Ir para conteúdo

takami

Membros
  • Total de itens

    54
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

37 Excelente

Outras informações

Últimos Visitantes

815 visualizações
  1. No primeiro mergulho da manhã deste dia encontramos um natiloide, que é uma espécie de molusco pré histórico. Podem ser encontrados numa profundidade de até 500m. É comum encontra-los no leste do oceano índico. Finalmente chegamos em Osprey Reef, as marolas ajudou e passamos a madrugada inteira a todo vapor rumo a esse requisitadíssimo lugar pelos mergulhadores, chamado Osprey Reef. Estava todo mundo na expectativa, é um lugar repleto de enormes tubarões. Fizemos uma espécie de arquibancada natural para assistir a alimentação dos tubarões. Fomos nos acomodando nas rochas de forma circular, onde no centro será despejado as carcaças de peixes para os tubarões. Os enormes tubarões iam chegando na medida que o odor desses peixes se espalhavam pelo mar. Achei um espetáculo a concentração de tantos tubarões, foi um dos cenários mais incríveis que já presenciei. Os corais nessa região são muito bonitos e diferentes. É um paredão enorme colorido formado pelas algas e corais, deixando as imagens sensacionais e exóticos Tivemos a companhia de um cardume de barracudas. No final da tarde após os mergulhos, fomos brindados com uma bela confraternização. Para voltar ao continente desembarcamos em Lizard Island, onde peguei um vôo de volta a Cairns. A ilha é muito bonita, tem vários mirantes com belos visuais, mar cristalino e uma sensação de paz e muita tranquilidade. Achei esse sobrevôo sobre os corais um verdadeiro espetáculo. Foram 4 horas de vôo até o aeroporto de Cairns. Aproveitei que estava no aeroporto e comprei uma passagem até Sidney. O Centro é formado por prédios e praças, representando um mundo corporativo. Essa é a casa da Ópera de Sydney, também conhecida como Teatro de Sydney, é um dos edifícios de espetáculo mais marcantes a nível mundial, e um dos símbolos da Austrália. Sua construção foi iniciada em 1959. Aproveitei e visitei o Aquário de Sidney. chegando a ter mais de 650 espécies e mais de 6 mil peixes e outros animais aquáticos de toda a Austrália. O Aquário de Sydney foi aberto em 1988, durante as comemorações do Bicentenário australiano. É um dos maiores aquários do mundo. Vale a pena conferir!
  2. Depois de quase 1 dia de viagem, bastante longo, dentro de um avião, cheguei no aeroporto de Cairns em Queensland. Acordei cedo muito empolgado. Fiz uma visita ao porto onde ficam as embarcações. pois meu grande objetivo era conhecer a Enorme Barreira de Corais. Este é o melhor local de acesso e fechar os pacotes de mergulhos, pois está próximo dos melhores recifes de corais. Pela enorme quantidade de yatches e cruzeiros dá pra se ter uma idéia de como os corais são muito frequentados. Fiz cotações com os cruzeiros para mergulhar nos melhores points da região. Sempre viajei sem reservas, mas procuro escolher as épocas fora de alta temporada para não correr o risco de ficar sem hospedagem ou sem fazer os melhores passeios. Essa experiência tem dado certo, ou então estou tendo sorte demais! A agência que escolhi foi a Mike Ball Expeditions, pois é a única que tem o alvará para mergulhar em Osprey Reef, onde é considerado um dos melhores lugares do mundo pra se mergulhar. Quem quiser saber sobre valores, é só procurar o site deles na internet, pois o preço que paguei certamente está desatualizado. Aproveitei para conhecer a Cidade de Cairns, que é quente e badalado o ano inteiro, atraindo turistas de todos os lugares do mundo. Há muitos Hostels e agências de mergulhos espalhados pelo centro. Fiz uma visita ao Aquário de Cairns, onde tive a idéia do que encontraria em seus recifes, tem inúmeras espécies de crustáceos, répteis e peixes exóticos e uma arquitetura futurística com belos aquários. No final da tarde me reuni com o grupo que embarcaria para a expedição de mergulhos em Osprey Reef e partimos para o Cruzeiro que nos levaríamos. O primeiro lugar que mergulhei foi em Summer Bay em