Ir para conteúdo

a_vida_do_viajante

Membros
  • Total de itens

    661
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que a_vida_do_viajante postou

  1. Prezados, Respeitar os diferentes estilos de viagem de cada um tudo bem, mas aconselhar a utilização de subterfúgios para permanecer ilegalmente pela Europa é verdadeiramente insano, depois turistas brasileiros reclamam que são discriminados por lá não sabemos porque né...
  2. Por que vocÊ iria querer ir de trem de portugal para a Suíca? Em teoria é possível, mas Não faz muito sentido quando tem bastante ofertas de vôos mais baratos e práticos nessa rota. Você deseja fazer paradas pelo caminho, na Espanha e França, é isso?
  3. Pra mim está muito apertado, só a parte da Itália merece uns 10 dias, 4 para Roma, 4 para Florença e 2 para Veneza. Agora se for para apertar fique pelo menos 4 em Roma, 3 em Florença e 2 em Veneza. Dá para toda essa parte de trem, incluindo o bate e volta a pisa. Ja se foi uma semana bem cansativa. Daí siga para Munique (dá pra ir de trem mas será bastante demorado), eu iria de avião. Lá você também precisa pelo menos 4 dias para fazer um bate e volta ao Neuschwanstein. Daí pode pegar o trem para Praga ou Berlim e fechar sua viagem utilizando mais 3 ou 4 dias. Deixaria uma delas para uma próxima viagem.
  4. Pra mim tah massa , mas paris e bruxelas se combinam bem de trm/onibus, alem disso munique 3 dias é pouco, tire 1 de pris ou berlim
  5. Fim de março pode ser que ainda pegue alguns dias de sol, mas a regra é ainda muito frio. Se quiser escapar um pouco do frio é melhor esperar pelo menos até o fim de abril. A quantidade de dias em cada cidade você pesquisou direitinho e pode até estar adequada para uma primeira visita em cada uma delas, o problema é que são destinos longes entre si e que vão lhe obrigar a fazer deslocamentos cansativos de avião. Outro problema é a mistura de destinos muito "pesados" em uma mesma viagem, isso acaba contribuindo para o cansaço, pois só essa trinca de cidades da Itália já tem atrações suficientes para uma viagem inteira, imagina combinado com Paris. Entre as cidades que você citou praticamente todos os trechos precisam ser comprados antecipadamente. Uma vantagem de viajar nessa época de fevereiro é que a procura pode estar baixa e vocês podem aproveitar preços mais baixos em acomodações. No geral. o roteiro é factível, mas vai ser bastante cansativo pra vocês, pensem bem antes de comprar a idéia em definitivo.
  6. Se você tiver uma manhã inteira livre visite Belem (Jeronimos, Torre e Monumento) . Caso tenha uma tarde disponível, almoce na Baixa, visite o Rossio, Pc dos Restauradores, Pc do Comercio e suba a alfama no bondinho para curtir um por do sol no castelo que pode ser complementado com um show de fado. Outra opção é curtir a noite no Bairro Alto, com muitas opções de barzinhos.
  7. A atração principal da cidade de Luxemburgo são as casamatas, mas não creiam que estejam abertas nesta época do ano em que irá viajar. Fora isso, há muitos castelos no interior, mas creio que igualmente são de difícil acesso no inverno. Por que você não fica pelas cidades mais tradicionais mesmo? As cidades ao redor de Bruxelas como Brugges, Ghent, Antwerpen e aqui coloco tambem as opções de Leuven e Mechelen tem atrativos suficientes para preencher esse tempo que você tem disponível
  8. 1) Sim , não só as cidades tem vistas bacanas como o próprio caminho para chegar nelas é um passeio bem panorâmico, considerando que não esteja tudo coberto de névoa. Um passeio em Wengen por si só já garante excelentes fotos. 2) Com tempo ruim , a melhor opção é atividades indoor como museus ou se não estiver caindo um dilúvio um passeio de trem panorâmico, tipo a golden line é uma boa pedida. Uma cidade que pode ser visitada com chuva eu indico Berna, pois tem a maior parte do centro historico com calçadas cobertas.
