Ir para conteúdo

derose

Membros
  • Total de itens

    32
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Outras informações

  1. Cara, vai de ônibus... www.studentagency.cz tem acesso fácil pra comprar passagem. Só que faz o seguinte, não coloque o site em inglês, pois ele te joga pra passagens de avião. Na caixinha onde tem a busca dos destinos, escolhe "JIZDENKY" que é ônibus, aí você faz a busca em tcheco mesmo, não tem erro. Boa sorte!
  2. Obrigado pela resposta, só mais um detalhe, foi pela cia. Orangeways mesmo?
  3. Fala galera! Alguém ja pegou o busão noturno da Orangeways (http://www.orangeways.com/en)? Mais especificamente a rota Budapest-Praga que sai as 23:30 e chega 7:00? Queria saber se o ônibus é confortável, tipo o encosto reclina bem pra dormir, ou se é igual os onibus normais. Pergunto isso pq acabei de operar o joelho e na hora da viagem (outubro) ainda não estarei 100% e to buscando minimizar os riscos de ter problemas. Obrigado e abs!
  4. Meus amigos, Eu lembro de ter visto num tópico antigo aqui do Mochileiros algo sobre qual visto escolher. Estou preenchendo meu formulário esses dias, pois tenho entrevista dia 20/6 e estou na duvida. Essa viagem desse ano é a turismo, mas nada impede que no prazo de 10 anos eu vá a trabalho, o que exigiria a classe B1/B2. Alguém já solicitou a B1/B2 sem necessariamente ter uma viagem de trabalho agendada? O processo é diferente do visto de turista B2? Obrigado e grande abraço a todos!
  5. Galera, Pergunta simples - eu e minha noiva estamos pensando em ir aos EUA em Outubro. Ainda não temos o visto. É possível a gente fazer a solicitação e a entrevista juntos ou é tudo individual?
  6. Fala Galera, excelente tópico!!!! Estou planejando uma ida a SPA e Uyuni em Outubro e queria fazer algumas perguntas. Eu li o tópico todo, mas se por acaso deixei passar alguma coisa me perdoem: - Alguém sabe como é a temperatura lá na 2a. quinzena de Outubro? Alguém já foi nessa época? - Mais um item de sobrevivência - imagino que quem tenha rinite (como eu) deve sofrer num lugar desses, pela secura e tb pelo estado das roupas de cama!!! Vcs acham q seria fundamental usar praticamente o dia todo aqueles remédios pra pingar no nariz, ou então soro mesmo, só pra dar uma hidratada e evitar que sangre? Grande abraço!
  7. Pessoal, Meu sonho e de minha namorada é passar a lua de mel na Europa. Gostamos mto de viajar e queremos fugir do convencional "resort no Nordeste" e até das cidades convencionais da Europa, as únicas q são obrigação serão Barcelona (tem significado pra nós) e Roma (q é a unica grande capital q ainda não conheço). Eu já conheço as principais capitais da Europa, ela ainda não conhece nada, mas em Outubro/10 devemos ir pra Londres e Barcelona pra ela já ir "aquecendo". Nossa lua de mel será só em Junho de 2012 mas já estamos começando a investigar os destinos. Gostaria de saber lugares que vcs consideram bem românticos e q são meio desconhecidos do povo, para fazermos algo bem diferente e ao mesmo tempo encantador. E q esse tópico sirva tb para dicas de destinos a quem planeja uma lua de mel na Europa. Teremos 1 mês, e alguns lugares/rotas em mente: - Barcelona - Dublin (obrigado Ryanair) - Rota romântica na Alemanha, de carro, imagino 1 semana pra fechar a rota, é mto? A ideia é descer de Ryanair em Frankfurt, alugar o carro e seguir até Munique, onde temos fácil acesso ao ponto abaixo... - Viena/Praga/Budapest, 3 cidades que eu acho maravilhosas. Cesky Krumlov nao conheço, entra na categoria romântica? - na Itália: Roma, algo do litoral (costa amalfitana? preciso de sugestões), terminando em Veneza, onde podemos pegar transporte para... - Bled, na Eslovênia - Algo na Istria, Croácia, de fácil acesso da Eslovênia, alguma sugestão? - Se po$$ível, descer de avião a Dubrovnik - Dependendo das possibilidades, seria legal tb passar em Amsterdam e interior belga, pra ir atrás de cervejas em mosteiros... alguma cidade em especial? - são bem-vindas cidadezinhas pitorescas tipo na Suíça e interior da França, algo beeem romântico Por favor sintam-se livres e entusiasmados em me ajudar hehe tenho 1 ano e meio, pelo menos, pra deixar tudo isso redondo! Mto obrigado a todos!
