Ir para conteúdo

LeoPera

Membros
  • Total de itens

    19
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra
  1. Cara, que relato e que inveja de vocês....essa com certeza é uma travessia que muitos aqui gostariam de fazer. Parabéns!
  2. O relato foi muito bom. Vou fazer o TDP com minha noiva entre 16/12 a 25/12 (10 dias totais) para irmos com calma, pararmos em alguns lugares e tirarmos bastantes fotos. Assim que retornar posto um relato atualizado para todos. E se tudo der certo, em 2014 tem Navarino, aí o bicho pega!
  3. Otávio, obrigado pela explicação. Na minha opinião, nada mais justo, pois paga quem utiliza os serviços. Espero agora para ver como será a administração do IAP, quais os horários, se haverá cadastro de todos e o mais importante de tudo, que se mantenha a segurança nas trilhas. Abraços.
  4. Minha opinião..... Grande parte do que é administrado pelo governo aqui no Brasil não presta, e acho que não vai ser diferente neste caso. Itupava, Anhangava...já sabemos como funciona a questão de segurança nesses casos...Alguns podem dizer: "é a proximidade com a área urbana que faz dessas áreas mais perigosas"...concordo, mas sendo bem sincero, nunca achei a taxa cobrada pelo Dilson nada demais e sempre me senti seguro em deixar o carro lá, em subir as montanhas com a minha noiva, nunca me preocupei. É claro que teremos as mais diversas opiniões: tem aqueles que virão com o discurso: "em 1630 quando eu ia para o PP eu não precisava pagar nada, isso é um roubo"...ou "nunca usei nem usarei a estrutura do Dilson, porque devo pagar R$10,00?"...respeito todas as opiniões...mas para MIM (isso mesmo, para MIM) R$10,00 é pouco pela segurança (ou pelo menos a sensação de segurança) que eu sempre senti indo para o PP. Em poder acampar com a minha noiva sem me preocupar em ser assaltado (ou então até algo pior). Existem outras formas de lidar com a situação, algumas até poderiam partir do próprio Dilson, como por exemplo cobrar a taxa de R$10,00 apenas para quem se utilizar de sua estrutura, para quem quer apenas deixar o carro que sabe R$3,00-5,00 reais POR VEÍCULO...não sei.... Na verdade me preocupa, e MUITO, essa situação, pois no fundo nós sabemos que a presença do IAP no local não significa nada, infelizmente. Editado: quem sabe, para agradar a gregos e troianos, e não desapripriarem a fazenda por inteiro, o Dilson pode continuar com os seus serviços, aí sim, somente para quem quiser pagar. Parece justo.
  5. Getulio, tudo bem? Cara eu estava confiando bastante no Mountain Forecast (inexperiência total!)....pretendo subir alguma montanha essa fim de semana, qual o melhor site para se conseguir uma previsão pelo menos próxima do PP? Abraços!
  6. Faço das palavras do Otávio as minhas. Na minha humilde opinião não deve existir lugar melhor no mundo, e é por isso que em Novembro vou para TPD e em Março para Navarino. Porém o tópico é: "Torres del paine, primeiro trekking, é uma boa?" Acho que, como o Otavio disse acima, existem várias opções locais para que você possa se preparar e evitar situações que ponham sua vida em risco. Aqui no Parana por exemplo, eu tenho subido as montanhas "locais" constantemente, sempre carregando cargueiras com 15-20 kilos, escolhendo dias de frio e chuva para acampar, principalmente para me ambientar melhor. E tambem concordo que seus vídeos são muito bons cara.
  7. Caio, como nosso amigo disse acima, Agosto não deve ser uma opção para você, aliás acredito que o parque nem esteja aberto (os refúgios não estarão). Tenho pesquisado muito sobre TDP e estou com minha trilha, circuito completo "O", marcada para Novembro desse ano. Não faria antes de Novembro e nem após o início de Abril. Patagônia não é brincadeira!
  8. Cara, sem dúvidas um dos melhores relatos que eu li aqui. Parabéns pela coragem e determinação. Quando eu fiz a Salkantay lembro de um goiano que também estava fazendo a trilha...ele usava tênis normais, bem surrados, tinha uma jaqueta e carregava suas refeições em uma sacola plástica (isso mesmo, essas sacolas de mercado)....quando vi aquilo achei que ele era louco....fizemos a trilha juntos, conversamos bastante e no fim até me senti mal com a minha bota salomon, mochila deuter entre outras coisas....minha maior lição é a de que não adianta inventar desculpas, se você tem vontade você consegue.
  9. Oi Larissa, todo o pessoal que foi comigo na excursão (total de 20 pessoas de todo o mundo) optaram por fazer a volta pelo trem classe turística, muito mais barato e saindo em vários horários diferentes. Eu realmente não recomendo o Vistadome. Qualquer dúvida estou aí, abraço!
  10. Posso dizer que esse post juntamente com o livro da Lonely Planet foram os meus guias para preparar a viagem para TDP com minha namorada esse ano! Obrigado pelas informações.
  11. LeoPera

