Ir para conteúdo

Matheus Viana

Membros
  • Total de itens

    18
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

9 Neutra
  1. (CONTINUAÇÃO...) BRUXELAS - PARIS No dia seguinte, fizemos o check-out e fomos pra estação St. Pancras, onde pegamos o Eurostar em direção a Bruxelas. Paguei por essa passagem 40 euros. Foi feita a imigração na estação pra entrar no espaço Schengen. O trem saiu quase 9h da manha e chegou no centro de Bruxelas em torno de 12h. Lá, colocamos nossas mochilas em lockers da estação e fomos andando em direção a Grand Place, praça central da cidade. Algo em torno de 20 min de caminhada. Também nos deparamos com um dos pontos cômicos e famosos da cidade, o Manneken Pis. Pra quem não sabe é uma estátua de um menino mijando como uma fonte. Ficamos ali um bom tempo admirando tudo e fomos, em seguida ao Palácio Real de Bruxelas. Agora considero justo dizer que Bruxelas foi o 2 lugar mais frio que passamos na viagem. Estava congelante! Também digo uma impressão que ficou pra mim e meus amigos, achamos ou percebemos que a cidade é meio apática. Não tem alegria, por exemplo, feito Londres, por mais que esteja no inverno. Pode ter sido impressão da gente mas se alguém aqui já foi e percebeu a mesma coisa, compartilha aqui... Outra coisa boa, foi o chocolate belga, muitíssimo bom!! (Manekken Pis) (Grand Place) (Palácio Real de Bruxelas) Depois de andar bastante, voltamos pra estação de trem, pegamos as mochilas e seguimos viagem rumo a Paris. Viagem rápida, em torno de 1h. Paguei 29 euros. Chegamos na estação Gare du Nord, mortos de cansados. Fomos pro albergue, tomamos algumas cervejas e cama. Em Paris, fiquei hospedado no Generator Paris. Juro a vocês que nem parece albergue e sim um hotel 3 estrelas. Pra ser um albergue, é uma super estrutura, bem limpo e organizado, o staff muito colaborativo. Os quartos são beem espaçosos (pelo menos o meu). Ficamos em um quarto pra 8 pessoas e conhecemos gente do Brasil (brasileiro vai dominar o mundo, to dizendo), Australia, Islandia... FANTÁSTICO! Tem 3 espaços grandes de convivência, um no ultimo andar, que é aberto com direito a vista pra Sacre Coeur. Outro no térreo e o outro no subsolo, onde tem festas quase todo dia, pela noite. Recomendo de olho fechado esse albergue. Nota 10. Ta no TOP 3 albergues dessa viagem. No dia seguinte (09/01), fizemos o roteiro turistão de Paris. Primeiro fomos a Torre Eiffel. Pena que estava muito nublado, então decidimos não comprar ingresso pra subir. Depois seguimos pra Catedral de Notre Dame. Logo fomos almoçar no famoso L'as du Fallafel. Compramos o ingresso pra subir na catedral. É uma vista diferente, considero que vale sim subir. Por fim, fomos ao Arco do Triunfo, ficamos um bom tempo por lá, tiramos um bocado de foto e voltamos pro albergue. (Palais de Chaillot - Trocadero)
  2. @Deyvirson Mendonça Rapaz, não conclui o levantamento detalhadamente do custo geral mas não passou, no total, de 15 mil. Menciono que 1/3 desse valor foi apenas a passagem aerea, que foi cara 😑
  3. (CONTINUAÇÃO...) LONDRES Fomos em seguida (06/01) ao London Eye. Minha dica é que cheguem o mais cedo que conseguirem. Por causa disso, fomos um dos primeiros a entrar, pegamos pouquíssima fila. Após o passeio, seguimos ao Kensington Palace. Lugar lindo demais!! Passa uma tranquilidade e paz grande no meio de uma cidade gigantesca feito Londres. E pra finalizar o dia, pegamos um ônibus em direção a Picadilly Circus. No dia seguinte (07/01), sendo nosso ultimo dia em Londres, fomos ver pela manhã o Tower Bridge. Pela tarde seguimos, primeiro, pra "rua dos Beatles", a Abbey Road, onde a clássica foto da capa do álbum foi tirada. E por fim seguimos pra Camden Town, o bairro "alternativo" da cidade, onde Amy Winehouse morava. (Ta igualzinho a capa do disco 🤣🤣) (Estátua em homenagem a Amy Winehouse) Por fim, já pela noite, decidi ir com mais um amigo andar pela cidade, atravessar as pontes e vê-la iluminada, observar por outra perspectiva. Aconselho inclusive! O que me surpreendeu é que nessa caminhada, tinha praticamente ninguém nas ruas e me senti super seguro, sem receio de ser assaltado perambulando... (Essa ponte é a famosa Millenium Bridge, a que foi destruída no filme 'Harry Potter e o enigma do príncipe')