  8. fala galera... acabei de fechar hj meu roteiro pra viajar com minha namorada e gostaria de compartilhar com vcs, caso alguem tenha alguma observaçao ou tb esses q ainda estão meio perdidos sobre a rota. QUebrei bastante a cabeça, Calafate é um lugar complicadinho de se chegar e sair... mas acho q cheguei a uma rota boa. Tb colocarei o preço dos voos: 15/8 - SP - Buenos Aires (voo LAN) 16 a 18/8 - Buenos Aires 19/8 - Buenos Aires - El Calafate (voo LAN) 20 e 21/8 - El Calafate 22/8 - El Calafate - Bariloche (voo Aerolineas) 23/8 - Bariloche - Puerto Varas (bus) 24/8 - Puerto Varas - Pucón (bus) 25 e 26/8 - Pucón 27/8 - Pucón - Viña del Mar (bus noturno) 28/8 - Viña/Valparaiso 29/8 - Viña - Santiago 30 e 31/8 - Santiago 1/9 - Santiago - SP (voo LAN) Voos: LAN 3 trechos SP - BsAs, BsAs-Calafate, Santiago-SP - 500 dolares com taxas Aerolineas Calafate-Bariloche - 190 dolares (esse foi CARO!) Uma pergunta, 50 reais por dia pra comida é mto, pouco, ou ok? Abraços galera e valeu pelas dicas sem vcs nao conseguiria organizar!!
  9. marcos, sua idéia é boa mas o custo é altíssimo... além de ter q cruzar os lagos para chegar a Bariloche, o voo até Calafate custa mais de 200 dolares!!!!! essa mochilada ta bem complicada hehehe mas com a ajuda de vcs e mta pesquisa tudo vai dar certo!
  10. amigos, valeu pelas dicas, ontem durante o dia eu acabei mudando meu roteiro... ir ao Ushuaia me pareceu mto caro, então refiz as coisas aqui... pelo q estou vendo, a maior dificuldade ainda é o acesso ao Calafate... Sp - Santiago Santiago/Viña/Valparaiso Santiago - Pucón - em bus pela noite pra economizar albergue 2 dias completos em Pucón para tentar subir o Villarrica, e no 3o. rumo a Puerto Varas em bus No dia seguinte, de Puerto Varas a Punta Arenas de avião e a Puerto Natales de bus No dia seguinte saída de Puerto Natales bem cedo rumo a El Calafate em bus 1 ou 2 dias completos em El Calafate El Calafate a Buenos Aires de avião 3 dias em Buenos Aires e de volta a SP No total teremos 16 ou 17 dias. como disse, o problema é chegar ao Calafate. Nós estabelecemos q os tops da viagem são o Villarrica e o Big Ice no Perito Moreno. Só estamos fazendo essa via sacra até Calafate pq não achei como ir direto de avião de Temuco ou Santiago até Calafate. Se tivesse pelo menos um vôo até Puerto Natales já ajudaria muito pq baixar a Punta Arenas e depois subir de bus até Puerto Natales vai nos fazer perder mto tempo. O voo que achamos ontem na LAN foi de 3 trechos - SP-Santiago, Calafate-Buenos AIres, Buenos-Aires-SP, por 617 dolares... acredito q está ok. Se alguém tiver alguma outra idéia me digam, quase fiquei louco ontem a tarde tentando conectar Pucon a Calafate. Grande abraço a todos!
  11. derose

    [[Template core/front/global/prefix is throwing an error. This theme may be out of date. Run the support tool in the AdminCP to restore the default theme.]] Pucón

    Junior, valeu pelas dicas, apesar de seguir a dúvida acho q to mais pra Pucón... eu andei lendo por aí q no inverno não rola trekking em TDP. Será q esse full day meio "turistico" tb é interrompido? Se nao rolar nem o full day aí acho q ta definido que iremos a Pucón. Ah, e sabem informar qto demora no total a aventura no Villarrica?
