Ir para conteúdo

ataide junior

Membros
  • Total de itens

    136
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Sobre ataide junior

  • Data de Nascimento 10-10-1990

Bio

  • Ocupação
    Agente de viagens

Últimos Visitantes

483 visualizações
  1. Compartilho o relato do Edu. O grupo que foi estabelecido nas viagens foi um grupo sensacional, com uma boa onda que tinha a felicidade e viagens como interesses em comum!!
  2. Valeu pelas lembranças Aninha. Satisfação ter lhe recepcionado em dias tão especiais e em lugares que eu particularmente tenho total prazer em conhecer.
  3. 18 DE MARÇO DE 2015 Quarta feira, dia de ir para Manaus aproveitar a capital que eu já conhecia porém de maneira mínima. Como meu voo era apenas as 13h eu decidi ir caminhando do hotel em que estava hospedado até o Aeroporto. Tempo de caminhada: Gastei aproximadamente 1 hora no percurso. Sendo que estava com uma mochila cargueira e uma mochila menor. Após o voo entre Boa Vista e Manaus (aprox. 1 hora) já procurei o mais breve ir ao lado de fora do aeroporto tomar o ônibus (linha 306) até o centro de Manaus. Para minha sorte em menos de 10 minutos já havia chegado o ôni
  4. 17 DE MARÇO DE 2015 Na terça feira o dia foi para conhecer a capital de Roraima, Boa Vista. Antes de iniciar minha viagem eu realizei pesquisas e não encontrei nada que me interessasse tanto, porém ás vezes somente comprovando pessoalmente para se ter uma posição definitiva e a minha em relação a Boa Vista foi positiva. Boa vista é uma capital de ruas e avenidas planas e nada daquelas ladeiras intermináveis. Grande parte das avenidas conduzem ao centro e na capital existem os táxis coletivos (não utilizei). Em Boa Vista também tem ‘’Din Din’’, que em
  5. 16 DE MARÇO DE 2015 Na segunda de manhã fui tomar um café da manhã e depois fui buscar um táxi até a imigração venezuelana. Os trâmites de saída ocorreram de forma normal e de lá fui andando até a Receita Federal, pois entre as imigrações existem uma espécie de monumento com a bandeira das 2 pátrias: Ao chegar na Receita Federal realizei o procedimento de entrada no Brasil e segui caminhando até o Terminal Rodoviário que fica próximo por sinal e comprei uma passagem para Boa Vista no horário das 15h (único horário). A viagem ocorreu de f
  6. 15 DE MARÇO DE 2015 Acordamos relativamente cedo e fomos tomar um café da manhã antes de iniciar o passeio que contemplaria visitar algumas cachoeiras, sendo que em algumas delas se podia aproveitar e banhar. O passeio foi incrível e tivemos a oportunidade em conhecer saltos de tamanhos e belezas distintos, começando pelo Salto Kawi que possuí uma piscina natural belíssima. Logo após fomos para uma Cachoeira enorme de nome Salto Kama, lá não foi possível banhar se e sim apenas tirar fotos. Depois do Salto Kama a
  7. 14 DE MARÇO DE 2015 Já muito bem descansado eu e um novo colega venezuelano decidimos conhecer alguns saltos próximo a Santa Elena, então o que fizemos foi o seguinte: Tomamos um táxi da cidade até a Quebrada Jaspe, que possui uma pedra semipreciosa de resistência incrível. O nome? O mesmo da cachoeira, Jaspe. Depois caminhamos até o Salto Urue (velo de la novia). Sabe o que eu recomendo? Que não façam isso mesmo, pois de Jaspe até o Salto Urue, caminhamos mais de 3 horas em ritmo rápido. Mesmo com tal desgaste os lugares são comp
  8. 13 DE MARÇO DE 2015 Neste dia aproveitei para descansar e caminhar numa boa pela cidade para tirar fotos do local que no meu ponto de vista é ideal para descansar, se divertir, pois para quem curte a noite Santa Elena têm algumas baladas. Mas é interessante destacar que em Santa Elena é possível adquirir pacotes para o Salto Angel, Gran Sabana e claro do Monte Roraima.
