Ir para conteúdo

naiarasc

Membros
  • Total de itens

    25
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    2

naiarasc venceu a última vez em Agosto 21 2019

naiarasc tinha o conteúdo mais apreciado!

Reputação

15 Boa

1 Seguidor

Sobre naiarasc

  • Data de Nascimento 10-07-1992

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. @nathalyleite fiz o Salar de Uyuni saindo do Atacama em 2016 por uma agência chamada White World Tours. É uma agência boliviana, o que é importante. Se você contratar o passeio com agências chilenas, eles vão te repassar para alguma agência boliviana e você nem saberá exatamente para qual. A Bolívia não permite que os chilenos guiem este passeio, então eles são obrigados a só atuar como intermediários e repassar os clientes.
  2. Já procurei kit de alumínio compatível com a Falcon 3 e não encontrei, acabei tendo que comprar outro kit de fibra de vidro para substituir uma vareta que tinha quebrado. Se descobrir algum lugar que venda as varetas de alumínio conte aqui, tenho interesse também.
  3. 10° Dia (parte 1) - Subida ao Campo Alto Neste dia tivemos a manhã livre para arrumar as mochilas com tudo que seria preciso para o ataque ao pico. Como eu já tinha decidido que não faria a escalada, simplesmente esvaziei minha mochila o máximo que pude, deixando somente o saco de dormir e algumas coisas de higiene pessoal. O restante da bagagem deixei guardado no campo base mesmo, para pegar no dia seguinte quando eu descesse. Como fiquei pronta muito antes dos outros e ainda faltava muito para o almoço, fiquei tentando ajudar o pessoal a organizar suas mochilas. Muitos tinham dific
  4. Nunca usei nenhuma das duas, mas a marca The North Face nunca foi conhecida por ser boa produtora de mochilas. É boa fabricante de roupas, em especial casacos e anoraks, mas mochilas não. Já as cargueiras Osprey, por outro lado, são conhecidas por serem extremamente confortáveis. A linha Atmos, inclusive, é muito bem recomendada por pessoas do meio.
  5. 9° Dia - Caminhada até o Campo Base + Treinamento de Escalada no Gelo A caminhada neste dia seria de 4 km até a estrada onde a van iria nos encontrar. Chegando ao local de encontro ficamos ainda cerca de meia hora esperando até que a van chegasse. Na van, além do motorista estavam mais dois turistas, um francês e um espanhol, que também subiriam o Huayna Potosi com nossa agência. Em pouco tempo chegamos ao Campo Base, estimo que no máximo uns 40 minutos. Lá nos despedimos do Sixto , que voltaria para La Paz com a van. Ele nos apresentou o nosso guia de alta montanha, chamado Ed
  6. naiarasc

