Ir para conteúdo

Flavia Amaral

Membros
  • Total de itens

    10
  • Registro em

  • Última visita

Sobre Flavia Amaral

  • Data de Nascimento 10-10-1990

Conquistas de Flavia Amaral

Novo Membro

Novo Membro (1/14)

0

Reputação

  1. Que bom que está gostando! Tive que parar de escrever por um tempo,mas já estou de volta! La Paz é muito bom mesmo, quero um dia poder voltar!!
  2. 4º DIA: DOWNHILL ESTRADA DA MORTE (CARRETERA DE LA MUERTE) (Dia 17/07/2012) Eiii pessoal! Demorei um pouco mas estou de volta! Acordamos 7h para dar tempo de nos arrumarmos e tomar café antes dos guias chegarem. Já tínhamos ouvido falar que os guias da Bolívia e do Peru são muito enrolados... Porém, eles chegaram 8h15, apenas 15min de atraso (eu estava esperando 1h de atraso ou mais heheheheh)!!! Entramos na van e partimos para a Carretera de La Muerte! DETALHE: NA VAN TAVA TOCANDO CALLYPSO, GUSTAVO LIMA (TCHE TCHERERE), MICHEL TELÓ!! hahahahahhaha que bosta (mas foi engraçado)! Chegamos num lugar bem alto e MUITO frio! Este foi o lugar que eu mais senti frio na viagem! Lembro que meus dedos quase não mexiam, além de estar sentindo muita dor nas mãos! Outros grupos de outras agências estavam ali também, se preparando para começar o downhill. O guia nos deu uma jaqueta, um colete com aquele negócio reflexivo que brilha quando o farol do carro incide, joelheiras, cotoveleiras, uma calça, luvas e capacete. Tudo pronto, começamos a descer! Um dos guias foi na frente, de bicicleta e tirando fotos, e o outro foi dirigindo a van, atrás de todo mundo. Antes de chegarmos na estrada da morte, descemos uma estrada asfaltada, mas com uma vista maravilhosa!!! Só esse caminho já valeu o passeio... [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120828205833.JPG 500 375 Legenda da Foto]Ponto de partida do downhill[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120828210206.JPG 500 375 Legenda da Foto]Ponto de partida do downhill[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120828211506.jpg 500 375 Legenda da Foto]Ponto de partida do downhill[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120828211720.jpg 500 375 Legenda da Foto]Início da estrada [/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120828212709.jpg 500 375 Legenda da Foto]Início da estrada [/picturethis] O Alex pratica mountain bike há muito tempo, e meu pai faz trilha de moto no meio do mato e enduros desde antes de eu nascer... Os dois estavam sempre na frente, aproveitando a emoção de andar rápido (e o perigo de morrer nas pirambeiras ). Minha irmã, doidinha da cabeça, também acelerou a viagem inteira... Agora eu e meu namorado, dois medrosos cagões, fomos bem devagar atrás... Como eu disse, a paisagem é maravilhosa, mas cada curva me dava um cagaço! Fiquei com muito medo de cair hahahahahaha Descemos até chegar na estrada da morte. Lá a trilha não é mais asfaltada, tem muita pedra e barro, além da estrada ser bem mais estreita e eventuais automóveis passarem por lá. A paisagem é cabulosa! Perfeita!!! Além de tudo, grande parte dela estava com neblina, o que deixou a estrada mais charmosa ainda! Eu e meu namorado diminuímos mais a velocidade, pq o trecho era bem mais perigoso que o outro... Porém, depois de uns 15min o guia falou com a gente: "ou vcs aceleram mais ou vão na van. Nesse ritmo, atrasaremos muito para chegar até Coroico". Bom... fomos na van. Eu não aceleraria naquela estrada de jeito nenhum! A parte boa de ter ido na van é que deu para curtir mais a paisagem... Quando estamos de bicicleta, temos que prestar atenção em muitas coisas, e não sobra muito tempo para observar a vista. Ao longo da estrada tem muitas homenagens a pessoas que morreram ali. Uma delas é de uma menina que estava fazendo o downhill, que foi limpar uns respingos de barro que caíram no olho dela e acabou caindo na pirambeira. CREDO! [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120828215020.jpg 500 375 Legenda da Foto]Carretera de La Muerte[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120828215150.jpg 500 375 Legenda da Foto]Carretera de La Muerte[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120828215343.JPG 500 375 Legenda da Foto]Carretera de La Muerte - Foto que tirei da van[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120828215600.JPG 375 500 Legenda da Foto]Carretera de La Muerte - Homenagem[/picturethis] No final da estrada da morte, o cara deixou eu e meu namorado terminar o passeio na bicicleta! eeeeeeeeeeeee! Nesse trecho, a estrada era beeem mais larga, e as pirambeiras eram menos íngremes. Pedalamos até chegar num local com banheiro, bancos e uma cabaninha. Minha irmã, meu pai e Alex aproveitaram para lavar o rosto, que tava só barro! O guia nos deu um sanduíche de tomate, queijo e ovo, uma garrafa de água, coca-cola, e uma banana. Nesse lugar tava um calorão! Tiramos as roupas de frio, ficamos só com os equipamentos de segurança. Nesse final da estrada minha irmã já estava muito cansada e resolveu terminar o passeio na van... Meu pai e o Alex estavam igual pinto no lixo e nem um pouco cansados hahahahhaha. [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120828221140.jpg 500 375 Legenda da Foto]Alex cheio de barro[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120828221522.JPG 500 375 Legenda da Foto]base[/picturethis] Continuamos na estrada até chegarmos num vilarejo chamado Yolosa. Tinha um buteco cheio de gringo tomando cerveja, onde meu pai e os guias aproveitaram para tomar uma também. [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120828221818.JPG 500 375 Legenda da Foto]Yoloso[/picturethis] Seguimos de van até Coroico, onde era o restaurante-hotel em que almoçaríamos e que tomaríamos um banho. Coroico é uma cidadezinha pequena, mas bem maior que Yoloso. Vou colocar umas fotos engraçadas do caminho hahahahahaha [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120828222334.JPG 500 375 Legenda da Foto]Coroico[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120828222543.JPG 500 375 Legenda da Foto]Coroico[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120828222754.JPG 500 375 Legenda da Foto]Coroico[/picturethis] O restaurante tinha uma vista muuuito bonita! Era self service, não tinha muitas opções, mas estava bem gostoso! Resolvemos não tomar banho para não atrasar, e também pq não estávamos muito com vontade. Uma coisa que reparamos é que na Bolívia e no Peru tem muito