Ir para conteúdo

jordano.bocchese

Membros
  • Total de itens

    12
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra
  1. Concordo com os dois acima, chegamos a consenso! Entendo a situação que o homem leva consigo e com sua merda, toda a poluição dos grandes centros urbanos, e que só alguém que nunca foi influenciado de maneira alguma por eles poderia cagar na terra e não contamina-la, mas é aquela velha história, podemos até um certo ponto, mas não vamos colocar um banheiro químico no meio do mato, ou seja, ao invés de oito, ou oitenta, que seja uns 40! Também não custa nada enterrar o sub-marino!
  2. Procurem pelo arquivo em PDF: Ultimate Guide to Wilderness Living - (Malestrom) Ótimo guia de sobrevivência, o autor ensina como criar e sobreviver com materiais primitivos, desde como lascar pedras, construir abrigos, utilizar ferramentas de ossos, criar armas, como arco e como construir flechas, cozinhar, etc
  3. Caro amigo, tu realmente acha que não tomando esse agua com cocozinho de bicho tu vai estar deixando de tomar agua com coco, ou agua suja? vá criar anti-corpos, fortalecer a defesa do teu organismo, ao invés de ficar com medo de uma diarréia!
  4. Acho que me expressei mal, na minha infância até os dias de hoje, venho de uma família que sempre teve muito contato com o mato, campos, plantações, caçadas, portanto sempre estive no meio de quem vive da terra, agricultores, capatazes, peões e etc e aprendi que as leis da natureza se aplicam a nós também, não somos o fruto divino como achamos, somos animais iguais do que qualquer outro. A diferença é que temos raciocínio e com isso nos tornamos uma espécie dominante. Onde quero chegar, é que onde tu vais fazer tuas necessidades é o de menos, se tu parar para analisar e ecossistema em geral, a maioria dos animais enterra, ou joga terra sobre seus dejetos somente por causa do cheiro, aquele cocozinho não vai prejudicar uma nascente, ou muito menos as "plantinhas" ao redor, isso é papo de ambientalista alienado. Os animais nasceram e vivem na natureza em perfeita harmonia desde que judas perdeu as botas, porque não aprender com eles a forma correta de lidar com ela, (que funciona a algum tempo, diga-se de passagem). E não esqueçam, por mais que queiramos mudar isso, somos animais também, e pertencemos a mesma natureza, que aplica as mesmas regras a todos. Portanto em um aspecto evolutivo, estamos saindo do contexto de preservação do mundo (da natureza) ao criar métodos de higiene, limpeza, fogareiros de alumínio, titânio, barracas, lonas especiais, facas de adamantium e etc, para preservar-mos a nós mesmos, esquecendo que somos passageiros neste mundo mais velho que todos nós juntos.
  5. Te taca dentro d'agua, se não tem agua, fumaça, se não, fogo, se não tem fumaça ou fogo te taca dentro do mato. No correr cuide para não se perder, sempre mantenha seu senso de direção atento. Se tu já foi picado, tire devagar os ferroes, com um canivete, ou pinça, limpe com agua e esfregue uns pedaço de cebola recém cortada no lugar, mas não deixe por muito tempo.
  6. Uma bota de couro ou de borracha. Até uma polaina serve. Evitar dias quentes, em horários depois do meio dia. Tu não mantém as cobras longe, tu tem que saber evitar elas, o invasor é tu.
  7. Se tu tiver no meio do mato, a agua é o suficiente para tu te lavar, quanto a mijo e fezes, filho, se quiser enterrar para não feder faça. se não é só baixar as calças e se aliviar. Lembrando, que acampamos para estar com a natureza, e não com nossos equipamentos.
