Ir para conteúdo

grtecno(r)

Membros
  • Total de itens

    41
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra
  1. troca lá na argentina, Se puder levar alguns dolares é uma ótima, mas tem que comprar dolar abaixo de 2,50 Troque 50 reais no aeroporto por pesos, e faça o cambio no centro. Eu levei cerca de 1000 reais e foi na medida, passei 5 dias (mas esses 1000 contam viagem a montevidéu, hospedagem, comida, transporte etc) só comprei as passagens de avião de sp/bsas e a volta no Brasil parcelado no cartão, o resto usei esse dinheiro. não é dificil não, se informe nos pontos de turismos no aeroporto e rodoviária é ótimo ter sido emitido recente, falam em no maximo 10 anos de emissão, eu precisei ir de passaporte pq minha rg era de 1990.. de nada!
  2. Bem, fui para BsAs semana passada. Vai para o Aeroparque ou para ezeiza? De qualquer forma, caro é apelido, pegue ônibus urbano mesmo, custa 5 pesos (tipo 2,50)... NÃO TROQUE TODO SEU DINHEIRO NO AEROPORTO pois o cambio é oficial, e tá bem desvalorizado (1 real = 3,40 e 1 dolar 7,80). Troque no centro na Rua Florida (lá pagaram 4,15 porreal e 11 por dolar) Pegue ônibus urbano para tudo lá, é barato e serve bem toda a cidade, mas leve moedas para o ônibus ( é meio dificil conseguir trocar moedas por lá, mas é a melhor opção) e vc vai andar muito a pé... Se fizer questão absoluta de transporte individual, pegue um TAXI lá, vai sair mais barato que os 127 paus do trransfer (127 reais dá mais de 500 pesos, e eu viajei para montevidéu por 210 pesos!)
  3. grtecno(r)

