Ir para conteúdo

KarinaFP

Membros
  • Total de itens

    9
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

2 Neutra

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Está. Isso eu já verifiquei e tbm comprei outras coisas no exterior com ele recentemente.
  2. Gente, estou tentando comprar Santiago x Calama pela Sky Airlines. Faço tudo gera o valor em dólares, insiro os dados do cartão de crédito e ao processar diz que o pagamento não pode ser finalizado. Alguém sabe dizer se o site bloqueou para emissão de cartão no Brasil ou sabe de alguma forma de eu conseguir pagar?
  3. Opa... eu tbm estarei em Santiago a partir do 9 de Março e pretendemos ir para o Atacama dia 12 ao dia 16. Tbm estou na mesma dúvida: atacama ou patagonia
  4. Pessoal, estou com a intenção de acampar no Pico da Bandeira subi-lo no feriado da semana santa. Alguém pode me informar se nesse período é possível fazer o passeio ou é período de chura ou o parque fica fechado? Grata desde já Karina
  5. Continuando o relato da viagem, depois de 4 dias em Itacaré, na quarta pela manhã, dia 23/01/13, pegamos a estrada até Valença, aproximadamente 2:30 horas de viagem - paramos para almoçar numa cidadezinha no meio do caminho. O relato é longo, mas vou tentar resumir: Ao chegar em Valença, já veio um guia nos abordar de bike pra nos avisar de estacionamento para deixar o carro e carregar nossa bagagem e aceitamos pois não conhecíamos a cidade. Deixamos o carro no estacionamento do Luis - 25,00 por dia - achei caro, mas não conhecíamos a cidade e o estacionamento é coberto e pareceu bem seguro - havia bastante carro lá. O guia nos cobrou 10,00 para levar todas as malas até o atracadouro, tínhamos bastante bagagem. Pagamos 16,00 por pessoa (se não me engano) para ir de lancha rápida do atracadouro de Valença até Morro de São Paulo - a viagem foi rápida, em torno de 20 a 30 minutos mais ou menos. E a lancha rápida é realmente rápida, deu até um pouco de medo, pois quicava muito rsrsrsrs. Ao chegar no ancoradouro, vem um monnnnnnnnnte de guia e carregador de mala te oferecendo o serviço, se vc não quiser, seja firma na palavra, pois eles insistem muito, fica até chato. Nós 4 não quisemos pagar porque achamos caro: em torno de 10,00 por mala... mas é negociável. Ficamos na segunda praia - na pousada Girassol. SOBRE A POUSADA: pesquisei muiiiiiiiiiiito até encontrá-la, pois queria uma pousada BBB e encontrei - fica muito bem localizada - na segunda praia, a mais badalada, bem perto da praia - não fica de frente a praia, fica nas ruas de trás. Os donos da pousada foram muito simpáticos e nos ajudaram nos passeios. O quarto me surpreendeu / é mais mais bonito que nas fotos da pousada: é estilo quitinete - havia uma casa de casal + uma beliche (estávamos em 2 casais - cada um ficou num quarto) um local para guardar roupa (estilo armário vazado) e uma pequena cozinha, toda equipada: geladeira, fogão, utensílios (prato, panela, talhares, copos, etc), banheiro, ar condicionado split e tv de led. e uma bancada que divide a cozinha do quarto que serve como mesa e tem banquetas altas para sentar. Achei a pousada um máximo, dá pra economizar bastante nas refeições fora e tudo muito limpo! SUPER INDICO ESSA POUSADA. - no primeiro dia ficamos apenas na praia (segunda praia ) e a noite vamos andar um pouco pela vila. SOBRE MORRO: eu já conhecia a ilha, servi de guia para o namorido e meus sogros hehehe, mas dessa vez, me diverti muiiiiiiito mais! * No primeiro dia pela manhã andamos até a Gamboa (Um vilarejo de