  8. Cassio, tu lamentas pela queima da lenha e que poderia ser utilizada como alimento da terra, mas preferes levar um fogareiro fabricado com materiais extraídos da natureza, com gazes nocivos a camada de ozonio, fora a polução gerada no processo, o trabalho, e o incentivo a economia desenfreada do capitalismo a consumir mais. Não quero arrumar confusão mas no meu ponto de vista, antigamente os homens das cavernas utilizavam do fogo gerado pela tua preciosa lenha para sobreviver, reproduzir, evoluir, até chegar nos nossos dias, o fogo tem sido, é é ainda, o principal amigo do homem e fator extremamente necessário para a evolução humana, seja por queima de qualquer substancia. se tens preguiça de recolher lenha, pensando na lei da natureza, deves passar frio. Se realmente quer ajudar o planeta, deixa de comprar fogareiros, e começa a fazer fogueiras de verdade. Concordo plenamente contigo. Só acho que se o individuo, quer ir pro meio do mato e dar uma de rambo camuflado, que vá! eu fico aqui só rindo desse pessoal, se se machucar, quebrar algum pedaço ou morrer, culpa dele mesmo que não teve prudência. _____________________ Outra observação importante: Os ecologistas que me perdoem, mas afirmar que toda fogueira é nociva, e quem não quiser comer carne crua que vá ao restaurante da cidade, lhe digo isso: vá pegar uma boa triquinosa, tênia, cisticercose comendo um porquinho cru para tu ver se tu não tens que voltar para cidade! Outra coisa, o que veio da terra voltará para terra, nada é perdido e tudo volta ao estado natural, sendo transformado pelos próprios meios naturais, agora: vir me dizer que é melhor levar fogareiro de alumínio, com válvula de cobre, e disco de platina, com gás sei lá o que porque isso sim não prejudica a natureza, só pode ser piada certo? Quanto ao perigo das fogueiras, faço das palavras do André as minhas:
  9. O cara é ótimo, mas miojo no meio do mato? me cai os butiá do bolso.
  10. Linda as frases: quanto mais coisa vc leva na cabeça, menos tem que carregar na mochila. NAO SEJA UM EXTRATERRESTRE EM SEU PROPRIO PLANETA, PRATIQUE BUSHCRAFT. Parabéns!
  11. O que eu entendo por acampamento selvagem é realmente sem nem humana interferência humana, como utensílios, facas, armas etc. Para se proteger contra animais: O fogo mantêm os animais digamos rastejantes longe. e a fumaça gerada por ele os insetos, incluindo moscas, mosquitos, abelhas, marimbondos, etc. Caso haja alguma situação em que você não queira ser visto, ou que saibam aonde você está, a solução é uma rede acima do solo onde animal algum alcance (também bom para caçar). (NUNCA DEIXAR RESTOS DE COMIDA OU UTENSÍLIOS QUE SE DESTAQUEM NO TERRENO, SEMPRE PENDURA-LOS EM ÁRVORES, OU ESCONDE-LOS). Como se localizar: Tu tem que pelo menos ter alguma noção geográfica do local onde tu se encontra, podes usar o truque do relógio, o cruzeiro do sul, órion, ursa polar, se está realmente perdido e queres chegar a alguma civilização, procura por algum rio, ou agua corrente e segue na sua margem, suba em cima de morros, nos cumes das árvores para uma visão ampla do território, procure por fumaça,áreas desmatadas, caso no rio haja espuma acumulada, suba contra corrente, pois é indício de reagentes químicos usados para limpeza. porém nunca acampe perto da margem. Há outras formas para se localizar, mas mais complexas e exigem algum conhecimento avançado, GPS, ou mapa do terreno. Para dormir: Recomendo por experiência própria acampar longe de margens de rio, pois pode haver inundações, com ou sem chuva (pode estar chovendo mais para cima no rio, e correnteza é correnteza), se não quiser ser visto procure nunca acampar em planícies, mata auxiliar, e locais abertos, para se proteger contra animais durante o sono, podes acampar em terreno elevado, mata fechada, usar-se de camuflagem, em rochas (nunca em fendas), árvores (procurar alterar o mínimo de terreno possível). Comida: No mato há três e só três opções: Caça: maneira mais difícil de se obter comida sem experiência, pois exige noções de arco