  9. Primeiramente procure comprar passagem multidestino, ou seja, entrada por uma cidade e saída pela outra para economizar tempo e dinheiro. No seu caso se puder entre por Londres e sair por Amsterda seria muito bom. O roteiro ficaria Londres->Trem Eurostar->Bruxelas->Trem->Paris->Trem->Amsterda Londres em 5 dias cabe bem, existem muitos roteiros disponíveis na internet, dê uma olhada no meu em https://avidadoviajante.blogspot.com/2015/12/inglaterra-londres-roteiro-detalhado-de.html Belgica cabe bem logo após Londres para dar uma relaxada depois de uns dias corridos, não se preocupem muito com museus e atrações pagas, curtam os bares , cervejas, fritas e chocolates em Bruxelas. As cidades do interior que você citou são todas recomendadas também, Brugges para mim é uma das cidades mais bonitas e aconchegantes de toda a Europa. Ficando em Bruxelas todas são facilmente acessiveis em bate e volta de trem em 1 dia. Podem escolher se hospedar em qualquer uma delas também, mas se ficarem em Antuerpia ou Brugges dificulta um pouco para visitar as 4 em uma mesma viagem. Paris em 7 dias também é bastante tempo, dá pra fazer um bate e volta em Versailles, conhecer os museus principais D´Orsay, Louvre e ter tempo de sobrar para flanar calmamente pela cidade. Amsterda é o fechamento perfeito para a viagem, cidade para todos os gostos, muito museus, arquitetura, sem perder o lado tranquilo e relax para uma boa cerveja. 4 dias é suficiente para conhecer razoavelmente bem, inclusive os museus e até para um bate e volta em Keukenhof (imperdível)
  10. Eu não vi muita empolgação no seu relato com Portugal, mas acho que sinceramente 2 dias está muito subdimensionado para Lisboa. Independente da vibe de vocês, Lisboa é um destino barato e repleto de oportunidade de vistas a monumentos históricos, museus ou mesmo baladas. Se nenhuma de vocês conhece a cidade, fiquem pelo menos 3 dias em uma primeira viagem, acho que vai servir muito bem para preparar seu grupo pro resto dos 30 dias.
  11. Apesar de nunca ter ido nessas cidades na temporada de ski acredito que Innsbruck seja mais barato; pelo para chegar no topo das montanhas Nordekette e o Zugspitze , em Innbruck e Garmisch ,respectivamente , subir usando o Nordekettebahn é muito mais barato, inclusive o transporte já está incluso no cartão turístico da cidade; em Garmisch paguei bem mais caro, creio que mais de 100 euros na ida pelo trem e volta pelo teleférico. É claro que também depende do preço para usar as pistas e meios de elevação para esquiar em si, roupas, etc, mas nessa questão não faço a menor idéia...
  12. Esse roteiro é só pra cansar e gastar dinheiro. Em 8 dias mal cabe Paris e Londres, quanto mais Suíca e Holanda.
  13. Gostei do roteiro de vcs, em geral consideraria apenas algumas pequenas alterações, se necessárias, por conta das restrições de inverno. A parte da alemanha esta factivel, mas bastante corrida.
  14. @Aline Barreira Müller A cracóvia é o destino mais deslocado do roteiro que você mencionou , o restante desloquem-se facilmente de trem na ordem Munique->Nuremberg->Praga->Dresden->Berlim->Munique
  15. @Diana Benzane, Entendo perfeitamente sua situação, pois o primeiro passeio que fizemos pelo tour, apesar de suficiente para mim, não foi satisfez completamente os anseios da minha mãe e ela acabou ficando um pouco desapontada por não ter o tempo que desejaria no local. Foi justamente isso que me motivou a levá-la novamente ao Santuário no ano do centenário das aparições e também no dia 13 para que ela aproveitasse plenamente todas as comemorações. Desta forma, acho que seu plano é perfeitamente cabível e viável, ainda mais considerando que no dia 13 de Maio o Santuário estará bastante lotado , então o dia de passeio do tour será muito útil para bater as fotos , ver a capelinha, os túmulos dos pastorinhos que será difícil no dia 13, etc
  16. Olá @Diana Benzane O passeio de Fátima por conta própria mesmo por ônibus é barato e dá pra fazer em um dia tranquilamente com tempo de visitar o Santuário e assistir as comemorações sem muita correria, mas o tempo fica mais corrido se vocês decidirem ir visitar a Cova da Iria e o deslocamento não vai ser tão fácil, necessitando provavelmente de um táxi em Fátima. Por outra lado os passeios de Fátima que incluem os mosteiros, Nazaré e Óbidos não são nada baratos, são um tanto corrido e não dará muita margem de tempo para vocês assistirem as comemorações no Santuário com tranquilidade, ficando o tempo que quiserem. A solução pode ser contratar um tour particular que ficará o tempo que vocês quiserem em Fátima e depois visitar a Cova da iria e alguma outra atração que vocês desejarem, porém ficará mais em conta se vocês estiverem viajando em grupo de pelo menos 4 pessoas para dividir os custos. Serão somente você e sua mãe?