Ribbon Reef. Faziamos em torno de 4 mergulhos por dia, mas se houvesse um noturno, então eram 5 mergulhos. Enfrentar as aguas geladas era quase uma maratona pra mim, mas valeu cada mergulho. Não é fácil ir a Osprey Reef, pois pegamos um longo trecho de mar aberto, que dependendo das condições climáticas não seria permitida a ida. Mas graças a Deus o tempo ajudou desta vez e conseguimos chegar. O cruzeiro balançou muito por causa das marolas. É normal passar mal e vomitar bastante, mas com o tempo vai se adaptando às marolas. Como fizemos vários mergulhos seguidos, recomendo proteger bem os pés das nadadeiras para que não fiquem em carne viva, pois mesmo usando botas de neoprene a agua salgada vai corroendo a pele com o atrito por causa das nadadeiras. Não corra o risco de não poder mergulhar nesse precioso lugar. Outra dica, não tente usar o drone para tentar filmar os recifes de cima, pois o local venta muito e o risco de perde-lo é muito alto. Outra dica, recomendo ter o curso nitrox para que possa ficar mais tempo embaixo da água. Nos meses entre junho a agosto é possível avistar as baleias minks nessa região. Mas infelizmente no meu caso nao tive esse privilégio. Com relação aos pacotes de mergulhos há 3 opções, uma de 3 dias de mergulhos, outra de 4 e outra de 7 dias. Fechei o de 4 dias, q me deu direito a 14 mergulhos, dos quais fiz 13, incluindo 2 mergulhos noturnos. Tive a sorte de pegar o tempo bastante ensolarado, excelente para os mergulhos. Fiquei extremamente satisfeito por conhecer esses belíssimos lugares. Ouvi muitos comentários ruins sobre os recifes mais pertos do continente australiano, que devido ao excesso de turistas e sem muitas regras de visitação, acabaram sendo bastante depredados. Então se vc é mergulhador, vale a pena investir nessa expedição ao Osprey Reef.
  3. Poço das moças Nos reunimos às 6h da manhã para descer a Serra do Mar em Paranapiacaba e ir ao Poço das moças pelo vale do Quilombo. Após 3,5h de descida chegamos a uma fazenda onde o proprietário fazia criação de alguns pavões. Ele nos contou que o primeiro casal de pavões que ele teve foi morto pelo cachorro do vizinho, mas como ele gostou da idéia, obteve posteriormente mais um casal, onde gerou uma bela ninhada e agora habitam inúmeros pavões. O Sandro está se aperfeiçoando cada vez mais nas suas piruetas, fazendo um belíssimo salto. É um dom que é pra poucos. Choveu praticamente o dia todo, mesmo assim foi bem divertido. A serra do mar tem as suas belezas até em dias nublados. Infelizmente nem sempre podemos escolher os melhores dias pra fazer as trilhas. A experiência é sempre válida. Todo o pessoal estava de muito alto astral, o percurso é longo, não é trivial para os marinheiros de primeira viagem. Mas mesmo quem estava fazendo trilha pela primeira vez mandou muito bem. Esse tipo de vivência é o combustível necessário para que superamos os desafios profissionais e possamos realmente curtir a própria existência, deixando o mundo virtual e a lavagem cerebral que a mídia nos fazem o tempo todo. Esteja em harmonia consigo mesmo por meio da contemplação e cuidando da natureza, pois é graças a ela que existimos neste planeta
  4. Estavamos em torno de 14 pessoas rumo à cach da Usina localizada na Serra do Mar na região de Parelheiros. Parte do percurso é feito sob os trilhos de trem que corta praticamente todo o Estado, esse mesmo trilho atravessa todo Mato Grosso do Sul, cruza a fronteira da Bolívia e chega até o meio deste País em Sta Cruz. Os trens fazem seus shows a parte. Uma ponte bem precária nos forçou a travessar pelo rio. Há um pequeno complexo de cachoeiras antes da queda principal. O cenário é espetacular. O dia foi perfeito, fez muito calor. O rio não é muito propício pra banho nesse local, devido aos perigos da correnteza e do risco de levar uma queda de uns 70 m de altura. No retorno passamos nuns poços bons para banho, mas devido ao horário, apenas descemos pra dar uma conferida mas sem se banhar. Foi uma galera muito alto astral, o dia foi divertido e com belíssimos visuais.
