Ir para conteúdo

Fellipe Correia

Membros
  • Total de itens

    9
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Sobre Fellipe Correia

  • Data de Nascimento 16-04-1990

Bio

  • Ocupação
    Fotografo Profissional

Outras informações

  1. Olá galera, estive no Parque Terra Ronca, aqui ficam as minhas dicas, porque tenho recebido muitas perguntas, então vou tentar sintetizar as maiores duvidas aqui: O Parque Estadual Terra Ronca - GO Vulgo PETER, é um parque relativamente novo e desconhecido, a infraestrutura turista é péssima, quase zero, então se você espera ficar em uma boa pousada e tomar um cervejinha na rua principal ao fim da tarde pode esquecer, PETER é aventura, o que tem é umas pousadinhas que servem uma comidinha caseira e olhe lá! mas é só oque precisa, se você quer aventura está no lugar certo! Para acampar é só chegar e escolher o lugar, a alguns campings mais a verdade é que você pode escolher um lugar e por a barraca tranquilamente, o melhor guia da região o Ramiro é difícil de conseguir, tem que marcar com antecedência, mas é só bater nas pousadas e perguntar por guia que eles logo te arranjam alguém, então com isso não precisa se preocupar! O que levar, indispensável: Equipamento de Camping. Roupar pra sujar e rolar no chão e no barro (Mesmo) Tênis pra molhar (tem que ser tênis, nada de chinelo ou sandália, vai cortar os pés nas pedras do fundo dos rios) Lanterna de cabeça Lanterna Tênis seco Muitas pilhas! (lá não tem onde comprar) O parque fica no norte a direita do Goias, perto da fronteira com Bahia, saindo de Brasília são 380 KM até Posse, mais uns 50 KM de Terra até o centro do parque, seguindo ao norte do parque a estrada se divide em esquerda e direita, sendo esquerda uma estrada de terra que sai em Cavalcante, e a direita outra estrada de terra que sai em São Domingos e sequente BR Goias-Bahia. A pousada que eu recomendo é a São Mateus, a hospedagem sai em média (18/02/2013) 70 Reais com Café da manhã e mais uma refeição, eu almoçava e a noite tomava um caldo bem caprichado, que a dona Neide me cobro só 5 reais por caldo. O guia sai de 80 a 100 reais/dia, podendo dividir com até 6 pessoas ou pagar individual. eles são bem ríspidos, boa parte da população de lá é analfabeta e os guias também, não tem boa lida com o publico então você tem que se virar, tirando o Ramiro, eles também não conhecem bem a região e as cavernas (tecnicamente) não sabem nomes de plantas e nem de formações rochosas e etc, e nem gostam muito de conversar. A região é bem preservada, apesar de só ter um guarda para todo o parque, e o governo ter proibido a plantação e criação de animais a mais de 20 anos, e você ver gado e pequenas lavouras para todo lado, é rico em animais silvestres, principalmente aves, veados, pumas (Sussuarana), insetos (Caranguejeiras). Cavernas que eu conheci: Angelica (Bonita mas muito depredada, Fácil, trilha simples), Terra Ronca I (unica visível da estrada do parque e possível de se visitar sem guia, pelo menos a parte iluminada naturalmente, Fácil, trilha minima) e São Bernardo (Lindíssima, Difícil, Aclive de 250m na entrada), Me recomendaram muito a São Mateus, dizem ser a mais bonita e mais difícil de todas, não fui pois estava sem condições físicas. Qualquer duvida, comente abaixo que eu respondo! Segue abaixo também o flyer e cartão de visitas da Pousada São Mateus, Recomendadíssima! E o mapa que eu fiz baseado nas posições do meu IPAD dentro do Parque, mostrando a localização da Pousada e do vilarejo de São João (150 Habitantes) Algumas fotos:
  2. Na minha opinião, a melhor câmera atual para se viajar são as viewfinder, especialmente a Fuji X10 É pequena, não precisa ficar trocando lente, tem um range de 28 - 112mm equivalente, o que abrange desde angular até tele, e ela faz RAW, não precisa mais que isso Ademais ta custando por volta de 600 dólares, o que por si só já é uma beleza. http://www.dpreview.com/reviews/fujifilm-x10