  4. (CONTINUAÇÃO...) LONDRES No dia seguinte (05/01) fizemos um free walking tour pelo (https://freetoursbyfoot.com/london-tours/), do tipo London all-in-one. Recomendo demais!! Foi um tour completo pela cidade, é ótimo pra quem não tem tanto tempo na cidade. Vimos de cabo a rabo os principais pontos de Londres. Só vai uma dica, tem que estar disposto a andar pois é um dia inteiro andando. Começamos no Green Park e acabamos apenas no London Bridge, depois de girar a cidade toda, parando em diversos pontos onde a guia nos contava um pouco das historias e peculiaridades de cada lugar. Lugares que inclusive são fora do roteiro tradicional, ruas desconhecidas pra nós turistas e que ocorreu algo, igrejas "escondidas", pontos avulsos na cidade onde ocorreu um fato histórico... Definitivamente vale a pena! Algumas fotos que tirei no tour: Como paramos no London Bridge, fomos a Tower Bridge ver a icônica ponte. Linda demais!! Me emocionei na hora, inclusive, pois é um ponto simbólico pra mim desde a infância, quando estudei inglês, juntamente com o Big Ben.
  5. @joaovclaro Faala cara! Tem muita coisa pra postar porem nao consigo de uma vez só. No destaque do insta dá pra ter noção 🤣 Mas te digo que se organizando, consegue sim! Certeza!! Como disse, demorei mais de 1 ano de planejamento e contenção de gasto pra realizar esse sonho. Abraço!
  6. (CONTINUAÇÃO...) LONDRES Ao chegar na estação Victoria, decidi ir andando até o albergue. Fiquei no Strand Continental Hostel. É um albergue modesto, organizado, limpo, as pessoas na recepção são agradáveis e bem receptivas, dão o apoio e dica que você precisar (pois precisei). O quarto era pequeno comparado com outros que ja fiquei, mas o que importava ali era a cama, e disso tenho nada a reclamar. Muito macia, consegui dormir muito bem e ficar descansado depois de um dia inteiro perambulando. O aquecedor fazia bem seu trabalho. Tinha um guarda-roupa e um móvel menor com gavetas. 1° ressalva é que nao tinha separação com cadeado nesse guarda-roupa nem no móvel. Sorte nossa que o quarto era pra 4 pessoas e os 4 ficaram juntos. Não sei se esses quartos eram voltados pra isso, pra abrigar grupos de amigos/família. O banheiro era coletivo. Bem pequeno mas com água forte e beem quente! 2° ressalva vai pro café da manhã. Poucas opções, muito pouco. Pelo menos tinha, no entanto. Porém nem tinhamos o que reclamar baseado no preço que pagamos pra ficar no centro da cidade comparado com o preço que outras hospedagens estavam cobrando no momento. Tinha um mercado e restaurantes pequenos do lado onde as vezes comíamos. Com certeza valeu o custo beneficio, nota 8. (VISTA DO QUARTO PRA RUA!) Fizemos mais nada demais esse dia (03/01/18), estávamos mortos depois de uma viagem imensa. Fomos a um pub apenas tomar umas pints e capotar! No dia seguinte (04/01/18), fomos visitar os principais pontos do centro de Londres, começando logo de manhãzinha. Tudo fazendo a pé. Fomos em direção ao London Eye, tirando várias fotos no caminho. Passamos um bom tempo admirando a paisagem do combo London Eye/Big Ben (que está atualmente e estava em reforma no momento, com previsão de conclusão pra 2021). Depois fomos em direção ao Big Ben e a Westminster Abbey. Ficamos por ali curtindo o ambiente. Na hora do almoço, fomos ao pub Lamb & Flag, um histórico pub em pé desde 1623. É conhecido como o pub mais antigo de Convent Garden, ocupa um prédio da era Tudor (Séc. XVI). Comi um tipico Bangers and Mash. Muito gostoso! Os preços são amigáveis, porém não barato. Gastei algo em torno de 10 a 15 libras. Depois fomos caminhando ao British museum. Um dos principais museus de Londres, gratuito. Tem uma checagem na frente pra entrar, mas é tranquilo. Vale a visita com certeza, tem um acervo muito bom, principalmente da parte do Egito antigo. No fim do dia voltamos pro albergue, nos arrumamos e fomos beber 😆 (CONTINUA...)