cachorro, e todos gordinhos e bem cuidados! Nesse restaurante tinha uns 4. Um deles deitou de barriga pra cima e ficou nessa posição por +/- meia hora, sem mexer! Até tirei uma foto com ele hahahahahaha [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120828224021.JPG 500 375 Legenda da Foto]Restaurante[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120828224514.JPG 500 375 Legenda da Foto]Cadela do restaurante[/picturethis] Terminamos de almoçar, descansamos, tiramos umas fotos e voltamos para a van para seguir até La Paz! Eu achei que iríamos por outro caminho, mas voltamos pela estrada da morte. No início do caminho tinha um monte de pedra que um caminhão jogou, e não dava para a van passar. O motorista decidiu passar entre as pedras e o paredão, mas tinha uma vala em que a van acabou atolando! E quanto mais o motorista tentava tirar a van do buraco, mais ficava atolada. Tivemos que sair do carro para que ela não tombasse, pq tava muito inclinada. Ainda bem que estavamos do lado do paredão, pq se fosse do lado da pirambeira eu teria morrido do coração hahahahahahahah Ainda bem que meu pai estava lá, pq ele é muito experiente com carros e afins, e ele bolou um jeito de tirar a van do buraco de uma forma super simples! Depois disso, encontramos mais montes de pedras no meio da estrada, mas a van acabou passando. Quando as pedras terminaram, a van continuou o caminho normal. Lembra que eu falei que tava com medo de descer de bicicleta? Não foi nada perto do medo que eu passei na volta! O cara tava correndo d+ na estrada! Até minha irmã estava morrendo de medo. Toda vez que a van fazia a curva, parecia que íamos cair! Até que chegou uma hora que minha irmã já estava nervosa e mandou o motô ir mais "despacio" euahiueahieau! O guia falou: "não se preocupe, ele tem 15 anos de experiencia, vem aki quase todo dia!", aí minha irmã falou comigo "se tivesse tanta experiencia assim, teria conseguido desatolar a van!!" Ela insistiu tanto para ele ir mais devagar que o motorista acabou cedendo. Ainda bem, pq a viagem ficou bem mais tranquila hehehehehhehe Chegamos quase às 20h em La Paz. Estávamos muito cansados!! O ruim é que o motorista não deixou a gente na porta do hotel, ficamos na agencia de turismo e tivemos que voltar a pé. Na agência a secretária gravou os CDs com as fotos e nos deu uma camisa do passeio. Voltamos andando para o hotel, e no caminho comprei um ímã por 5 bolivianos (=~R$1,50). Tomamos um banho bem quente e resolvemos sair para jantar. Não sei pq, mas me deu uma vontade de comer massa, e o meu namorado e o Alex animaram também. Meu pai e a minha irmã resolveram descansar no hotel. Como nossas pernas estavam destruídas, decidimos pegar um taxi até o restaurante. Voltamos de taxi também, e cada corrida custou 10 bolivianos (=~R$3,00) O restaurante que fomos era bem chique, à luz de velas! Era o restaurante de um hotel, chamado Hotel Rosario. A comida era cara lá, se não estivéssemos com tanta vontade de comer lasanha, teríamos desistido. Pedimos uma lasanha para cada, que custou 61 bolivianos cada (=~R$18,50), e eu pedi um suco de banana, que custou 14 bolivianos (=~R$ 4,25) Abaixo, algumas fotos do restaurante: [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120828234053.JPG 500 375 Legenda da Foto]Restaurante[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120828234443.JPG 500 375 Legenda da Foto]Entrada[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120828234750.JPG 500 375 Legenda da Foto]Lasanha [/picturethis] Depois de comer, voltamos para o hotel para descansarmos. E assim acabou nosso 4º dia de viagem!!
  3. 3º DIA: LA PAZ (dia 16/07/2012) Nesse dia estávamos planejando fazer o passeio de bicicleta pela estrada da morte (Carretera de la Muerte), então acordamos bem cedo para procurar uma agência de turismo. Antes, tomamos café da manhã numa cafeteria do próprio hotel. Estava muito gostoso!!! Por 25 bolivianos (=~R$7,60), me serviram um "kit" com suco de laranja, pães, manteiga, geléia de morango, omelete com presunto e queijo e um chá (o chá poderia ser substituído por café com leite ou café comum). Meu pai, meu namorado e o Alex pediram o mesmo kit, mas com café com leite. Abaixo estão as fotos do nosso café da manhã (desayuno) e da cafeteria, que também tinha uma lan house e cabines de telefone. [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120808222924.JPG 500 375 Legenda da Foto]Esperando o café da manhã[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120808223032.JPG 500 375 Legenda da Foto] Alguns doces e tortas da cafeteria[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120808223153.JPG 500 375 Legenda da Foto]Lan house da cafeteria (as cabines telefonicas estavam atrás de mim)[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120808223250.JPG 375 500 Legenda da Foto] omelete e suco de laranja[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120808223359.JPG 500 375 Legenda da Foto] manteiga e geléia de morango [/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120808223518.JPG 500 375 Legenda da Foto] pão [/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120808223620.JPG 375 500 Legenda da Foto]chá =][/picturethis] Enquanto tomávamos café, passava na televisão uma comemoração ao vivo do aniversário de La Paz. Até o Evo Morales estava marcando presença!! Quando nos demos conta, essa comemoração estava acontecendo a meio quarteirão da gente, na Plaza Murillo!!! Terminamos de tomar café e corremos para lá! (Obs: logo que saímos da cafeteria, vimos um cara vendendo MUITA PIPOCA! vou colocar a foto abaixo, junto com as fotos da Plaza Murillo) [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120808224959.JPG 500 375 Legenda da Foto]vendedor de pipoca - tinha umas pururucas também![/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120808225551.JPG 500 375 Legenda da Foto] Calle Comercio[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120808225920.JPG 500 375 Legenda da Foto] Plaza Murillo Bandinha[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120808230328.JPG 500 375 Legenda da Foto] Plaza Murillo - Policiais impedindo aproximação de onde estava Evo Morales[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120808230756.JPG 500 375 Legenda da Foto][/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120808231720.JPG 500 375 Legenda da Foto] Plaza Murillo[/picturethis] A praça não estava