Ir para conteúdo

ldesouza1

Membros
  • Total de itens

    3
  • Registro em

  • Última visita

Conquistas de ldesouza1

Novo Membro

Novo Membro (1/14)

0

Reputação

  1. Olá! Sim, no caso de 1 dia só, recomendaria o IlhaTur com o Gil (agencia Costa Azul). Mas uma pena ficar 1 dia só na ilha, com certeza, você vai se arrepender. Sugiro "diminuir" Recife e "aumentar" Noronha. Abraços.
  2. Olá!! Acho que no seu caso não daria tempo de alugar o buggy e curtir as praias com calma. Pensei em algo assim: Dia 1 (tarde): praias urbanas. Dia 2: IlhaTur. Dia 3: Barco + PlanaSub + Palestra do Tamar a noite. Dia 4: Mergulho de Cilindro + Forte dos Remédios. Dia 5 (manhã): Trilha do Atalaia (curta ou longa, dependendo do horario do voo de volta). Acho que é isto.. Abraço.
  3. Pessoal, O Mochileiros.com me ajudou muito a planejar minha viagem para Noronha, por isto, resolvi contribuir com meu relato! Fiquei no total 8 noites em Fernando de Noronha, entre os dias 15 e 23 de Maio de 2012. Primeiro ponto: Fernando de Noronha é mesmo incrível!!! Tudo o que havia escutado se confirmou: paraiso, lindo, fantastico e... caro.. Mas sem dúvida, vale a pena!!! Segue abaixo meu relato! Noção geral de Fernando de Noronha Fernando de Noronha é um arquipélago formado por 18 ilhas (ou 21 ilhas, oficialmente). Tem a ilha principal (única habitada), um conjunto de chamadas "ilhas secundárias" e várias ilhotas que mais parecem morros ou rochas que surgem do oceano. Entre 3 mil e 4 mil pessoas vivem no arquipélago. A visitação é controlada, sendo permitido em torno de 400 turistas por dia na ilha. Existem diferença de fuso horário, sendo 1 hora a frente do horário oficial de Brasília. Faz calor o ano todo, com temperaturas acima dos 30 graus. O arquipélago fica a mais de 300km de Natal e a mais de 500km de Recife. Tudo é tranportado por navios o que torna os preços na ilha bem caros. O povo é extremamente hospitaleiro e simpático! Turista é bem tratado e bem recebido. O que faz sentido já que praticamente todos por lá trabalham direta ou indiretamente com turismo. A parte mais urbana da ilha é onde se localiza a Vila dos Remédios ("centrinho" da ilha), a Floresta Nova e a Vila do Trinta. Tudo o que diz respeito a comercio e hospedagem se concentra nesta região. Quando Ir Segundo o pessoal da pousada, baixa temporada é somente nos meses de Maio e Junho. De Julho a Abril é mais movimentado. Julho são férias escolares e verão na Europa e EUA, setembro e outubro tem muito mergulhador e a partir de Novembro é verão no Brasil... Sugestão: se puder, vá na baixa temporada. Os preços serão um pouco melhores (mais fácil negociar) e é mais fácil para agendar os passeios. Sobre chuvas, em teoria de março a agosto é a temporada de chuva e de setembro a fevereiro seria a época de seca. Mas, honestamente, a chuva que cai em Noronha não atrapalha. No meu caso, choveu duas vezes. Uma vez era de madrugada e na outra vez, foi uma chuva fina de 20min. Como me explicou a dona da pousada, como a ilha não é larga, qualquer vento leva rapidinho as nuvens de chuva para o alto-mar. Sugestão: não se preocupe com chuva. Dificilmente fica chovendo por dias na ilha. Quanto tempo ficar Sendo objetivo: 6 noites!! Claro que depende dos interesses de cada um, mas sugiro reservar 6 noites. Eu queria ficar 7 noites, mas como fui de milhas, não tinha esta opção. Eu tive que escolher entre 6 ou 8 noites. Fiquei com medo de não dar tempo de ver tudo caso escolhesse 6 noites e resolvi ficar 8 noites na ilha. Não precisa de tanto tempo. 