Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

a_vida_do_viajante

Membros
  • Total de itens

    647
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

72 Excelente

2 Seguidores

Outras informações

Últimos Visitantes

944 visualizações
  1. @Diana Benzane, Entendo perfeitamente sua situação, pois o primeiro passeio que fizemos pelo tour, apesar de suficiente para mim, não foi satisfez completamente os anseios da minha mãe e ela acabou ficando um pouco desapontada por não ter o tempo que desejaria no local. Foi justamente isso que me motivou a levá-la novamente ao Santuário no ano do centenário das aparições e também no dia 13 para que ela aproveitasse plenamente todas as comemorações. Desta forma, acho que seu plano é perfeitamente cabível e viável, ainda mais considerando que no dia 13 de Maio o Santuário estará bastante lotado , então o dia de passeio do tour será muito útil para bater as fotos , ver a capelinha, os túmulos dos pastorinhos que será difícil no dia 13, etc
  2. Olá @Diana Benzane O passeio de Fátima por conta própria mesmo por ônibus é barato e dá pra fazer em um dia tranquilamente com tempo de visitar o Santuário e assistir as comemorações sem muita correria, mas o tempo fica mais corrido se vocês decidirem ir visitar a Cova da Iria e o deslocamento não vai ser tão fácil, necessitando provavelmente de um táxi em Fátima. Por outra lado os passeios de Fátima que incluem os mosteiros, Nazaré e Óbidos não são nada baratos, são um tanto corrido e não dará muita margem de tempo para vocês assistirem as comemorações no Santuário com tranquilidade, ficando o tempo que quiserem. A solução pode ser contratar um tour particular que ficará o tempo que vocês quiserem em Fátima e depois visitar a Cova da iria e alguma outra atração que vocês desejarem, porém ficará mais em conta se vocês estiverem viajando em grupo de pelo menos 4 pessoas para dividir os custos. Serão somente você e sua mãe?
  3. Primeira pergunta : quando é essa viagem de 20 dias? Responde que a gente ajuda melhor.
  4. Primeiramente, assumindo que você tem 5 dias a queimar antes de Genebra eu subverteria a ordem e começaria a viagem pela Áustria para otimizar a logística de deslocamento e gastos. Brasil -> Viena (3 dias). Dá pra ter uma boa visão da cidade que não é grande. Viena-> Innsbruck (1 dia). Vai ficar corrido somente se quiser subir ao Nordkette. Innsbruck -> Zurique (1 dia ou stopover) -> Genebra (4 dias). De Innsbruck até Genebra você pode fazer uma parada rápida ou pernoite em Zurique. Já na parte francesa, você fica 20 a 22 e tira mais um dia para conhecer Zermatt, onde pode pegar um trecho do Glacier Express. Genebra->Berna (4 dias). Dispense o trem mais rápido e vá por Montreux, visite o castelo de Chillon (se der tempo) e siga por um horário que dê para pegar o Golden Pass Line até Interlaken e depois Berna. Deixe alguns dias livres para visitar como bate-e-volta Lucerna e Interlaken pelo menos. Berna->Milão (3 dias). Em Berna você pode dar uma parada na região da Suíca Italiana (Lugano) ou pode pegar um trem direto para Milão. Lá curti os passeios ao lago Como, Belaggio, Varenna, além de Bérgamo. Ou então tire algum dia de folga para descansar da maratona suíca. Milão->Veneza (3 dias). Pode fazer um stopover em Verona ou descansar em Veneza. Veneza->Florença (5 dias). Montando base em Florença dá pra visitar Pisa como bate e volta, além de Lucca, Sam Gimignano, Siena). Deixe mais tempo aqui se gostar muito de museus. Florença-> Roma ( 5 dias). Deixe 1 dia pro Vaticano. Bem é isso, dessa forma as cidades que você mencionou caberão nos 30 dias, mas não vai ser algo precisamente tranquilo de caber. Outra questão é o custo, você está passando por uma região que é vista como luxo tirar um dia de folga para descansar , normalmente 3 a 5 dias na Suíca já custam quase um rim, ficando essa quantidade de dias então ... Talvez com um pouco de exceção à Roma o resto do roteiro também não ajuda na parte econômica, são cidades notoriamente caras. Espero ter ajudado, boa sorte!!!
  5. Engraçado essa história de Bruxelas caber em 1 dia e ainda ficar entediado . Eu já fui lá quatro vezes e ainda não vi tudo. A questão é exatamente que o tempo lá parece passar de forma diferente, muito provavelmente por conta das trapistas como já foi mencionado 😂 Mas essa é a vibe da cidade, o grande lance é realmente não ter pressa, curtir os cafés , as praças e também visitar os pontos turísticos se der tempo. Mas realmente é preciso ter cuidado em algumas áreas, especialmente perto da midi, onde tentaram furtar o celular da minha esposa em nossa última estadia na cidade. Também não é preciso paranóias, basta não dar bobeira.
  6. Passeios de 1 dia a partir de Zurique: Berna, Cataratas do Reno, Lucerna (Mt Pilatus, Mt Rigi) Passeios de 1 dia a partir de Interlaken : Grindenwald , Wengen e outros alpinos. Montreux, Lausernne, Zermmat