  12. derose

    [[Template core/front/global/prefix is throwing an error. This theme may be out of date. Run the support tool in the AdminCP to restore the default theme.]] Pucón

    Pessoa, Estou planejando uma viagem com minha namorada em Agosto e queria ajuda numa dúvida - Torres del Paine ou Pucón? Info útil pra me ajudar - somos um casal, 27 anos cada um, não temos experiencia em trekking/acampamento e nossa idéia tb nao é passar dias e dias andando... minha ideia inicial era TDP porém pelo q li parece q la o lance é se enfiar nas trilhas (posso estar redondamente enganado), então lendo esse topico aqui Pucon me pareceu mais atrativo para nós... ficariamos uns 2 ou 3 dias... 1 pra ir no Vulcão e outro pra conhecer as cidades e outros passeios. Tb acho q nao conseguiriamos ir aos 2 lugares pq os outros trechos da viagem ja estao comprometidos (Ushuaia, El Calafate, talvez El Chalten, Buenos Aires e Santiago). O q acham? Estamos aprendendo sobre Patagonia so na base de mochileiros.com e ainda estou confuso com algumas coisas. Obrigado pela ajuda!!!
  13. Boa tarde pessoal... acabei de passar mais de 1h lendo relatos e dicas da Patagônia aqui no Forum que me ajudaram bastante a conhecer o local... agora peço alguns conselhos pra vcs... quero ir com minha namorada na segunda quinzena de Agosto/2009 para esses lados, temos mais ou menos 15 dias pra viajar... a idéia do roteiro é essa: SP-Santiago 3 dias em Santiago+Viña e Valparaiso Santiago-Regiao de Torres del Paine (o aeroporto correto é Punta Arenas, certo?) Torres del Paine El Chaltén El Calafate Ushuaia Buenos Aires (3 dias) SP Como somos inexperientes no assunto, gostaria de conselhos se esse roteiro está adequado, ou se seria melhor tentar inverter a ordem (ou quem sabe ir de SP a Ushuaia direto e subindo a Santiago, e daí a Buenos Aires) As dificuldades que estou encontrando em termos de transporte são os trechos Calafate-Ushuaia e Ushuaia-Buenos Aires que não encontro passagem de aviao e de busao a viagem parece ser muito longa. Pelo que li, tendo como base o aeroporto de Punta Arenas é possivel conhecer TDP, Calafate e Chalten, correto? É importante dizer tb q nao temos "afinidade" com acampar, nem com trekking heheh infelizmente nossa rota tem q ser bem turistica mesmo ou seja nada de rotas completas de 5 dias em TDP, porém acredito q posso convencer a namorada a me acompanhar no Big Ice que seria o apice da nossa jornada. Por fim, ja li mta coisa e um amigo chileno me desanimou totalmente em ir pra esses lados em agosto, disse q é o pior mes... afinal, vale a pena ir pra la mesmo no inverno? Eu gostaria mto q sim, pq estamos mto empolgados com a viagem e nao queriamos mudar o "tema". Obrigado amigos, aguardo dicas.
  14. 25/6 - Copenhagen (Dinamarca) / Malmö (Suécia) / Berlin Albergue: Heart of Gold (Berlin) Pontos visitados: Castelo, Praia (Malmö) Dia histórico pra nós: passamos por 3 países no mesmo dia. E mais: fizemos uma refeição em cada país: café na Dinamarca, almoço na Suécia e janta na Alemanha! No mínimo inusitado! A desvantagem disso é a enchição de saco da troca de moeda, não tem jeito de não perder dinheiro nas taxas de comissão, mas faz parte. Tomamos o ótimo café e deixamos o albergue de Copenhagen de manhã. Nosso trem para Malmö partia por volta das 11hs e o avião para Berlin por volta de 18hs. Deixamos nossas malas em lockers na estação de Copenhagen e partimos pra Malmö. A viagem demora apenas meia hora e passa pela maior ponte sobre o mar do mundo: a Oresund Bridge, com uns 14km de extensão. Infelizmente não pudemos contemplar muito o mar pois o trem passa pelo "meio" da ponte, abaixo de onde passam os carros, então nas laterais têm muitas estruturas de metal impedindo assim umas fotos legais. Malmö estava deserta - era um domingo - e não achamos muito o que fazer. A moça do centro de turismo nos indicou um castelo e a praia. Seguimos a pé e a caminhada durou mais ou menos meia hora, desde a estação até a praia, passando pelo castelo que era meio sem graça. Fomos surpreendidos pelo calor (aprox. 