  5. Estávamos numa época chuvosa, mas aproveitamos a janela de tempo bom para fazer a travessia na Serra do Voturuna que fica localizada entre os municípios de Santana do Parnaíba e Pirapora do Bom Jesus, no Estado de S. Paulo. A altura máxima entre as montanhas é de 1217m. É bom levar pelo menos uns 3 litros de água, pois apesar de ter água na trilha, ela pode se apresentar imprópria. Na região há alguns cavalos selvagens, o maior problema é a grande infestação de carrapatos, principalmente na pequena área onde há uma floresta. Os carrapatos ficam se protegendo do calor se instalando embaixo das folhas. Daí o primeiro que esbarra nessas plantas o carrapato gruda na calça e caminha até encontrar a pele, podendo transmitir a doença Lyme ou a febre maculada, ambos de difícil tratamento. Todos do grupo terminou com vários carrapatos, a maioria deles conseguimos matar antes de sermos picados, mas mesmo assim a média era de 10 picadas por cada pessoa. O visual da serra é muito bonito. A travessia é em torno de 18 km com muitas subidas e descidas e com direito a algumas pequenas cachoeiras. Iniciamos a trilha por volta das 9:40h e terminamos às 17:30h. foi ótimo a companhia de todos, conhecer mais um lugar com canyons e belas montanhas e se recarregar energeticamente com a natureza. Vou deixar o link da minha edição:
  6. San Andres Cronograma 1. 1 Aquário 2. 2 Volta na ilha de moto – snorkel em piscinita e West view 3. 3 Santa Catalina - Morgan´s head – sta catalina, cayo cangrejo 4. 4 Mergulho 5. 5 Mergulho Gasto de U$400 nas Ilhas Os lugares q mergulhei: confusion, manta city, kantina santa catalina, felipe place Estive visitando o caribe da Colômbia por uma semana, ela é formada pelas ilhas San Andrés, Providencia e Santa Ketlina. Para se chegar peguei um vôo até o Panamá e depois de Panamá até San Andres. O percurso total durou umas 5 horas. No aeroporto de Panamá tem muitas lojas ótimas pra fazer compras, mas deixe pra comprar na volta caso o produto não seja tão essencial. Antes de entrar na ilha foi necessário pagar uma taxa de U$40 e preencher um formulário com 3 vias. Precisará guardar para apresentar no seu retorno. Cheguei na hora do almoço, após conseguir uma pousada, aproveitei para dar um volta no litoral Fui no mês de março, peguei um tempo muito bom de muito sol e calor. Tive apenas 1 semana para conhecer essas 3 ilhas, mas foi o suficiente, apesar de ter sido um pouco corrido. Há inúmeras pousadas espalhadas pela ilha, não tive problemas com reservas já que era fora de temporada. Tudo é voltado para o turismo. As ilhas não são muito grandes, alugando uma moto é possível circundar toda a ilha de San Andres em poucas horas. As praias tem as águas cristalinas, simplesmente um espetáculo em dias ensolarados. Algumas delas estavam bem lotadas. Peguei um barco para conhecer um lugar conhecido como aquário, onde é uma pequena ilha ótima pra fazer snorkel e avistar as raias. Esse passeio é bastante famoso e a pequena ilha estava cheia de turistas. Havia uma toca de tubarões onde eles estavam dormindo. As raias aparecem mais no fim da tarde. A maior atração é ver os guias pegarem as raias e deixar passar a mão nelas. Pelo menos os bichinhos parecem gostar da brincadeira, senão já tinham lhe dado uma ferroada. Por meio de um mapa fui conhecendo as praias. Rocky Cay: uma espécie de praia privada dos hotéis Decameron. Dá para ir andando até a ilhota. Praia da peatonal – é uma praia próximo ao Centro Comercial da Cidade, muito agradável e muito bonita. Vale passar uma manhã, ou para quem tempo, um dia por ali. Fica a melhor parte do comércio Praia Cocoplun e Rock Cay - essa praia também é bonita e dá pra ir caminhando no mar (com a água na cintura) até uma microilha que deve ficar a menos de 500m da praia. Como meu tempo era reduzido, aluguei uma moto para conhecer as praias. Também é possível alugar um carrinho de golf ou então até mesmo uma bicicleta. As vespinhas não tem marcha, basta girar o acelerador e sair rodando. Fiquei com um pouco de receio no início pq nunca tinha andado numa dessas. Não tem segredo, logo pega os macetes. O mar caribenho realmente é muito encantador. A areia branquinha torna a água de coloração azulada, deixando um visual incrível. Eles não fornecem o capacete, pois o uso não é obrigatório. Fui num lugar conhecido como Piscinita, bom para fazer snorkel. Como o pessoal tem o habito de jogar pedaços de pão na água então atraem bastante peixinhos. Estive