5 noites é pouco e 8 é muito. Eu aconselho 6 noites ou 7 noites para ter um dia mais "light". Estou falando em "noites" para facilitar porque dependendo do horario dos voos, o primeiro dia é praticamente perdido e do ultimo dia só dá para aproveitar o período da manhã. Como chegar Não existe navio que transporte passageiros em rotas regulares. Existem os navios de carga que abastecem a ilha. Em geral, estes navios demoram um dia e meio vindo de Natal ou até 2 dias vindo de Recife. Assim, a opção é avião. Gol e Trip voam para Noronha. A Gol tem um voo por dia que sai de Recife chegando as 16h na ilha. A Trip tem voos saindo de Natal e Recife chegando um pouco mais cedo. Claro que os preços são altissimos. Sugestão: caso tenha, use suas milhas. Definitivamente, Noronha é o lugar ideal para usar as milhas. Eu "paguei" 10.000 milhas por trecho reservando com dois meses de antecedência pela Gol. Como dificilmente tem promoções de milhas para Noronha, acho este um bom "preço". Onde se hospedar O normal em Noronha são as pousada domiciliares. Existem várias na ilha. A maioria localizadas na Vila dos Remédios, Floresta Nova ou Vila do Trinta. A impressão que dá é que praticamente toda casa na ilha foi transformada em pousada. Eu fiquei na Pousada Alamoa. Recomendo! Simples, mas muito boa. Com excelente café da manhã. Os donos são extremamente gentis!! Localização é muito boa, na Floresta Nova. Eu reservei pela internet (booking.com) e saiu 180 reais por noite (para o casal). Antes de reservar, eu liguei para pousada e tentei conseguir algum desconto negociando diretamente com eles. Porém, o preço era mais caro que pelo booking.com. No fim da hospedagem, me avisaram que qualquer um que disser que foi recomendado por mim ganha 20% de desconto na diaria. Quem quiser, sinta-se a vontade de dizer que foi recomendado pelo Leandro que se hospedou em Maio/2012. Em termos de localização, eu sugiro Vila dos Remédios ("centrinho" da ilha) ou Floresta Nova (que é do lado da Vila dos Remédios e na verdade, os dois bairros se confundem). Vila do Trinta não é longe, porém você terá que subir um morro para voltar para pousada depois de passear na Vila dos Remédios. Qualquer outro bairro seria distante dos restaurantes e comércio em geral. Quanto dinheiro levar Sem dúvida, Noronha não é um passeio barato. Eu consegui hospedagem por 180 reais por dia, como mencionei acima. Acredito que mais barato que isto só sem café e/ou em casa de moradores que alugam quarto. Os restaurantes também não são baratos. Almoço entre 15 e 25 reais por pessoa e jantar um pouco mais caro, em torno de 30 e 40 reais por pessoa (detalho as opções mais abaixo). A ilha tem um mercadinho na Vila dos Remédios (Breakfast) e outro na Vila do Trinta (Mercado Poty) que tem preço semelhante e tudo é mais caro. Exemplos de preços nos mercadinhos: agua 1.5 litros R$3,50; lata de cerveja ou refrigerante R$2,50; biscoito club social R$3,90; um picolé de fruta R$4,00... Os passeios também não são baratos. Eu menciono logo mais abaixo o preço de cada um deles. Sobre os passeios, sugiro pagar em dinheiro, assim, sempre tem um preço melhor. Mas em geral, quase todo lugar na ilha aceita cartão de crédito (mercadinhos, restaurantes, posto de gasolina, pousadas etc). A ilha tem uma agência bancária (Santander) que fica na Vila dos Remédios. Lá tem caixa da rede 24h (qualquer banco). Tem caixas eletrônicos também no aeroporto. Para que tenham uma noção, eu gastei em 8 dias em torno de 2.000 reais por pessoa com tudo (comida, passeios, fotos, bebidas, hospedagem), lembrando que não gastei com passagem aérea. O que levar Como tudo na ilha é caro, leve o máximo de coisas que puder. Sugiro levar água, biscoitos, muito protetor solar e repelente. Não esqueça de óculos de sol e boné ou chapéu. Quase todos os passeios tem relação com água. Leve snorkel, mascara para mergulho