Ir para conteúdo

willymenezes

Membros
  • Total de itens

    6
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

4 Neutra

Outras informações

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Também gostaria de saber Gastamos em média 850,00 (casal) mas é possível economizar mais. Vai depender da qualidade e passeios escolhidos.
  2. Olá, naftbr. Saímos de São Luís e fomos pela estrada de Barra do Corda. Sinceramente a maior parte da estrada está boa. Ficamos felizes por isso!
  3. Carolina e Riachão (Chapada das Mesas) - MA em 2 dias (janeiro 2017) Olá pessoal, serei bem breve e direto. Nesta postagem vocês encontrarão informações sobre os locais citados acima na questão de dicas de passeios, transporte, hospedagem, alimentação e valores para 2 dias. Aqui temos um vídeo resumo da nossa viagem de férias e um dos destinos é deste relato: 1. Carolina - MA Transporte: Eu e minha esposa fomos de carro. A cidade fica aproximadamente a 860 km de São Luís, mas você pode ir de ônibus a partir de São Luís e outras cidades. Ou seguir de trem, saindo de São Luís, até Açailândia, que fica 280 km de Carolina, e pegar um ônibus depois. Hospedagem: Chegamos à noite na cidade de Carolina/MA e nos hospedamos no Novo Hotel, que fica na entrada da cidade. Como foi eu e minha esposa ficamos por 3 dias (saímos no terceiro pela manhã) e diária custou R$ 100,00, com um café da manhã considerado (+ Wi-Fi e ar condicionado). Eles têm alguns contatos também com o pessoal de agências que fazem os passeios. Mas como estávamos de carro próprio, fizemos nosso roteiro. COMPLEXO TURÍSTICO PEDRA CAÍDA No primeiro dia fomos visitar algumas cachoeiras que ficam no Completo Turístico Pedra Caída, a 30 km em média de Carolina (Fica na BR-010, quem vai de Estreito para Carolina). O complexo abre a partir das 8h, porém, os passeios iniciam apenas a partir das 9h. Algumas cachoeiras conhecidas na região ficam lá dentro e você precisa pagar o valor de R$ 50,00 para ter acesso ao complexo, que lhe dá direito à estacionamento, piscinas artificiais e naturais, banheiros e um ambiente de apoio. Dentro do complexo também possui um restaurante e pagamos aproximadamente R$ 65 em um prato excelente super servido para dois. Importante lembrar ESTUDANTE PAGA MEIA apenas na entrada do complexo. Lá dentro você recebe uma pulseira que vai contabilizar todos os seus gastos durante sua estadia no local e você paga na sua saída. Eles aceitam cartão de crédito e débito também. Cachoeiras Estando lá dentro você escolhe as cachoeiras que deseja visitar. Cada cachoeira tem um valor a ser pago e você é acompanhado por um guia durante o percurso até as cachoeiras. Para isso, você precisa agendar lá na “sala dos guias” qual cachoeira e qual horário, mas isso é bem tranquilo. No período que fomos tinham apenas 4 cachoeiras disponíveis e fomos nas 2 principais, na verdade, nas 3 principais, pois duas delas estão dentro do mesmo passeio. Cachoeira Santuário Essa é uma das mais famosas da região, possui altura de aproximadamente 46 metros e fica em um local envolto pelos cânions, que dá uma sensação maravilhosa. E o que mais chamou atenção é a força do vento, pois os paredões funcionam como uma entrada de vento, que desce muito forte e balança a água da área inferior da cachoeira. É realmente fantástico! Nesta pagamos R$ 25,00 por pessoa e o acesso é caminhando pelas trilhas com o guia, algo bem tranquilo. Ponte Pênsil No retorno da cachoeira Santuário o guia nos levou para conhecer a ponte pênsil, que á uma atração do local. É bem legal e vale a pena, pois tem uma visão privilegiada de cima dela, além da emoção que é passar por ela e poder senti-la balançar. Não sei quantos metros ela possui, mas é alta o suficiente para dar adrenalina. Cachoeira do Capelão e Caverna No horário agendado seguimos para elas. São duas cachoeiras em um mesmo passeio. Nesta precisamos pegar