pescadores próximo a Morro), saímos de casa por volta das 8:30 e com a maré baixa, dá pra andar até lá - paramos no barranco de argila para nos lamearrrrrrrmos rsrsrs. Só depois que estavamos coberto de argila que lemos a placa de proibido, pois há risco de desabamento, mas aí já era rsrsrs, ainda bem que nada aconteceu - ufaaaa! Não ficamos para almoçar por lá, depois do banho de argila, demos meio volta e já reparamos que a maré estava subindo... se demorássemos mais, teríamos de voltar de barco. Da gamboa, partem vários barcos para o ancoradouro de Morro, se não me engano a passagem custa 3,00. Mas confesso que o visual é tão bonito caminhando que preferimos caminhar na volta para tirar maissss fotos! Segundo dia: * Fiz o passeio VOLTA A ILHA - pagamos 80,00 por pessoa. O passeio saiu da 3ª praia em lancha rápida e durou o dia inteiro - fomos a duas piscinas naturais e fiquei muito encantada em nadar com os peixinhos - a água é mega transparente e muito raza na maré baixa, foi o que mais gostei do passeio. Depois que a maré encheu - por volta do meio dia - fomos para Boipeba - uma ilha próxima para almoçar. A ilha é muito bonita, é onde o rio encontra com o mar. Lá comemos uma ótima moqueca baiana e tirei um cochilo na cadeira hehehe - já estava cansada desde então. Depois do almoço, continuamos o passeio e paramos num restaurante flutuante onde se produz ostras e fomos até a cidade - sede de Morro - Cairú e por fim, chegamos ao atracadouro de Morro. DICAS: Antes de fazer o passeio, alugue um snorkel - 10,00 o dia inteiro- sempre tem gente para te oferecer. - Leve dinheiro. - Leve câmera digital a prova d'ágau ou aquelas capas para câmera que se pode mergulhar. SOBRE O PASSEIO: eu sinceramente, não gostei muito do passeio não. Achei muito cansativo, ao final tudo mundo estava cochilando no barco. O que mais gostei foi de nadar nas piscinas naturais. Se não se importar em não conhecer sobre a história do local, opte em fazer o passeio somente para as piscinas, dá pra aproveitar melhor o dia. A tarde, por volta das 17:00 fomos assistir o pôr do sol da Ilha da Saudade (pedacinho de terra que divide a segunda da terceira praia) - andamos por lá para tirar fotos e curtir o visual, é lindo, a ilha da saudade é muito linda, apesar de estar suja em alguns pontos. A noite - depois da meia noite, fomos para o tal luau (acontece na quinta-feira) - que nada mais é um quadrado grande feito com várias barracas de caips fruta com um dj tocando vários estilos de música. INFORMAÇÃO: espanhol é PRIMEIRA LÍNGUA de morro, se vc quer fazer um intercâmbio, nem precisa sair do país.... fiquei assustada com a quantidade de gringos por lá, principalmente argentinos, na minha opinião 70% era argentino, 20 % de outros países (israelenses, principalmente) e 10% de brasileiros - sérios, era raro ouvir alguma conversa em português - sem nada de exagero!!!! DICA: Cuidado ao comprar capirinhas/caips frutas nas barracas - eles exploram muito!!!! um caipi custa entre 10 e 15,00 mas eu comprei por 6,00 - tem de chorar pra conseguir, porque sem lógica, eles colocam o preço alto assim por causa dos turistas estrangeiros, metem a faca sem dó!!!! o melhor caipi pra mim foi o de morango com cacau servido no próprio cacau... delícia!!!!!! DICA 2: se não quiser gastar muito: compre cerveja nos mercados e coloque para gelar na pousada, fica bem mais em conta. * se não quiser gastar muito tbm na comida - existem vários pequenos restaurantes nas ruas do interior da segunda praia que são uma delícia, comida