  7. Na primeira vez que visitei Colônia não gostei nem um pouco. Refletindo depois, descobri que o motivo principal foi ter escolhido a cidade para fazer a entrega do carro alugado e logo próximo a estação central. O trânsito caótico estressou , assim como acabei escolhendo errado os pontos a visitar. No seguinte voltei com um roteiro mais bem definido e tive outra experiência. Eis um resumo das minhas impressões : - Não tente dirigir no centro da cidade - A Catedral de Colônia é realmente impressionante por fora e por dentro e tem visita gratuita. - Os (melhoreS) pubs de kolsh são quase sempre lotados e os graçons são realmente mal humorados ou como dizem, tem um senso de humor peculiar. Mas são imperdíveis, até para quem não gosta de cerveja. - As cervejas kolsh são todas iguais , visitei uns seis pubs de cervejarias diferentes e não senti grande variação entre elas - O cartão de turista vale a pena se for entrar nos museus. Por falar neles, achei o Museu Wallraf–Richartz fantástico. Do jeito que eu gosto, pequeno o suficiente para não cansar e com uma qualidade de obras e variedade excepcional. O museu romano ao lado da Catedral também valeu bastante a visita. Recomendo os dois. - A região central de comércio da cidade é basicamente uma 25 de março, totalmente sem graça. Fuja. Foi um dos motivos de não ter gostado da primeira vez que visitei. - A região mais legal para bater pernas é bater pernas da ponte próxima a catedral até o museu do chocolate na beira do rio reno. Não deixer de visitar o quarteirão da Igreja St Martin, que concentra construções restauradas em estilo típico antes da guerra.
  8. Um carro nessa região de Fussen até Salzburg lhe dá muitas possibilidades que o transporte público não dá tão facilmente. Valeria p para visitar a igreja de wieskirchen, castelos de linderhof, abadia de ettal, neuschwanstein, lagos alpinos , o ninho da águia de hitler e mesmo hallstat. Mas para isso você precisaria de mais tempo na região, pelo menos uns 2 ou 3 dias na área. Do jeito que vocÊ projetou seu roteiro, na minha opinião o carro não compensa.
  9. As praias com maior chance de encontrar agito no Ceará são indiscutivelmente Jericoacoara e Canoa Quebrada. Em Julho, porém, vocês podem encontrar mais opções, possivelmente Lagoinha, Fleixeiras , Paracuru e Camocim.
  10. Embora prefira Bruges, Ghent é uma das visitas imperdíveis na Bélgica com certeza;
  11. A Cracóvia preenche bem uns 4 a 5 dias de viagem, com visitas a Zakopane e o campo de Auschwitz-bikernau. Mas não é uma cidade com deslocamento fácil para outras cidades por trem. Combina bem com brastilava e Varsovia que dá um roteiro bem legal.
  12. Pelo que entendi , vocÊ que sair de berlin dia 01 e voltar por bruxelas dia 10. Recomendaria o seguinte : Berlin -> Hamburgo, rende uns 3 dias por lá, seus filhos irão pirar no miniatur wunderland se gostarem de trem. O passeio de barco pelo porto também é interessante para crianças; Depois de hamburgo uma cidade interessante seria Bremen, tem um lado folclórico interessante, muitas estátuas, creio que pode manter crianças entretidas. De Bremen siga para Colônia, de uma passeada pelo rio visite a Catedral e no dia seguinte pegue o trem para Bruxelas. Por lá, não esqueça de visitar a mini europe e o atomium com as crianças. Meu filho tambem gostou dos parques e cisnes em bruges.
  13. Não acho Bruxelas uma cidade particularmente insegura, porém de uns tempos para cá observei um aumento grande na população "suspeita" , especialmente na região mais comercial do centro (rue neuve) à noite. Uns desocupados inclusive tentaram furtar o celular da minha esposa no metro da gare du midi. Nada muito diferente de andar em um ônibus no brasil, mas enfim, serve o alerta para Ficarmos atentos;
  14. Apesar dos deslocamentos serem possíveis de se fazer de carro , não se pode ignorar todos os contratempos que se tem num tipo de viagem do estilo que vocês pretendem fazer. O mais clássico deles é o grande número de cidades de pernoites que vai tomar muito tempo para checkin/checkout, fazer/desfazer malas. Ainda mais com o agravante de se deslocar em um grupo de 9 pessoas, basta uma pessoa do grupo atrasar todo o planejamento atrasa. É receita para stress fácil. Outra questão que vocês devem considerar é que o carro em uma cidade grande como munique , berlin e praga é um verdadeiro estorvo, não vai servir de muita coisa para vocês, além de arrumar um problemão para estacionar o carro pagando uma fortuna de euros por noite. Ainda chamo atenção que algumas companhias tem restrição de permitir que seus carros alugados cruzem a fronteira com a república tcheca. É preciso saber um pouco mais de quais são as expectativas de vocÊs nessa viagem para poder ajudar melhor, porque do jeito que está vocês não terão praticamente nenhum tempo livre para de fato conhecer e muito menos curtir todas essas cidades. Eu não recomendaria fazer algo assim.
×
×
  • Criar Novo...