Ir para conteúdo

Davi Leichsenring

Membros
  • Total de itens

    885
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    5

Tudo que Davi Leichsenring postou

  1. Mas você está pesquisando pra Freiburg, não Frankfurt
  2. 5h de conexão não necessariamente são 5h livres. Do momento em que o avião pousa, você passa na imigração, pega o trem e vai centro dá cerca de 1:30h de viagem, e o trajeto de volta, como precisa chegar ao menos 1:30 antes da viagem ao aeroporto, são pelo menos duas horas gastas. No fim, você vai ter 1h a 1:30 no máximo na cidade. A vantagem que o centro de Frankfurt é pequeno, então a única coisa que dá pra fazer é dar uma passeada nesse tempo pelo centro mesmo.
  3. Na rota do sol, Rio Grande do Sul, dá pra acampar no km 231, de graça. Não sei se é isso que quer.
  4. Uma alternativa é comprar bota do exército, eu costumava usar, elas são mais leves e menos densas. Outra ponto é que custa bem menos que as botas especializadas, tem cano alto e aguenta bem.
  5. Quantos dias pretende ficar? Que época do ano? Tem limite de orçamento?
  6. Se Dezembro é sua única opção, vale muito a pena. Se tem possibilidade de ecolher na primavera ou Outono, seria melhor. E, depende do que diz Leste Europeu, porque o Leste mesmo va iser Bulgária, Ucrânia, Romênia, Servia, etc. Mas em geral, quanto mais ao leste vai, mais frio é.
  7. Acho que Lisboa merece 3 dias. Use um desses pra conhecer Sintra, é bem interessante. Não tem trem rápido entre Lisboa e Madrid, o trem demora pelo menos 10h, e uns 50 euros. Então pegar avião é mais fácil. 3 dias para Florença acho muito, dois dias é suficiente, a não ser que queira visitar todos os museus da cidade. Uma cidade interessante pra visitar é Verona, a 1h de trem de Veneza.
  8. Achei o roteiro bom. Na bélgica você pode se hospedar em uma dessas cidades e fazer uma visita de um dia para cada, já que são pequenas e perto, coisa de 1h de trem. Recomendo Brugges, Bruxelas não é muito interessante. Em Amsterdã é quase a mesma coisa, se achar 4 dias muito, dá pra visitar as cidades de Roterdã, Haia, Gouda, Utrecht, em um dia, elas são distantes 1h mais ou menos também.
  9. Países como Rússia e Polônia no inverno fazem um frio desgraçado. Pode pegar temperaturas negativas quanto mais perto do fim do ano. Além de escurecer as 4 da tarde. Eu evitaria o máximo de viajar em Dezembro pra essas bandas. 15 dias acho apertado pra essa viagem.
  10. Sim, há uma possibilidade grande de ser deportado. Mesmo em voos domésticos, as vezes a polícia faz verificação aleatória, e não só de avião, mas de ônibus também, dentro dos países em espaço Schengen. Já escutei de amigos mais de uma vez (eles estavam legais, então não houve problema).
  11. O passaporte é do Governo brasileiro, o único que poderia 'reclamar' desses carimbos. Um agente de imigração não tem pra que ficar olhando outros carimbos que não compete a ele a autenticidade/validade. Basta o do país dele. Exceto claro, quando se vai a alguns países com conflitos de vizinhos, onde eles veem os carimbos (como Israel), mas se não lhe é do interesse, não tem problema.
  12. Além de que todos tem caleifação. Não precisa se preocupar em levar coberta.
  13. Ambas são terceirizadas. Se quer encontra passagem a preço original, acesse o site da Deutschebahn www.bahn.de
  14. Concordo também. Se você não tem interesse por Paris, porque vai? Viagens serve apenas para ti, não faz sentido gastar 4mil reais pra fazer algo que não quer.
  15. Qual seu site? Vi comentando mais de uma vez, fiquei curioso, mas não achei o link no seu perfil
  16. Você passa na imigração no primeiro país que pousa, vindo do exterior. Depois vira voo interno, sem imigração. E, não tem limite de tempo para voltar a Europa se ainda está dentro dos 90 dias.
  17. Entre Panamá e Colômbia não tem estrada, e é uma região de traficantes e guerrilhas, então até a pé é perigoso.
  18. Eu não acredito muito nessa de "imigração mais tranquila". O que acontece que, como muitas pessoas na tentativa de imigração ilegal é barrado, o aeroporto se parece que é "chato". Se você tem os requisitos e perfil de turista, não tem pra que se preocupar. Só recomendaria não viajar no mesmo dia da chegada. Só deixe um tempo bem espaçoso entre a hora da chegada e o trem, para evitar de um atraso fazer perder seu bilhete. E compre com máxima de antecedência, quanto mais perto da viagem, mais caro fica o Eurostar.
  19. Ola Rose. Moro pela região perto de Tirano (Lecco, mais precisamente), então posso te ajudar com alguns detalhes se precisar. Aluguel não tem muito segredo, eu faço uma busca no google mesmo e pego o mais barato. Ao menos nunca tive problema. Uma coisa que precisa tomar cuidado com os centros da cidade são as ZTL (zonas transito limitado) que são só para carros autorizados, então quando tiver na cidade, evite tentar entrar muito no centro com o carro. Se pretende dormir por Tirano ou St Moriz, talvez valha a pena ir de trem a partir de Milão, custa 11,50 a passagem e dura cerca de 2h em trem paronâmico, mas se for de carro, tem estrada boa até lá. Também já fui de carro até Chamonix, passando pelo tunel. Se tiver dúvidas, pode perguntar.
  20. Exato, tem a possibilidade de ser barrado pela inteligência alfandegária, além de que eles param pessoas aleatoriamente. Meu irmão já foi parado, um amigo meu tbm, pedem para abrir mala, verificam tudo, onde vai, dinheiro, etc.
  21. Sendo sincero, não existe mágica para tirar leite de pato. Tira Amsterdã do Roteiro, suas outras cidades estão muito corridas, não tem como querer visitar 5 países em 5 dias.
  22. Já fiquei hospedado por lá. É uma região um tanto suja, com um tanto de gente estranha em volta, mas já voltei no meio da madrugada por lá, mas ao menos o pessoal por lá ficam na deles. Porém, fiz a viagem em 2013 pra Roma, hoje pode está um pouco diferente.
  23. No meu ponto de vista, é muito corrido essa viagem, não tem muito proveito. Vai passar metade dela preocupado com o tempo curto, carregando mala e dentro do trem. Mas, se realmente vai fazer isso, melhor tirar Amsterdã. Viagem de um dia é muito ruim, não tem proveito, é cansativo psicologicamente.
  24. Eu não sou muito fã de Amsterdam, então para mim um dia cheio é ok. Porém, em mochilão eu não recomendo ficar menos que dois dias em uma cidade. Além do detalhe que o Poiuy falou, também tem a questão de fazer uma viagem muito cansativa. Você chega na cidade, com mala, vai atrás do hotel/hostel, tem que esperar as 14:00 pra fazer check-in, caso chegue cedo, sai pra conhecer a cidade, a noite volta, acorda e já tem que arrumar mala, fazer check-out antes das 12:00, e sair na cidade com mala de novo, pra depois ir pegar outro trem ou avião. No fim, você vai lembrar mais dessa parte do que da cidade, com a sensação de que teve que fazer tudo rápido.
×
×
  • Criar Novo...