caseira, mas sem nada de luxo. Terceiro dia: Andar de caiaque na terceira praia - a terceira praia é muito linda e pela manhã a maré está baixa e tem uma pequena ilha, chamada Caitá. Alugamos um caiaque com o snorkel eu e meu namorido por 15,00 por pessoa (não tem um tempo para ficar com ele) - o chão do caiaque é transparente, então enquanto remamos até a ilha dava para ver o fundo da praia que é todo de coral, coisa mais linda!!!! Ao chegamos na ilhota, tem um cara da locadora do caiaque que amarra ele pra gente e então ficamos mergulhando por horas até enjoar e ter explorado tudo rsrsrs. DICA: Leve câmera a prova d'água ou aquelas capas para colocar a câmera dentro para não molhar - se não tiver, nessa locadora eles tbm tem a capa, acho que por 10,00 o aluguel. DICA 2: Não pense em remar com óculos de sol e carteira até lá pois vc poderá perdê-lo. Você pode guardar na locadora. DICA 3: Vá para a ilha e mergulhe de havaianas, pois o coral machuca. Ao final do terceiro dia, fomos assistir ao pôr do sol na Tiroleza - primeiro meu namorido desceu - foi 25,00 para descer, ele adorou, eu não tive coragem - é muito alto rsrsrs Depois que ele subiu novamente lá pra cima ( é bem alto e cansa viuuu) fomos até um mirante para assisti ao pôr do sol e confesso que é o mais lindo que vi até hoje!!! Simplesmente emocionante, dá vontade de chorar... tinha várias pessoas lá assistindo e tirando um milhao de fotos rrs... terminamos de assistir ao pôr do sol na toca do morcego, uma boate que oferece um local bem aconchegante para assistir ao pôr do sol próximo a tiroleza. SOBRE A TOCA: vc paga 10,00 por pessoa para entrar e tem vários puffes, esteiras, sofás, etc para sentar e ficar a vontade... como chegamos mais tarde, já não tinha nenhum lugar disponível, então ficamos numas mesinhas de madeira e pedimos algo para comer/beber... ahhhh, tem música ao vivo durante todo o tempo, musica gostosa de ouvir, bem calma e relaxante, mas dá pra dançar tbm. toca fica aberta de 16 as 22:00, depois fecha e reabre para festa que rola a noite (nessa nós não fomos, mas dizem que o bicho pega lá rsrsrs) No último dia, resolvemos aproveitar a segunda praia pra me bronzear ainda mais : já estava bem preta rsrs e depois do almoço foi o jeito voltar pra realidade da BR 101 de volta pra casa - mais de 10 horas de carro... DICAS E INFORMAÇÕES SOBRE MORRO: * tem comida para todos os gostos e bolsos: todo tipo de culinária: japonesa, italiana, brasileira, indiana, etc etc etc... e nem precisa andar muito. * tem várias mercados e os preços não são muito diferentes dos do continente. * é muito fácil fazer amigos em Morro, principalmente se vc falar espanhol e inglês rsrsr. * Homens: há muita prostituição em Morro, fiquei assustada com algumas coisas que ouvia sem querer na praia, muito cafetão tentando te empurrar uma nativa por um preço camarada... cuidado, vcs não precisam disso! rsrs * A qualquer hora do dia / noite vem aquela maré de maconha da praia, das ruas, de todo lugar... apesar de haver polícia, a sensação é de pura liberdade para fumar srsrsrs, então, se vc não gosta de sentir a marofa, sinto muito rsrsrsrss... encare com naturalidade! é isso, espero ter ajudado e se precisar de ajuda e informações, podem me contactar: [email protected]