  3. Olá, em Agosto agora, retorno a Bariloche, onde já estive por alguns meses, agora volto com minha noiva, e quero conhecer melhor o entorno de Bariloche e entrada da Patagônia, vou ficar 20 dias e vou ficar rodando, estou com algumas duvidas, uma delas é se faço o trajeto de ônibus ou de carro alugado, vamos em duas pessoas, e as vezes sai em conta alugar um carro, alguém tem alguma ideia quanto a isso? o roteiro é mais ou menos este: San Carlos Vila de la Angostura San Martin de Los Andes, Cruzo para Chile via parque Villarica Puerto Varas, Cruzo de volto a Bariloche pelo passeio que faz a travessia pelos lagos El Bolson Esquel Retorno a Bariloche. Também não sei quantos dias devo reservar para cada cidade! e se algumas delas não é recomendada! quem souber alguma ajuda, agradeço! [googlemap]https://maps.google.com.br/maps?saddr=San+Carlos+de+Bariloche,+R%C3%ADo+Negro+Province,+Argentina&daddr=RN+231+to:Gral.+Villegas+to:S-887+to:Longitudinal+Sur,+Sector:+L%C3%ADmite+Regional+-+Quell%C3%B3n+to:RN+40+to:Av+Ameghino&hl=pt&ie=UTF8&ll=-40.871988,-68.939209&spn=5.607397,13.392334&sll=-42.892064,-70.966187&sspn=1.358285,3.348083&geocode=FWBajP0dOuS_-ynlYMggFXsaljFlmnvLl64Qgg%3BFaQFkv0dKr-6-w%3BFUg3m_0dQzi_-w%3BFSoyp_0dTSG2-w%3BFbzDif0dIvWl-w%3BFVi4f_0dsW68-w%3BFfsqcf0ddse_-w&mra=mi&mrsp=6&sz=9&t=m&z=7[/googlemap]
  4. No fim de semana de carnaval, como não gosto de carnaval, eu e minha esposa tentamos sair dos grandes centros e buscar locais alternativos. Quase por coincidencia acabei descobrindo sobre o ainda desconhecido Parque Estadual Terra Ronca que fica localizado ao norte de Goias (380Km de Brasília sendo 50 de terra em péssimas condições), proximo a fronteira com a Bahia. Eu recebi um convite para um curso de fotografia de natureza ministrado pela Quarto Eclipse de Brásilia, na qual o dono é também dono de uma pousada no parque Terra Ronca, não pude ir ao curso, mas na primeira oportunidade que tive, neste caso o carnaval 2013, fui conhecer o beíissimo parque! Arara, encontrada no Parque Estadual Terra Ronca de Goias. Estava no chão de uma pousada, onde segundo os donos: "ela voa pela mata e volta, foi criada com gente em cativeiro, quando o ibama soltou ela aqui, ela acabou ficando por perto". A ave ao meu ver realmente era livre, e não tinha as penas da asa cortada, mesmo assim ficava pelas redondezas da pousada. Esta simpatica galinha estava dentro das fronteiras da nossa pousada, a 2 Km e meio do vilarejo de São João, ela ficava circulando por ali enquanto nos todos passeavam e curtiam o parque, a dona da pousada, dona Neide produzia tudo que era consumido na pousada, desde ovos, a frutas e pão. Na saída norte do Parque Terra Ronca, seguindo pela GO - 448 se encontra a cidade mais próxima ao parque, tirando o vilarejo de São João, que fica efetivamente dentro do parque, a cidade é colada na Serra Geral de Goias, fronteira natural com o estado da Bahia, tendo uma linda vista, com a Serra Geral de um lado, as Chapadas do Parque Terra Ronca e Veadeiros do outro, e banhada por uma represa. Interior da caverna da Angelica, mostrando uma imensa formação de estalactite no centro de um enorme salão da caverna, uma das mais extensas do parque, tem cerca de 14 Km de túneis. Entrada da caverna Terra Ronca que da nome ao parque, pode ser vista logo a beira da estrada principal do parque, logo após cruzar os portais de entrada do parque e a alguns metros da casa do guia Ramiro, o mais famoso guia da região e que por si só, já é uma atração do parque. Entrada da caverna Terra Ronca que da nome ao parque, pode ser vista logo a beira da estrada principal do parque, logo após cruzar os portais de entrada do parque e a alguns metros da casa do guia Ramiro, o mais famoso guia da região e que por si só, já é uma atração do parque.
  5. Fellipe Correia