  7. Olá Galera! Esse é meu primeiro relato aqui, vou tentar falar de forma enxuta e objetiva, mas se tiverem duvida podem falar comigo. O mochilao foi feito com mais 3 grandes amigos, abrangendo 9 países e 12 cidades, desde o dia 02/01 a 02/02. O planejamento foi feito com mais ou menos 1 ano de antecedencia. Procurei tudo que podia sobre cada lugar que iria. Nossa prioridade, no geral, era conhecer e vivenciar a cultura de cada cidade, incluindo visita a museus e palácios. As refeições no geral eram comidas de mercados na rua, de supermercado e algumas vezes em restaurantes. Procuramos sempre experimentar as comidas tipicas de cada lugar. O passeio no geral era feito basicamente a pé e transporte publico (metro e onibus). Pegamos nenhuma vez Uber ou taxi. A média andada era 10 km por dia. ORÇAMENTO: Fui planejado de gastar em média 50 euros/libras por dia! Nesse valor incluia gastos diarios, como comer, transporte interno, ingresso da grande maioria das atrações (algumas poucas comprei ainda no Brasil) e mais o que quer que fosse. Não conta as diárias das hospedagens e transporte entre cidades/países, que foi um orçamento a parte. O transporte entre cidades foi feito basicamente por trem. Tive 2 voos internos apenas (Praga - Roma / Veneza - Madri) Ida: 02/01/2018 Volta: 02/02/2018 PAÍSES E CIDADES: Inglaterra (Londres) - 5 noites Bélgica (Bruxelas) - Stopover França (Paris) - 5 noites Alemanha (Berlim) - 3 noites Rep. Tcheca (Praga) - 2 noites Itália (Roma) - 5 noites + Incluindo Vaticano (Lembrem que também é um país 😁) Itália (Florença) - 3 noites Itália (Pisa e Veneza) - 2 noites Espanha (Madri) - 2 noites Portugal (Lisboa) - 3 noites HOSPEDAGEM: Todas as hospedagens foram em albergues. Fizemos boas escolhas quanto a isso, nada a reclamar de nenhum, apenas ressalvas pontuais. Procuramos sempre optar por hospedagens centrais, que pudesse chegar aos lugares a pé ou entao aquelas que tivessem transporte publico perto, como estação de metro e ponto de onibus. Todas as reservas foram feitas pelo Booking.com. LONDRES: Strand Continental Hostel - 460 reais PARIS: Generator Hostel - 486 reais BERLIM: Heart of Gold Hostel - 98 reais PRAGA: Safestay Hostel - 87 reais ROMA: Legends Hostel - 256 reais FLORENÇA: Plus Florence Hostel - 116 reais VENEZA: Ai Boteri Hostel - 173 reais MADRI: Living Mad Hostel - 108 reais LISBOA: Travellers House Hostel - 116 reais ITINERÁRIO INICIAL: Eu e meus amigos partimos de voos distintos e cada um chegou em horarios distintos em Londres. Tanto minha ida quanto a volta foi pela TAP PORTUGAL. Para todos os trechos, paguei a