Ir para conteúdo

Robson Dombrosky

Membros
  • Total de itens

    142
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que Robson Dombrosky postou

  1. Keila, dá uma olhada aqui nesse post, que falo um pouco sobre detalhes técnicos da viagem e a experiência de dirigir no México: http://www.viajenaimagem.com/2013/06/mexico-ficha-tecnica-da-viagem.html Quanto a estacionar, apenas evite usar o carro na Cidade do México, nas cidades menores geralmente é tranquilo estacionar na frente do hostel, mas por via das dúvidas tente reservar de antemão as hospedagens, questionando por email se eles possuem lugar pra deixar o carro. Foi o que fiz.
  2. Penso ser meados de abril - maio. O clima é seco, os dias são ensolarados e ainda não esta tão frio
  3. Bruna, não faz sentido levar colchão, mas sim um isolante térmico que, apesar de volumoso, dependendo do tipo e do material pode pesar menos de 200 gramas. Para o travesseiro você usa suas roupas dobradas, leva apenas uma fronha e coloca algumas blusas lá dentro. Barraca sugiro algo como essa aqui: http://www.azteq.com.br/barracas/barraca-mini-pack/ Tenho uma, pesa menos de 2 kg e é de excelente qualidade, mas é para uma pessoa apenas, ou duas se tiverem bastante intimidade Uma mochila de 40 litros pode servir, mas vai ficar justo, terá que otimizar bem sua bagagem e pendurar algumas coisas como isolante e barraca do lado de fora.
  4. Bem, seu questionamento é um tanto genérico, acho que seria mais interessante se vocês fizessem algumas pesquisas prévias para ter uma ideia de que tipos de lugares e atrações vocês querem visitar. Tempos atrás escrevi um artigo com dicas e um passo-a-passo para elaboração de um roteiro de viagem, dá uma olhada, acho que poderá te dar uma luz: Como fazer um roteiro de viagem
  5. Acho que dá na mesma, o que vai fazer um ou outro ficar mais bonito é a posição do sol em relação às encostas da serra. Com o Google Earth dá pra simular isso. Aqui neste tópico tem algumas fotos que fiz do passeio: de-curitiba-a-morretes-no-trem-da-serra-verde-express-t85168.html
  6. A cerca de 50 km ao sul de Florianópolis encontraremos duas joias do litoral sul: a Praia da Pinheira e a Guarda do Embaú. São praias famosas, mas nem todo mundo conhece a trilha que liga as duas percorrendo um trajeto de grande beleza e quase sem sinais de interferência humana. Trilha da Praia da Pinheira à Guarda do Embaú - SC O ponto de partida dessa trilha em meio a lindos costões que se projetam sobre o mar azul é a Praia de Cima, uma espécie de "subdivisão" da Pinheira. A partir de lá se inicia a trilha pelo morro localizado junto à Ponta das Andorinhas, seguindo então rumo à pequena praia do Maço. Logo adiante, uma vista panorâmica da minúscula Praia do Maço, em meio ao Vale da Utopia. Apesar do tamanho reduzido, não perde em nada para as outras no quesito beleza. A caminhada pela trilha é fácil na maior parte do tempo. Apenas vale lembrar que alguns pontos do caminho podem ser perigosos, dependendo de quão próximo dos costões você queira chegar. Lá pelas tantas já se pode avistar a Prainha, uma das visões mais belas nestas redondezas. A praia deserta é cercada por morros com mata atlântica nativa, dunas brancas e costões. Depois de atravessar a Prainha e transpor seu costão sul, já é possível avistar a Guarda do Embaú. Uma particularidade desta praia é o fato de ser separada da terra firme por um pequeno rio, cuja travessia pode ser feita com apoio de barqueiros, ou a nado, caso você seja bom nisso. E assim chegamos ao ponto final da caminhada! Para quem tiver partido de manhã da Pinheira, uma boa pedida é almoçar um delicioso filé de peixe na vila da praia É isso aí pessoal, espero que tenham gostado desta sugestão de passeio nos arredores de Floripa. E esperamos que todas essas belezas possam permanecer preservadas para sempre.