    Manaus

    Fiz um passeio de 9 dias de Brasilia a Manaus e Presidente Figueiredo e agora segue o relato da viagem para futuros desbravadores: Primeiro Dia Sai de Brasilia no Último Sábado de Maio as 9h da Manhã, cheguei em Manaus com o Fuso +1 ao 12h e um Calor Habitual, quente nao muito diferente de Porto Alegre para quem conhece, eu que sou do Sul fiquei de boa, quem é acostumado com o clima seco de Brasília como minha noiva, sofre um pouco pra se habituar. bom, saindo do aeroporto nosso Couchsurfer (http://www.couchsurfing.org/profile.html?id=Q4M9LAK) nos recebeu na porta do Aeroporto com um outro companheiro de Couch o Wallace. Fomos diretamente a um restaurante perto do Aeroporto, o (Vou por o nome aqui) e lá nos encontramos com mais duas meninas do Couch, a Mãe de uma delas e um outro Gaúcho que estava voltando para casa em mais 1h, almoçamos um Tambaqui Assado muito bom e barato, mais no final o garçon nos ofereceu um Abacaxi não sei de que, que deveria vir com um creme e cerejas, mais não teve creme nem cerejas pois estava em falta, ninguem disse que sim e o garçon trouxe mesmo assim, ao final, o Caixa nos cobrou 28 reais por um abacaxi, minha noiva ficou indignada e procurou o dito cujo no cardapio, onde não se encontrava! por fim acabamos por pagar o pega turista, mais aprendemos a lição! MUITO CUIDADO EM MANAUS! De ai fomos a casa do nosso Couch na Cidade Nova ao qual não recomendo, Muito longe do centro, mesmo tendo um onibus que passa na frente da casa dele, por causa do trafego de carros todos os dias, lave-se mais ou menos 1h para se chegar ao centro, recomendo que se fique em um hostel pelo centro mesmo, que é melhor e mais economico, até porque se precisar pegar um taxi vai sair uns 50 reais até a cidade nova, e o onibus só até as o 24h. bom, após chegarmos em casa deixamos as coisas e fomos conhecer o centro de Manaus, sinceramente, eu havia reservado apenas umas metades de uns dias para conhecer a cidade de manaus em si, e me arrependi! deveria ter reservado menos, a cidade por conta propria é feia e suja, estava alagado o centro por culpa da cheia história e estava uma confusão danada, dificil pegar um onibus ou ir para qualquer lugar @[email protected] As unicas coisas interessantes de se ver são o Teatro, o Porto na cheia, os Camelos pra comprar algo que faltou, e umas duas praças que tem por lá, depois só ir na ponta negra e pronto, se acabou a cidade! A ponta negra é bonita tanto de dia quanto a noite, eu só fui durante o dia, e gostei, mas voce pode ficar por lá no maximo 1h, não tem muito oque fazer, só olhar e tirar fotos, é uma praia, mas nada demais, da pra tomar banho de rio durante os Tours de Selva. Otimo pra se visitar é o IMPA ou Bosque da Ciencia, que tem Peixe Boi, peixe eletrico, e outra atraçoes, e também o Zoo do Cigs (exercito) apesar de que eu não tive tempo de ir no CIGs, só no IMPA, o qual gostei muito! vendo estas coisas Manaus estará encerrada, se quiser pode dar uma passadinha na ponte, mais, vc vai ocasionalmente ver ela nos tours de barco! No fim do dia fomos comer no Shopping Manauara, o maior da cidade, muito bonito e tem mais lojas chiques que o Iguatemi de Brasília! mas pouca comida local, acabei comendo um mcdonalds. voltamos pra casa e fomos dormir! tinhamos um Tour pré contratado na manha seguinte 5 dias na Selva! Lets Go. Segundo Dia Acordei cedo e fui para o ponto de encontro na sorveteria Glacial no centro de manaus, ao chegar fomos a um hotel que tem na getulio vargas, tomamos um café da manha livre por 10 reais. recomendo. nosso guia o Leonardo que nos foi recomendado aqui pelo forum e ao qual eu já tinha pago uma entrada de 150 reais cada (150 + 150 = 300) pelo passeio chegou com mas noticias, apesar de eu ter lhe perguntado uns dias antes de viajar se estava tudo OK em Manaus por causa da cheia histórica e ele me dito que sim, me disse agora, de ultissima hora que na verdade não, que nosso hotel estava embaixo das aguas e que não poderiamos mais ir para o Rio Negro e sim agora para o Rio Solimões. Minha noiva ficou furiosa, mais no final como fomos avisados de ultima hora mesmo, não tivemos escolha pois perderiamos o dia para ir procurar outro tour, então seguimos com esse, mas por um tour de 4 dias e não mais 5, já que agora seria impossivel visitar Anavilhanas, que fica no Rio Negro, de 500 Reais cada, que foi acordado pelos 5 Dias (incluindo transporte, alimentação e Hospedagem em Hotel de Selva em Redes e Tour pela mata com Guia) Acabamos fechando somente 4 Dias por 420 Reais cada + 150 Reais de entrada que eu já tinha pago. bom entramos frustrados no carro e seguimos em direção ao porto da ceasa de onde partia nosso tour, chegando ao porto, outro problema, o tal Leonardo, tinha me dito que eu pagaria o tour após os 4 dias no hotel de selva, mais após me levar até