lotada, e também não vimos ninguém fazendo bagunça ou manifestação. Fiz um vídeo mostrando as bandinhas tocando: (caso o vídeo não apareça, o link do vídeo é ) Um cara na praça nos deu bandeirinhas! De repente lembramos que tínhamos que procurar uma agência de turismo! Resolvemos voltar no hotel para perguntar à recepcionista se ela conhecia alguma. Mas entramos numa porta errada e descobrimos um lugar enorme onde funcionava o restaurante do hotel. Tiramos fotos e andamos por vários lugares, até que encontramos o que parecia ser um salão de festas, enorme, com decoração bem antiga! As fotos estão abaixo: [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120809005737.JPG 500 375 Legenda da Foto] Restaurante do hotel [/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120809010344.JPG 375 500 Legenda da Foto]hotel Torino[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120809010848.JPG 375 500 Legenda da Foto]hotel Torino[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120809011252.JPG 500 375 Legenda da Foto]hotel Torino[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120809011827.JPG 375 500 Legenda da Foto]suposto salão de festas[/picturethis] A recepcionista nos indicou uma agência de turismo chamada Coca Travels, que fica na Calle Sagarnaga nº 319, e fomos em busca dela. Chegamos na Plaza San Francisco, onde havia uma igreja muito bonita, chamada Iglesia de San Francisco. Tiramos algumas fotos de lá, até que um cara se aproximou e perguntou se estávamos interessados em comprar umas coisas que ele estava vendendo. Sabe o que ele estava vendendo? FÓSSEIS! Ele nos mostrou vários fósseis de trilobita, de peixes pequenos e um bivalve. Comprei dois trilobitas, um por 50 bolivianos (=~R$15,00) e outro por 30 bolivianos(=~R$9,00). Meu pai e o Alex também compraram fósseis. Abaixo estão as fotos da Plaza San Francisco, do vendedor e de um dos fósseis que comprei. [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120809004730.JPG 500 109.93485342 Legenda da Foto]Plaza San Francisco[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120809014058.JPG 500 375 Legenda da Foto]Iglesia de San Francisco[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120809014515.JPG 500 375 Legenda da Foto]vendedor de fósseis[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120809021640.JPG 500 375 Legenda da Foto]fóssil de trilobita[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120809021755.JPG 500 375 Legenda da Foto]fóssil de trilobita[/picturethis] logo que terminamos de comprar, um outro vendedor apareceu com uns fósseis maiores e mais baratos. Eu achei eles um pouco esquisitos, e ele tinha uma variedade enorme de fósseis de vários bichos. O Alex e meu pai compraram um, acho que por 30 bolivianos (=~R$9,00) Continuamos em busca da agência. Chegamos na calle Sagarnaga, onde tem várias lojas de artesanato. A Coca Travels fica entre duas dessas lojas. Enquanto meu pai e o Alex combinavam os preços na agência, fui com meu namorado e minha irmã dar uma olhada nas lojinhas. Abaixo estão algumas fotos delas: [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120809022435.JPG 500 375 Legenda da Foto] Lojas de artesanato [/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120809022654.JPG 500 375 Legenda da Foto] lojinha[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120809023600.JPG 500 375 Legenda da Foto]Calle Sagarnaga[/picturethis] Conseguimos pechinchar bastante nesse mercadinho!! COMPRAS: - 2 cachecóis de alpaca por 55 bolivianos (=~ R$16,60, ou seja, R$8,30 cada cachecol), que custavam originalmente 60 bolivianos (=~R$ 18,20) - 3 broches por 10 bolivianos(=~ R$3,00, ou seja, R$1,00 cada). Um broche custava originalmente 5 bolivianos (=~R$ 1,50) - 2 chaveiros de lhama por 12 bolivianos (=~ R$ 3,60, ou seja, R$1,80 cada ). Um chaveiro custava originalmente 8 bolivianos (=~R$2,40) - uma lhaminha de pelúcia por 40 bolivianos (=~R$ 12,00), que custava originalmente 50 bolivianos (=~R$15,00) Voltamos para a agência. Meu pai e Alex fecharam o passeio, que ficou em 380 bolivianos (=~R$ 115,00) por pessoa. Estava incluído almoço, lanche, água, banho quente antes do almoço (o almoço e banho eram num hotel/restaurante em Coroico), equipamentos (capacete, joelheira, cotoveleira, luva, calça, jaqueta, colete, bicicleta), uma camiseta que ganharíamos no final do passeio e um CD com fotos que um dos guias tiraria ao longo do passeio. Ficou combinado de passarem no hotel no dia seguinte, entre 7h30 e 8h da manhã. Saímos de lá e continuamos a subir a calle Sagarnaga, parando nas lojas de artesanato que tinha no caminho. Uma DICA que eu dou é: quem for passar por La Paz, aproveite para comprar as coisas lá. É muito barato e tem muita coisa. Eu me arrependi de não ter comprado mais. Além disso, passaríamos por La Paz na volta e aproveitaríamos para comprar as coisas que não haviamos comprado. Mas a volta foi tão corrida que nem deu para fazer nada. Um amigo meu que já fez esse passeio deixou para comprar as coisas na volta também. Acabou que não deu tempo e ele trouxe pouquíssima coisa da viagem. As pessoas tem medo de encher a mochila no começo do caminho, mas as coisas que a gente compra são tão pequenas e leves (chaveiros, ímãs, bonecos pequenos) que nem ocupam muito espaço. Meu pai e minha irmã estavam com muita fome. Resolvemos ir procurar um restaurante e voltar nas lojinhas depois. Chegamos na Av. Illampu, viramos à direita e continuamos andando. No caminho, vimos várias lojas de artigos esportivos. Com certeza passaríamos lá depois do almoço!!! Encontramos um restaurante de um hotel chamado Thai Palace. Ele servia comida tailandesa, chinesa e japonesa. Eu, meu namorado e o Alex pedimos um prato com carne de lhama. Meu pai pediu um prato com peixe, e minha irmã pediu um yakisoba. Eu pedi um suco de uma fruta local, chamada tumbo. Nossa, gostoso d+!!! As fotos estão todas abaixo [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120809024913.JPG 500 375 Legenda da Foto]Hotel e Restaurante Thai Palace[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120809032515.JPG 500 375 Legenda da Foto]Hotel e Restaurante Thai Palace[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120809033002.JPG 500 375 Legenda da Foto]minha comida[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120809033346.JPG 375 500 Legenda da Foto]prato do meu namorado[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120809035229.JPG 