    Holambra

    A cidade em si é bem pequena, valeria mais a pena ir na Expoflora, ai sim é um passeio mais interessante, pois é montado toda uma estrutura para o visitante. Mas é pertinho de Campinas, de SP siga até Campinas pela Bandeirantes, saia para a Rod. Dom Pedro I, depois entre na Campinas Mogi-Mirim (SP 332), siga até a entrada de Holambra e Arthur Nogueira e chegue na cidade. É um passeio de um dia
  4. É possível viver mochileiro? Sim, é! Para qualquer um? NÃO!! Nessa ultima viagem pela Am do Sul, fui testar o espirito mochileiro, e realmente não me dei bem com isso, pois percebi que eu gosto de conforto que o dinheiro proporciona, completamente avesso a cultura mochileira... Isso não é necessariamente ruim, são apenas estilos diferentes. Renunciar ao mundo e por o pé na estrada é para poucos...
  5. Bom quanto a câmbio: NA Argentina, no Blue 1 dolar = 11 pesos no oficial (aeroporto, free shop) = 7,80 REAL no Blue 4,15 pesos no oficial 3,80 pesos Se quiser comprar no free shop lá no aeroporto compensa trocar dolar por peso no blue e depois pagar em peso no free shop pois farão a conversão por dolar no oficial se possivel LEVEM DOLARES (mesmo que um pouco), na hora do aperto aceitam de boa (estava sem pesos e com dolares no bolso, fui almoçar e aceitaram como 11 por 1, me dando troco em pesos. Uma forma de cambiar mais segura...) No Brasil, compre dolares com doleiro, paguei 2,50 por dolar, no cambio turismo tava 2,43 (ai tem que colocar IOF e taxa), no fim dá 2,50 ou mais... Isso evita taxas Na Argentina ou Uruguai não tem taxa para estrangeiro no oficial Reais não são aceitos em todos os lugares, dolar sim
  6. Bem amigos, ACABEI de chegar em BsAs e no cambio aqui no Aeroparque (vim direto Guarulhos-Aeroparque) o cambio eh: 1 REAL = 3,90 pesos AR 1 DOLAR = 7,80 pesos AR fiquei fulo, vou pro Centro ver se cambeio melhor (minimo para torcar R$50,00 por aqui), troquei sò 50 para pegar BUS... Mais tarde posto novidades, estou numa lan house... (20 pesos por hora) EDIT: estou no centro de BSAS e como ta feriado aqui acabei trocando na rua mesmo, pagaram 1 real 4,15 pesos...
  7. To partindo pra Bs As dia 03/03 e se conseguir atravessar para montevidéu estarei lá dia 04/03. Meu e-mail [email protected] quem sabe não comemos um churrasco no mercado por lá?
  8. Tem problema em comprar no mesmo dia a passagem? Pretendo chegar dia 03 a Bs As e atravessar no mesmo dia pro Uruguay (montevidéu ou colonia-montevidéu, o que sair mais em conta)
  9. Me impressionou a IDADE do Eduardo Marinho (o cara do 1. vídeo)- 50 anos??? Nem parece com 35... É pra se pensar, e concordo demais com o exposto nos dois vídeos Amanhã cedo vou pra BsAs, com essa filosofia em mente, só a passagem, sem mais nada planejado...
  10. Cara vá e aproveite, mas faça um pé de meia para essa fase mais madura meus pais se aposentaram ha pouco tempo, meu pai vai fazer 70 anos, e ultimamente eles tem viajado direto e constante, coisa que nunca fizeram meu pai pra complementar a renda e viajar tem um pequeno negócio (informática) que dá malemal mas ta lá é pra se pensar, vc poderia montar um negocinho lá e sobrevivendo
  11. Bem, como to indo pra Argentina semana que vem, passei numa Farmácia e achi umas coias interessantíssimas: 1) uma espécie de necessérie com potinhos (3 frascos plásticos para líquidos e uma especie de "marmitinha" de vários compartimentos, parece bom para moças levarem maquiagem e cremes). Custou por volta de R$ 15,00. Em teoria, um é para shampoo, outro para sabonete líquido (com aplicador) e outro spray para perfumes. Achei sensacional, pois não passa de 100ml cada (regras internacionais) e é pequeno e leve o bastante para ir na mochila; evitando de levar sabonete sólido. Também achei esse produto da Nivea: é um 3x1 para HOMENS: Shampoo, sabonete e substitui o creme de barbear! É fabricado na Alemanha, super prático porque você não precisa de varios produtos, reduzindo peso e volume... Então, no fim o meu pacote todo ficou assim: -2 frascos do 3x1 (disfarçei e coloquei rotulo de sabonete e shampoo) - desodorante roll-on 50 ml (pelo tamanho, praticidade e não ser aerosol que é proibido) - 1 frasco de antisseptico bucal (60 ml, dentro do permitido, e sem alcool) - 1 escova de dente que peguei em algum motel da vida... - e vou colocar uma pasta de 15g Perfume sou alérgico, por isso deixei o outro frasco pra trás... PS não to ganhando um centavo de merchan, mas creio que esses detalhes vão ajudando no conjunto final
