Ir para conteúdo

Gabriel_lost

Membros de Honra
  • Total de itens

    265
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que Gabriel_lost postou

  1. Galera, tem os vídeos que o Ciro e o Caio foram gravando da nossa viagem e depois editaram. tá bem editado, separado em episódios com partes da viagem, dicas, etc. tem também uma trilha sonora muito legal: é da banda Covil do Lobo, que o Caio faz parte. Segue o link com a parte de vídeos: http://mundosussa.com/category/videos/page/2/
  2. Eu tenho o VIajante Independente da América do Sul. Mas ele é bem limitado no número de cidades, tem destinos interessantes na Bolivia e Peru que ele não lista; não lista muitos hostels, sempre acabo achando um melhor. Eu tive a oportunidade de ver o Frommers, o Routh Guide, o RG on a budget, o lonely p. e o Lonely Planet on a Shoestring. Esse último é sem dúvidas o melhor e mais completo, tem boas dicas de hostels e muitas dicas de como economizar. As dicas não se limitam a hostels, eles falam de almoço, de como conseguir mais barato transporte, etc.
  3. o Ciro registrou tambem o dominio www.mundosussa.com
  4. E ae!! Foi bem irada a viagem - eu jah voltei-, podem curtir o blog que tá cheio de dicas dos lugares, preços atualizados, etc. Nos fizemos uma parte da viagem bem economica, com caronas e dando infos dos barbadas. Aqui do Rio eu desejo boa viagem pro Ciro e Caio que continuam na estrada! Até
  5. Po, o Peru é um país muito irado! Pra quem vai mochilar no jeito mais econômico: quase todas as cidades do Peru tem CouchSurfers pra receber a gente, em Lima tem um em cada bairro. Já fiquei em hotel de graça via CS em Arequipa, em duas casas diferentes em Lima, em Trujillo, ... e aí vai. Sempre figuras que recebem muitas pessoas. (http://www.couchsurfing.org) E alguns lugares imperdíveis: Mais pro Norte: Huaraz e a Cordilheira Branca: um lugar cheio de trilhas, com montanhismo, agências, ruínas. Perto tem até algumas termas naturais. Huaraz é uma vilazinha bem irada, tem como ir numa geleira sem muito sacrifício. Fizemos uma ascensão em montanha com mais de 5.000 mts com agência sem gastar muito. Trujillo e Chan Chan: Trujillo é cheia de prédios coloniais e tem uma praça de armas gigante. É um das maiores cidades do Peru, e tem bastante CouchSurfing. De lá também dá pra ir pra praias (pegando uma van), onde se diz que nasceu o surf sulamericano (com aquelas canoas de junco). Além disso é famosa pelas janelas dos casarões. Tem ainda várias ruínas iradas. De civilizações diferentes das incaicas, apesar de terem um histórico de serem subjulgadas pelos incas. Eles por exemplo adoram a água, os animais do mar, etc. A simbologia não tem referencias a terra ou montanha, mas sempre ondas, etc. Além disso, eram mais desenvolvidos em navegação e tinham contato com asiáticos. É outra face do país, as ruínas são de barro e a paisagem bem amarela. Tem a Huaca de La Luna (mto irada!), Huaca del Sol, etc. E por fim, tem as ruínas de Chan Chan que são gigantes. Pra todas as ruínas tem como pegar transporte urbano, e com o bilhete pra Chan Chan você tem direito a vários museus e outras huacas (piramides). É uma cidade que vale muito a pena! Tem ainda Chavin de Huantar que eu mando algumas coisas depois. O melhor site de info: http://peru.info/ e em todas as cidades tem o guiche da infoperu dando mapas, dicas, e informações de transporte, horários... abraços
  6. usei qse todas as noites na bolivia.. e durmi em albergue mais que acampei faz frio em muitos lugares, em uyuni principalmente. mas é bom até pra durmir em ônibus, fugir do frio da madrugada e tal o meu é da Trilhas e Rumos: o micro pluma, serve muito pro frio apesar de ser pouco macio. mas ele é extremamente compacto quando fecha.. então não enche a mochila... ele é idel pra bolivia abraços
  7. eu fiquei um dia todo... de choquequirao pra Machu Picchu andando leva mais 4 dias... eu não tenho planilha, tenho um mapa errado que me ajudou muito, mas não digitalizado... vou tentar passar comida, fogareiro (eu fiz fogueiras, mas isso é ruim...e dps que choveu não consegui mais comer direito), uma barraca que resista à chuva (isso é essencial..=/) lembrando de tentar não fazer a mochila pesar muito.. vou tentar escanear os mapas e passo pra cá! Abraços
  8. reforçando.. no peru só em Lima tem cartão com facilidade nos outros lugares tem um ou outro restaurante, sempre caro.. e na bolivia é pior ainda..