500 375 Legenda da Foto]cachorrinho chamado Duque, do dono do restaurante[/picturethis] Meu prato custou 48 bolivianos (=~R$ 14,50) e o suco custou 8 bolivianos (=~ R$2,40). Terminamos de almoçar e fomos para as lojas de esportes e aventura. A famosa Tatoo fica nessa rua, mas nesse dia ela estava fechada. Comprei um par de luvas de fleece por 190 bolivianos (=~R$57,60) e duas calças segunda-pele por 50 bolivianos cada (=~R$15,00) O Alex comprou uns equipamentos para frio, pq ele pretendia subir o vulcão El Misti em Arequipa. Pena que eu não anotei o valor, pq ele comprou muita coisa legal. Meu namorado comprou um cantil, uma toalha super absorvente, calça segunda-pele e o anorak da North Face que eu comentei no começo desse relato. Não sei o que meu pai e minha irmã compraram, pq eles estavam andando separado da gente nessa hora. Depois passamos pelo Mercado de Las Brujas. Tinha muita coisa cabulosa!! Um monte de oferenda, amuletos, estrelas ressecadas e FETOS DE LHAMA RESSECADOS!!! Inclusive, achei uns fósseis igualzinhos aos daquele segundo cara que apareceu na Plaza San Francisco. Ou seja, OS DELE ERAM FALSOS!!!! Ainda bem que eu não comprei nada dele!!! Comprei numa barraquinha desse Mercado de Las Brujas um pacotinho de folhas de coca por 2 bolivianos (=~R$0,60) Continuamos andando e entramos em outra rua com mais lojinhas de artesanato. Comprei um poncho e um gorro por 110 bolivianos (=~R$33,00). Não lembro o preço original, mas esse valor foi pechinchado! Passamos também numa mercearia, onde eu e meu namorado meiamos um creme hidratante de 16 bolivianos (=~R$4,80) e onde comprei um picolé de canela por 1 boliviano (=~R$ 0,30) Abaixo, mais fotos! [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120809040344.JPG 500 375 Legenda da Foto]Loja de artigos de esportes e aventura[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120809041130.JPG 500 375 Legenda da Foto]Mercado de Las Brujas[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120809041426.JPG 375 500 Legenda da Foto]Mercado de Las Brujas - fetos de lhama[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120809041849.JPG 500 375 Legenda da Foto]Amuletos[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120809042144.JPG 500 375 Legenda da Foto]Amuletos, estrelas ressecadas[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120809042401.JPG 375 500 Legenda da Foto] mais fetos de lhama [/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120809042830.JPG 500 375 Legenda da Foto] mercearia[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120809043027.JPG 375 500 Legenda da Foto]Picolé de canela[/picturethis] Voltamos para o hotel para deixar tudo que a gente comprou, tomar um banho e descansar. Antes disso, voltei na rua para procurar um bolo de aniversário para dar pro meu pai. Lá em La Paz a maioria das cafeterias e lanchonetes tem bolos e tortas. Mas todos eles são enormes! Não achei nenhum bolo pequeno. Em uma das cafeterias, perguntei onde eu poderia encontrar um lugar que vendesse bolos pequenos, e o cara me indicou um lugar chamado Brosso. Fui muito mal atendida lá! Demoraram um tempão para me atender. Enquanto fiquei esperando, todo mundo me olhava com cara de bunda! Quando uma mulher do balcão pediu para uma garçonete me atender, ela olhou pra mim, virou de costas e foi atender outra pessoa! Fiquei morrendo de raiva e fui embora. Acho que o povo dessa Brosso não vai com a cara de turistas. Voltei na loja com as tortas gigantes e pedi um pedaço de cada uma. Lá sim eu fui muito bem atendida! A mulher ainda me deu um pedacinho de vela de graça! E além de tudo, os bolos estavam muuuuuito gostosos!! COMPRAS: - Bolo de café com chocolate: 12 bolivianos (=~R$3,60) - Torta de maçã com canela : 14 bolivianos (=~R$ 4,20) - Bolo floresta negra: 14 bolivianos (=~R$ 4,20) - Bolo de chocolate: 12 bolivianos (=~R$3,60) No caminho para o hotel, passei na Calle Comercio e comprei um isqueiro por 1 boliviano (=~R$0,30). À noite essa rua fica cheia de barraquinhas, que vendem de tudo! Tinha até pen drive, cartões de memória, secadores de cabelo, tripés... Nessa mesma rua, filmei uma chola e um senhor tocando música. (caso o vídeo não apareça, o link do vídeo é ) Voltei para o hotel e comprei lá uma cerveja de coca por 12 bolivianos (=~R$3,60) Arrumamos a mesa com o bolo, acendemos a vela, apagamos as luzes. Minha irmã foi chamar meu pai, que estava no outro quarto. Quando ele chegou, cantamos os parabéns!! [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120809043156.JPG 500 375 Legenda da Foto] Meu pai soprando a vela[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120809043526.JPG 500 375 Legenda da Foto] Bolos [/picturethis] Depois disso, meu pai e minha irmã foram jantar na cidade. Eu, o Alex e meu namorado tomamos banho e fomos dormir, pq estávamos muuuito cansados. E assim terminou nosso 3º dia de viagem
  4. Hahahahaha, obrigada! Mas não tem como não rir, é cada coisa maluca que acontece! Mas as rodoviárias tem muitas opções de ônibus. Como eu disse, são várias empresas diferentes fazendo o mesmo trecho. Tem desde o ônibus mais simples e barato ao mais luxuoso e caro...
  5. 2º DIA: VIAGEM ATÉ LA PAZ (dia 15/07/2012) Acordei umas 8h da manhã, e... O ÔNIBUS ESTAVA PARADO NO MESMO LUGAR!!! Eu fiquei sem acreditar! A previsão de chegada em La Paz era às 11h da manhã do dia 15, mas pelo visto iríamos atrasar bastante. Saí do ônibus com minha irmã para vermos como estava lá fora e aproveitar para fazer xixi. Mas como estava claro, não tinha nenhum esconderijo mais. Além disso vimos um cara num caminhão espiando uma mulher fazer xixi, fiquei indignada!!! Mas a nossa sorte é que achamos uma subida enorme com um bom lugar escondido. Foi ali mesmo que fizemos heheheheheh Quando voltamos para o ônibus, meu pai nos contou que estavam dizendo que houve um deslizamento na estrada e estavam desobstruindo a pista. Bom, independente do que fosse, o jeito era esperar. A fila começou a andar devagar. De vez em quando parava, depois voltava a andar devagar... Até que finalmente conseguimos sair do trecho agarrado! Enquanto isso, sobrevivíamos à base de biscoitos e água hahahahaha Abaixo, algumas fotos da estrada: [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120807211412.JPG 500 281.25 Legenda da Foto]Floresta e neblina - nesse trecho ainda estávamos