Ir para conteúdo

raoni_sf

Membros
  • Total de itens

    5
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que raoni_sf postou

  1. Olá Inaiá! Tudo bem, essas coisas acontecem! Estive lá e no final me pareceu mais fácil de chegar do que pensei. Fui com o pessoal da Turismontaña, muito recomendado por esse Fórum. O melhor, sem dúvida, seria ir de carro próprio, pra conhecer a região como um todo. Bom, em todo caso obrigado, e até a próxima! Abraços.
  2. Adne, Obrigado pelas informações. Essa questão do clima me preocupa muito. Não sou dos mais friorentos, mas vivo no nordeste, tenho pouca roupa de frio. Elas seguraram bem os 8oC que peguei no Uruguai, que venta bastante... Mais do que isso, acho que terei problemas. Att., Raoni
  3. Olá! Estou indo dia 06/11 pro Chile e desde que comecei a ouvir sobre Cajon del Maipo não tiro esse lugar da cabeça! Fiquei com uma dúvida após ler uns relatos. O ponto final da trilha é o Glaciar San Francisco ou o El Morado? No seu relato diz El Morado, mas em outros vi San Franciso. Na verdade, ambos ficam próximos no mapa, mas como a princípio vou sozinho, queri checar pois pode significar uma diferença grande em termos de trilha (dificuldade de acesso). Obrigado!
  4. Olá! Nossa, fiquei encantado com seu relato! Gostaria muito de conversar um pouco com você, sobretudo sobre Cajón del Maipo. Estou indo agora em novembro pro Chile e esse é o lugar que mais quero visitar e também (talvez por isso mesmo) o mais difícil de chegar! Como você disse, há pouca informação (no geral) e TODAS as que eu li, parecem ter o fator "sorte" como ponto chave. Como vou viajar sozinho, não queria contar tanto com ela... Como encontro você no facebook (se me permite)? Abraços!
  5. No início de setembro de setembro de 2012 cheguei em Bogotá pro que deveria ser o início da minha viagem pela américa latina. Tive problemas com o banco (pros que são mais esotéricos, acredito que foi olho gordo! (risos)), e precisei voltar oito dias depois. Em todo caso pode-se dizer que conheci muito bem a cidade! No início fiquei num hostel chamado Platyplus, numa região próximo à Candelária. A localização é excelente, porque apesar de ser próximo a tudo que o turista precisa (restaurantes, bares, ponto de Transmilênio, bancos, casas de câmbio, telefones...) é numa rua bastante silenciosa. Há algumas padarias atravessando a praça em frente ao hostel e subindo à direita, onde se pode tomar um farto e barato café. No mesmo caminho, apenas atravessando a praça, há um restaurante bem simples, porém de comida deliciosa e farta (coisa de 5 reais por sopa e prato principal) e também limpa. Ali almocei e jantei a maior parte das noites. Há ainda uma boa casa de empanadas com diversos molhos, coisa fina. Bem ao sul da praça ficam as casas de câmbio e uma franquia do Crepes & Waffles, uma casa meio cara, mas que serve delícias incríveis, exatamente como as exuberantes fotos do cardápio. Tomei ali o café mais incrível da minha vida, cada gole me levando ao paraíso! Achei o serviço meio lento, mas impecável. vá até o subsolo! Não fique na parte de cima (muito movimentada). Do hostel é possível caminhar a pé até a Plaza Bolívar. Os arredores são cercados de coisas interessantes pra ver, turísticas ou não. A praça em sí é meio bestinha, mas há um mercado de artesanato próximo que foi o mais barato que vi (em comparação aos outros da capital) e com peças que me enlouqueceram! Ao norte há o Museo de Trajes Típicos. Despretencioso, barato, silencioso e ao fundo um jardim agradabilíssimo para por as idéias no lugar. O museo do Ouro fica relativamente próxima a Plaza Bolívar, e é encantador. Mecheu muito comigo. No caminho do hostel até a Plaza tem um supermercado bem completo, mas não é dos mais baratos. Aliás, não achei em geral os mercados de bogotá baratos. Pode-se ir ainda a Candelária, simplesmente para andar ou comer nos charmosos restaurantes ou bares. O museo Botero não fica longe, e é tocante, visita obrigatória. Fui ainda a Montserrat...talvez seja melhor de dia, quando as coisas lá em cima estão abertas. A noite, quando fui, achei linda a vista da cidade iluminada, mas não há muito o que fazer. Achei meio caro pra subir, por conta disso. A catedral de Sal, em Zapaquira, também é visita obrigatória... no início me pareceu muito religiosa a viagem guiada, mas depois os túneis me cativaram. A energia é bem interessante. não aconselho assistir o filme, chatinho e desconfortável, mas o espetáculo de luzes é imperdível! Se preparem para voltar sozinhos! Mas não tem erro, só seguir as cetas verdes... (risos). A cidade em si vale uma voltinha. A viagem, desde o Portal Norte do transmilênio, é agradável. Acabei precisando mudar de hostel, indo pro Sue, ao lado do Platyplus. Na minha opinião, o melhor! mais bonito, interessante, os banheiro são melhores... o preço é o mesmo, coisa de 25.000 pesos. mais descontraido e, como estava um pouco frio, quentinho. Bom, fora isso pude conhecer, com minha amiga e o namorado dela, uma bogotá não aconselhável para turistas. é fascinante! de uma maneira geral achei as pessoas muito simples, solicitas, agradáveis. não achei uma cidade barata. a impressão é que em boa parte da cidade, fora da gringolândia, eles não estão muito acostumados a verem turistas, o que cria situações únicas. ah! por fim: aconselho passar um entardecer tomando uma cerveja no gramado ao lado de um dos campus da Universidad de los Andes (próximo a subida até Montserrat). Você rejuvenesce 10 anos...
×
×
  • Criar Novo...