e flecha, lança, armadilhas, rastros, esperas, tratadores, etc. Pesca: pode-se utilizar da pesca improvisando esperas, ou varas de pescar, com qualquer vara longa, imbira, espinhos de laranjeira para anzol, espinhos de outras trepadeiras, até forquilhas pequenas afiadas, também pode ser usado esperas com trato (como aquelas feitas com garrafas pet). Vegetal: Este meio depende muito da região, clima e da estação do ano. Deve-se procurar conhecer o ecossistema do lugar, caso não conheça, guie-se pelo gosto, o gosto amargo significa que não deve ser comido. Existe uma vasta seleção de raízes, frutos, flores etc que são comestíveis, mas variam muito de lugar para lugar. Para dias chuvosos: Procure não ficar próximo de rios. Procure antecipar-se (ver que vai chover) e faça um abrigo e recolha lenha. Abrigo: Pode ser feito com galhos e folhas (largas de preferência) o objetivo principal do abrigo de galhos é fazer a chuva bater nele e escorrer para o chão, portanto o telhado deve ter uma inclinação grande, para não dar tempo dá agua penetrar, posicionar os galhos sempre ao contrário com o caule para cima, procurar também locais altos, pois sabe-se que a água desce (e por incrível que pareça, muitas pessoas não se dão conta disso), recomendo por experiência, uma cabana do tipo indígena (como os bugres faziam) onde o telhado e as paredes são um só e pode-se acender fogo no meio, pois a fumaça tem vazão por cima. (sempre que for acender fogo dentro do abrigo certifique-se que o teto é alto suficiente para a fumaça sair, como um cone ao contrário. Pode-se também fazer facas lanças, pontas de flecha, machados utilizando pedras lascadas (mas requer alguma experiência, ou pode-se fazer por tentativa e erro) Quanto a sensação: Na minha opinião ir com a roupa do corpo e um canivete é o melhor meio de acampar, pois temos tudo que precisamos no mato, não tiro crédito de utensílios e sei o valor se uma boa faca, um fósforo, uma lona, até um saco de dormir, mas acaba fugindo do próprio contexto de acampar, que é o contato com a natureza.
  12. Cara pra ser um kit, tem que caber no maximo em uma mochila, algo que tu possa carregar pra lá e pra cá, e em uma emergencia estar preparado. Começamos com quais necessidades tu precisa suprir: - Calor; - Comida; - Abrigo; - Proteção; - Primeiros socorros; - Luz; @ Tu tem que evitar se molhar, a qualquer custo, porque molhado tu congela, passa frio, não dorme, não faz fogo. (Para isso entao): 1. - Fósforos envoltos em cera. (impermeáveis) (Tu pode derreter a vela e colocar na cabeça, ou pegar uma caixa e vedar bem em um pote). 2. - Combustível que acenda fácil. (Eu recomento um potinho de hellmans com uma caixa de fósforo e um pouco de grinfa (eu coloco pólvora negra, misturado na grifa, porque só uso 1 fósforo pra acender e acende na hora)). 3. - 1 camisa manga comprida, 1 cueca, 1 meia. (Em caso de se molhar, tem o que substituir). 3. - Saco de dormir (Recomendo os simples de naylon s/ colchonete ou travesseiro pra 5º max). porque é pequeno, impermeável, e aguenta o nosso clima (brasil), ou uma rede, ocupa menos espaço e tu dormir no alto acaba ficando mais seguro, porém mais gelado, ai depende da situação. 4. - Uma faca grande afiada. um canivete suiço. (pode fazer utensílios, lanças, talheres, proteção, tudo). 5. Uns 50m de paracord, ou alguma corda que aguenta uns 100kg (vivos). (paracord aguenta até 500kg é ocupa muito, muito pouco espaço). 6. kit primeiros socorros com no minimo uma faixa, borracha de soro (para torniquete), rifamicina, paracetamol, algum anti-térmico, algum anti-biótico, micropore, linha biodegradável, agulha cirúrgica (aquelas tortas) bisturi. 7. lanterna recomendo de led, a pilhas, porque nunca se sabe quanto tempo vai precisar e sendo a pilhas só levar outro jogo. @ Lembre-se não vai ser o kit que vai te salvar em uma situação adversa, vai ser a tua experiencia em usa-lo. (Uma pessoa que controle seu psicológico, tenha uma faca, e saiba as artes do mato sobrevive em qualquer situação).
×
×
  • Criar Novo...