Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Davi Leichsenring

Membros
  • Total de itens

    530
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

19 Boa

Outras informações

  • Lugares que já visitei
    Alemanha, Áustria, Bélgica, Espanha, França, Holanda, Hungria, Inglaterra, Irlanda, Irlanda do Norte, Itália, Liechtenstein, Luxemburgo, Mônaco, Portugal, Rep. Checa, Suíça, Vaticano

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Davi Leichsenring

    Planejamento volta ao mundo 'rápida' sem pegar avião

    Itinerários (vou postando aos poucos e editando o post) Saída: Segunda-feira 25 de Março (data apenas para saber itinerários reais) 25-03 . Londres (d1 - 06:47) -> Berlin (d1 - 17:27) - 100 euros 25-03 . Berlin (d1 19:24) -> Moscou (d2 - 20:08) - 300 euros 26-03 . Moscou (d2 - 23:45) -> Pequim (d8 - 11:40) - 644 euros (o trem sai semanalmente as terças feiras) 01-04 . Pequim (d8) ---- em pesquisa Chegada: Terça-feira 23 de Abril
  2. Davi Leichsenring

    Planejamento volta ao mundo 'rápida' sem pegar avião

    Acabei achando um cargueiro que sai de Busan (Coreia) e vai para Seattle num trajeto de 10 dias. Ou seja, teoricamente é possível. Cargueiros possuem algumas cabinas que podem ser feitas reservas, igual a um hotel, que lhe dá direito a um quarto e refeições. Sabendo que em teoria é possível, seria esse o roteiro: Londres -> Moscou | 2d Moscou -> Pequim | 6d Pequim -> Busan | 1d Busan -> Seattle | 10 dias Seattle -> Nova York | 2 dias Nova York -> Londres | 6 dias Total | 28 dias Agora vem a parte mais 'prática', descobrir horários de saída chegada de cada trajeto, para ver se é possível sair de um meio de transporte e chegar em outro no mesmo dia. Como se tem 2 dias 'sobrando', então se tem uma margem de espera. Vou pesquisar sobre itinerários e posto no próximo post.
  3. Davi Leichsenring

    Planejamento volta ao mundo 'rápida' sem pegar avião

    Descobri que é teoricamente possível fazer o trajeto Rússa -> Vanvouver em 9 dias, agora já não se se é na prática. Tem um Ferry que sai do Japão, passa numa ilha na Rússia e vai pro Canadá. Ele chega nessa ilha russa no sexto dia da viagem, chega em Vancouver no décimo quarto, ou seja, 8 dias de viagem. Porém, dois problemas. Uma é uma ilha militar + pesqueiro. Não tem trajeto comercial entre o continente e a ilha, em geral se faz de avião. O segundo é que não sei se é possível embarcar no meio do Cruzeiro. Então a opção é procurar por navios cargueiros que passam por essa região, que quase sempre eles possuem uma cabine em que você pode alugar, como um hotel, com quarto e comida inclusa.
  4. Davi Leichsenring

    Holanda, Chile ou Cuba em Fevereiro 2019?

    Todos os 3. A razão é que pessoas diferentes gostam de coisas diferentes. No caso, você precisa decidir o que mais lhe interessa, pois cada destino tem uma pega diferente. Se gosta de montanhas, neve e esqui, Chile. Se gosta de viagem histórica ou conhecer lugares diferente do 'normal', Cuba. Se gosta de história e organização, Holanda.
  5. Davi Leichsenring

    Planejamento volta ao mundo 'rápida' sem pegar avião

    Resolvi montar dois roteiros, um para 30 dias e outro para 60. Talvez seja possível realmente fazer em 30 dias, mas para isso preciso pesquisar bastante um melhor roteiro para viajar entre Russia e EUA/Canadá, que é a parte que mais demora. Vi que é mais fácil começar em Londres, pois necessariamente terei que desembarcar em Southampton (litoral sul da Inglaterra), então já deixo o ponto inicial/final perto. Os pontos seriam Londres (2d) -> Moscow (6d)-> Leste asiático -> (Nd) Vancouver (2d)-> Nova York (6d)-> Southampton (2h)-> Londres Total 18 dias, sem contar o trajeto entre Leste da Ásia a Vancouver, ou seja, devo fazer em 12 dias no máximo. O Cruzeiro que sai de Tókio e vai Vancouver demora 14 dias de trajeto, então tenho qeu procurar uma alternativa. Ainda não estou levando em conta o horário real de saída/chegada de cada trajeto.
  6. Bom, acho que fica um caso de menos bom que tirar um 'ruim'. Não tem muita solução de conseguir um roteiro 'melhor posssível', eu tiraria na moeda em qual roteiro manter :p. Dê uma procurada por fotos a cidade no Google Images, vê a que menos lhe interessa e tira.
  7. @Roberto Arantes Na minha opinião, Berlim é a cidade que tem menos a oferecer. E, acho que ficaria melhor tirando uma delas, porque dá chance de um aproveitamento maior na viagem.
  8. Davi Leichsenring

    Planejamento volta ao mundo 'rápida' sem pegar avião

    @lobo_solitário Estou amadurecendo a ideia, uma é fazer no menor tempo possível, que, apesar de parecer muitos locais para pouco tempo, acabo que boa parte passarei dentro de um trem ou barco (por exemplo, Moscou a Pequim sáo 6 dias dentro do trem, e as atravessias dos oceanos). O outro plano é fazer um pouco mais com calma, mas que não supere 60 dias.
  9. Davi Leichsenring

