Ir para conteúdo

Koslinsky

Membros
  • Total de itens

    123
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que Koslinsky postou

  1. Olá pessoal, Vocês fizeram a trilha para a Laguna Glacial?
  2. Obrigada edfine! Pena que não consegui terminar a tempo, mas, mesmo assim, que bom pela sua viagem. Agora falta um relato seu
  3. Olá Lrbgaucho, obrigada pelo comentário! Em Bajo Caracoles tem um posto de combustível. Porém, existe limite para abastecimento. Pelo que li, geralmente tem combustível lá. Mas, é um risco. Espero que vocês façam uma boa viagem!
  4. Koslinsky

    Caral

    Caral apareceu no Globo Reporter da semana passada: "Andes são o berço da batata cultivada pelo homem pré-histórico Arqueólogos descobriram quatro múmias nas cavernas. E, junto com elas, restos de um vegetal, provavelmente, batata, de dez mil anos." http://g1.globo.com/globo-reporter/noticia/2016/01/andes-sao-o-berco-da-batata-cultivada-pelo-homem-pre-historico.html
  5. Oi Roberta! Não encontramos informações muito completas sobre este assunto. Muitos viajam sem seguro para o Chile e não têm problemas. Como não tínhamos certeza do que fazer, fizemos o seguro contra terceiros abrangendo o Chile, além do Uruguai e Argentina. Mas, em nenhum momento nos foi pedido documentação assim. Sobre a gasolina, eu não sei te responder Já li relatos que falam dos prejuízos, mas não constatamos nenhum no nosso carro (uma Zafira). O que é garantido é que o combustível vai render bem mais.
  6. Michael sjc, obrigada! Levamos tudo em espécie. Um pouco já trocado para as moedas locais. Fizemos isto por causa das taxas que encareceriam a viagem. Mas, acho bastante arriscado e hoje eu não faria dessa forma.
  7. Olá arnaldo danciuc, Para o Chile não é necessário ter Carta Verde. Nós incluímos o país na nossa na nossa Carta apenas por segurança, pois passaríamos alguns dias pelo Chile. :'>
  8. Olá hlirajunior, Muito obrigada! Acredito que tenha feito uns 11 por litro. Na cidade normalmente ele fazia 7 ou 8 km na gasolina. A próxima vai ser um pouco maior. Até a Colômbia ou Venezuela. Depois fazer o Atacama e se der certo, Patagônia de novo
  9. [t1]Para terminar![/t1] • No fim da viagem, levamos um dia a mais do que o planejado: 33 dias no total. Já tínhamos pensado que poderíamos precisar de mais tempo, por isso, tínhamos disponíveis dois dias para alguma eventualidade. É importante ter uma folga e não usar todos os dias no roteiro. • O gasto diário foi de R$ 342,87. Como o deslocamento foi grande, o gasto com combustível influenciou bastante. Em várias viagens de longa duração vi há algum tempo que a média de gasto era de 80 a 150 dólares por dia (hoje a palavra dólar já não é muito bem vinda ). Normalmente, quanto mais t
  10. [t1]Dia 33 – 05/03/2014 – De Rivera no Uruguai a Joinville no Brasil[/t1] • Quilometragem do dia: 1.100 • Quilometragem acumulada da viagem: 12.715 • Gasto aproximado do dia: R$ 295,10 Neste último dia de viagem, ainda tínhamos 1.100 km até em casa. Por isso, saímos cedo mais uma vez. Às 4h40 já estávamos na estrada. Em Rosário do Sul – RS, abastecemos (R$ 3,05 o litro) e tomamos um café. Depois disso alguns pedágios e uma nova abastecida (R$ 2,89 o litro). Por ser uma quilometragem grande, já conhecermos boa parte da paisagem e estarmos chegando próximos de casa,
  11. [t1]Dia 32 – 04/03/2014 – De Rosário na Argentina a Santana do Livramento no Brasil, divisa com Rivera no Uruguai[/t1] • Quilometragem do dia: 686 • Quilometragem acumulada da viagem: 11.615 • Gasto aproximado do dia: R$ 681,27 Saímos cedo mais uma vez, queríamos estar em Rivera, cidade fronteiriça de Brasil e Uruguai, para que tivéssemos tempo para fazer algumas compras. Logo na saída de Rosário vimos a paisagem mais bonita do dia: o nascer do sol sobre o rio Paraná e a região alagada cortada pela Ruta 174 Rosário - Victoria. Próximo das 10h30 estávamos na
  12. [t1]Dia 31 – 03/03/2014 – De Neuquén a Rosário[/t1] • Quilometragem do dia: 1.189 • Quilometragem acumulada da viagem: 10.929 • Gasto aproximado do dia: R$ 411,25 Saímos antes das 7 da manhã e iniciamos o dia de estrada. Abastecemos em General Acha, em Santa Rosa e em General Villegas. Todos os postos com o preço de $10,79 o litro. Pegamos também 2 pedágios de 5 pesos cada, um em Venado Tuerto e outro em Casilda. Chegamos às 20h15 em Rosário. O dia foi todo na estrada, quase 1.200 quilômetros. [t3]Mais informações[/t3] Hospedagem Hotel