26 graus) e estávamos de calça, já que no dia anterior estava meio frio na Dinamarca. Assim, tivemos que arregaçar a calça até o joelho pra podermos entrar no mar. Agora já podemos colocar no currículo que entramos na água numa praia sueca! Mais um fato inusitado no dia. Pra nossa tristeza porém, não havia suecas fazendo topless. Almoçamos em Malmö numa barraca em frente à prefeitura e voltamos à Copenhagen. De Copenhagen fomos ao aeroporto e pegamos o vôo rumo a nossa velha conhecida Berlin. Chegando em Berlin já nos sentíamos em casa. Nos instalamos no albergue e assistimos no telão o jogo mais brigado da Copa: Portugal x Holanda - obviamente acompanhado de um chopp Gösser tirado no bar do albergue. Mais tarde fomos matar saudade do Döner Kebap do albanês na Oranienburger Strasse, demos uma volta e fomos dormir. 26/6 - Hagen / Dortmund / Köln Albergue: Jugendherberge (Hagen) Pontos visitados: Catedral de Colônia (Köln) Deus abençoe o Eurail!!! Esse dia judiamos do sistema ferroviário alemão. Fizemos várias viagens com o mesmo passe, economizando muitos euros. Saímos cedo de Berlin e fomos até Hagen, onde deixamos as coisas no albergue, o mesmo da vez anterior. De Hagen fomos a Dortmund pois eu precisava retirar no estádio o ingresso para o jogo Brasil x Gana. Pra minha alegria, eles já me deram os 4 ingressos restantes, até a Final. Isso me aliviou muito pois pela regra da FIFA eu precisava sempre retirar os ingressos 1 dia antes do jogo, o que estava meio que travando o roteiro. De Dortmund fomos até Köln, para conhecer a cidade e também porque lá iria rolar o jogo entre Suíça x Ucrânia então com certeza a cidade ia estar bem agitada. Chegamos em Köln e saindo da estação você já se depara com a imponente Catedral. Pelo curto tempo que tínhamos não subimos na torre. Na Fan Fest, que era do lado da Catedral, encontramos nosso companheiro Maurício e como ele já havia estado na cidade nos levou a um bar para tomarmos a cerveja tradicional de lá, a Kolsch. A Kolsch vem num copinho alto e fino, deve dar uns 200ml. Como estávamos em 4, cada um pagou uma rodada e tomamos no balcão ouvindo os lamentos de um australiano que estava puto por seu time ter sido eliminado pela Itália devido a um pênalti inexistente. Saímos do bar e Maurício nos levou a um restaurante brasileiro! Era exatamente a metade da minha viagem e eu senti que era um momento bom pra dar aquela "recarregada", que iria me deixar satisfeito até o fim da viagem. Comemos um belo PF - arroz, feijão, bife e salada - tomando Guaraná. Assistimos lá o 1o. tempo do jogo mas desistimos porque estava muito ruim, e voltamos pra estação, pegamos o trem, chegamos já de madrugada em Hagen e fomos dormir. 27/6 - Dortmund - Brasil 3 x 0 Gana Pontos visitad: Westfalenstadion Dessa vez nossa ida ao jogo foi bem mais tranquila, sem desencontros e trens perdidos. O jogo era à tarde então fomos de manhã a Dortmund pra dar aquele passeio. Entramos numas lojas de esportes e fizemos umas compras. O centro da cidade estava lotado e os brasileiros tomavam tudo quanto era lugar. Havia poucos ganeses, a maioria eram estrangeiros torcendo pra Gana. Perto do estádio encontramos o Zé, outro companheiro "temporário" de viagem que estava em Roma e voltou para a Alemanha. O jogo foi tranquilo, o time de Gana pouco ameaçou. Valeu pelo primeiro gol do Brasil, o golaço de Ronaldo que lhe deu o recorde de gols marcados em Copas, superando Gerd Müller. Depois do jogo fomos à Fan Fest mas ficamos pouco pois tínhamos que dormir para pegar o trem das 8 da manhã para Amsterdam. No caminho de Dortmund a Hagen, mais um trem de madrugada com bêbados e situações cômicas. Um alemão dormiu no bagageiro e outro entrou cantando Ganaaa Ganaaa e quando foi sentar errou o banco e caiu no chão, batendo a cabeça no encosto do banco do lado.