    Huayna Potosí

    Eu já voltei da viagem, fui com a agência Hiking Bolívia. Não precisa ter nenhuma experiência prévia de escalada/alpinismo para fazer o Huayna Potosi. Tudo o que você precisa saber para a subida será ensinado no treinamento no gelo, que é caminhar usando grampones nos pés e usar o piolet (machadinho de gelo).
  7. 8° Dia - Caminhada até o Refúgio Maria Lloco Acordei me sentindo mal. Gripada, tossia e espirrava bastante. A cabeça doía e eu continuava me sentindo enjoada e sem fome. Me obriguei a tomar o café da manhã pois neste dia caminharíamos mais de 20 km, o que já seria uma caminhada longa mesmo em altitudes normais. O Sixto tentou nos animar dizendo que neste dia não teríamos uma subida tão longa e difícil quanto a do Pico Áustria. Mas tivemos várias subidas mesmo assim, divididas em muitas parcelas ao longo do caminho. Caminhamos o dia inteiro, literalmente. Foi muito cansativo pra mim,
  8. 7° Dia - Subida ao Pico Áustria Acordamos bem cedo, o Sixto serviu o café da manhã e nos deu água fervida para reabastecer nossas garrafas. Começamos a subida ao Pico Áustria e logo vimos que não seria fácil. São mais de 3h de subida e a sensação de cansaço ao caminhar era terrível, mesmo subindo muito lentamente. Foto: Laguna Chiarkota vista da subida. A casinha minúscula lá embaixo foi de onde saímos. Durante a subida, apesar do cansaço eu ainda não sentia outros sintomas. Meu namorado já se sentia mal e com dor de cabeça. Depois de longuíssimas horas e milhares de pau
  9. 6° Dia - Início do Trekking Concoriri Chegamos à agência da Hiking Bolívia às 8h30, conforme combinado. Levamos nas mochilas somente o estritamente necessário para o trekking, o restante das coisas deixamos no hostel, que oferecia o serviço de guarda de bagagens para os hóspedes (o hostel era o Loki Boutique, este aqui). O dono da agência nos levou até o depósito de equipamentos, onde experimentamos as botas de neve e roupas de frio. As botas eram de boa qualidade, de marcas internacionalmente renomadas como La Sportiva. As roupas, no entanto, não eram tão boas assim. A jaqueta e cal
  10. 4° Dia - Copacabana e Isla del Sol O ônibus para Copacabana estava marcado para sair às 8h30 do terminal central, que ficava a cerca de 30 minutos de caminhada do apartamento em que estávamos. Como teríamos que levar toda a bagagem, decidimos que era inviável caminhar. Na noite anterior havíamos verificado o aplicativo do Uber e ele constava como disponível em La Paz. Contudo, às 7h45 quando solicitamos a corrida para o terminal, quem disse que encontrava motorista? Corremos pra rua para tentar achar um taxi e acabamos entrando em um que parecia vindo direto dos anos 70( combinamos
  11. 3° Dia - Chacaltaya + Valle de la Luna Na manhã seguinte, a van da agência não poderia nos buscar no nosso apartamento pois ele estava na área fora do "circuito turístico". Então combinamos de esperar em frente a uma igreja na Praça Uyuni. Atrasaram um pouco (como eu já imaginava que aconteceria), mas apareceram. Na van estávamos, além de meu namorado e eu, mais duas brasileiras, dois brasileiros e um israelense. O caminho até o Chacaltaya é difícil, estradas de terra estreitas e mal conservadas, a van chacoalha bastante. Foram cerca de 2 horas de viagem até lá. A chegada se dá em u
  12. Relatarei uma viagem de 11 dias pela Bolívia, incluindo o Trekking Condoriri (4 dias e 3 noites) conjugado com tentativa de subida ao Huayna Potosi (3 dias e 2 noites), resumida pelo roteiro a seguir: Dia 02/06: Vôo pra La Paz Dia 03/06: La Paz - passear pela cidade, visitar as agências e fechar o pacote do trekking Dia 04/06: La Paz - Subir o Chacaltaya e passeio do Valle de la Luna Dia 05/06: Viagem pra Copacabana e dormir na Isla del Sol Dia 06/06: Voltar pra La Paz e últimos preparativos pro trekking Dias 07 a 09/06: Trekking Condoriri, finalizando no
  13. Já vendeu, @Renato Santini? O link do ML não abre mais.
  14. naiarasc

    Huayna Potosí

    @Calango Seixas êh mundo pequeno, moro em BH também! Estamos indo apenas eu e meu namorado. Como já estive na Bolívia em outras oportunidades e desta vez decidi voltar especificamente para subir o Huayna Potosi, tentei minimizar as chances de falhar (acredito que o maior risco é não aclimatar direito) e fiz o roteiro todo pensando na melhor aclimatação possível. O meu planejamento está assim: Dia 02/06: Vôo pra La Paz Dia 03/06: La Paz - passear pela cidade, visitar as agências e fechar o pacote do trekking Dia 04/06: La Paz - Subir o Chacaltaya e passeio do Val
  15. naiarasc

    Huayna Potosí

    @Calango Seixas, tudo joia? Estou planejando fazer a travessia do Condoriri nos dias 7, 8 e 9/06 e emendar com o curso de escalada no gelo mais a subida ao Huayna Potosi nos 10, 11 e 12/06. Suas datas estão bem próximas das minhas, talvez a gente se esbarre por lá! (PS: você também é de MG?) Decidi fazer assim (Condoriri + Huayna) na esperança de que o trekking do Condoriri ajude a aclimatar melhor, além dele oferecer paisagens muito bonitas! Mandei um email para a Alberth Bolivia Tours e me disseram que esse pacote custaria USD365 + USD16 de taxa do parque nacional.
×
×
  • Criar Novo...