    Barracas: Qual comprar?

    Pessoal, eu e minha namorada, após algumas trilhas (montanhas do PP e Salkantay) resolvemos que esse ano iremos para TDP (circuito completo) e possivelmente Navarino (provavelmente início de 2014). Temos bons sacos de dormir, roupas e botas, porém ainda não temos uma barraca que aguente o famoso clima Patagônico. Como viajarei a trabalho para os EUA, terei acesso a comprar barrcas por um preço bom...venho "namorando" uma Marmot Twilight 2P já faz algum tempo e é a marca que eu darei prioridade. Alguém de vocês tem uma barraca desse modelo e poderia me dizer se realmente está pronta para Patagonia? (incluindo Navarino). Li bastante e tudo leva a crer que sim, porém é bom ouvir de alguém que realmente já tenha usado essa barraca. Obrigado e abraços.
  12. Bom, para iniciantes eu indico as Montanhas ao redor do Pico do Paraná. Eu começaria pelo Itapiroca que é o mais tranquilo, depois iria para o Caratuva e terminaria com um belo acampamento no PP. Você pode escolher entre fazer tudo num mesmo fim de semana, mas se realmente é marinheiro de primeira viagem eu aconselho a ir em finais de semana diferentes, aí você pode ir devagar e curtir sem pressa....também ajuda para te preparar para desafios maiores. Abraços!
  13. Maria, essa semana vou postar algumas fotos só para deixar o pessoal que ainda não foi com água na boca! Thales, respondendo suas perguntas: 1) Para Salkantay não acho USD 290 um preço absurdo, mas com certeza você pode encontrar mais barato de deixar para fechar na hora. De qualquer maneira se você quer se precaver e garantir que não terá problemas, fecha o pacote aqui do Brasil mesmo. Eu acho o conceito caro e barato muito subjetivo. Se eu quero muito alguma coisa eu não me importo de pagar um pouco a mais, apenas para garantir que não haverão problemas, então se você tem o $$ disponível, vai em frente! 2) Cusco é uma cidade turística, então espere preços não tão atrativos e materiais de não tão boa qualidade. Se você mora em uma cidade grande aqui no BRasil, acredito que possa comprar calças de caminhada e Dry Fit em lojas como a Centauro por um preço bem mais modesto. 3) Não entendi bem a sua pergunta, mas se você fechar o pacote e certificar com a agência que o hotel está incluído no preço, aí não tem problema, pelo menos no meu caso não teve. Houvi comentários de que Maio ainda é um mês em que há chuvas no Peru, nunca fui nessa época, então de uma lida sobre isso e garanta que terá uma boa capa de chuva e capa para a mochila também. No mais é isso, aproveita a viagem!!!!
  14. Cara, a Trilha Inca tem limite máximo de 500 pessoas por dia. Dificilmente (para não dizer impossível) você conseguirá vaga deixando para fechar o pacote em Cusco. Você precisa reservar com meses de antecedência. Por outro lado, se quiser fazer a Trilha Salkantay (que eu recomendo), aí sim você pode deixar para fechar em Cusco sem problemas. Abraço.
×
×
  • Criar Novo...