e nadadeiras (pé-de-pato). Não tenha dúvida, você vai usar estes equipamentos quase todos os dias. Se não tiver, isto pode ser alugado na ilha a um custo médio de 20 a 30 reais o kit por pessoa por dia. Leve também uma bolsa estanque (ou bolsa aquatica) para sua máquina fotográfica. Lá eles alugam a máquina para fotos na água ao custo de 50 reais por dia. O aluguel de coletes custam entre 5 e 10 reais por dia. Estes sugiro alugar lá. Como se locomover A ilha tem um serviço de ônibus que passa pela BR que corta a ilha do porto até a baia do Sueste. Custa R$3,10 e em teoria passa onibus a cada 30 min. Este onibus é muito util, porém, infelizmente não dá para fazer tudo de onibus. Algumas praias ficam longe da BR, onde teria que descer do onibus, sendo praticamente impossivel caminhar por estradas esburacadas de chão batido e pedra debaixo de um calorzão. Porém, para os lugares que ficam perto da BR, dá para ir e voltar de onibus sem problema, só precisa ter um pouco de paciência caso tenha acabado de perder um onibus... Na ilha existem varias agencias e pessoas que alugam buggy. Os preços variam entre 80 e 120 reais a diaria. Portanto, pesquise antes de fechar. Gasta-se em torno de 40 reais de combustivel para rodar um dia inteiro de buggy. A ilha tem um posto de combustivel perto do porto onde a gasolina custa R$3,90 o litro. Outra opção são taxis. Não existe taximetro e é preciso combinar o preço antes. Um corrida "normal" (da Vila dos Remédios até as principais atrações) custa entre 15 e 20 reais. Sobre o transfer aeroporto/pousada/aeroporto, não se preocupe. Pelo que percebi, este serviço é gratuito em todas as pousadas. As agências de passeios oferecem este serviço em parceria com as pousadas. O objetivo é vender os pacotes de passeios. O que não é de todo mal, já que a maioria dos passeios tem preços tabelados. Basta se informar com sua pousada o nome da agencia que estará no aeroporto. Onde comer Seguem algumas sugestôes de restaurantes: - Restaurante do Jacaré: comida caseira bem simples. Custa R$ 18 por pessoa (buffet livre). É mais para "nativos". mas também é frequentado por turistas por causa do bom preço. Recomendo para almoço. Fica ao lado da agência do Santander na Vila dos Remédios, perto do palácio São Miguel. - Flamboyant: muito bom. No almoço serve por kg (R$ 42,90 / kg) e no jantar é à la carte ( a partir de 60 reais para 2 pessoas, porém sem duvida, o prato serve 3 pessoas). Comi neste lugar várias vezes, principalmente para almoço. Qualidade excelente e preço razoável. Fica na Vila dos Remédios, no bosque Flamboyante, quase na BR. Praticamente só tem turistas. - Empório São Miguel: bom. Preço parecido ao do Flamboyant (fica em frente), mas só serve a la carte. Pratos a partir de 26 reais por pessoa. Eles também servem sanduíches. - Tapiocaria (não tem nome específico): fica ao lado do Empório São Miguel, em frente ao Flamboyant. Este lugar vale a pena quando quiser comer algo rápido e economizar. Tapiocas, pastéis e sanduiches custam 6 reais cada. Também servem sopas e caldos ao preço de 10 reais. - Ousadia: também fica ao lado do Empório São Miguel e perto do Flamboyant na Vila dos Remédios. Eu não comi lá. Buffet a kg a R$ 38,90. Eu cheguei a ir lá e desisti. Comida (ao menos naquele dia) estava com aspecto ruim e o preço é quase o mesmo do Flamboyant. Naquele dia desistimos e fomos ao Flamboyant. Não voltei mais.Talvez chegando mais cedo, até role... Mas a variedade do Flamboyant é melhor... - Mergulhão: fica no porto. Muito bem decorado. Um pouco mais caro. Pratos em torno de 100 reais para 2 pessoas. - "Quiosque" da Praia do Cachorro: um dia almoçamos no quiosque da praia do cachorro. Comida boa. Custa em