o porto onde eu não tinha como voltar, me disse que tinha que pagar ali mesmo, naquela hora, minha noiva ficou novamente furiosissima, mais, depois de acalma-la e conversar com o Leonardo entramos em um acordo e eu o paguei o dinheiro devido. embarcamos em um barco com o seu Zézinho o dono da pousada, um senhor simples, ribeirinho mas muito gente boa, e fomos, em direção ao Hotel de Selva. Chegada ao Hotel Ao chegarmos ao Hotel o seu Zézinho nos colocou em um quartinho pequeno, feinho, com um bainheiro e uma cama, eu disse que queria as acomodações do nosso pacote (rede em quarto coletivo) mais ele disse que era melhor este, que seria melhor para nós dois (obviamente ele iria me cobrar depois, como no Abacaxi foi oque pensei) mas, enfim, continuei no quarto pelos proximos dias. pois tinha ar condicionado, hahaha. o Hotel de selva é bem simples, mais honesto pelo preço que se paga, no fim das contas gostamos muito mesmo de ficar lá, o seu zézinho é muito gente boa, e todo mundo que trabalha lá é aparentado com ele e muito gente boa tb, inclusive os guias, todos no hotel eram gringos, menos eu e minha noiva, como os ribeirinhos do hotel não falavam ingles, nos faziamos a tradução, fico pensando como funcionavam as coisas antes de chegarmos lá! no primeiro dia fizemos um tour com o seu João, mais parece que na mesma noite houve uma festa e ele se embebedou e não o vimos mais, os outros dias fomos guiados pelo Diomar, o filho dele, ele conhecia bem a floresta e tudo sobre animas e plantas, arvores e canoas, tudo que se queria saber ele sabia, mas era uma pessoa, simples, um ribeirinho, os tours da amazonia são todos iguais, independente do hotel que se vá, então não vou descrevelos aqui, mas, são exatamente oque descrevem os sites, nem mais nem menos, durmimos uma noite na selva e foi horrivel, por conta dos mosquitos, repelente é inutil na selva, eu só consegui dormir porque tomei remedio. quanto a malaria e febre amarela não precisa se preocupar, as zonas turisticas são bem tranquilas, eu nem vacina não tomei, só me preocuparia se entrasse na mata e ficasse a mais de 3 dias de distancia de um hospital, dai sim, teria alguma precaução. Descobrimos que o Rio solimões tem mais mosquitos e consequentemente mais vida selvagem, recomendo para quem quer mais aventura, foi realmente divertido, vimos muitos macacos, preguiças, piranhas, jacarés e comemos muitos peixes e frutas. o Rio Negro tem menos mosquitos, é onde estão os hoteis de selva luxuosos e também onde esta o local para nadar com os botos e a tribo do pajé raimundo. os hoteisinhos lá tem menos cara de rusticos e mais cara de moderninhos, tinha um que tinha até TV a cabo. Continua...
  6. Um dos melhores investimentos que se pode fazer é uma boa mochila e barraca, sempre é bom considerar a montagem da barraca, pois muitas veses é dificil montar uma barraca para 3 pessoas sozinho, ela foi pensada imaginando que vc estara em equipe, outra coisa alem de se considerar na barraca alem do peso, é o espaço fisico que ela ocupa dentro da sua mochila, pois vai roubar espaço para outros equipamentos, eu tenho uma super compacta que pesa menos de um quilo, mais admito que ela é bem cara, por ser toda de goretex. quanto a mochila, eu gosto muito da minha Montagne 70+10 modular, pois possui tres modulos, dois de ataque, onde eu posso manter no modulo principal equipamento de acampar, e nos de ataque equipamentos de pesca/caça e escalada, assim tendo autonomia e uma melhor separação das coisas. Outra coisa importante é o tamanho do saco de dormir, aqui no brasil por se usar sacos de temperatura entre 15 graus não é um grande problema, mas um saco sintetico para -8 pode ocupar um espaço consideravel da sua mochila tb! recomendo tb sempre ter um isolante termico! alem de ser isolante tb serve como colchao para climas quentes, e é muito mais seguro que um colchao inflavel que pode furar. e fora isso é baratissimo. Quanto aos sapatos, sempre é bom ter um sapato resistente, se for para areas de neve ou muita chuva, goretex, agora outra coisa importante é ter uma agulha de sapato e um pedaço de camara de pneu pode salvar sua vida, com um remendo capido, um bom barbante tb ajuda. Sempre é importante ser inventivo, os equipamentos podem ser comprados, mais soluções podem ser encontradas, os viajantes costumao fazer escambo, então, pode tentar adquirir coisas baratas quando viaja, principalmente fora do pais. espero ter ajudado. Minha Cabana Quechua, toda em goretex e Aluminio, tipo alta montanha, pesa menos de 1k e fechada ocupa muito pouco espaço. Cabe eu + Minha mochila, tranquilamente. Mochila Argentina Montagne Teneré, modular, 70 + 10, com Rain cover. http://www.montagneoutdoors.com.ar/mochila-tenere-7010-lts-355.php Um canivete afiado, o meu tem agulha para costura de sapatos! =D
  7. Fellipe Correia