em West View, fica bem próximo de Piscinita. Também é um outro ponto excelente para o snorkel. Os peixes são atraídos pelos pedaços de pão jogado na água. Por ser um dos pontos turísticos da ilha, costuma ficar bastante cheio de gente. A ilha é pequena, em poucas horas é possível conhecer a ilha toda. Com relação às hospedagens existem vários hostels e hotéis a disposição. Variam de $60 pesos pra cima, todos tem ar condicionado. Normalmente os hostels tem uma cozinha comunitária o que ajuda nas despesas e na hora de fazer novas amizades. É imprescindível visitar a ilha de Providência, principalmente pra quem é credenciado no mergulho e curte ver muitos tubarões. Como o lugar é distante, o ideal é dormir pelo menos 1 noite lá. Existem 2 meios de chegar lá, de avião ou de barco. Para ir de avião é preciso reservar com bastante antecedência, pois é bastante concorrido. Um vôo de apenas 20 min já é possível chegar em Providência. Acabei indo de catamarã. Deve-se chegar com pelo menos 45 min de antecedência do embarque, pois todas as mochilas são vistoriadas pelo policial. A ida foi com bastante marola, muita gente passou mal, ficaram com enjôo. Foram 3 horas de montanha russa no mar. Os catamarãs saem por volta das 8h da manhã e chega às 11h. Aproveitei para conhecer a Ilha de Sta Ketlina, o acesso é por uma ponte e é a menor ilha, mas com belos mirantes e praias pequenas. Durante a caminhada recebi a bela companhia de uma raia águia solitária. O mar nesta parte é bastante calmo e com as águas sempre cristalinas. Um dos lugares imperdíveis de Providência é a visitação ao Cayo Cangrejo. É uma pequena ilha excelente para fazer snorkel. Tem várias tartarugas no local. O mar cristalino deixa a vista espetacular. Recomendo que sempre que for fazer o snorkel, caso não tenha uma sapatilha de borracha, então vá pelo menos com uma papete para proteger os pés dos ouriços e dos corais. Cayo Cangrejo é um dos pontos bastante requisitados e um dos mais bonitos. Há embarcações o dia inteiro levando os turistas para essa ilha. Para quem gosta de ver tubarões os mergulhos em Providência são imperdíveis. Fiz um mergulho num local chamado de confusion. Avistei vários tubarões, apesar de já ter visto em vários outros mergulhos, é sempre emocionante o encontro com eles. A visibilidade estava perfeita, a água estava transparente. O principal alimento dos tubarões nesse local são os peixes leões, altamente venenosos. É comum os tubarões confundirem o pau de selfie da gopro com os espinhos dos peixes leões e darem uma bocanhada na sua câmera. Como não me preocupei muito com isso, os tubarões chegavam muito próximos, alguns até tocavam na câmera. Foi uma experiência interessante. O percurso passa por uma parte onde o mar é muito agitado e com bastante marolas, acabei até passando mal. Mas foi só cair na água que logo melhorei. Depois mergulhei num local chamado Manta city. Tinha alguns peixes coloridos e bastante algas. Resolvi alugar uma bike para conhecer a ilha, já que ela é bastante pequena. Fiz uma trilha para alcançar o ponto mais alto da ilha. Tinha uma vista surpreendente. Em aproximadamente 2h de pedaladas é possível contornar toda ilha. As bikes não estão em bons estados devido a degradação da maresia. É difícil escolher alguma que preste, mas pedalando com cuidado não terá muitos problemas. No meu último dia nesta ilha de Providencia fiz mais 2 mergulhos. Novamente o encontro com belíssimos tubarões. O guia desta vez matou uns 4 peixes lions para alimentar os tubarões, fiquei com um pouco de dó, pq os peixes lions eram muito bonitos. Tem que tomar cuidado de não alongar muito o “pau de selfie” nas horas das filmagens com a gopro, pois muitas vezes os tubarões mordem porque confundem com os peixes lions. San Andres agradaria todos os tipos de pessoas, para aqueles mais aventureiros tem os inúmeros mergulhos com os tubarões em Providência. Já para aqueles que querem apenas descansar e desfrutar a natureza, então podem escolher as diversas praias, ou ilhas, hotéis requintados, enfim, um investimento que será bem retribuído. Quem quiser ver como ficou a edição das minhas filmagens, deixarei o link do youtube: https://www.youtube.com/watch?v=leSIxKxCOq4&t=446s
  7. Olá Re, tudo bem? A expedição me custou $1000 e tive direito a 6 dias. O cume do Monte Roraima é um outro Mundo, cheio de rochas com formações exóticas e outras belezas raras. Nunca verá nada parecido, vale a pena explorar!!