torno de 50 reais para duas pessoas (peixe ou camarão). Veio muito bem servido. Não tem muitas opções já que é um quiosque simples, mas valeu a pena. Taxa de Preservação Ambiental É cobrado uma taxa por dia de permanência na ilha. O valor gira em torno de 40 reais por dia. No meu caso (8 dias) paguei 295 reais. O valor exato e a taxa pode ser paga na internet, antes da viagem no site oficial da ilha: http://www.noronha.pe.gov.br. Sugiro pagar pela internet para evitar filas na chegada do aeroporto. Se não pagar antes, pode pagar na hora (aceitam cartão de crédito). Passeios / Sugestão de Roteiro Dia de Chegada Como os voos chegam no final da tarde (o voo da Gol chega as 16h), muito pouco dá para se aproveitar. Sugiro se instalar na pousada, pegar informações sobre passeios, definir o dia seguinte, comer alguma coisa e passear na Vila dos Remédios. Dia 1 - IlhaTur Como tinha vários dias na ilha, a principio não faria este passeio, porém resolvi fazer para me localizar na ilha e saber como voltar por minha conta nos dias seguintes ao melhores lugares. Foi uma boa estratégia. O passeio custa 100 reais, mas consegui um desconto e paguei 90 reais pagando em dinheiro. Eu fiz com a Costa Azul. Recomendo, principalmente pelo guia Gil que entrou conosco no mar em todos os passeios mostrando os animais. Sugiro alugar um colete para este passeio e não esqueça de levar o equipamento de mergulho. O passeio começa em torno das 8h da manhã e dura o dia todo. É o passeio mais cansativo. A idéia é ter uma boa noção dos principais pontos turísticos de Noronha em 1 dia. Fomos em um 4X4 adaptado com 6 pessoas ao todo e um guia (Gil). Começamos pela praia do Sancho. O 4X4 ficou estacionado no final da "estrada" e caminhamos por uma trilha até o mirante do Sancho. Fantástico! Sancho é considerada a praia mais bonita do Brasil pelo guia 4 rodas. Agua lindissima, cristalina. Deste mirante, fomos por uma trilha até o mirante da Baia dos Porcos, onde ficam os Morros Dois Irmãos. A Baia dos Porcos é considerada a segunda praia mais bonita do Brasil de acordo com o guia 4 rodas. De lá, voltamos para o mirante do Sancho, onde descemos por uma fenda na rocha com uma escada metálica adaptada e depois um a escadaria de pedra até a praia do Sancho. Colocamos nossos equipamentos e fomos mergulhar. O guia Gil nos levou bem adiante e conseguimos ver vários peixes e tartarugas. De lá fomos para a praia do Leão, onde avistamos a praia do mirante, sem descer. Depois seguimos para a baia do Sueste, onde mergulhamos novamente. Esta praia é onde tem mais tartarugas. Eu avistei umas quatro e fiquei nadando sobre uma tartaruga enorme por vários minutos. Além das tartarugas vimos arraias e vários peixes. Paramos para almoçar e depois seguimos para a região do porto, onde conhecemos o museu do tubarão, o buraco da Raquel (uma rocha com um buraco), a enseada de Caieiras, a capela de São Pedro e a baia onde tubarões se alimentam. Esta baia fica ao lado da capela, vale a pena descer até lá. Nós conseguimos ver um tubarão nadando nas águas rasas! Toda esta região é protegida pela diversidade marinha. Depois seguimos para a praia da Cacimba do Padre e novamente na Baia dos Porcos, mas desta vez lá embaixo no praia para o últiimo mergulho do dia. Por fim, terminamos o dia no mirante do forte do Boldró para ver o pôr-do-sol. Este passeio é bem cansativo, exige um esforço físico razoável e bem corrido, porém eu recomendo. Para quem vai ficar poucos dias na ilha (4 dias por exemplo), acredito ser uma das poucas formas de conhecer as principais atrações e, para quem ficar mais tempo, serve para se orientar na ilha, conhecer caminhos e decidir como chegar em cada uma das melhores praias. Digo