  7. Percebi que já existem alguns relatos sobre o passeio de trem que desce de Curitiba a Morretes aqui neste tópico. De qualquer forma, gostaria de deixar aqui minha contribuição com algumas fotos que tirei deste belo passeio, pois imagino que vá inspirar mais gente a realizá-lo! De Curitiba a Morretes no trem da Serra Verde Express O trem da Serra Verde Express desce da capital paranaense rumo a Paranaguá, em 110 quilômetros de viagem pela maior área preservada de Mata Atlântica do Brasil, em uma ferrovia com 130 anos de história. Aí está uma amostra do que é este passeio de trem: A pequena e bucólica cidade de Morretes costuma ser o destino do dia para a maioria das pessoas que realizam o passeio: Uma coisa que gostei muito nesse trem é a possibilidade de viajar com as janelas abertas, pois favorece o contato com a natureza da Serra do Mar: Ao longo da ferrovia, são muitos os túneis e pontes, algumas consideradas verdadeiras obras de arte da Engenharia, como esta por exemplo: Aliás, ao longo do percurso também é possível encontrar muitas casas abandonadas. Algumas eram antigas vilas ferroviárias, outras são tudo o que restou de antigas estações desativadas: Além do passeio de trem, outra atração turística da região é o famoso prato típico do litoral paranaense, conhecido como "Barreado", basicamente de uma porção de carne cozida por muitas horas dentro de uma panela de barro com tampas vedadas para que o vapor fique retido lá dentro. O tempo de cozimento é longo o suficiente para que a carne se desfaça por completo, resultando em um caldo espesso e muito saboroso: Já o retorno para Curitiba pode ser feito com um ônibus da Viação Graciosa, que possui uma linha turística que sobe pela "estrada da Graciosa", uma antiga estrada que teve origem na antiga rota de tropeiros da região: Este é um programa para um dia inteiro, uma ótima ideia de "escapada" a partir de Curitiba, onde a maior parte dos visitantes opta por descer a serra de trem, almoçar um Barreado em Morretes, passear pela cidade e depois voltar para Curitiba com o ônibus da Viação Graciosa. Também existe a opção de realizar o mesmo passeio no sentido oposto, descendo a serra de ônibus e subindo com o trem, ou ainda fazer os dois trechos de trem, apesar desta opção ser mais cara e mais demorada.
  8. Jujujunqueira, não sei exatamente quanto tempo você terá disponível em Copacabana, mas a vantagem de chegar na véspera ao passeio na Ilha do Sol é que assim você terá a oportunidade de subir o Cerro Calvário e assistir ao pôr-do-sol sobre o Lago Titicada lá de cima. Foi exatamente isso que fiz quando viajei à Bolívia com minha esposa, olha só a foto de Copacabana que tirei lá de cima: Se quiser conferir as fotos e o nosso roteiro por Copacabana e a Ilha do Sol, pode dar uma olhada aqui: BOLÍVIA: LAGO TITICACA E ILHA DO SOL. Aliás, também fizemos o downhill de bicicleta pela estrada da morte!
  9. Antônio, essa quantia deve dar tranquilo para uma viagem de 15 dias para você e e sua esposa, principalmente se vocês não pretendem ficar em hotéis caros. Nesse sentido, aproveito para recomendar que pesquise as opções de hospedagem em cada cidade, mesmo que não chegue a fazer as reservas, pois isso vai te poupar tempo durante a viagem, evitando que perca tempo procurando onde dormir. Uma boa opção para fazer isso é o site hostelworld.com. Aliás, sugiro que dê uma lida nesse artigo: 15 DICAS PARA VIAJAR BEM E BARATO que tem dicas bem legais.
  10. Eduardo, fiz uma viagem ao Atacama de moto e se quiser posso te dar dicas (quanto ao aluguel do carro não sei dizer, melhor ver direto com as cias), mas é fica mais fácil se você tiver dúvidas específicas. Se quiser, dá uma olhada no video e nas fotos dessa viagem: VIAGEM DE MOTO AO DESERTO DO ATACAMA NO CHILE
  11. Acho que você não terá dificuldades em ir de Copacabana a Arequipa em um dia. Já conhece a companhia Peruana Cruz del Sur? Verifiquei que eles têm uma partida as 15h no dia 09/10 de Puno para Arequipa (inclusive dá para comprar on line, com marcação de assentos), então deve dar tempo de vocês saírem pela manhã de Copacabana e chegarem em Puno (acredito que deva ter bastante ônibus fazendo essa linha).
  12. Oi Bia. Não sei se você já viu um post meu sobre o México aqui no fórum, foi o destino da minha viagem de lua-de-mel. Eu e minha esposa percorremos metado do país em 3 semanas, boa parte com um carro alugado na Cidade do México. Isso foi ótimo para conhecermos esses lugares mais inusitados e menos turísticos a que você se refere. Aqui está a imagem do nosso itinerário: Quanto às festas do Dia de Los Muertos não tem erro, vá para Oaxaca. Inclusive a cidade foi um dos lugares que mais gostamos, tem muitas atrações interessantes na cidade em si e nos arredores também: OAXACA, UMA JOIA COLONIAL MEXICANA
  13. Oi Valentim. Há um tempo atrás fiz uma viagem de carro pelo nordeste com minha esposa. Voamos até Recife e alugamos um carro, com o qual rodamos 4.000 km por terras nordestinas, passando por quase todos esses lugares que está nos seus planos. Este é o mapa do roteiro que fizemos em 3 semanas: Recomendo dar uma lida no relato e nas fotos dessa nossa viagem, acho que vai te inspirar bastante: VIAGEM DE CARRO PELO NORDESTE Depos, se tiver alguma dúvida específica é só perguntar!
  14. Oi Daniela. Infelizmente acabei não anotando o nome dos lugares onde dormimos, mas tirando poucas exceções, ficamos sempre em lugares que encontrei pelo site www.hostelworld.com, que aprasenta bastante opções para a maioria das cidades com interesse turístico. De qualquer forma, se quiser tratar de alguma cidade em específico é só perguntar que, na medida do possível, tento responder.