  8. Olá Pessoal, aqui vai meu relato da minha viagem feita no mês de março nas três principais ilhas caribenhas da Colômbia. Fiquei uma semana explorando, só tenho a agradecer pelas dicas que a galera deixou neste site. Meu gasto total incluindo as passagens foi em torno de R$ 3.000,00 Dia 1 Antes de entrar na ilha foi necessário pagar uma taxa de U$40 e preencher um formulário com 3 vias. Precisará guardar para apresentar no seu retorno. Como cheguei na hora do almoço, aproveitei para fazer um snorkel na Ilha Rose ou conhecido como nome de aquário. No final da tarde é quando aparecem inúmeras raias. Nesse dia essa ilha estava muito lotada. A maior atração é ver os guias pegarem as raias e deixar passar a mão nelas. Pelo menos os bichinhos parecem gostar da brincadeira, senão já tinham lhe dado uma ferroada. Dia 2 Resolvi alugar uma vespinha para explorar melhor a ilha. O mar caribenho realmente é muito encantador. A areia branquinha torna a água de coloração azulada, deixando um visual incrível. As principais praias que conheci foram Cocoplum, Rocky Cay, Peatonal, entre outras. Fui para um lugar conhecido como Piscinita, bom para fazer snorkel. Como o pessoal tem o habito de jogar pedaços de pão na água então atraem bastante peixinhos. Depois estive em West View, fica bem próximo de Piscinita. Também é um outro ponto excelente para o snorkel. Os peixes são atraídos pelos pedaços de pão jogado na água. Por ser um dos pontos turísticos da ilha, costuma ficar bastante cheio de gente. A ilha é pequena, em poucas horas é possível conhece-la totalmente. Com relação às hospedagens existem vários hostels e hotéis a disposição. Variam de $60 pesos pra cima, todos tem ar condicionado. Normalmente os hostels tem uma cozinha comunitária o que ajuda nas despesas e na hora de fazer novas amizades. Dia 3 Fui visitar a ilha de Providência. Como o lugar é distante, o ideal é dormir pelo menos 1 noite lá. Existem 2 meios de chegar lá, de avião ou de barco. Para ir de avião é preciso reservar com bastante antecedência, pois é bastante concorrido. Um vôo de apenas 20 min já é possível chegar em Providência. Acabei indo de catamarã. Deve-se chegar com pelo menos 45 min de antecedência do embarque, pois todas as mochilas são vistoriadas pelo policial. A ida foi com bastante marola, muita gente passou mal, ficaram com enjôo. Foram 3 horas de montanha russa no mar. Os catamarãs saem por volta das 8h da manhã e chega às 11h. Visitei a Ilha de Santa Ketlina e fiz uma trilha pequena até Morgan´s Head. Um dos lugares imperdíveis de Providência é a visitação ao Cayo Cangrejo. É uma pequena ilha excelente para fazer snorkel. Tem várias tartarugas no local. O mar cristalino deixa a vista espetacular. Dia 4 Para quem gosta de ver tubarões os mergulhos em Providência são imperdíveis. Fiz um mergulho num local chamado de confusion. Avistei vários tubarões, apesar de já ter visto em vários outros mergulhos, é sempre emocionante o encontro com eles. A visibilidade estava perfeita, a água estava transparente. Depois mergulhei num local chamado Manta city. Tinha alguns peixes coloridos e bastante algas. Resolvi alugar uma bike para conhecer a ilha, já que ela é bastante pequena. Alcancei o ponto mais alto da ilha. Tinha uma vista surpreendente. Em aproximadamente 2h de pedaladas é possível contornar toda ilha. As bikes não estão em bons estados devido a degradação da maresia. É difícil escolher alguma que preste. Dia 5 No meu último dia nesta ilha de Providencia fiz mais 2 mergulhos. Novamente o encontro com belíssimos