  6. Olá galera!!!! Em janeiro fiz uma viagem de férias saindo de Vitória - ES para Itacaré e depois Morro de São Paulo e na época o mochileiros.com me ajudou muito, muito mesmo com informações e relatos!!!! e não podia deixar de dar o meu depoimento aqueles que também precisam de um help na hora de planejar a sua. obs: desculpe-me a demora em fazer o relato, mas depois que se volta das férias, parece que o trabalho triplica rsrsrs Vamos lá: Minha viagem começou dia 19/01/12, mais precisamente as 02:00 da manhã. Saímos, eu, meu namorido e meus sogros de São Mateus (ficamos lá algumas horas na casa do meu cunhado). Saímos embaixo de muita chuva pela BR 101 até o trevo que dá acesso a Ilhéus e depois pegamos a BA001 para Itacaré e a chuva dava pequenas tréguas. Ficamos em Itacaré do dia 19 a 23/01/13. RESUMO SOBRE A VIAGEM NESSE PERÍODO: - Fiquei no Albergue o Pharol - Muito bem localizado - no final da Rua da Pituba - a rua mais movimentada onde tudo acontece e todos se encontram. SOBRE O ALBERGUE - O que mais gostei foi que apesar de ser albergue, eles oferecem quartos de casal com ar/banheiro/ varanda/frigobar - como se vc estivesse mesmo numa pousada e a varanda fica de frente para a rua Pituba. Preço ótimo, e atendimento muito bom (os atendentes são muito simpáticos). Eles disponibilizam uma cozinha coletiva, mas nem usamos para tomar café, pois ali perto tem várias padarias. PASSEIOS E PRAIAS - Nos 4 dias em que ficamos fizemos 3 passeios, os dois primeiros com a empresa Bicho Preguiça (recomendo!!!): * 4 praias + cachoeira de Tijuípe - todas as praias muito belas e o passeio não é cansativo. A van nos deixa na primeira praia do passeios e nos busca somente na última praia - Itacarezinho para nos levar até a cachoeira. As praias são lindas e ficamos em torno de 1 a 1:30 em cada praia para descansar e curtir o visual que é lindo!!! DICA 1: comer a melhor tapioca de Itacaré na Praia do Havaizinho. DICA 2: A maioria das praias não tem infraestrutura de restaurante, algumas tem apenas barraca com alguns lanches, então, melhor levar umas barrinhas / biscoitos / frutas na bolsa. DICA 3: Com exceção de Itacarezinho, as outras praias paga-se apenas em dinheiro, portanto, vá preparado. O que mais gostei dos passeios foram as Trilhas que nos levam a cada praia - são fáceis, apesar das várias subidas e o visual é lindo!!!! No final da última praia, que é Itacarezinho a van nos leva para a cachoeira de Tijuípe - paga-se 5,00 para entrar. Eu não gostei muito da cachoeira não... ela é muito funda, água mega ultra hiper gelada e achei até um pouco perigosa (tinha muita gente num espaço pequeno), de qualquer maneira, faz parte do passeio e é interessante conhecer. VALOR DO PASSEIO - 40,00 P/ pessoa + 5,00 para cachoeira * Passeio a cachoeira da Usina e Jeribucaçú - Um dia inteiro de passeio que vale a pena: primeiro uma trilha em meio a mata com descida bem íngrime de mais ou menos 30 minutos até a cachoeira, e essa sim, vale a pena ir... água muito gostosa (não é gelada) e dá pra nadar com tranquilidade. Depois do banho na cachoeira, é hora de andar andar andar andar muiiiiito (sem exagero) até Jeribucaçú. Eu não cronometrei o tempo, até porque o visual é muito bonito e vc esquece do tanto que tem de andar, mas é mais de uma hora de caminhada, passamos por ladeiras bem íngremes, descidas tão íngremes quanto, travessia de rio, mangues (claro que paramos para descansar e tirar muitas fotos) e enfim chegamos a uma praia linda!!!!! Ficamos bastante tempo lá - é difícil falar de tempo num lugar desses porque o visual te faz esquecer completamente da hora hehehe. DICA: Lá não tem restaurante, mas existem várias barracas que oferecem desde almoço completo, com peixe assado na brasa até outras com tapioca, crepes e outros lanches. Aceitam apenas