parados[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120807211555.JPG 500 281.25 Legenda da Foto]Ainda parados, que beleza!![/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120807213121.JPG 500 281.25 Legenda da Foto]estrada - neste momento, o ônibus já estava andando[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120807214332.JPG 500 375 Legenda da Foto] estrada[/picturethis] Ah, esqueci de contar que fizemos amizade com um bebezinho que estava sentado no banco da frente. Ele era muito simpático, e nem chorou na viagem! O tenso foi que a mãe dele trocou a fralda dentro do ônibus e jogou a fralda suja pela janela! O pessoal de lá joga muito lixo na estrada... Vou colocar uma foto dele, mas ela ficou ruim pq não eu quis bater com flash p não assustar o neném. [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120808014816.JPG 500 281.25 Legenda da Foto]Meu primeiro amigo boliviano[/picturethis] Chegamos a Chochabamba, que fica na metade do caminho de Santa Cruz a La paz, por volta das 16h. O motorista parou num restaurante para quem quisesse almoçar. Meu pai e meu amigo Alex pediram um prato, mas eu não quis arriscar. O restaurante tinha umas três cholas, que andavam pra lá e pra cá entregando o almoço e recolhendo pratos vazios. Tentei perguntar a uma delas se lá tinha banheiro, mas ela não me entendia de jeito nenhum! Por sorte, uma moça que estava no meu ônibus me ouviu e me disse onde era o banheiro. Ele ficava fora do restaurante, depois de uma portinha nos fundos. Logo que passei pela portinha, vi um monte de bacia com uma água meio estranha e um monte da batatas mergulhadas. Já pensei: "não vou comer aqui!". Lembro que tinha um varal cheio de roupas, e no fundo do quintal, uma casinha de tijolos sem reboco. Tinha umas 5 pessoas na fila. Quando me aproximei, vi que as mulheres davam descarga pegando uma água suja e escura, que estava numa bacia enorme, com uma tigela de sorvete e jogavam na privada. Eca! E o pior é que quando iam pegar a água, enfiavam a mão e tudo lá dentro... Sem contar que o cheiro ao redor não estava bom. Desisti de usar o banheiro e voltei para o ônibus. Quando sentei no banco, vi que num outro quarteirão do outro lado da rua tinha uma mercearia, e mais a frente um outro restaurante. Resolvi ir lá para ver se tinha um banheiro decente, já estava apertada para fazer xixi. Quando cheguei lá, o restaurante estava limpinho, e melhor ainda, o banheiro era ótimo! Tinha até sabonete! Nesse restaurante tinham 3 rapazes,que inclusive falavam inglês também. Foram bem simpáticos e prestativos. Se tivesse mais tempo, teria chamado meu namorado e minha irmã para comer lá. Agradeci e fui até a mercearia comprar mais biscoitos. CUSTOS pacote de chips: 1 boliviano =~R$0,30 Pacote grande de waffle: 3 bolivianos =~ R$ 0,90 biscoito de água e sal: 7 bolivianos =~R$2,10 coca-cola 500mL: 4,50 bolivianos =~R$1,40 Vou colocar abaixo uma foto do restaurante das cholas, mas a foto ficou muito ruim e tremida, não dá pra ver direito. [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120808001545.JPG 500 375 Legenda da Foto]Restaurante das cholas[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120808004124.JPG 500 375 Legenda da Foto]restaurante das cholas - papagaio que tinha no restaurante. na foto da pra ver um pedaço da porta dos fundos que dava pro banheiro[/picturethis] Quando estava terminando de comprar os biscoitos, vi meu pai e minha irmã gritando pra eu correr pro busão pq o motorista já estava bravo, querendo partir! Por curiosidade, perguntei pro meu amigo Alex como que era a comida que eles comeram. Ele falou q tinha um frango muito gorduroso e rançoso, com uma pele bem mole e umas gorduras amarelas. Tinha batatas e arroz também, mas ele disse que o tempero era bem esquisito. Ainda bem que eu não comi!! (para vocês não pensarem que o Alex é fresco, ele já comeu gafanhoto vivo que ele mesmo caçou no mato só para experimentar! E já comeu umas larvas também, eca! Eu e meu namorado que somos frescos, e estávamos morrendo de medo de ficar com diarréia) Saímos de Cochabamba às 17h10. O resto da viagem foi tranquila, mas chegamos na rodoviária de La Paz às 23h50(reparem que a viagem que era para durar 17h durou 31h!!!). Estava tendo uma festa, que descobrimos ser do aniversário de La Paz. Estavam esperando chegar meia noite para soltar os fogos. Filmei umas cholas dançando ao som de uma música local. O legal era que 16 de julho também era aniversário do meu pai! Ele ficou todo feliz heheehhehehe Procuramos no guia um lugar para ficar, e escolhemos o Loki Hostel La Paz, que tinha a seguinte descrição: "Café da manhã incluído. Tem internet, wireless, cozinha, bar e sala com DVDs. A três quadras da Plaza Murillo. Bom albergue, popular, pertencente a uma cadeia de hosteis de Peru/Bolívia. Tem um bar bastante festivo." Pegamos um taxi pra lá, que custou 20 bolivianos (=~R$6,00). Ao chegarmos no hostel, a atendente disse que estava lotado e ainda tinha fila de espera! Então ela nos indicou um hotel chamado Torino, que ficava a meio quarteirão da Plaza Murillo. Fomos a pé mesmo, pq era pertinho. Tinha muitas pessoas na rua festejando o aniversário de La Paz, e estava muito frio também. Chegamos no Torino, que é um casarão bem antigo e grande, e perguntamos se tinha quartos disponíveis. O recepcionista disse que sim, e que a diária custava 70 bolivianos (=~R$21,00) por pessoa. Pedimos para dar uma olhada nos quartos antes, e o cara deixou. O quarto era muito bom, e o chuveiro era quentinho!!! Estávamos pensando em procurar um hotel mais barato, mas naquela altura do campeonato, depois de 31h no busão, queríamos banho quente e cama! Resolvemos ficar ali mesmo. Outra vantagem era que o hotel estava praticamente do lado da praça principal. Eu esqueci de tirar uma foto decente do quarto. Mas eu tenho uma do terceiro dia que a gente ficou lá, com um varal improvisado e todo bagunçado. Vou postar as fotos mesmo assim só pra ter uma ideia. [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120808013158.JPG 500 375 Legenda da Foto]Recepção[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120808013315.JPG 500 375 Legenda da Foto]quarto do hotel[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120808013913.JPG 500 375 Legenda da Foto]quarto do hotel[/picturethis] Tomamos nosso tão esperado banho quente, escovamos os dentes e mais uma vez capotamos na cama. E assim terminou nosso 2º dia de viagem!