  9. saco de dormir, como disse a galera, é a melhor opção cctza procura no forum as dicas sobre sacos e tal ele serve com travesseiro (+-), cobertor e roupa de cama, pode ser barato (se procurar bem),..e dependendo do modelo aguenta frio de -15, -10..etc Abraços
  10. eu fui com um broder, fui sem guia, sem mula, sem cozinheiros, etc foi uma dificuldade a mais...mas tem como fazer facilmente e vale MTO pena.. quando fui não tinha mais ninguém além da gente (enquanto Machu Picchu tem mais gente que a Disney...) o caminho todo sai de Cachorra (cidade próxima de Cusco) e tem como chegar até Machu Picchu andando..foi oq eu fiz vc sai de cusco e pega um onibus pra abancay pedindo pra te soltar proximo à Cachorra. Da parte onde vc soltar, vc pega um taxi até a cidade em si. E ae começa a trilha... a trilha é bem marcada, e tem uns mapas (que só mostram até Choquequirao) nas agencias de Informação. - mas não acredite neles quanto à KM e tempo. tem que levar bastante coisa pra comer, se for sem guia, pq geralmente só há vilazinhas (leia-se 2 casas, etc) no fim do dia qlqr coisa pode perguntar mais, quanto ao tempo...tinha mta vontade de ir durante o 3º ano tbm..mas optei por entrar na faculdade antes. acabou que passei, e no fim do período fui viajar com um broder da facul 3 semanas é pouca coisa se vc quer conhecer algo além de Choquequirao..eu viajei 2 meses pq quis ir conhecendo mais cidades na bolivia e no peru..mas acho que se vc guardar 1 mês e pouco vc conhece mto mais e vale mto a pena Abraços
  11. dá e sobra e agora dá pra ir até de avião por isso
  12. cara... eu fiz qse oq vc disse: saí cedo de La Paz, peguei as 4 horas de viagem pra Copacabana...e sai de lá no barco das 13:30 fiquei tomando coragem um tempo de subir as escaleras, e gastei o resto do dia curtindo o visu, fazendo comida e dando voltas pela "vilazinha" no dia seguinte fui até a ruina no lado norte e voltei pelo outro caminho parando pra almoçar numa vila, onde tem um museu, na beira do lago tem barco nessa parte, mas é mais caro...e nem acho q vale a pena...melhor voltar andando a trilha nem é tão pesada, e olha que fiz as duas (uma de ida e uma outra pra volta) na chuva...na volta tava mais pra temporal, nenhuma delas é mto pesada (uma francesa fez a trilha comigo, e msmo não tendo costume conseguiu aguentar mto bem) de copacabana pra puno, caso queira economizar, não pegue o onibus direto...pegue um taxi até a fronteira, de lá uma van até o centro da cidade peruana que fica na fronteira..e daí sim, vá pra cusco.. economizei bastante assim a única coisa que eu sugiro é, caso vc tenha mais tempo, não deixe de ir nas islas de los uros e até conhecer puno - a cidade é feia a primeira vista, mas tem lugares legais. além de ser uma boa pausa antes de chegar em cusco (estadia e almoço em puno são baratos, fiquei em uma por 5 pesos perto do mercado...tinha um nome de uma cidade italiana)
  13. então.. o vulcão é bem longe de Tinguá o vulcão fica na Serra de Madureira, o acesso é no centro da cidade.. já Tinguá é bem mais afastado (e em compensação tem paisagens mais preservadas)..tem trilhas por lá sim, e a maioria é pequena