um carro que já está incluso no valor que você paga para visitar as duas, que é R$ 40,00. A cachoeira do capelão é bem tranquila, dá para tomar banho a vontade, é realmente fundo no local e água limpa. Lá tivemos um tempo de parada que deu para aproveitar bastante. Depois seguimos para a cachoeira da caverna, que na minha opinião é melhor. Ela é um pouco maior além de possuir o formato de uma caverna em seu acesso também é possível entrar atrás da queda d’água. É realmente fantástico. Tirolesa No período da tarde fiz a tirolesa. É uma oportunidade que vale a pena. Eu paguei R$ 80,00 pela descida na tirolesa que, pelo que falam, é a segunda maior da América Latina, com 1.400 metros, tinha uma de 1.200 metros também. A vista é maravilhosa lá de cima, mas você tem duas opções para subir (1) pelo teleférico pagando R$ 50,00 e pode desfrutar da vista maravilhosa, porém, demora 30 minutos em média para subir e pode ficar enjoativo ou (2) subir caminhando pela trilha e escadas, eu não sei quanto tempo demora, pois escolhi a primeira por conta do tempo e cansaço. Lembrando que a Tirolesa fica dentro do completo de Pedra Caída. PORTAL DA CHAPADA É um local maravilhoso com uma vista sensacional. Este local fica fora do Complexo Pedra Caída. Por isso, resolvemos sair de lá de tardezinha e ir até o Portal da Chapada, que fica em média 17km saindo do Complexo indo em direção a Carolina. O acesso não é visível a todos e nem tem alguma placa, por isso, alguns acabam não encontrando, mas pegamos instrução com o próprio pessoal do complexo e com moradores em um barzinho no meio da estrada, após pegar por 3 vezes caminhos errados. Nós deixamos o carro bem próximo da BR mesmo, tem apenas um local com uma árvore para parar com uma entrada de madeira. Depois disso, fizemos uma caminhada de uns 20 minutos. O acesso não é difícil, apenas é um pouco cansativo, pois a maior parte é de areia (subida) mas a vista recompensa. 2. Riachão – MA COMPLEXO DO POÇO AZUL No segundo dia fomos cedo para Riachão, uma cidade que fica em média 130 km de Carolina. Nós seguimos pela BR que estava bem cuidada e já em Riachão andamos uns 17 km de terra, sem asfalto, até chegar no complexo. Este complexo possui algumas outras cachoeiras, dentre elas, a principal, que é o Poço Azul. Além dela tem também a de Santa Bárbara, Cachoeira dos Namorados e umas que não lembro o nome, mas estas são as principais. Para entrar pagamos R$ 20,00 pois estávamos com CARTEIRA DE ESTUDANTE, mas o valor normal é R$ 40,00 e você tem acesso, sem pagar nada além, à todas as cachoeiras. Neste complexo não precisamos de guia para ir às cachoeiras, pois tem as placas e seguimos direto para as cachoeiras que escolhemos. Ah, neste complexo é possível também almoçar, pois eles oferecem. No dia que estávamos foi self-service, deu em média R$ 23,00 o prato, mas caso não tenha muita gente no complexo, eles servem à la carte. Poço Azul É a principal atração do local e realmente um dos locais mais lindos que já vi na vida. O poço não é gelado, pelo menos no período que fomos. E além disso ele tem uma nascente própria, não é de outra cachoeira. A água é meio azul e esverdeada cristalina, dependendo também da estação, mas de toda forma é algo realmente maravilhoso. A profundidade passa de 5 metros e encontramos alguns peixinhos por lá. É O MELHOR LOCAL DE TODOS DOS DOIS COMPLEXOS, portanto, vale a pena gastar tempo ali. Tem outras cachoeiras no complexo, mas infelizmente não visitamos. ENCANTO AZUL Esse local é fora do Complexo Poço Azul. Fica 6km depois e você pode ir de carro próprio, caso tenha um carro grande ou 4x4, ou pode pagar pelo transporte. Nós acertamos lá mesmo no Complexo Poço Azul e combinamos um horário, então nos levaram em um 4x4 até o Encanto Azul (pagamos R$ 20,00 pelo transporte). Chegando lá combinamos o horário de retorno e pagamos o valor de R$ 10,00 para ter acesso