bagatela de 5 mil reais. Foi caro! Mas foi o que achei. - A ida foi no trecho Aeroporto Galeao - London Gatwick com escala no aeroporto do Porto. - A volta foi Aeroporto de Lisboa - Aeroporto de Recife. Quanto ao voo, no 1 trecho, fui sentando na ultima poltrona do lado da janela. Voce imagina a situação quando quis ir ao banheiro. E tambem pra comer, no espaço apertado que era. No mais, além de não conseguir dormir (apenas cochilar), o voo foi muito tranquilo. Não fiz imigração em Portugal, fui direto pra conexão. O 2 trecho foi tranquilo na maior parte do tempo, exceção quando chegava em Gatwick que teve uma turbulencia grande. Fiz a imigração em Gatwick. Não foi rápido nem simples. Tive uma verdadeira conversa com a agente de imigração. Tive que mostrar quase tudo e explicar tudo que ela pedia. Penso que quem tivesse dificuldade maior em inglês travaria na hora. No entanto passei sem problema algum. Cheguei em Londres pelo Gatwick express na estação Victoria. Paguei algo em torno de 18 libras. SEGUE ALGUMAS FOTOS DESSE PRIMEIRO MOMENTO: AVIAO DO 1 TRECHO: GALEÃO - CIDADE DO PORTO. Um A330. BEM CONSERVADO, NADA A RECLAMAR! A TIPICA FOTO DE VIAJANTE 🤣 FOTO DURANTE A VIAGEM RUMO A CIDADE DO PORTO. DEVIA SER EM TORNO DE 5H DA MANHÃ. DORMI NADA! NA CONEXÃO NO AEROPORTO DO PORTO. LEMBRANDO, NAO TEVE IMIGRAÇÃO, FUI DIRETO PRA AI. AVIAO DO 2 TRECHO RUMO A GATWICK. UM A319. AVIAO MUUITO BEM CONSERVADO. DENTRO DO GATWICK EXPRESS RUMO A LONDRES, DEPOIS DE PASSAR PELA SABATINA NA IMIGRAÇÃO. ESTAÇÃO VICTORIA LOGO APÓS CHEGAR EM LONDRES. ESTAVA ENCANTADO MAIS UMA VEZ COM A CIDADE! SENTADO, OBSERVANDO O LONDON EYE. ESPERANDO MEUS AMIGOS CHEGAREM EM LONDRES NA COMPANHIA DE 1 AMIGO QUE JA HAVIA CHEGADO! FAZIA EM TORNO DE 3 GRAUS AI. GRUPO REUNIDO!!!🙌 Se quiserem me seguir no Instagram, tem mais fotos e destaques la: @matheusviana (https://www.instagram.com/matheusviana/?hl=pt-br) (CONTINUA...)
  8. Boa tarde Adriano! Puxando um gancho que tu falou sobre passagem, me tira uma duvida se possivel Tenho um mochilao pra janeiro/2018, roteiro prontissimo, locais pra se hospedar, dinheiro suficiente tambem e irei passar 30 ou 31 dias por lá. Minha grande duvida hoje é com relação a passagem aerea. Sei que é imprescindível ter a passagem de volta porém será que posso compra-las desvinculadas (Comprar trecho de ida e de volta separados)?? Na migração tem algum problema com isso? Ou é NECESSÁRIO que se compre nas opções "Ida e volta" ou "Multi-city"? Digo isso pq ja pesquiso desde fevereiro e a passagem desvinculada ta saindo mais em conta que "juntas". Agradeço diante mão!