isto porque seguramente o Sancho, Baia dos Porcos, Leão e Sueste merecem outra visita para serem devidamente aproveitadas. Dia 2 - Praia do Cachorro, Captura de Tartarugas e Palestra do Tamar No segundo dia, como estavamos muito cansados do IlhaTur, decidimos fazer algo mais light. Pela manhã fomos conhecer e relaxar na Praia do Cachorro. Esta praia é uma das três prais urbanas (as outras são Praia do Meio e Praia da Conceição). Esta praia me surpreendeu, muito gostosa para banho além de ser bonita. Não esperava tanto de uma praia "urbana". A tarde fomos ao porto. O pessoal do projeto Tamar estava lá fazendo captura e marcação de tartarugas. Isto havia sido divulgado no aeroporto, no momento de nossa chegada. Vale a pena ficar atento. Depois voltamos ao Museu do Tubarão para comer o famoso "tubalhau". São bolinhos feitos com carne de tubarão (segundo o garçon é de filhote de tuburão e vem do continente). Custa 12 reais uma porção com 8 bolinhos pequenos. Gostoso. Vale a pena para experimentar. A noite fomos ao auditório do Tamar assistir a uma palestra sobre o Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha. O auditorio do Tamar fica na BR a uns 15 minutos de caminhada de nossa pousada na Floresta Nova. Dá para ir de ônibus ou de táxi. O Tamar tem palestras diárias e gratuitas com temas variados iniciando as 21h, antes as 20h30 tem um video. Vale a pena. Dia 3 - Trilha Longa do Atalaia Fizemos este passeio com a Costa Azul. Tem que agendar com 2 dias de antecedência porque este passeio é controlado pelo Ibama. É o único passeio que obrigatoriamente tem que ser feito com guia. Tem duas opções: trilha curta (1h30) e trilha longa (4h). Na trilha curta o caminho é tranquilissimo e leva a piscina do Atalaia. É uma piscina onde os animais ficam "presos" quando a maré baixa. O tempo de permanência é controlado pelo Ibama (30 min cada grupo). Sugiro alugar colete e levar equipamento de mergulho (snorkel, mascara e camera subaquatica, nadadeiras não são necessárias). A piscina é muito rasa (menos de 1 metro de profundidade) e não pode ficar de pé para não estragar os corais. Muito bonito. Vimos vários corais, peixes, moreias e até um filhote de tubarão. É proibido uso de protetor solar ou repelente. Depois disto, voltamos pela trilha e quem ia fazer a curta, já foi embora. Nós seguimos pela trilha longa. Ai sim trilha de verdade. Seguimos da praia do Atalaia até a enseada de Caieiras. Várias paisagens bonitas e mais uma piscina para mergulhar. Esta segunda piscina não é controlada pelo Ibama, assim ficamos por bastante tempo. O final da trilha é bem cansativo porque é sobre pedras. Quem tiver disposição, recomendo a trilha longa, sem dúvida. Trilha curta custa R$ 50 e a longa R$ 70 (preço tabelado, sem desconto). Chegamos de volta na pousadas as 13h30, almoçamos e descansamos o resto da tarde. Dia 4 - Passeio de Barco e Plana-Sub O passeio de barco dura umas 4h e vai do porto até a ponta da sapata, costeando o mar de dentro (a parte de ilha mais ou menos voltada para o Brasil). O passeio vale a pena, destaque para os golfinhos! Plana-Sub ou Mergulho a Reboque, você segura numa pranchinha e sai rebocado pelo barco. É bem interessante. Dá para inclusive mergulhar. É você quem controla a prancha e, por consequencia, a hora de mergulhar ou subir a superficie. Se fizer em separado pela agências, cada um dos dois passeios (barco e plana-sub) custa 80 reais. Sugiro fechar com a Marlene (ela é dona do barco e todas as pousadas tem o contato). Ela é a única que faz os dois passeios combinados. Custa 150 reais mas inclui um almoço no barco em frente a baia do Sancho. O passeio total começou as 8h e foi até as 15h. Dia 5 - Mergulho de