e em 20 min já estava em uma carona,o motorista estava fazendo entregas na região,ajudei ele a descarregar varias mesas e ele me deixou em Ubiratan,de onde peguei carona ate londrina,e de la quase que imediato a Ribeirão Preto,agora vou buscar algum lugar barato para dormir pois essa noite não dormi nada para chegar ate aqui,e amanha cedo saio rumo a minha tão amada cidade.
  14. Acordei minutos depois de ter adormecido,pois havia parado um caminhão ao meu lado,e seu dono estava conferindo o estado dos pneus com uma marreta,quando ele passou para os pneus que estavam ao meu lado,me perguntou: _Chico,lo que haces? _me quede aca desde temprano haciendo dedo,e hablando com los camiones,yo quero llegar a assunçion para ir rumbo Foz do Iguaçu,soy brasilero,pero estan todos llenos,ou no quiseram levar-me _que lastima,buen estoy indo rumbo Formosa,se quires puedo acerca-te _o si,graçiassssssss,vamos aquilo praticamente explodira em meu coração,e na madrugada Argentina,o peregrino pouco a pouco avançava para casa,ele me deixou em um posto de serviço em Formosa,onde de imediato dormi ate o amanhecer,e pela manha,com os primeiros raios de sol,bastariam 10 minutos para um Argentino de nome Michel, me levar indo justamente para Assunção,aquilo me soava divino e antes do almoço,o Andorinha estava nas "tierras del Paraguay" dali mesmo foi fácil conseguir carona ate Ciudad del este. senti a incrível sensação de voltar a minha pátria,era uma sensação de sucesso e conquista,o sol começava a se por quando cheguei a foz do iguaçu,fui a rodoviária e comprei um bilhete para cidade vizinha chamada "Santa Terezinha do Itaipu"vaguei pela rodoviária,e comecei a bater papo com um moto-taxista,quando contei que ia dormir na rodoviária,ele me disse que não longe dali eu encontraria um Albergue da caridade,onde eu poderia tomar banho,comer e dormir de graça,aquilo me soava extremamente agradável,principalmente quando ele disse que me levaria de graça na moto,fui muito bem recebido no albergue,pegaram meus dados (documento de identidade e exigência)e jantei,e tomei um banho quentinho para depois disso dormir em uma cama agradável,havia alguns moradores de rua no quarto,era incrível as historias que escutei deles. .pelas 06:00 o pessoal estava chamando a gente ´para tomar cafe e sair,pois as 07:00 o albergue fechava e voltava a abrir as 18:00. voltei a rodoviária e peguei meu ônibus para S.T Itaipu,era domingo e pegar carona nesse dia como todo mochileiro sabe: e inviável.o sol logo começou a se por e não havia saído dali,fui a uma lan-house,de onde novamente receberia ajuda do grande "Léo Carona" :ali perto ele tinha uma amiga chamada "Maria Bona",ele entrou em contato com a família dela e pediu a eles para me darem hospedagem por um ou dois dias, Maria estava viajando ,mais sua mãe e irmã me receberiam de braços abertos. apesar de ter voltado confiante ao pedágio,o sol já estava se pondo e logo escureceu de vez,e eu sabia que naquele dia não chegaria a Corbélia,tentei dormir no pedágio ,mais a segurança disse que ali eu não poderia ficar,e como Santa Terezinha estava a 6 km eu não animei a voltar,então me encaminhei a 300 mts do pedágio,comi algumas bolachas e resolvi dormir ali mesmo debaixo de uma velha arvore.
×
×
  • Criar Novo...