tubarões. O guia desta vez matou uns 4 peixes lions para alimentar os tubarões, fiquei com um pouco de dó, pq os peixes lions eram muito bonitos. Tem que tomar cuidado de não alongar muito o “pau de selfie” nas horas das filmagens com a gopro, pois muitas vezes os tubarões mordem porque confundem com os peixes lions. Os lugares que mergulhei foram Felipe place e Cantina Santa Ketlina Dia 6 Voltei para San Andres, fiquei passeando pelo comércio. Dia 7 Retorno para SP - Capital San Andres agradaria todos os tipos de pessoas, para aqueles mais aventureiros tem os inúmeros mergulhos com os tubarões em Providência. Já para aqueles que querem apenas descansar e desfrutar a natureza, então podem escolher as diversas praias, ou ilhas, hotéis requintados, enfim, um investimento que será bem retribuído ao final de alguns dias. Editei as minhas filmagens, para quem quiser estou deixando o link abaixo https://www.youtube.com/watch?v=leSIxKxCOq4&feature=youtu.be
  9. DrDidi, sim pode ir tranquilo com o Vago. Quanto menor o grupo mais rende a caminhada, conheci praticamente todos os lugares do cume do Monte Roraima, inclusive os mais secretos. Boa sorte!!
  10. Olá adorei seu roteiro, vou ver se consigo fazer parte dele em 8 dias q me restam. Pela minha pesquisa os lugares principais sao o Fraser island e o Whitsunday island. Depois postarei meu relato. Até agora fiz 13 mergulhos em Osprey Reef em Cairns, fui para Blue Mountains - Sydney, Melbourne -12 apostolos e philip island Tasmania - wineglass bay, bruny island, tasman island e cradle mountains
  11. Desculpa a demora Marcia, só vi sua msg agora. Não contratei seguro. O único problema que tive durante a expedição foram os roubos dos nossos alimentos durante os acampamentos. Nos últimos dias da trip quase ficamos sem comida.
  12. Chapada das Mesas fica no Maranhão, um lugar incrível, fui em Janeiro, época das chuvas, mesmo assim tive a sorte de pegar muito tempo bom e poder conhecer os melhores lugares. Visitei a cach do Itapecuru, Poço Encantado, Encanto Azul, subi o Morro do Chapéu, cach do Leao, cach do Dodó, nascente da Mansinha, trilhas no Portal da Chapada, trilhas na Pedra Furada, cach da Aldeia, Cach da S. Romão, cach da Prata e Pedra Caída Na sequência fui para os Lençóis Maranhenses, onde sobrevoei as dunas, fiz um passeio muito legal pelo Rio Preguiça e visitei a lagoa Bonita nas Dunas Em Lajeado - TO visitei a cach Viva Vida, Morro do Lual, serra do Lajeado Taquaruçu - TO visitei o Vale do Vai quem quer, cach do Samambaia, cach do Evilson, cach da Roncadeira, cach das Araras Alto Paraíso - GO - Chapada dos Veadeiros - cach do Encanto, cach dos Cristais, cach dos Anjos e Arcanjos Na medida em que eu for terminando as edições irei postando aqui. Abaixo mostrarei como foi minha visita na Chapada das Mesas
  13. takami

    Filipinas em 30 dias

    Valeu obrigado Gessinho! Recomendaria fazer mergulhos em Apo Island, gostei muito!! Se vc gosta de naufrágios, então tem Corón com inúmeras embarcações de guerra japonesas.
  14. Valeu! O contato do guia pode ser feita pelo facebook: https://www.facebook.com/profile.php?id=1437984039&fref=pb&hc_location=profile_browser O valor cobrado na época foi de $950 pela expedição, incluindo alimentação, transporte, carregador e a barraca. Com relação à roupa, leve capa de chuva, e blusas para enfrentar um frio de 15 graus a noite. Meu vôo de SP para Boa Vista me custou $2800 ida e volta.
  15. acabou de ficar pronta a edição da primeira parte da expedição ao Monte Roraima
×
×
  • Criar Novo...