  14. Uma novidade aqui em Niterói é a tribo indígena que foi fundada na Lagoa de Itaipu (onde há sambaquis) o local já vale uma visita pela praia e pelos barzinhos proximos, mas se por curiosidade quiser conhecer ainda a tribo é só passar na Duna Grande...há venda de artesanatos e tudo no local pra chegar lá é só pegar o onibus 38 nas barcas (R$ 2,00) e pedir pra soltar no ponto final em Itaipu. depois ir andando pra direita da praia até a lagoa e o canal, do outro lado tá a tribo no lado direito tem um museu arqueologico e uma vilazinha de pescadores estilo colonial ainda (vielas pequenas) se for de carro é só ir pra camboninhas (região oceanica) e seguir até o final do bairro, parando no último quiosque da praia
  15. respondendo minha pergunta a melhor trilha É SEM DUVIDAS CHOQUEQUIRAO - MACHU PICCHU
  16. aqui tem umas "terrestres" do bananal..hehe http://confrariauff.multiply.com/photos/album/46 (a partir da DSC04334.JPG já são todas de lá) e aqui tem mais: Costão - http://gabrielfuser.multiply.com/photos/album/35 Pedra do Elefante - http://gabrielfuser.multiply.com/photos/album/24/Trilha_da_Pedra_do_Elefante_-_NIT Parque da Cidade e Itacoatiara - http://gabrielfuser.multiply.com/photos/album/31/Pqe_da_Cidade_e_Itacoatiara_-_NIT saca.. tentei criar um tópico de "Mochileiros de Niterói" pra marcar umas trilhas ou barzins.. entra ae pra tentar marcar uma: http://www.mochileiros.com/viewtopic.php?t=25207 to afim de fazer a do Morro das Andorinhas ou Morro Santo Inácio Abraços
  17. Então, aproveitando seu tópico: me falaram essa do hotel fechar às 11 da noite... quando deu 15 pras 11, eu e dois amigos voltamos correndo do pub pra num durmir na rua e descobrimos que num fecha nada. pelo menos o meu só colocaram terror e ficou aberto por toda a noite. eu fiquei num Hostal verde limão que tem na orla, custou 20 Bolivianos por pessoa...(o mais caro que paguei) e na Isla del Sol, eu saí de copacabana às 13:30 e durmi uma noite na ilha: o que recomendo pra caramba... ficamos no hostal "Palacio del Inca" custou 50 bolivianos para 3 pessoas com banho quente, logo é mais barato que em copacabana no dia seguinte fomos conhecer as ruínas e a parte norte num trekking de 2 horas até lá, (tem q pagar entrada nessa parte da ilha) só tem q lembrar de voltar até as 16hrs que é o ultimo barco
  18. Mais uma trilha que eu fiz aqui em Niterói, e achei muito foda é a da Pedra do Elefante. A trilha é tranquila, e no final vc vai subindo com uma vista incrível da cidade e do Rio. E do cume, é possível ver da Serra dos Orgãos às Ilhas de Maricá Ela possui dois inícios: em Itacoatiara junto a trilha do Costão, mas agora tá fechado esse caminho; e pela Estrada de Itaipuaçu. De carro é só seguir para a Região Oceanica e virar no trevo de Itaipuaçu, subir a estrada e estacionar no mirante que tem no alto dela (com "PN Serra da Tiririca" pintado na mureta) e seguir para a direita - o início é bem perto do mirante. A pé, pega-se o onibus linha 38 no centro e solta no Trevo de Itaipuaçu, é só subir a Estrada +- 30 min até chegar nesse mesmo lugar. A trilha se inicia aí e segue em mata fechada até encontrar com uma placa que indica a descida até o Costão (fechada), à direita tem as Cavernas do Alto Mourão e à esquerda a Pedra do Elefante. O caminho para a Pedra passa por uma clareira que possui uma vista pro Costão e Itacoatiara. Aqui seria as costas do elefante. Pouco mais adiante, começa uma subida nas pedras de uns 30 min que possui uma vista aberta para a Serra da Tiririca, Niterói, Rio de Janeiro, etc. No cume, a paisagem mais marcante é a da Praia de Itaipuaçu que parece infinita...