    Planejamento volta ao mundo 'rápida' sem pegar avião

    Bom, você pegou o espírito da coisa . Acho que vou pesquisar mesmo para fazer 30 dias, (que é o tempo de minhas férias). Vou descobrir um roteiro de conseguir isso.
  10. Na minha opinião, acho que são muitos destinos para pouco tempo. Londres e Paris são cidades grandíssimas com muita coisa interessante para ver, eu ficaria ao menos 5 dias completos em cada. Sobre Milão, a cidade não tem quase nada para ver que não se encontre melhor em qualquer outra cidade na Itália, eu diria que de interessante é o Duomo e a Galeria Vittorio Emanuele, e só, caso seu interesse for apenas turismo comum.
  11. Davi Leichsenring

    Planejamento volta ao mundo 'rápida' sem pegar avião

    Oi NataNL, agradeço a sua dica. Um detalhe sobre o roteiro, os dias que eu anotei ali em cima não seria de estadia, mas o quanto tempo demora uma viagem de trem/barco. (eu anotei apenas o tempo de demora, contando 0 (zero) dias de estadia no lugar) O roteiro em si não é bem conhecer os locais, mas é mais para um desafio de dar uma volta em 40 dias. Talvez a ideia original seja um pouco perca de tempo, mas por enquanto me parece um desafio a vencer. Pode ser que eu mude de planos para ficar mais tempo. Tenho passaporte italiano, com isso ajuda os vistos no Japão, Canadá e EUA, que ficam mais fáceis. No caso de Milão, eu moro aqui.
  12. Davi Leichsenring

    Planejamento volta ao mundo 'rápida' sem pegar avião

    Pendurou-se-me uma idéia no trapézio que eu tinha no cérebro. Uma vez pendurada, entrou a bracejar, a pernear, a fazer as mais arrojadas cabriolas de volantim, que é possível crer. Eu deixei-me estar a contemplá-la. Súbito, deu um grande salto, estendeu os braços e as pernas, até tomar a forma de um X: decifra-me ou devoro-te. (Machado de Assis) Fez isso apoiando-se no famoso livro de Julio Verne, Volta ao mundo em 80 dias. Na época em que ele escreveu o livro, não existia aviões para viagens aéreas, apenas balões. No romance, o personagem fez uma aposta que poderia dar uma volta ao mundo em apenas 80 dias (daí o nome do livro), e que para a época parecia ser impossível. Porém, nos dias de hoje é claro que em menos de 2 dias, de avião, é possível fazer essa não tão façanha. Mas, me pergunto, em quantos dias é possível fazer isso sem pegar avião? Deixando um pouco de romantismo de lado, mas com a ideia ainda pendurada, estou começando a fazer um plano para isso. A ideia não é visitar o maior número de países possíveis, mas é apenas ir e chegar. o caminho a percorrer já está meio planejado, mas como ainda é um esboço, escrito em lápis, compartilho aqui, sem muito cuidado. Moro a 40 minutos de Milão, então o ponto de partida será minha casa, e o retorno também, de Milão, sigo para Moscou de trem, de lá pego o transiberiano que passa pela Mongólia com destino a Pequim, depois sigo rumo ao mar, pegando um ferry até Coréia do Sul, atravesso, pego outro ferry até Japão. Em Tóquio, pego um cruzeiro até Vancouver, de lá atravesso os Estados Unidos chegando a Nova York, faço o caminho inverso do Titanic ( e sem afundar, espero) até Inglaterra, depois sigo ao sul retornando ao ponto de partida. Teoricamente, apenas contando o número de dias de viagem de cada trecho, me dá um total de 34 dias. Milão -> Moscou: 2 dias Moscow -> Pequim: 6 dias Pequim -> Coréia: 1 dia Coréia -> Japão: 1 dia Japão -> Vancouver: 14 dias Vancouver -> New York: 3 dias New York -> Southampton: 6 dias Southampton -> Milão: 1 dia Então, meu desafio inicial é fazer em 40 dias a viagem. Será possível? Não parei ainda para pensar se é biologicamente possível para uma pessoa de 30 anos (imagine passar 6 dias em um trem). Eu já tenho um pouco de experiência com viagens longas, pois, em 2013 eu fiz uma 'meia volta na Europa' (meia porque quando cheguei na Hungria, voltei pro oeste) em 3 meses. Custos ainda não contei direito, mas em uma pesquisa rápida, dá uns 4000 euros. Que a sorte esteja lançada.
  13. Davi Leichsenring

    Algumas horas em Nuremberg, vale a pena?

    Quando a cidade fica no meio do caminho da próxima cidade que vai visitar, eu acho válido uma visita rápida, mesmo que tivesse 1h apenas. Eu já fiz isso algumas vezes, já que muitas cidades europeias, de pequeno porte, tem um centro histórico pequeno que não vale muito passar um dia inteiro e nem um deslocamento longo de bate-volta. mas, já que está ali, só vai.
  14. Davi Leichsenring

    Assinei em 2 locais no meu passaporte, algum problema?

    Quem pediu para assinar? Acredito que esteja falando do visto para o Japão, não? Se a PF disse que não tem problema a a moça do consulado pediu para assinar, então os 2 estão dizendo que não faz diferença.
  15. Davi Leichsenring

    Europa 2019

    Março ainda está um pouco frio, os dias um pouco curto também, em Maio é um bom mês, porque não vai estar em pleno verão, que esquenta bastante, e possibilidade maior de dias bons
×