Ir para conteúdo

M.Guadalupe

Membros
  • Total de itens

    3
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra
  1. Bom, imagino que a essa altura o companheiro junges ja decidiu há muito tempo e já está viajando por aí na moto/modelo que escolheu... No entanto, deixo algumas considerações que devem ser pesadas na hora da escolha. Primeiro, estou de acordo que a melhor moto é aquela que você tem na sua garagem. Não resta dúvida. Porém, quando o assunto é da garagem para fora temos de ser prudentes e proativos. Além do conforto e segurança temos de estar atentos para a manutenção. E não estou me referindo a motos com km mais avançada. Qualquer equipamento está sujeito a contingências. Logo, muito cuidado com essas motocicletas com muita eletrônica embarcada (sensores para todo lado) que podem sofrer dano até com muita trepidação de estradas de terra batida. Ninguém sai transportando na bagagem uma autopeça. Por isto, uma motocicleta cujo uso seja comum (marcas mais comuns) podem ser mais interessante do que modelos ditos "exclusivos". Era isto!
  2. Pois então, Reveison, estou planejando ir de Salvador a Natal qualquer hora dessas (rs)... Uma pena que somente agora li seu post. Caso contrário, poderia ter embarcado contigo nessa aventura de São Luiz... Abs
  3. Desculpem desenterrar este tópico...É que fiquei curioso com um fato... Nossas motos estão "tropicalizadas" para rodar com um percentual de 20% a 25% de álcool na gasolina. No caso da gasolina argentina não há adição de álcool. Ou seja, é uma gasolina "pura", comparada com a nossa. Isto não causa problemas no funcionamento das motos, principalmente as com i.e. ?
×
×
  • Criar Novo...