  6. CONTINUAÇÃO Duas coisas que esqueci de dizer: - é super importante colocar na mala é um caderninho de anotações e uma caneta. Aproveitem para anotar o máximo que puderem, até para, quem sabe, fazer seu próprio relato aqui no mochileiros! =D A caneta será muito útil também para preencher a papelada de imigração. Ao todo, preenchi 3 formulários. - Quem for subir o Huayna Picchu, é bom comprar os tickets com antecedência também. Esses são bem limitados e acabam muito rápido. 1º DIA: CHEGADA NA BOLÍVIA Saímos de Belo Horizonte às 18h40 do dia 13/07 e chegamos na Bolívia, no aeroporto de Viru-Viru em Santa Cruz de La Sierra, às 2h da madrugada do horário da Bolívia. (O fuso horário de lá é de 1h a menos que no Brasil). Sacamos uns bolivianos no caixa e fomos em busca de um taxi. Os taxis que fazem o trajeto do aeroporto até qualquer lugar da cidade de Santa Cruz custam 60 bolivianos (=~ R$18,00). Como estávamos em 5 pessoas, precisaríamos de dois taxis. Depois de chorar muito, conseguimos que fizessem cada corrida por 50 bolivianos (=~R$15,00) Procuramos no guia um hotel para ficar. Encontramos um chamado Hostal Ambar, com a seguinte descrição: "Opção econômica para passar a noite, nada mais do que isso. Fica a cinco quadras da praça principal". Como só iríamos passar o resto da noite mesmo e à tarde iríamos para La Paz, resolvemos ir para esse Hostal. Porém, quando chegamos, era muito estranho! A porta era de madeira com uma grade que dava pra ver o corredor. Porém a luz tava apagada e estava tudo escuro lá dentro. E perto da porta tinha umas gotas de sangue! Batemos a campainha, demorou um pouco e o cara veio. Ele nao abriu a porta e nao acendeu a luz. Não dava pra ver ele! Só um pedaço da mão. Perguntamos se tinha quarto para 5 pessoas, e ele disse q tinha um quarto para 4 pessoas e outro para 1. Pedimos para ver o quarto, mas ele não deixou. Não queríamos deixar ninguém do grupo sozinho em um quarto, então desistimos de ficar ali. A sorte é que tinha um hostal do outro lado da rua, que aparentava ser melhorzinho até. Batemos a campainha, e o cara veio meio mal humorado (deve ser pq eram 3h da manhã!). O pessoal de Santa Cruz é bem inflexível para negociações, não conseguimos pechinchar direito. Ele ofereceu um quarto para duas pessoas por 120 bolivianos (=~R$36,00) e outro para três pessoas por 150 bolivianos (=~R$45,00). Fechamos com esse Hostal, que se chama El Turista (e que inclusive está no guia, com a descrição: "Quartos com banheiro, TV a cabo e telefone, mas tudo é muito rústico.") As fotos abaixo são do hotel que ficamos: Bom, tomamos banho e capotamos na cama. Acordamos às 10h com o auxílio de um despertador, arrumamos nossas coisas e fomos para a Plaza 24 de Septiembre. Essa praça é muito bonita, rende boas fotos! Mas no caminho, adivinhem o que estava tocando? Tche Tcherere Tche Tche Gustavo lima e você. Nem acreditei! Mal sabia que era apenas a primeira das muitas "pérolas" brasileiras que ouviria pela viagem. Abaixo, algumas fotos do caminho do Hostal até a Plaza 24 de Septiembre: [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120806231946.JPG 281.25 500 Legenda da Foto]Fachada do Hostal El Turista.[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120807003729.JPG 500 281.25 Legenda da Foto]ônibus[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120807003847.JPG 500 281.25 Legenda da Foto]Plaza 24 de Septiembre[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120807004142.JPG 500 281.25 Legenda da Foto]Plaza 24 de Septiembre[/picturethis] Procuramos um restaurante e encontramos um próximo à praça, chamado Lorca. É um restaurante bem ajeitado, e estava tocando mpb, bossa nova e samba. A gente podia escolher o prato principal da refeição, que era composta por: sopa de entrada + prato principal à sua escolha + sobremesa. Eu e meu namorado pedimos um bife de frango grelhado com purê de batata,meu pai e meu amigo pediram surubim com arroz e purê e minha irmã pediu um espetinho de frango com molho barbecue e batatinhas que eu não sei o nome. Abaixo, as fotos da nossa refeição e a conta. [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120807004843.JPG 500 281.25 Legenda da Foto]Restaurante Lorca[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120807005204.JPG 281.25 500 Legenda da Foto]Meu namorado e a sopa[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120807005329.JPG 500 281.25 Legenda da Foto]Meu prato principal[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120807005601.JPG 281.25 500 Legenda da Foto]Prato principal da minha irmã[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120807005709.JPG 281.25 500 Legenda da Foto]Prato principal do meu pai[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120807005818.JPG 281.25 500 Legenda da Foto]Sobremesa e suco de morango que pedi (muiiiito gostoso!)[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120807010311.JPG 281.25 500 Legenda da Foto]Cerveja que meu pai pediu[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120807010551.JPG 500 281.25 Legenda da Foto]Conta! Reparem que para os 5, deu 376 bolivianos, algo em torno de 114 reais! E comemos pra caramba!!!![/picturethis] Demos mais uma volta pela praça e arredores, e encontramos algumas coisas esquisitas: [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120807011539.JPG 375 500 Legenda da Foto]Suvenir muito do esquisito![/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120807011654.JPG 281.25 500 Legenda da Foto]Um poste no lugar errado![/picturethis] Como eu havia dito, a Aerosur faliu e não iriamos mais a La Paz de avião. Para economizar tempo, pensamos em alugar um carro. Porém de$i$timo$ da ideia: o aluguel custava 200 DÓLARES só até METADE do caminho!!! Resolvemos ir até a rodoviária (ou Terminal de buses, em espanhol) e pegar um busão mesmo. O taxista aceitou levar nós 5 no carro. Pagamos 25 bolivianos (=~R$7,50) A rodoviária é muito diferente da brasileira. Aqui, geralmente apenas uma empresa faz determinado trecho. Lá existem várias empresas que fazem o mesmo trecho, e assim podemos pechinchar e escolher a empresa que melhor nos atende. Quando chegamos no terminal, perguntei ao taxista qual era a melhor flota(ônibus) para La Paz, e ele respondeu que era a da empresa Copacabana. Porém, chegando na rodoviária decidimos pesquisar para ver o que tinha. Na verdade vc nem precisa procurar muito, pq os vendedores vão até vc oferecer os serviços, além de ter vários