  15. 23/6 - Düsseldorf / Copenhagen (Dinamarca) Albergue: DanHostel Amager (Copenhagen) - bom Pontos visitados: Rio Reno, Torre, Centro Velho (Düsseldorf) Deixamos o albergue depois de comer um café da manhã fantástico onde ainda encontramos uns brasileiros que iriam até Paris(!!) de carro! Pegamos o trem pra Düsseldorf, largamos nossas malas nos lockers e fomos andar um pouco pra passar o tempo até a hora de ir ao aeroporto. A estação de Düsseldorf, apesar de não ser cidade-sede, também estava toda tematizada com a Copa do Mundo. Pegamos o metrô até uma das 2 pontes gigantes que cortam o Rio Reno e fomos andando pelo pier até a Torre da cidade. O pier é bem legal, o pessoal dá uma relaxada, almoça, toma uma cerveja e ouve um som à margem de um dos rios mais importantes da Alemanha. Subimos na torre e apreciamos a vista da cidade. Na volta, sentamos e apreciamos a Altbier, cerveja tipica de Düsseldorf, ela é escura e um pouco forte, mas muito boa! Na Alemanha os caras levam o negócio de cerveja a sério e a Altbier de Düsseldorf e rival da Kolsch de Colônia. Pra expressar o orgulho que os cidadãos têm da sua cerveja, vale o diálogo que tive com a garçonete: Eu: "Hi, do you have altbier?" Ela: "Of course, you´re in Düsseldorf!" Ainda demos uma passeada no centro velho, comemos o tradicional Bratwurst e seguimos pro aeroporto, pra pegar nosso vôo da Easyjet rumo a Copenhagen. Chegamos em Copenhagen 11 da noite e o céu ainda estava azul claro! É uma coisa que não se vê no Brasil, nem dá pra comparar tipo "ah é como se fossem 6 da tarde no Brasil", não dá porque é uma tonalidade diferente, sei lá devido à posição geográfica certamente, mas nunca tinha visto algo assim. Trocamos nossos euros por Coroas Dinamarquesas e como já era tarde pegamos um táxi pro albergue. O táxi era insano: uma Mercedes com teto solar, DVD, banco de couro, GPS, etc etc etc... Chegamos e logo fomos dormir, dia seguinte era nosso programa favorito: city tour! 24/6 - Copenhagen Pontos visitados: Centro, Prefeitura, Pequena Sereia, Christiansborg, Kastellet Mais uma vez demos sorte com café da manhã, era muito bom! A única coisa que tirou a classificação de ótimo desse albergue é a localização, que eu julgo como fundamental. Ele era muito longe do centro e também do metrô (uns 10min a pé - tranquilo nesse dia mas já começamos a imaginar como seria o passeio carregando as mochilas no dia de ir embora). Pegamos o metrô pra estação central, pois nossa idéia era já pegar o trem pra Malmö na Suécia. O metrô de Copenhagen é praticamente o aero-trem do Levy Fidélix! O mais legal é que tem estações no ar, no chão e abaixo do chão, e o trem é completamente automático sem condutor, e na frente tem um vidrão então você vê tudo e se sente numa montanha russa porque ele sobe, desce, faz curva, entra em túnel, etc. É diversão garantida! Chegando na estação, estávamos sem passaporte então o vendedor recomendou que não fôssemos a Malmö assim pois havia uma pequena chance de pedirem o documento. Compramos então o bilhete pro dia seguinte e fomos caminhar. Andando a pé, de trem e metrô conhecemos alguns dos pontos da cidade. O centro e a prefeitura são muito bonitos, bastante gente caminhando e um ar bem tranquilo. Fomos também até o Castelo de Christiansborg e depois seguimos rumo ao mar para ver a Pequena Sereia. Sim, já sabíamos que era uma estátua pequena e tal, mas mesmo assim tiremos nossa fotinho com a musa escandinava. O Kastellet, uma fortaleza medieval, era logo ao lado e já aproveitamos a viagem. Voltamos à estação e aí um grande vacilo nosso (mas que não tinha muito como ser evitado). Precisávamos comprar a passagem de volta à Alemanha pois o Brasil jogaria contra Gana em Dortmund dia 27 e tínhamos que estar lá dia 26 pois eu precisava retirar meus ingressos pra sequência da Copa. Se o Brasil tivesse se classificado em 2o., jogaria dia 26, então deixamos pra comprar a passagem de volta da Dinamarca após a classificação. O problema é que os preços já estavam lá no alto e os lugares também esgotados. Tivemos que comprar uma passagem para Berlin e passaríamos uma noite em Berlin e dia 26 seguiríamos pra Hagen/Dortmund usando nosso Eurail, foi a alternativa menos cara. Depois dessa, fomos relaxar num bar assistindo Alemanha 2 x 0 Suécia junto com uns brasileiros que achamos do nada olhando o cardápio do bar. Lá tomamos a cerveja mais cara da viagem: uma Carlsberg de 6,5 euros! A Dinamarca é um lugar muito caro, assim como a Suíça, por isso não saímos muito do roteiro "passeios a pé de graça". À noite já no albergue vimos a Argentina passar pelo México na prorrogação e aí fomos dormir para no dia seguinte ter um dia histórico: 3 países em um dia!!!
×
×
  • Criar Novo...