  17. Primeira pergunta : quando é essa viagem de 20 dias? Responde que a gente ajuda melhor.
  18. Primeiramente, assumindo que você tem 5 dias a queimar antes de Genebra eu subverteria a ordem e começaria a viagem pela Áustria para otimizar a logística de deslocamento e gastos. Brasil -> Viena (3 dias). Dá pra ter uma boa visão da cidade que não é grande. Viena-> Innsbruck (1 dia). Vai ficar corrido somente se quiser subir ao Nordkette. Innsbruck -> Zurique (1 dia ou stopover) -> Genebra (4 dias). De Innsbruck até Genebra você pode fazer uma parada rápida ou pernoite em Zurique. Já na parte francesa, você fica 20 a 22 e tira mais um dia para conhecer Zermatt, onde pode pegar um trecho do Glacier Express. Genebra->Berna (4 dias). Dispense o trem mais rápido e vá por Montreux, visite o castelo de Chillon (se der tempo) e siga por um horário que dê para pegar o Golden Pass Line até Interlaken e depois Berna. Deixe alguns dias livres para visitar como bate-e-volta Lucerna e Interlaken pelo menos. Berna->Milão (3 dias). Em Berna você pode dar uma parada na região da Suíca Italiana (Lugano) ou pode pegar um trem direto para Milão. Lá curti os passeios ao lago Como, Belaggio, Varenna, além de Bérgamo. Ou então tire algum dia de folga para descansar da maratona suíca. Milão->Veneza (3 dias). Pode fazer um stopover em Verona ou descansar em Veneza. Veneza->Florença (5 dias). Montando base em Florença dá pra visitar Pisa como bate e volta, além de Lucca, Sam Gimignano, Siena). Deixe mais tempo aqui se gostar muito de museus. Florença-> Roma ( 5 dias). Deixe 1 dia pro Vaticano. Bem é isso, dessa forma as cidades que você mencionou caberão nos 30 dias, mas não vai ser algo precisamente tranquilo de caber. Outra questão é o custo, você está passando por uma região que é vista como luxo tirar um dia de folga para descansar , normalmente 3 a 5 dias na Suíca já custam quase um rim, ficando essa quantidade de dias então ... Talvez com um pouco de exceção à Roma o resto do roteiro também não ajuda na parte econômica, são cidades notoriamente caras. Espero ter ajudado, boa sorte!!!
  19. Engraçado essa história de Bruxelas caber em 1 dia e ainda ficar entediado . Eu já fui lá quatro vezes e ainda não vi tudo. A questão é exatamente que o tempo lá parece passar de forma diferente, muito provavelmente por conta das trapistas como já foi mencionado 😂 Mas essa é a vibe da cidade, o grande lance é realmente não ter pressa, curtir os cafés , as praças e também visitar os pontos turísticos se der tempo. Mas realmente é preciso ter cuidado em algumas áreas, especialmente perto da midi, onde tentaram furtar o celular da minha esposa em nossa última estadia na cidade. Também não é preciso paranóias, basta não dar bobeira.
  20. Passeios de 1 dia a partir de Zurique: Berna, Cataratas do Reno, Lucerna (Mt Pilatus, Mt Rigi) Passeios de 1 dia a partir de Interlaken : Grindenwald , Wengen e outros alpinos. Montreux, Lausernne, Zermmat
  21. Na primeira vez que visitei Colônia não gostei nem um pouco. Refletindo depois, descobri que o motivo principal foi ter escolhido a cidade para fazer a entrega do carro alugado e logo próximo a estação central. O trânsito caótico estressou , assim como acabei escolhendo errado os pontos a visitar. No seguinte voltei com um roteiro mais bem definido e tive outra experiência. Eis um resumo das minhas impressões : - Não tente dirigir no centro da cidade - A Catedral de Colônia é realmente impressionante por fora e por dentro e tem visita gratuita. - Os (melhoreS) pubs de kolsh são quase sempre lotados e os graçons são realmente mal humorados ou como dizem, tem um senso de humor peculiar. Mas são imperdíveis, até para quem não gosta de cerveja. - As cervejas kolsh são todas iguais , visitei uns seis pubs de cervejarias diferentes e não senti grande variação entre elas - O cartão de turista vale a pena se for entrar nos museus. Por falar neles, achei o Museu Wallraf–Richartz fantástico. Do jeito que eu gosto, pequeno o suficiente para não cansar e com uma qualidade de obras e variedade excepcional. O museu romano ao lado da Catedral também valeu bastante a visita. Recomendo os dois. - A região central de comércio da cidade é basicamente uma 25 de março, totalmente sem graça. Fuja. Foi um dos motivos de não ter gostado da primeira vez que visitei. - A região mais legal para bater pernas é bater pernas da ponte próxima a catedral até o museu do chocolate na beira do rio reno. Não deixer de visitar o quarteirão da Igreja St Martin, que concentra construções restauradas em estilo típico antes da guerra.
  22. Um carro nessa região de Fussen até Salzburg lhe dá muitas possibilidades que o transporte público não dá tão facilmente. Valeria p para visitar a igreja de wieskirchen, castelos de linderhof, abadia de ettal, neuschwanstein, lagos alpinos , o ninho da águia de hitler e mesmo hallstat. Mas para isso você precisaria de mais tempo na região, pelo menos uns 2 ou 3 dias na área. Do jeito que vocÊ projetou seu roteiro, na minha opinião o carro não compensa.
  23. As praias com maior chance de encontrar agito no Ceará são indiscutivelmente Jericoacoara e Canoa Quebrada. Em Julho, porém, vocês podem encontrar mais opções, possivelmente Lagoinha, Fleixeiras , Paracuru e Camocim.
  24. Embora prefira Bruges, Ghent é uma das visitas imperdíveis na Bélgica com certeza;
×
×
  • Criar Novo...