outros berrando os destinos que as empresas oferecem. É uma confusão, mas dá para entender... A viagem de Santa Cruz de La Sierra a La Paz tem duração estimada de 17h. Resolvemos escolher um ônibus mais confortável, com semi-leito. A passagem pela Copacabana custava 180 bolivianos (=~R$55,00) por pessoa. Encontramos uma empresa, a San Miguel, que custava 150 bolivianos por pessoa (=~R$45,00). O vendedor garantiu que o ônibus tinha banheiro e televisão. Todas as rodoviárias exigem que vc pague uma taxa de embarque, um ticket que vc compra separado da passagem. A taxa de embarque em Santa Cruz custou 3 bolivianos (=~R$0,90) [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120807012909.JPG 500 281.25 Legenda da Foto]Rodoviária de Santa Cruz[/picturethis] O ônibus sairia às 17h. Como tínhamos 1h livre, resolvemos comprar biscoitos para viagem. Meu namorado achou um locutório e aproveitou para ligar para a mãe dele. GASTOS minuto da ligação para o Brasil: 2,50 bolivianos =~R$0,80 15 minutos de internet numa lan house: 1 boliviano =~R$0,30 Biscoito waffer: 1 boliviano =~R$0,30 Biscoito de chocolate recheado: 1 boliviano =~R$0,30 Biscoito de maizena: 2 bolivianos =~R$ 0,60 Biscoito de água e sal: 1,5 bolivianos =~R$ 0,45 [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120807013725.JPG 500 281.25 Legenda da Foto]Biscoitos[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120807013942.JPG 500 281.25 Legenda da Foto]Comercio em frente à rodoviária[/picturethis] Chegou a hora e fomos para o busão! Ele tinha dois andares, e nossos assentos eram no andar de cima. Ainda bem, pq assim que entrei no ônibus senti aquele marofa de xixi no andar de baixo! O ônibus era bem sujo e fedido, mas pelo menos as janelas abriam. Comecei a achar que fomos enganados... Ao longo da viagem, algumas vezes o banheiro era trancado para ninguém entrar. Não sabíamos o motivo, achamos que era para limpeza. Depois descobrimos que o banheiro do busão jogava os "dejetos" todos na estrada. Assim, quando estávamos em cidades, trechos de pedágio, etc., o banheiro era trancado, para não emporcalhar a estrada!! Em outro momento da viagem, estava com minha mochila no colo e olhando a paisagem pela janela. Quando olho para minha mochila, TINHA UMA BARATINHA EM CIMA!!!!! Eu nem tive reação! fiquei olhando ela ir embora e se esconder em algum canto no meio das poltronas... Depois fiquei com medo dela subir em mim enquanto eu dormia, ou dela entrar dentro do meu tênis... Mas ainda bem que nenhum dos dois aconteceu!!! Bom, então as DICAS que eu dou para pegar um ônibus são: - verifique se ele tem banheiro que funcione durante toda viagem - verifique se as janelas abrem - antes de comprar a passagem, peça para dar uma olhada no ônibus antes Outra coisa esquisita é que no meio da viagem, vem uns cheiros muito estranhos dentro do busão, que vc não sabe se é cheiro de gente ou de comida. Vc só sabe que é um cheiro muito fedido! Meta a cara para fora da janela e enjoy the trip! [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120807022536.JPG 500 281.25 Legenda da Foto]Foto do nosso ônibus e meu amigo Alex. Pela foto, nem parece que o busão tava sujo e meio fedido![/picturethis] Apesar desses esquisitices, a viagem estava tranquila. O motorista não corria muito e as estradas estavam muito bem conservadas. Uma coisa que eu notei é que existem muitos postos de pedágio pelo caminho. Enfim, estava tudo bem até que, em alguma hora da noite ou da madrugada (esqueci de olhar o relógio ), o ônibus parou. Olhamos pela janela e havia uma fila de carros parados. Depois de uns 30 min o motorista desligou o ônibus e abriu a porta. Eu aproveitei para sair e fazer xixi, já que o banheiro estava trancado. Lá fora era uma floresta bem densa, e tinha muita neblina. Sem chance de saber o que tinha acontecido, pq nenhum dos outros carros sabia. O jeito era esperar! Voltamos para o ônibus e fomos dormir. E assim terminou nosso primeiro dia na Bolívia! Abaixo uma foto da estrada do trecho que ficamos parados. O legal é que ela é feita de pedrinhas!
  7. Caramba, que situação tensa!! Mas os motoristas de lá são muito estranhos mesmo. Toda viagem eu ia morrendo de medo... Ainda bem que no final deu tudo certo
  8. Eiii pessoal!! Vim contar da minha viagem, que foi maravilhosa!!! Peru e Bolívia são dois países espetaculares!! Eu li muitos relatos aqui para me ajudar a organizar a viagem. Muita coisa me serviu muito, mas muita coisa aconteceu diferente do "previsto" aqui. Minha viagem começou dia 13/07/2012 (uma sexta-feira 13!!) e voltei para o Brasil dia 30/07/2012. Eu sempre quis fazer essa viagem desde que tinha uns 17 anos (hoje tenho 21), mas nunca tive alguém que pudesse me ajudar a organizar. Conheci um amigo meu numa travessia aqui em Minas Gerais. Um dia ele comentou que tava querendo ir à Machu Picchu, e me chamou! Fomos eu, meu pai, meu namorado, meu amigo e minha irmã. Começamos a organizar a viagem a um ano atrás, em julho de 2011. Nosso plano era de ficarmos 30 dias, nas férias do começo de 2012. Mas em agosto de 2011, quando fomos comprar as entradas para Machu Picchu, elas já tinham se esgotado!!!! Desta forma, a primeira dica que eu dou é: COMPREM SUAS ENTRADAS COM ANTECEDÊNCIA! (Um outro amigo meu que também foi pra lá agora no meio do ano comprou as entradas em cima da hora, faltando dois meses. Mas é melhor prevenir do que remediar) É um pouco difícil escolher a data do ticket de entrada... Nós resolvemos comprar para um dia que desse +/- no meio da viagem, para evitar problemas. Compramos também os tickets do trem que sai de Poroy (uma cidade próxima a Cusco - Peru) e que vai até a Aguas Calientes("cidade base" de Machu Picchu), pela empresa chamada Peru Rail. Essas passagens também acabam rápido, tanto que não conseguimos a volta para Poroy. Compramos a volta para uma cidade que chama Ollantaytambo, que fica a +/- 1h30 de Cusco. CUSTOS: *Entrada para Machu Picchu: 128 soles =~ R$102,00 *Passagem de trem de Poroy à Aguas Calientes: 62 dólares =~R$ 130,00 *Passagem de trem de Aguas Calientes à Ollantaytambo: 34 dólares =~R$ 71,00 PS: As entradas para Machu Picchu e os tickets do trem foram compradas por uma amiga nossa que mora no Peru. Infelizmente não sei como faz isso do Brasil =( Por fim, compramos as passagens de avião. Ainda não havíamos decidido o itinerário da viagem, mas tinhamos uma idéia de onde queríamos ir. Compramos pela Decolar, e a passagem mais barata que encontramos