ao local, mas isso por que estávamos com CARTEIRA DE ESTUDANTE, pois o valor normal é R$ 20,00. Chegando no local ficamos impressionados. A água é realmente azul e também é bem fundo. É muito legal o efeito que o reflexo da água causa nas paredes do local. A água ali é mais fria e não tem peixes como no Poço Azul. Mas de toda forma é também uma oportunidade de apreciar um dos locais mais lindos da região. Alimentação: Na primeira noite resolvemos comer um churrasquinho na cidade e pagamos por volta de R$ 30,00 com refrigerante para duas pessoas. No Complexo Pedra Caída comemos super bem e pagamos R$ 65,00 em média para duas pessoas. Na outra noite comemos um lanche na praça, próximo à balsa que atravessa para o Tocantins. E na última noite comemos no restaurante “Quero +” que fica na beira do rio que divide Maranhão e Tocantins, o local é sensacional e o preço bem legal. Confiram na foto: Dicas: Programe-se para chegar no completo logo cedo para dar tempo de você agendar os passeios e aproveitar as piscinas naturais e artificial. Já que você vai pagar os R$ 50,00 ou R$ 25,00 para entrar, desfrute o máximo possível do local e do que ele oferece. Existe uma balsa que atravessa de Carolina para Tocantins. Isso pode ser útil para você e foi muito para gente, para não ter que voltar para Estreito. Então depois de uns 20 minutos, ou menos na Balsa, chegamos no Tocantins e pagamos se não me encano R$ 25,25 para atravessar (carro, eu e minha esposa incluso). Este é o vídeo resumo das nossas férias: Qualquer dúvida, estou à disposição!
  4. Olá pessoal! Esta é uma postagem para dois dias em Barreirinhas, baseado em minha última viagem para lá. Não que seja suficiente para aproveitar tudo, mas as duas principais atrações podem ser encaixadas em uma programação como essa. Caso você planeje passar mais tempo, é possível encontrar tantos outros pontos e planos para realizar em Barreirinhas. Serei bem breve e direto. Nesta postagem vocês encontrarão: informações sobre dicas de passeios, transporte, hospedagem, alimentação e valores. E aqui abaixo já lhe mostro um vídeo resumo da nossa viagem de férias. Um dos destinos que aparecem no vídeo é o que gerou este relato: Transporte: Eu e minha esposa fomos de carro (é possível também alugar em São Luís). A cidade, que se chama Barreirinhas fica aproximadamente a 260 km de São Luís. É possível ir ir de ônibus, tendo saída todos os dias a partir da Rodoviária de São Luís e de retorno para São Luís também. Você paga em média R$ 32,00 cada trajeto. A viagem pode durar até 4h (tendo paradas regulares em algumas cidades). Eu recomendo. Você gasta pouco e fica despreocupado! Hospedagem: Chegamos pela manhã na cidade de Barreirinhas/MA e nos hospedamos na Pousada Belo Horizonte. Como foi eu e minha esposa ficamos 2 dias e 1 noite e pagamos 1 diária que custou R$ 120,00. De lá (do hotel) já agendamos o primeiro passeio para a tarde do mesmo dia e para a manhã seguinte. Geralmente os hotéis possuem parcerias com as agências que promovem os passeios. Além disso, você pode encontrar hotéis mais sofisticados lá. Depende do que você espera e do quanto pretende gastar. Alimentação na cidade (Barreirinhas) : Encontramos restaurante que servia pela média de R$ 60,00 o prato para 2 pessoas. A noite preferimos uma pizza, que saiu em média R$ 30,00. Tem opção de Subway e demais restaurantes que podem variar bastante. Mas você pode economizar sim ou buscar pratos mais completos! Passeio 1: Na primeira tarde fomos visitar os lençóis maranhenses. O custo médio é de R$ 70,00 por pessoa, podendo variar para mais ou para menos dependendo do período, mas não pague muito além disso. Por volta das 14h a Toyota (Bandeirantes) nos buscou no hotel onde estávamos hospedados (como disse, agendamos direto com o pessoal do hotel que tem convênio com a agência que faz os passeios). Geralmente a agência fecha um grupo