dinheiro. Para ficar na praia, a melhor opção, se não quiser fritar no sol, é alugar cadeira e sombrinha, alugamos a nossa por 20,00 (duas cadeiras e uma sombrinha bem grande). Depois de horas de descanso e belas fotos, além de um revigorante banho de mar com ondas fortes (pra mim rsrsr) é hora de enfrentar a subida (dessa vez por outro caminho) para voltar para casa. DICA: Leve água e vá preferencialmente de tênis porque tanto para ir quanto pra voltar o caminho é cansativo... eu, sinceramente, não me cansei porque sou acostumada a fazer exercícios, mas várias pessoas que estavam conosco no passeio se sentiram bem cansadas e ofegantes porque como disse: a subida é longa e íngreme. VALOR DO PASSEIO - 40,00 P/ pessoa ( se não me engano) + 6,00 para entrar na cachoeira. * Passeio a Prainha: Deixamos meu sogro e sogra na praia da Ribeira - a praia tem excelente infraestrutura e vários restaurante na beira da praia e até pretendíamos ir sozinhos até a Prainha, mas um garçom disse para irmos com guia pois o caminho não é fácil... lá fomos nós pagar mais 20,00 por pessoa (lá vc paga por tudo!!!! - sem exagero). Mas ainda bem que pagamos, o guia foi muito atencioso e realmente, eu achei difícil o caminho até essa praia, as trilhas enganam pois tem muita bifurcação e sem sinalização, só mesmo quem conhece para chegar até lá. Dizem que é perigoso tbm ir sozinho por causa de assaltos na região, mas eu não achei perigoso não, talvez porque havia muito movimento de turistas. A trilha é fácil, mas demora um pouquinho, passamos por um riacho e alguns mirantes para tirar belas fotos E bem que dizem que a Prainha é considerada a praia mais bonita de Itacaré - realmente é verdade, apesar de pra mim todas serem lindas, a Prainha tem um Q a mais... não sei explicar exatamente o que ela tem, mas é linda!!!!! Viemos embora depois de umas 2 horas por lá, fomos porque começou a chuviscar e já estávamos com fome - lá tem apenas uma barraca com lanches. NOITE EM ITACARÉ: A Rua da Pituba é mágica: confesso que no primeiro dia achei a cidade horrorosa, quando se chega, toma um susto com os bairros da periferia porque é muito feio e quando chegamos estava tudo fechado, lá os restaurantes abrem ao 12:00. Mas a noite, a cidade se transforma: a rua da Pituba é linda: os restaurante são lindos e charmosos, e a rua se enche de gente bonita, a maioria falando espanhol hehehe (cambada de argentinos invadindo lá rsrs). Ficamos andando pra cima e pra baixo nessa rua, praticamente fazendo buraco, pois não cansamos de andar por ela, cada vez que subíamos ou descíamos reparamos em algum restaurante ou lojinha que ainda não havíamos visto. COMER EM ITACARÉ: Ninguém passa fome lá, tem de tudo!!! O que eu recomendo: - Pizzas e massas: Casa das Massas - a pizza mais gostosa e fininha que comi até hoje, ainda sinto o gosto dela rsrsrs. - Almoço: tem vários restaurantes por lá self service e a comida é deliciosa. - Deve ter mais tapiocaria do que padaria naquele lugar, muitas mesmo e uma delícia!!! Cada lugar com um preço diferente... mas a mais gostosa realmente é da barraca que comi no Havaizinho, barata e deliciosa, as da Pituba são bem mais caras (em torno de 10,00 enquanto na praia, custou 4,00). É isso... fiz apenas um "pequeno resumo", que não foi tão pequeno assim, mas gostaria de escrever muito mais coisa, porém, ninguém vai ter coragem de ler de tão grande que será. De alguém quiser dicas de lá, me envie um email que faço questão de ajudar!!! próximo relato: viagem para Morro de São Paulo.
×
×
  • Criar Novo...