  19. ii) a agência que eu fui é a 'Sumaj Jallpha', fica na praça central de Uyuni e é muito boa. o preço do passeio de 3 dias é 80 uss, mas aqui se consegue por 65uss se insistir. (Abusa do "mas eu sou brasileiro, não sou europeu...") a agencia tem uma estrutura boa, nos buscaram na "rodoviária" no meio da madrugada, etc. iii) em uyuni ou atacama? em uyuni é só buscar os próximos ao terminal. a média é 20 bolivianos v) o cemitério de trens de uyuni, o salar, o hotel de sal, a laguna colorada, a laguna verde, os geisers, o banho termal, a laguna dos flamingos, a "arbol de piedra", ...
  20. entre as trilhas, a mais feita de todas em Niterói é a do Costão em Itacoatiara a trilha é fácil, dá para fazer o ano todo e não demora mais que 50 minutos para subir, tem uma vista incrivel de Itacoatiara, da Região Oceânica e da cidade do Rio de Janeiro o inicio da subida é na última rua da praia Itacoatiara. só seguir pela orla, virar a esquerda nela e andar até o final, onde tem a entrada do parque dps começa uma escada natural que dura uns 15 min até uma bifurcação que é o inicio de 3 trilhas: - a esquerda, a trilha pro Mourão e a Pedra do Elefante (essa está interditada, é melhor subir pela - no meio, a trilha pra Enseada do Bananal - a direita, o Costão Dps de virar a direira, começa a subida na pedra que no início é um pouco mais difícil mas depois volta a ser fácil. É só ir seguindo pela pedra, que como não tem marca no chão tem que ir procurando os cortes e desniveis da pedra, mas ainda assim é fácil. Essa subida dura mais uns 30 minutos e pronto. Nessa parte é comum ver praticantes de escalada e rapel subindo tanto o costão como as encostas do Morro do Elefante. Virado para a praia avista-se a cidade do Rio (pedra da gávea, morro da urca, etc), o Morro das Andorinhas (no fim da praia de itacoa), ao lado a região oceanica e a Serra da Tiririca, bem próximo ao Costão dá pra ver o Morro do Elefante (que lembra um elefante deitado e tem uma trilha incrível também) Ainda no alto do Costão dá pra ir contornando a vegetação (que possui uns micos e aves que chegam próximo aos visitantes) até avistar a praia de Itaipuaçu. Fiz uma vez num dia de semana e outra no fim de semana. Na primeira não havia ninguém junto com a gente, mas na segunda já percebia um movimento maior na trilha. Na volta, chegando até a bifurcação, ainda dá para descer até o Bananal. É uma enseada, que é impossível de se entrar na água porque são pedras gigantes que beiram o mar. Mas não demora mais de 30 min para descer e o mesmo para subir, e a trilha é bem marcada. E depois dá parar curtir a praia, que é a preferida na cidade. Para chegar em Itacoatiara, é só pegar o ônibus n° 38. Dá para pegar perto das barcas, só perguntar que alguém indica onde. O ônibus deixa num trevo bem próximo da praia, só se ligar numa guarita. falow
  21. Niterói é sem dúvida a Cidade Sorriso: É a 4ª em qualidade de vida do Brasil, a cidade é cheia de pontos turisticos interessantes, museus e fortes, além das melhores trilhas que eu já peguei... e além de suas próprias paisagens espetaculares, como as da Serra da Tiririca e das Praias Oceanicas, ainda é conhecida por ter as melhores visões da cidade do Rio de Janeiro.. fora os passeios, a cidade também é boa pra esportes como escalada, trekking, vela, caiaque, asa delta, parapente, iatismo, surf... a NelTur criou um roteiro de 3 dias pra conhecer Niterói, mas