  13. Olá Augusto, adorei seu post. Uma dúvida, no topo da Pedra do Baú é possível montar barraca que não seja autoportante? É possível especar a barraca? Obrigada!
  14. [t1]Dia 30 – 02/03/2014 – De Villa La Angostura a Neuquén, passando por Villa El Chocón[/t1] • Quilometragem do dia: 550 • Quilometragem acumulada da viagem: 9.740 • Gasto aproximado do dia: R$ 455,50 Seguindo nosso retorno para casa, saímos pela manhã de Villa La Angostura com destino a Neuquén passando pela Rota dos Sete Lagos. Com pouco mais de 100 km entre Villa la Angostura e San Martín de los Andes, a estrada passa por uma paisagem montanhosa com vários lagos (sete lagos: Lácar, Machónico, Villarino, Falkner, Escondido, Espejo Grande e Correntoso). Levamos 2 horas apro
  15. [t1]Dia 29 – 01/03/2014 – De San Carlos de Bariloche a Villa La Angostura[/t1] • Quilometragem do dia: 105 • Quilometragem acumulada da viagem: 9.190 • Gasto aproximado do dia: R$ 310,25 Pela manhã, andamos pela cidade de Bariloche e aproveitamos para tomar um café reforçado em uma das padarias do centro. Em Bariloche eu senti o mesmo atendimento frio de Buenos Aires, muito diferente das outras regiões da Argentina que passamos. Bariloche tem 130 mil habitantes e parece, apesar da evoluída estrutura turística, uma cidade pequena. Mesmo assim em cada canto tem uma loja de suvenir
  16. [t1]Dia 28 – 28/02/2014 – De El Bolsón a San Carlos de Bariloche[/t1] • Quilometragem do dia: 173 • Quilometragem acumulada da viagem: 9.085 • Gasto aproximado do dia: R$ 284,39 Nós tínhamos em mente sair cedo de El Bolsón e seguir para San Carlos de Bariloche, e no caminho queríamos conhecer o Cerro Tronador e Vetisquero Negro, principais atrações do Parque Nacional Nahuel Huapi. Mas, estava tão bom ficar acampado ao lado do Rio Azul no Camping Los Alerces que resolvemos passar a manhã por lá, tomando café e sol. Mais tarde seguimos viagem, uma viagem bem tranquila. De El
  17. Peter tofte, Obrigada por compartilhar o seu relato! Muito legal! Seguem alguns mapas de El Bolsón que peguei no centro de informação turística:
  18. [t1]Dia 27 - 27/02/2014 – El Bolsón: Cajón del Azul[/t1] • Quilometragem do dia: 45 • Quilometragem acumulada da viagem: 8.912 • Gasto aproximado do dia: R$ 172,50 El Bolsón é uma cidade encantadora com inúmeras atrações. A princípio, nós dormiríamos em El Bolsón e seguiríamos viagem no dia seguinte. Eu não tinha ouvido falar em atrações da cidade até que vi este relato aqui no Mochileiros. Praticamente todos os lugares por onde passamos nos encantaram e temos vontade de retornar. Mas, El Bolsón, além da vontade de retornar, quase nos levou à depressão no dia em que nos des
  19. [t1]Dia 26 - 26/02/2014 – De Futaleufú a El Bolsón[/t1] • Quilometragem do dia: 286 • Quilometragem acumulada da viagem: 8.867 • Gasto aproximado do dia: R$ 227,38 Passamos a manhã em Futaleufú. Futaleufú é conhecida por causa do rio de mesmo nome que corta a região com uma cor impressionante. Mas, além das atividades relacionadas ao rio (rafting, canoagem e pesca), existem trilhas que podem ser percorridas. Pode-se subir até montes, fazer trilhas e refazer através da Ruta del Colono a rota dos antigos moradores... Não fizemos nenhum dos trekkings indicados no centro de in
  20. Olá edumc, Obrigada! Nós não fizemos toda a Carretera Austral. Entramos pelo Paso de las Llaves que liga Chile Chico a carretera (próximo a Puerto Rio Tranquilo) e subimos até a bifurcação com a Ruta 235 que segue para Futaleufú, de onde saímos do Chile. Rodamos 600 dos 1240 km da carretera. Muitos trechos estão sendo asfaltados e a maioria do trajeto em que passamos estava em boas condições. Um trecho mais difícil é dentro do Parque Queulat. A serra é estreita, íngreme e com buracos. Você só não poderá ter muita pena do carro. Para mim, a chatice do rípio e das costelas de vaca era co
  21. Olá erico.bastos, Não fizemos e nem foi pedido o PID para gente. Não existem informações concretas na internet sobre a obrigação de ter ou não o PID. Resolvemos não fazer porque em inúmeros relatos falaram que não era necessário. Mas, isto também não é garantia...
×
×
  • Criar Novo...