era de Belo Horizonte - Santa Cruz de La Sierra (Bolívia). Ah, é MUITO MAIS BARATO comprar passagens de ida e volta para o mesmo lugar. Em relação à Decolar, temos algumas reclamações. Inicialmente compramos as passagens para os dias 13/07 e 28/07, mas faltando um pouco mais de um mês eles mudaram as passagens do dia 28 para o dia 30, e adicionaram mais escalas e conexões! Tá certo que pra gente foi muito bom esses 2 dias adicionais, mas achei muito irresponsável da parte deles mudar os voos sem nenhuma justificativa. CUSTOS: Passagem de ida + passagem de volta (Belo Horizonte - Santa Cruz de La Sierra) = R$645 + taxas R$ 174 = R$ 819,00 Também havíamos comprado passagens de avião de Santa Cruz de La Sierra até La Paz. Elas nos economizariam 32h de viagem. MAS A EMPRESA QUE COMPRAMOS AS PASSAGENS(AEROSUR) FALIU FALTANDO MENOS DE 1 MES PARA A VIAGEM!!!!! Então fizemos esse trecho de buzão mesmo... Só para registrar, as passagens de ida+volta de Santa Cruz até La Paz custaram 178 dólares =~ R$373,00 ITINERÁRIO Santa Cruz de La Sierra La Paz Copacabana *********Em vermelho, cidades que estavam no itinerário mas que acabamos não visitando Puno Cusco Aguas Calientes (Machu Picchu) Cusco Arequipa La Paz Santa Cruz de La Sierra (tivemos que abrir mão do Salar de Uyuni por falta de tempo ) ***** Pessoal, como eu já havia lido aqui, o itinerário serve mais como base para viagem. Muita coisa acontece no meio do caminho que torna-se impossível seguir à risca tudo o que foi planejado. É bom ir com isso em mente para evitar dores de cabeça. DINHEIRO Uma das maiores dúvidas que temos é o que levar e quanto levar de dinheiro. Descobrimos aqui em Belo Horizonte um cartão pré-pago, do banco Rendimento (https://cliente.cartoesrendimento.com.br/travel/Login.aspx). Vc coloca um tanto de dinheiro nele, e pode sacar na Bolivia e no Peru. Acho que esse cartão serve para muitos outros países também, inclusive para europa. Um amigo meu que fez essa viagem ano passado que me deu a dica desse cartão. Com ele vc não precisa andar com muito dinheiro no bolso, e quando faz o saque, pode escolher por sacar em dólares ou na moeda local. É mt prático mesmo... Sem contar que tem muuuuuuuuuitos caixas pelas cidades. Não tivemos nenhum problema quanto a isso. Ahh, o cartão também serve como cartão de débito. Mas tem taxas para sacar e para o débito... Logo quando chegamos na Bolívia, no aeroporto de Viru-viru em Sta Cruz, já sacamos bolivianos com esse cartão. Eu recomendo colocar no cartão uns R$2000,00 ou R$2500,00 por segurança. Vc não gastará mais que isso (a não ser q só fique em hoteis mt luxuosos) O QUE LEVAR Bem, todo bom mochileiro(a) sabe que QUANTO MENOS PESO,MELHOR! Até para que sobre espaço para todas as bugigangas que compraremos! *MOCHILA: Leve a que você conseguirá carregar! A minha é uma Trilhas & Rumos de 48 litros. Levei também uma pochete, muito prática. Para mim foi o bastante, até pq ela não foi tão cheia, tinha muito espaço disponível sobrando. *BLUSAS: Eu levei 3 blusas, uma de manga comprida e duas de manga curta, daquelas de tecido leve, tipo de camisas de futebol. Gente, parece pouco mas não é! É o suficiente! Eu não aconselho levar roupas de algodão. O tecido mais leve é muito mais fácil de lavar e de secar. As minhas eu lavava num dia, e no outro ja estavam sequinhas! E dá pra lavar na pia dos hotéis mesmo, sem dificuldade, com sabonete. Ah, essas são as blusas que vcs usarão por baixo do moleton ou anorak. Ou seja, são elas que ficarão suadas e fedidas, mas que vcs lavarão com facilidade. Quanto mais puder presevar a integridade do seu moleton,melhor! *CALÇAS: levei 2 jeans e 1 de tectel. São o suficiente também, mas eu aconselho levar um shortinho para dormir. Como eu esqueci de levar, acabei dormindo com a de tectel mesmo. Caso fiquem impraticavelmente sujas, existem muitas LAVANDERIAS pelas cidades, baratas e rápidas! *ROUPAS ÍNTIMAS:Nessas eu não economizei! Levei 16 calcinhas, uma para cada dia. Mas poderia ter levado menos e lavado lá mesmo, na pia. Levei 4 sutiãns, mas poderia ter levado 3. Meias, também levei 16 pares. *OUTROS: - lenços umidecidos (esses valem muito levar, quebram o galho nas horas que vcs menos imaginam!) - sabonete, shampoo e condicionador, escova de dentes, pasta, fio dental, pente, pinça, borrachinha de cabelo, MANTEIGA DE CACAU, PROTETOR SOLAR, óculos escuros, perfume(uso como desodorante), creme hidratante(esse é bom até para os homens, lá é extremamente seco, e com o frio, descasca a pele toda. É bom levar um potinho pequeno) - identidade, passaporte, certificado internacional de vacinação, cartão de crédito e o cartão do banco rendimento que eu falei, câmera fotográfica, bateria, cartão de memória, carregador - chinelo, saco de domir (o meu vira um cobertor), Anorak, bota já usada(a minha é uma nômade) ou tênis já usado(para quem não for fazer trilhas longas) - guia (o meu é esse: http://2.bp.blogspot.com/-H_Sp_M187jc/TgdEe6jhv2I/AAAAAAAAAXw/O4d0hab_50I/s1600/183456_4.jpg ): muito importante pois tem mapas das cidades e sugestões de hospedagem de diversos preços, sugestões de restaurantes, passeios, atrações turísticas,etc. ROUPAS DE FRIO: para quem não tem roupas de frio e vai passar em La Paz no começo da viagem, recomendo que comprem lá. É muito barato, e tem muita variedade. Você pode comprar blusões e ponchos de lã de lhama ou alpaca, que esquentam d+, ou roupas mais, digamos, técnicas, como Anoraks, segunda-pele, blusas de fleece, etc. Vou colocar uma foto abaixo de uma das lojas para mochileiros que fomos. Ela fica na Calle Illampu(La Paz), onde tem mais um monte de lojas similares. Eu comprei duas calças segunda-pele, cada uma por 50 bolivianos, o que dá +/- uns 15 reais. Meu namorado comprou um anorak da North Face, com goretex e tudo, por menos de 300 reais. Compramos também uma toalha grande super absorvente por uns 30 reais COMUNICAÇÃO Não se preocupem em habilitar celular para viagens internacionais. Pelo menos nas cidades do Peru e da Bolívia, existem lan houses e lugares que fazem chamadas internacionais pra tudo que é lado, além de serem super baratas. Quase todo hotel tem um computador com internet e telefone também. Além disso, meu amigo (que tem celular da TIM) disse que pagou super caro para habilitar o celular dele, que nem habilitou direito e deu problema... Vou colocar uma foto abaixo do meu namorado ligando pra mãe dele. Essas cabines chamam "locutorios" em espanhol.
×
×
  • Criar Novo...