sendo realista o melhor é pegar só os 2 primeiros dias do roteiro: # 1° DIA: MAC E FORTALEZA DE SANTA CRUZ Visite o Museu de Arte Contemporânea de Niterói (MAC) e siga pela orla, conhecendo as praias de Icaraí, São Francisco e Charitas, onde diversas opções gastronômicas são um convite ao almoço. Logo a seguir a estrada passa por uma pitoresca colônia de pescadores antes de alcançar a Fortaleza de Santa Cruz, um imponente complexo arquitetônico militar construído para proteger a Baía de Guanabara. Para completar seu passeio consulte os diversos programas da agenda cultural. # 2° DIA: PARQUE DA CIDADE E PRAIAS OCEÂNICAS Área de preservação ambiental, localizada no Morro da Viração, a uma altitude de 270 metros. O Parque da Cidade reinaugurado oferece estrutura turística e possui duas belas paisagens, uma visão da Região Oceânica onde é possível admirar as lagoas de Piratininga e Itaipu e as praias oceânicas. A outra vista é um maravilhoso espetáculo dos bairros e praias da Baía de Guanabara, a baía em si, assim como um belo panorama da cidade do Rio de Janeiro. No local existem duas rampas para prática de vôo livre. Seguindo para a Região Oceânica, encontram-se as praias de Piratininga e Camboinhas, onde é possível degustar especiarias sentado nas areias da praia. A próxima praia é Itaipu, que oferece águas calmas, além de restaurantes especializados em peixes e crustáceos e o mais belo pôr-do-sol da cidade. Mais à frente, surge Itacoatiara, paraíso dos surfistas e dos jovens. http://www.neltur.com.br/port/aondeir_000.htm Niterói ainda tem duas linhas de transportes exclusivamente turísticas: - o ônibus turístico, que passa pela Cantareira (uma praça onde tem uns barzinhos onde vão os universitários), MAC, as praias de Icaraí, São Francisco (onde tem os restaurantes e bares mais legais da cidade), Charitas e Jurujuba e Fortaleza de Santa Cruz. com UM boleto do ônibus (que custa 10 reais, ou 5 para estudantes e maiores de 65) dá para pegar o ônibus na Praça Araribóia junto à estação de barcas e ir parando nos pontos turísticos e depois regressando no próximo ônibus da linha sai às 10 h, 12h30 e 14h30 aos finais de semana - e a barca turística, que sai aos domingos - 9h30min, e faz um passeio pelo Corcovado, Pão de Açúcar, Fortaleza de Santa Cruz, MAC e Ponte Rio-Niterói. custa 12reais e tem promoções para grupos maiores de 25 (10 reais) e para crianças menores de 1m (grátis)
  22. tem dois O Guia Criativo para O Viajante Independente na América do Sul - www2.uol.com.br/oviajante/amesul.htm é em portugues e feito por brasileiros mas tá esgotado e é impossível de cnseguir encontrar e tem o Lonely Planet: South America on a Shoestring só que os dois são caros e tal minha sugestão (e eu fiz isso) é ler bastante o mochileiros.com e na viagem ir nas oficinas de turismo de cada cidade. no Peru eles tem as melhores oficinas de turismo ( IPeru e DircTur ) e te dão informações sobre horários de onibus, preços, mapas, pontos turisticos, ligam pro brasil a cobrar e tudo...e toda cidade tem uma ainda tem como conseguir infos e mapas das proximas cidades que vc vai passar na Bolivia tem algumas, mas é mais complicado isso...de qualquer forma nada que perguntar bastante num de jeito
  23. só pra lembrar que mesmo sem assento, vc paga uma taxa a mais (uns 20% a mais) e na entrada eles tomam algum documento seu, mas devolvem depois
×
×
  • Criar Novo...