  12. Li muito das 25 páginas, e faço a mesma pergunta de um colega ai em cima: cadê o autor? Alias... Vi MUITOS que deram UMA opinião, e nunca mais voltaram para compartilhar as experiências de (não) ir, ou que simplesmente acharam LINDO ler esses ideais e... ficar por isso mesmo! [Momento M.A. mode on]: Hoje tenho 37 para 38 anos, tentei terminar CINCO (isso mesmo, cinco!) faculdades diferentes, trabalho com TI, estou quase abrindo a 3a carteira de trabalho (ja preenchi quase duas), ou seja, não duro muito nos empregos... No passado ganhava bem e aproveitei pra viajar (meus 20 e pouco anos) mas ia de carro... Era batata: qualquer feriadinho, ou até mesmo fim de semana me enfiava no meu Uninho e percorria o Brasil (afinal, ganhava 10 sal minimos, e como usava o carro para trabalho ganhava KM). Bons tempos de alcool a 0,299, e minha Km era 0,30/km rodado... Viajava só com a grana da KM... Com isso conheci muitos lugares do Brasil que amei, tive umas frias que me meti mas quem nunca...? Mas o tempo passa e as coiasa ficam mais dificeis... Empresas faliram, troquei de emprego, projetos perdidos, demissões em massa, volta de inflação, achatamento de salários... A verdade é que vamos nos acomodando a um estilo de vida. Não vou julgar quem quer ter estabilidade, que nos moldes brasileiros, significa casa própria, um carro e um emprego fixo com pelo menos 10 salários mínimos... Mas, na minha opinião, essa 'estabilidade' não existe: depois de gastar um caminhão de grana na casa e escritura, deixe de pagar IPTU para ver se o governo não toma... Ou seu carro, ´pago em 200 suaves prestações com juros vergonhosos, onde você compra um, paga trÊs e depois não vale meio... Não licencie e não pague ipva, nem eventuais multas, e o carro é seu ou do governo? Ou que belo emprego, mas a economia vai mal e a empresa resove fazer uma "reestruturação" e vai mil pra rua... Ah, e quem era correntista do Banco Econômico, ou do Cruzeiro do Sul? Ou outro banco qualquer que faliu e seu dindin bau bau? Ou quem viveu em 1990, Collor e o confisco da poupança? Ou quem comprou apto da Encol e deu adeus a grana?... A vida é imprevisível. E muito! Hoje eu não tenho nada além de 2 carros VELHOS ( e ouço tanta merda por causa disso, para os outros (e minha familia mesmo) sou um fracassado pois não tenho uma bíblia para pagar... ) e poucos eletrodomésticos que comprei ha 2 anos quando morava no RJ (hoje estou no interior de SP). Alias, por causa de chantagens emocionais familiares que abandonei o RJ e vim para perto dos meus pais (deixei a namorada no RJ ). Na boa, quase sempre bate o arrependimento, pois no RJ estava cursando faculdade e tava me virando sem apoio familiar (minha família sempre foi contra meu namoro e minha ida pro rio, SEMPRE torcida contra). Minha familia mudou muito de casa, mudou muito de cidade, e quando estava pra "criar raizes" vinha uma mudança. Eu nunca (pelo menos em minhas lembranças) tive um lugar que me emocionou, que posso falar "ESSA É MINHA CASA", em que eu posso para, voltar e ver e chorar de alegria... Não, definitivamente não! Tenho algo dentro de mim que me incomoda, e desde 1982 (quando cheguei nessa cidade, exceto pelos poucos anos que vivi fora dela) tenho a certeza que aqui NÃO É meu lugar (pois nunca tive sucesso aqui, e quandofui para o RJ tive mais sucesso em 2 anos que em 20 aqui). Mas, afinal o que me prende aqui? Os laços familiares e emocionais, apenas isso! Afinal, não tenho casa própria, nem emprego fixo, nem nada da tal "estabilidade" e do "tal" porto seguro. Semana passada perdi meu emprego, com apenas três meses, numa multinacional americana (por atritos com a chefia, que era nova na empresa e não sabia NADA sobre o negócio, trocando os pés pelas mãos...). Queria passar o Carnaval perto da namorada, mas não foi bem aceita a idéia por ela (por problemas familiares da parte dela). Então, do nada, veio na cabeça uma antiga idéia que eu tava planejando ha anos: mochilão por PY, AR, UR Sair daqui, ir pra Foz, Assunción, BsAs e Montevidéu, voltando via terrestre por Porto Alegre. Mas como ano passado fui e Foz e dei uma volta no PY e em Puerto Yguazu (AR), perdi o "tesão" de ir até assunción. Época de Carnaval e achar passagens baratas? Piada! Consegui a principio ir pra Porto Alegre pela Azul (saindo de Campinas) por 169 ida e 169 volta, planejando ir via terrestre até Punta Del Este, e ir passear até Bs As e voltar... Isso saria por cerca de 750 (montevideo x PoA e avião ida e volta). Mas fuçando um pouco consegui passagem SP-BsAs direto pela Aerolineas 420 reais + tx (total 695), ou seja, 2 hs de voo to na Argentina. Estou lendo (alias, devorando) o Mochileiros.com, com dicas e mais dicas, até parar aqui nesse tópico Será que não é essa minha praia perdida? Então decidi fazer o mochilão Hard core: só as passagens compadas, nada de hotel e nada demais. Só uns poucos dolares e a mochila na costas... Vou colocar em prática todas as dicas aqui apresentadas para poder fazer render o meu dindin e visitar o maior numero de lugares possiveis (NÃO curto baladas, curto História) Quem sabe não é O embrião para minha vida mochileira?
  13. To indo pra BsAs essa semana e me deu umas idéias de economizar na hospedagem... Acho que vou encarar o Aeroporto hahah
  14. eu vou comprar dolares, mas de doleiro, pois se for em banco e pagar taxas e iof, fica caro... vou comprar 300 dolares a R$ 2,50 e torcer que o cambio na AR pague 12 por dolar e 4 por real, ai ganho 1 peso a mais na troca... NA 2a feira (o dia que eu chegar lá) eu conto como foi..rs
×
×
  • Criar Novo...