Ir para conteúdo

rafael trentin

Membros
  • Total de itens

    197
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Buenas, andei sumido, mas volto trazendo entretenimento! hahaha Vale a pena assistir em definição máxima!! Abraço!
  2. Eai trauco, realmente andava sumido! Frequento outros 2 fóruns com uma frequência muito grande e acabei esquecendo um pouco este. Sobre o arco de ipê deve ficar bom sim, é uma madeira realmente dura! Em breve espero postar novos trabalhos aqui, andei lendo e estudando muito sobre cutelaria e couro, to equipando a "oficina" com ferramentas para começar a forjar logo logo. Vou colocar uns videos inspiradores! Vale a pena assistir em definição máxima!! Abraço!
  3. Cara, mto legal o video, não é mto tecnico mas é mto bom!! Deixo minha contribuição em video, é uma das ultimas facas que fiz... O video mostra a construção dela assim como testes!! Espero que gostem! Abraços
  4. Obrigado. Me referia ao bushcraft br, que já esta de volta... hehe Abraço
  5. Ainda farei isso futuramente! Mas o arame de cerca desses bem grossos se não me engano é de 1070, acho que a faca cortaria porem não sairia completamente ilesa como acontece com o prego. Mas como a gente sabe isso só é feito em caso de extrema necessidade por parte do usuário. Creio que a faca se prestaria ao serviço mas necessitaria de uma reafiação para colocar o fio no lugar, pra saber mesmo só testando!! Abraço
  6. Ba, tai um bom teste pra fazer! hehehe
  7. Ah sim, eu sei que uma faca não tem a obrigação de cortar pregos, mas eu não resisto!!! kkkk Me sinto mal se não testo o que fiz...
  8. Obrigado Cabral, seguindo umas dicas tuas de um tempo atras eu não desbastei ela scandi até o fim deixei +-0,7mm sobrando, o segundo "estagio" da afiação deve ter uns 20 graus, assim ela segura um fio muito bom, alem de ser ótima para entalhar que é a função principal dela. E a campeira estou muito contente com ela, é muito grossa (6mm) mas consegui fazer um desbaste bem parelho nela que permite uma boa penetração além de toda robustez. Antes de finalizar ela testei com um prego, sucesso, sem dentes nem nada cortou papel após cortar o prego. (tudo filmado, hehehehe) Aprendi que para cortar
  9. Eai pessoal, fazia tempo que não dava as caras por aqui, tem coisa saindo do forno aqui! hehehe Alguem gosta de puukko's? Ficou muito agradável essa faquinha, quando acabar essas duas vou fazer um vídeo mostrando toda a montagem delas junto com uns testes... André, tu sabe quando o fórum de bushcraft retorna ao ar?? Abração
  10. Eai pessoal ta parado isso aqui heim!! Vim mostrar uma ferramentas novas para trabalhar com o couro, ambas feita por mim, um groove e uma sovela. O groove Groove e sovela A sovela é feita com um pedaço de mola de f1000 temperada. O groove é um cano de latão com uma arruela e um parafuso em uma das pontas, e atravessando o cano um prego dobrado com um pequeno furo afiado(por onde sai o couro). Se alguém quiser posso mostrar melhor... Abração
  11. Mestre cabral... A turma da parafina passou pelo facão tramontina, então fica no intervalo de 53 a 55 hrc... Se lembra daquela lamina que eu fiz um teste de destruição? Não joguei ela fora, testei ela no vitorinox e passou com louvor, com certeza tem mais de 56hrc, vai ver foi o revenimento, não me lembro bem a temperatura que usei só sei que foi menos de 200ºc! Se tivesse uma afiação adequada pra trabalho pesado ia passar tranquila pelo prego e moeda, mas como era pra cortar carne né... kkk Abração
  12. Cabral, o mateiro que não tem um facão tramontina ta lascado, claro que tenho um, vou testar depois!
  13. A viscosidade pode manter o fluido quente em contato com a lâmina impedindo que o fluido ainda não aquecido troque calor com ela e a resfrie mais depressa. Se a viscosidade é o problema, o Rafael pode usar parafina líquida no lugar da parafina sólida fundida, isso pode ser comprado bem puro em farmácias, o nome comercial é Nujol. O Nujol, como a parafina fundida, é mais estável que os óleos vegetais para uso repetido em têmperas. Em termos de condutividade térmica, parece que canola e parafina tem condutividades semelhantes, sendo que os óleos de soja e algodão possuem maior condutividade té
  14. Pensei a mesma coisa, vou comprar uma dessas guepardo... E ver o que posso fazer no revenimento...
  15. Cabral Resultados, minha neck knife fez uma pequena marca na espinha do victorinox e tambem uma pequena marca na lamina, marcas bem pequenas mesmo, então creio que esteja com +- 56hrc! A neck foi temperada no oleo de canola, ja as outras que foram temperadas em parafina não marcaram o victorinox então tem menos de 56hrc... Creio que esteja por volta de 54hrc... Abraço
×
×
  • Criar Novo...