de até 12 pessoas, ou pode ser o caso de ir bem menos, como já ocorreu comigo. Depois do começo do trajeto, eles fazem uma pequena parada para você comprar água (que é importante) e então segue viagem, após atravessar na Balsa o Rio Preguiças. Então depois de uns 40 minutos de pura emoção nas trilhas chegamos aos lençóis. E ficamos aproveitando até por volta das 17h30. Há períodos que o pôr-do-sol fica fantástico de lá. Lembre-se de neste percusso levar protetor solar, água, e a menor quantidade de itens pessoais. Trajeto: Essa é uma das possíveis vistas: Passeio 2 com 3 paradas: Na manhã seguinte saímos por volta de 8h20 para o segundo passeio. Embarcamos na lancha até os "Pequenos Lençóis", o trajeto dura em média 40 min a 1hora, mas é fascinante poder navegar no rio preguiças e contemplar a natureza. Além disso o fato de que você sai da água doce, do rio, e passa pelo encontro com a água salgada, do mar. Lembrando que você divide a lancha com outras pessoas que também compraram o serviço com a agência. A quantidade pode variar a depender do tipo de lancha e da procura pelo passeio. Primeira parada: Nesta primeira parada você pode interagir com os macaquinhos, dar banana para eles (eles vendem no local), tirar fotos e tudo mais. Dependendo do período um repelente pode ser importante. E além disso você também pode desfrutar de uma área de dunas, que é chamada de Pequenos Lençóis. Depois disso, seguimos para... Segunda parada que foi no Farol do Mandacaru, este local é uma comunidade de pescadores. De cima do farol você tem uma vista privilegiada da região, mas precisa subir (se não me engano) 160 degraus. Vale a pena! Ah, nesse ponto é muito importante descer calçado, pois dependendo do horário a areia pode estar MUUUUITO QUENTE (quase queimei os pés da última vez). Depois disso fomos para... Terceira parada que foi no local chamado Caburé. Você chega geralmente no horário do almoço e neste local tem alguns restaurantes com a média de R$ 70,00 a porção para 2 pessoas, sem bebida. Enquanto você faz o pedido do almoço, pode aproveitar um pouco a praia que fica a poucos metros do local, pois esta região é onde o Rio Preguiças desemboca no mar. Depois do almoço é praticamente irresistível um descanso nas redes maravilhosas em baixo da coberta de palha que os restaurantes oferecem. O retorno é geralmente por volta das 15h (mas depende bastante do grupo) e leva o mesmo tempo. Todos os três passeios acima foram de lancha, então o período em cada local era em média 40 minutos, somente no último que demorou mais tempo, pois era almoço e descanso. A média deste passeio com as 3 paradas é em torno de R$ 70,00 também. Não pague muito além disso. Ah, nesta terceira parada você pode dar uma volta de quadriciclo pagando em média R$ 50,00 por 30 minutos. DICAS IMPORTANTES: Você precisa observar o período que deseja ir. Uma boa dica é ir a partir de abril/maio até meados de agosto, pois provavelmente todas as lagoas estarão cheias por causa da chuva (recomento uma breve busca no google referente ao ano/período). Se for em um período que não têm chuvas você poderá aproveitar os lençóis, mas as principais e mais lindas lagoas estarão secas. Geralmente no período que as chuvas cessam e quando as lagoas secam, uma ou duas permanecem cheias, porém, o fluxo de turistas nela é imenso. Se você tiver possibilidade, escolha um mês apropriado. GESTANTES: A trilha até os lençóis é bem agitada e balança MUITO, portanto, pode ser arriscado. Se você pretende passar mais tempo pode buscar por outros passeios terrestres (trilhas, quadriciclos, bares, restaurantes, casa de farinha), aquáticos (banhos, lanchas e barcos) e até mesmo aéreo (monomotor e helicóptero) É isso, qualquer dúvida estou à disposição por aqui ou no: [email protected] Abaixo fotos do PONTO que mais sou apaixonado em Barreirinhas (no Tapúio): E OUTRAS FOTOS:
×
×
  • Criar Novo...