  15. A vantagem de Santa Cruz é que a Gol voa pra lá, então as chances de promoções são maiores. Mas por outro lado, não há muito para fazer lá, então você terá que pegar outro voo ou busão para La Paz
  16. Mauro, mas e no meu caso, que comprei uma câmera usada e veio sem nota do dono antigo? Como vou viajar com ela?
  17. Eu se fosse vc pesquisaria passagens aéreas de SP para alguma cidade nesses países e depois, lá dentro, aí sim viajaria de ônibus. Tem muita promoção por aí, especialmente saindo de SP, onde vc consegue voos diretos e baratos (as vezes mesmo preço de onibus) para muitos destinos. E além do mais te economiza um baita tempo de deslocamento.
  18. Recentemente a Receita Federal alterou algumas regras e pelo que sei nem tem mais como declarar esses bens na saída do Brasil. Com as novas regras, o turista que comprar no exterior produtos eletrônicos, como máquina fotográfica, telefone celular ou MP3, não precisará mais declará-los à Receita Federal ao retornar ao País. Esses itens passam a ser considerados bens de uso pessoal e não entram na cota limite de US$ 500 livres de impostos (US$ 500 se for viagem terrestre). O benefício vale apenas para uma unidade de cada produto, que deve ser usado durante a viagem e estar fora da embalagem original. A medida, no entanto, não contempla filmadoras, notebooks e video games, que entram na cota de importação. Então, no seu caso, comprando apenas as lentes acho que consegue a liberação, mas traga elas fora da caixa, já como parte do seu kit de fotografia. Quanto ao tripé, só acho que vale a pena levar se for muito leve, ou se esteja querendo tirar muitas fotos onde seu uso é essencial. Caso contrário eu não levaria em uma viagem do tipo Mochilão.
  19. Pessoal, vou colocar aqui um material que imagino vá ser bem útil para quem estiver montando um roteiro de viagem. Há um tempo atrás publiquei por aqui um relato fotográfico de uma viagem ao México que fiz com minha esposa. Pois bem, depois disso, reuni em um único artigo, todas as informações práticas daquela viagem, muito úteis para que estiver planejando uma viagem semelhante. O texto completo está aqui: México - ficha técnica da viagem. Vejam, por exemplo, estas planilhas que montei: O Roteiro da Viagem: Neste quadro consta o roteiro completo desta nossa viagem ao México, planejado e montado de forma totalmente independente, a partir de muita pesquisa e leitura na internet (principalmente aqui no Mochileiros ) e guias de viagem (clique aqui para ver as planilhas em tamanho maior). Os Gastos da Viagem Já no quadro a seguir são apresentados todos os gastos dessa nossa viagem ao México, separados dia-a-dia e ordenados por categoria. Outros temas que abordo no artigo:Dirigir no México, que dinheiro levar, segurança, etc É isso aí, deem uma espiada pelo link que deixei lá em cima e qualquer dúvida estou a disposição!
  20. Para poupar tempo recomendo ir de avião. Eu fui com a companhia boliviana Aerosur e os preços não eram muito elevados.
  21. Depois de assistirmos ao nascer do sol em Tulum, partimos costeando o mar do Caribe na região de Riviera Maya, no noroeste da península de Yucatán, um dos grandes destaques turísticos do país, cheia de resorts e hotéis de luxo. Dirigimos primeiramente até a cidade de Playa del Carmen, que em termos de badalação, parece só perder mesmo para Cancun. Todas as Imagens: Cancun e Caribe O INCONFUNDÍVEL MAR DO CARIBE, CUJO PRINCIPAL DESTAQUE É A SUPER BADALADA CANCUN A NÃO MENOS BADALADA CIDADE DE PLAYA DEL CARMEN PUERTO MORELOS, UM DOS MELHORES LUGARES PARA UM MERGULHO JUNTO À SEGUNDA MAIOR BARREIRA DE CORAIS DO MUNDO. A ORLA DE CANCUN
  22. Que eu saiba as únicas taxas que você paga para sair de um país é a taxa aeroportuária de embarque (se for de avião) e para entrar no outro, a taxa de emissão do visto - se houver essa exigência.
  23. Breda, dá uma olhada neste tópico, parece que existe sim a possibilidade de cruzar fronteira com o carro Alugado: http://www.mochileiros.com/sobre-aluguel-de-carro-na-argentina-e-cruzar-para-o-chile-t36183.html Mas não se esqueçam que vocês terão que retornar a Mendoza para a devolução, neste caso, recomendo fazer um trajeto circular voltando por outro caminho.
  24. Nathalia, dá uma boa lida nos roteiros, dicas e relatos de viagem já publicados aqui no forum, que certamente irão te ajudar a montar o roteiro de vocês. Está tudo bem organizado por países e tem bastante material interessante e muito útil para o planejamento da sua viagem.
×
×
  • Criar Novo...