  9. 12 DE MARÇO DE 2015 No primeiro horário fomos direto a rodoviária para realizar o embarque rumo a Pacaraima. A viagem ocorreu bem e dentro de três horas e meia chegamos. Ao chegar no Terminal já estava repleto de cambistas querendo trocar reais ou dólares por bolívares. Eu como não tinha conhecimento decidi já realizar uma troca no local e neste momento me veio a surpresa. Com R$ 200.00 eu recebi uma quantidade enorme de notas da moeda venezuelana, Bsf 13.600,00. No dia R$ 1,00 estava valendo Bsf 68,00. Após realizar o câmbio, eu, o japonês, o venezuelano (recém i
  10. 11 DE MARÇO DE 2015 Chegamos em Lethem aproximadamente ás 10h e do ponto de chegada contratamos um taxi para nos levar primeiramente a imigração da Guiana e depois a Receita Federal. Destaque positivo para nosso país: em nenhuma imigração da Guiana ou Suriname revistaram minhas coisas, já na Receita Federal realizaram a revista utilizando raio X. Da Receita Federal estava acompanhado de um japonês do Japão (Sim do Japão, pois São Paulo tem muito nipônico mas nem todos nasceram na terra do sol nascente). Tivemos a ideia de ir caminhando da Policia Federal até a
  11. 10 DE MARÇO DE 2015 Mais um dia e mais uma despedida, agora era hora de começar a ‘’ saga’’ do retorno para o Brasil. O início da viagem foi ás 4:00 da manhã de navette com destino a Nickerie. Em Paramaribo também existem diversos lugares onde se pode contratar o serviço incluindo o local onde se está hospedado. A viagem foi tranquila e aproximadamente as 8 horas estávamos na imigração do Suriname registrando a saída do país. Feito o tramite era a hora de utilizar o ferry, destaque o ferry não tive que pagar, pois na ida eu havia comprado o bilhete pa
  12. 9 DE MARÇO DE 2015 Mais um bom dia de Paramaribo que tive o gosto em andar, andar e andar por suas ruas e conhecer mais de uma cidade que me encantou e hoje posso recomendar a que os interessados saiam do interesse e invistam na ideia de conhecer por alguns dias. Neste dia aproveitei para conhecer algo da gastronomia local e com certeza fui atrás de uns doces aos quais comi mas não lembro o nome de quase nenhum, apenas do que posto a foto abaixo: ROOMHOORN Em relação a gastronomia a capital coloca á disposição diversas opções, como restaurantes, redes de fas
  13. 8 DE MARÇO DE 2015 Mais um dia para acordar cedo e pesquisar sobre a cidade em que estava. Em Paramaribo existe a forte presença de muçulmanos, indianos, negros, chineses e pessoas de outros países em menor número (inclusive brasileiros). Existe muitos holandeses e belgas, que em Paramaribo trabalham após em seus países de origem se graduarem em algo. Nunca vi tanto holandês na minha vida e creio que algumas palavras eu aprendi, devido ao idioma falado no país ser o holandês e também a forte presença do pessoal que citei acima. A arquitetura novamente foi minha gran
  14. 7 DE MARÇO DE 2015 No GuestHouse que estive era possível agendar a navette a Paramaribo, porém tinha um amigo na cidade e o mesmo já havia disponibilizado para mim o transporte de navette para ‘’Parbo’’ (Paramaribo) no sábado. Em Georgetown existem diversas agências com isso é possível agendar com tranquilidade o transporte para o Suriname. O transporte entre os dois países tanto na ida quanto na volta pelo que tomei conhecimento ocorre no período da manhã e ocorre da seguinte forma: A van que sai de Georgetown vai até Skeldon (Guiana), lá ocorre o desembarque e os
  15. 6 DE MARÇO DE 2015 Acordei cedo e fui em busca de começar a conhecer Georgetown e tirar fotos. Em Georgetown a população é composta por etnias diversas: chineses, indianos e também negros da época de colonização inglesa. Fato que destaco é que na capital não notei a presença de indígenas. A arquitetura é muito distinta de nosso Brasil, com casas construídas de madeira. Já o saneamento pode se considerar precário tendo em vista que pelas ruas existem valas e córregos a céu aberto com o esgoto das casas que são despejados sem nenhum tratamento e que após esse percurso segue
×
×
  • Criar Novo...