  9. Saudações pessoal! :'> To com um mochilão pra janeiro/2018 acertada com amigos e já temos todo o grosso do planejamento feito. O que resta agora é somente pagar a viagem em 2017 pra quando embarcarmos já ter todos os custos pagos. Porém veio uma dúvida com relação a quando começar a pagar/quando começar a pôr em prática o planejamento, mais especificamente em relação a situação da hospedagem. Andei pesquisando (mais uma vez) sobre os albergues escolhidos e me deparei numa situação que nem acreditei, o hostel escolhido pra Roma já estava lotadoo. E quando pesquisei mais alguns hostels proximos a esse, estavam numa situação parecida, sobrando poucos quartos pra fechar tudo (isso pra janeiro 2018 ). Pensamos em pagar a passagem ida-volta em março e deixar esse mês somente com esse custo pra dai entao começarmos a pagar os custos da viagem realmente no decorrer do ano. Porém com essa situação dos albergues em Roma, seria mais sensato pagar a hospedagem de la nesse periodo de mês(março/abril) mesmo, certo? Ou espera mais a frente pra reservar? Qual a opinião de vocês? De resto, o grupo pensa em pagar começando meados de abril. Ps. O roteiro é Londres/Paris/Amsterdã/Berlim/Praga/Roma/Florença. Nessa sequencia.. A ideia é pagar os custos de 1 ou 2 cidades(dependendo de qual) a cada mês. Ou seja, pra Roma começariamos a pagar em agosto, mais ou menos, porém, pelo visto, não teria mais lugar. Agradeço a opinião de voces!
  10. Saudações galera! Venho em planejamento pra um mochilao pela Europa mas eu não sei em qual mochila posso confiar. Não tenho noção ao certo qual a litragem necessária pra passar os quase 30 dias de viagem, nem qual marca pegar. Pensando nisso, andei pesquisando algumas mochilas (excetuando a incontestável Deuter) e cheguei nessas: 1. Mochila cargueira Nord Outdoor 65 + 15L 2. Mochila Curtlo Mountaineer 60 + 15L 3. Mochila Curtlo Journey 70 + 17L 4. Mochila Curtlo Adventure 80L Eu tenho preferência pra mochilas que tenham acoplada a mochila de ataque apesar da 2 opção não ter. Se voces tiverem alguma experiência com alguma dessas ou souberem de alguma mochila nesse perfil, me ajudem por favor!! Agradeço desde já
  11. Boa noite galera! Lendo esse post, surgiu a mesma dúvida acima em relação a mochila. Estou em planejamento pra fazer mochilão pela Europa durante uns 30 dias, mais ou menos o mesmo perfil da viagem citada. Bom, indo direto ao assunto: -Não sei quantos litros seriam ideiais -Não sei uma marca confiável (excetuando a Deuter) e que aguente bem Pensando nisso, andei pesquisando e cheguei a essas opções: P.s Citando que é de minha preferência mochilas que tenham acopladas mochilas de ataque 1. Mochila cargueira Nord Outdoor 65 + 15L 2. Mochila Curtlo Mountaineer 60 + 15L 3. Mochila Curtlo Journey 70 + 17L 4. Mochila Curtlo Adventure 80L Se voces tiverem alguma experiencia ou saibam sobre alguma coisa sobre essas mochilas, boa ou ruim, agredeceria demais a ajuda. Se souberem de alguma mochila nesse perfil tambem, é super bem vindo! Saudações!
  12. Oi André Também to na procura por trekkings próximos mas no estado de PE tem o Parque nacional Vale do Catimbau,que fica uns 280 km de distância de Recife. Infelizmente não sei e não acho que tenha muitas opções de trekking mas se alguém souber de mais opções,agradeço muito Até a próxima!
  13. Boa noite pessoal, sou um iniciante na arte do trekking propriamente dito e ando procurando alguma loja em Recife que venda os artigos,pelo menos pra começar,e nao acho. Sei que vende alguns produtos nas lojas Centauro mas eu acho muito limitado comparado a uma loja especializada. Alguém sabe se tem alguma loja na cidade? Obrigado e ate a próxima!
  14. Oi pessoal!Tenho uma duvida e quero a opiniao de voces: Eu fiz um roteiro e falta uma coisa pra completar.Quais voces preferem em Janeiro - Berna,Viena,Bruxelas ou Florença, e por quê? Obs:Se for Berna,nao sabemos esquiar kkkk Mas com certeza tem mais coisas por lá. Outra dúvida cruel - em janeiro é inverno na Europa,qual a disponibilidade das atrações nesse periodo nesses lugares?Abrem tarde,fecham cedo? Se tiver algum site,eu adoraria!
×
×
  • Criar Novo...