Cilindro, Praia da Conceição, Praia do Meio, Praia do Cachorro e Forte dos Remédios Fizemos o mergulho de cilindro com a Atlantis Divers. O preço do mergulho de batismo (primeira vez, onde você vai acompanhado por um mergulhador o tempo todo) era de 310 reais, mas negociando e pagando em dinheiro fechamos por 280 reais por pessoa. Atlantis não é a mais barata, porém é a unica certificada pelo Inmetro e quando vi o barco deles no dia anterior e comparei com as outras, não tive dúvida e fechei como eles. A Noronhas Divers é mais barata, parece que negociando fecham por 250 reais, porém o barco eram estilo "barco de pescador", talvez no fim desse na mesma, mas não quis arriscar. Aguas Claras também faz o mergulho. Parece que tem uma boa estrutura e o preço é semalhante ao da Atlantis. Bom, é caro, muito caro, mas vale a pena! O mergulho foi muito legal! Teve a questão de se adaptar à pressão da água na descida, mas valeu a pena! Mergulhamos na região das ilhas secundárias e foi muito legal. As fotos também são caras, custam em torno de 30 reais cada uma. O mergulho em si dura 30 min (é suficiente!) mas o passeio dura a manhã toda. Bônus: muitos, mas muitos golfinhos acompanharam o barco no retorno ao porto depois do mergulho! Não perca a chance de fazer mergulho de cilindro em Noronha!!! A tarde fomos conhecer a Praia da Conceição (bonita, OK), Praia do Meio (legal, com "piscinas") e ficamos mesmo curtindo um bom mergulho na praia do Cachorro. No final da tarde, subimos a colina que leva ao Forte dos Remédios. Este passeio é legal e muito gente acaba não fazendo. O forte é bem bonito, é relativamente grande e está bem conservado. Além disso, dele tem-se uma bela vista da ilha. Dia 6 - Buggy com Trilha dos Golfinhos, Sancho, Baia dos Porcos e Leão Neste dia alugamos um buggy para curtir as melhores praias que haviamos somente conhecido durante o IlhaTur. Primeiro fomos a praia do Leão. Desta vez descemos até a praia. Muito bonita!! A seguir fomos em direção ao Mirante do Sancho, e descemos a fenda para tomar banho no Sancho. A tarde fizemos a trilha para o Mirante dos Golfinhos (isto não está incluido no IlhaTur). A trilha é tranquila e vale a pena. Tem uma bela visão da Baia dos Golfinhos. Mas para ver golfinhos tem que chegar lá cedinho, perto das 5h da manhã. Depois fomos novamente ao Mirante da Baia dos Porcos para uma despedida. Preço do buggy negociado saiu a 90 reais a diaria e depois mais 10 reais para ficar mais meio periodo (a manhã seguinte). Dia 7 - Buggy com Sueste e Praia do Boldró Ainda estávamos com o buggy, porque tinhamos negociado para entregar o buggy ao meio-dia. Assim aproveitamos para ir novamente na Baia do Sueste. Depois fomos conhecer a Praia do Boldró. Nesta praia, sugiro deixar o buggy no mirante da praia de descer a estradinha a pé. Nós descemos de buggy, mas a estrada é muito ruim e quase virou um rally. Mas a praia compensou, a praia do Boldró foi uma grande surpresa (também não está no IlhaTur). Muito bonita, com várias piscinas naturais para você relaxar. A tarde devolvemos o buggy e descansamos na pousada. Dia 8 - Vila dos Remédios, Praia do Cachorro e Fechar as Malas No último dia, pela manhã, resolvemos nos despedir da Vila dos Remédios e da Praia do Cachorro. No fim da manhã voltamos para pousada para pegar as malas e esperar pelo transfer que nos levaria até ao aeroporto. Fim da viagem!!! Fernando de Noronha realmente é especial!!! Com certeza, é um investimento, mas se você tiver oportunidade, vá!! Quem sabe um dia eu volte para ver novamente os golfinhos, a vista da Baia dos Porcos e mergulhar nas águas fantástica da praia do Sancho.... Qualquer dúvida, é só perguntar! Abraço Leandro.
×
×
  • Criar Novo...