Ir para conteúdo

goribro

Membros
  • Total de itens

    12
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Ainda existe esse interesse? Algum grupo? Passagem já comprada e rascunhando roteiro (era pra ter ido em abril, mas veio o corona).
  2. Pessoal entendido. Tenho uns 300 Euros no cartão global travel card, da última viagem que fiz a Europa. Gostaria de saber se trocando na agência do Citi ou HSBC do Ezeiza, vou perder muito. Como esse dinheiro está parado e sobrando, seria o suficiente para eu passar os 5 dias que vou passar lá, já que não vou gastar com hospedagem. Quanto acham que consigo? Vi que o Dólar tá indo a 6, certo? Pensei se o Euro não vai a uns 8? Pois o comprei a 2,80 e, se for desvantajoso, acabo levando dólares mesmo (que ganho de familiares) e guardo meus euros. Resumo da ópera: gan
  3. Não li o tópico. Na verdade, li antes do meu primeiro mochilão, em Setembro de 2012. Sozinho. Vou ser sincero: PESQUISAR é a melhor coisa a se fazer. Decida o que você quer fazer de viagem (uma viagem de museus, uma viagem de noitadas, uma viagem específica - como conhecer estádios de futebol pela europa - o que quiser) e pesquise a fundo sobre isso. Pesquise sobre as cidades, vida de dia, vida de noite, transporte, segurança, possíveis scams, receptividade do povo, línguas BEM faladas etc. Monte um planejamento (não a ponto de restringir sua viagem, mas a ponto de você estar prepara
  4. Realmente. Gostei dos relatos e não vejo a hora de ler sobre Budapeste. Entrei no post por causa da Cracóvia e Budapeste, que são lugares que passarei no próximo mochilão do meio do ano.
  5. Também acho a Matrix legal, mas o que não falta é alemão falando mal da Matrix. Deve ser porque é "coisa de turista". Tanto que não peguei nenhuma alemã na Matrix, tudo gringas. E define pra mim o que você chama de baladas: algo mais "clubber", como a moça lá em cima deu dicas, ou pegação com outro estilo de música? Porque, por exemplo, em Praga, todos falam da Karlovy, mas eu aconselho seriamente e você ir sextas-e-sábados numa boate da Wencesla Square, esqueci o nome agora, depois te relembro, mas é uma que toca 80s-90s nesses dias, LOTA DE LOCAIS e todas muito receptivas (e lindas,
  6. Masss, se você gosta de viajar assim, ótimo. A gente avisa apenas pro caso da pessoa não saber. Pessoalmente, prefiro ficar o maior tempo possível viajando. Isso te permite aproveitar melhor a passagem que já gastou daqui do Brasil, um dos aspectos mais caros da viagem. Então com tempo e grana, eu faria um mochilão só. Isso é, se aguentasse ficar tanto tempo viajando sem parar. Acho que aguentaria. Mas não é qualquer um que aguenta, tem que se conhecer bem. No meu caso, pego as passagens por 100% milhagem, então sai "de graça" esse lado mais caro da viagem. Esse lado do "turista j
  7. Opa, vamos por partes: Não tem motivo especial para ser feita em capitais. Como eu disse, as cidades ainda serão revisadas e pesquisas serão feitas para confirmar tudo, isso é um brainstorming. O maior motivo pro eu ter colocado as capitais são porque eu considero que, nelas, tenho mais facilidade de vida e melhor acesso ao que eu procuro (um mix entre cultura do país/locais turísticos/diversão-noitadas, sou jovem e preciso disso, o que eu chamo de cidade atrativa turisticamente "de dia e de noite"). Sobre a Polônia, tenho amigo que mora lá, esse é o motivo especial. Sobre ser cópia de guia d
  8. É, acabei de ver no site da EuRail e a logística fica fácil com mais um EuRail Global Pass. A diferença agora é arrumar de modo a conseguir usar apenas um passe de 15 viagens em 2 meses, pois o mochilão terá duração superior a 2 meses, o que me faria gastar uma boa grana em EuRail Pass (dois!). Só Rússia e Ucrânia que não são possíveis de ir com o passe. E como não gosto de correr risco de bagagem extraviada/tempo ruim para voo, mesmo mais caro, penso seriamente em pegar o trem. Ainda mais que, dessa vez, é first class (pro causa da idade, haha).
  9. Não tinha pensado nessa possibilidade! Realmente, parece ser itneressante deixar uns 5 dias de viagem para poder "replanejar" tudo. O problema seria que, se eu fosse de avião, teria de comprar as passagens com antecedência e não daria para reprogramar. Vou pesquisar no site da EuRail novamente os países, para ver, porque com o passe, é mais fácil me reprogramar do que com passagens de avião. Será que 100EU/dia, no meio de 2013, ainda será uma estimativa segura? Heheh.
  10. Pessoal, fiz meu mochilão de 25 dias na Europa (5 países, 7 cidades - Madrid, Barcelona, Paris, Amsterdam, Munich, Praha e Berlin) e foi tudo bem fácil. Não sei se por eu ser planejado (e por ter lido muita coisa aqui na comunidade), mas, no final, sem passar nenhuma necessidade, sobrou ainda uns 300 euros no meu cartão (ok, eu estipulei 100EU/dia, sem contar com o Europass etc, mas, ainda sim: sobrou!). O problema é que, agora, estou planejando algo mais audacioso. Um mochilão de 75 dias, repetindo algumas cidades (Barcelona, Paris, Praha e Berlin) e inovando nas outras. Em teoria, a
×
×
  • Criar Novo...