    Manaus

    Olá, este é meu primeiro post no fórum, apesar de acompanhar há muito tempo, na época em que viajava muito, extrai muita informação daqui! Então gostaria de agradecer a todos e participar mais! Então vamos lá, no dia 26 de maio vou a Manaus com minha noiva, para passarmos 10 dias, com recomendações aqui do fórum, entrei em contato com o Leonardo, da Amazing Tour e fechamos um pacote de 5 dias, incluindo o encontro das águas e as vitórias régias, mais, ele me disse q para este passeio só sairíamos se tivesse mais 8 pessoas, o que me deixou um pouco preocupado! Até porque ele não me disse nada sobre uma compensação caso estes passeios não ocorram, também gostaria de saber quanto as chuvas, se esta é uma boa época para ir? e se alguém daqui foi no arquipélago das Anavilhas e se tem fotos para postar, porque eu pretendo ir, e gostaria de ver. Gostaria de saber também de alguém que já fez o tour com o Leonardo se o green lodge é legal, e se esta em uma boa localização, pois o próprio leonardo me disse que não tinha um mapa de onde se localiza o hotel de selva. Também tenho duvidas, quanto a tribo visitada no tour, alguém sabe se é a mesma do pajé raimundo? Pois fiquei interessado nesta, com o relato do nosso colega aqui do fórum! Se não qual é? É legal? Também gostaria de saber quantos dias reservar para conhecer Manaus em si? E presidente figueiredo, dois dias é suficiente? O que tem para se fazer em novo airão? Alem dos botos? Tem algum outro lugar q se possa nadar com os botos? Bem, fica o agradecimento, voltarei com fotos e deixarei um bom relato, obrigado!
×
×
  • Criar Novo...