Ir para conteúdo

Carolina Gazzi

Membros
  • Total de itens

    4
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra
  1. Oi, Beatriz! Nossa, é que não me viu falando! hahaha Amor eterno por aquele país. Eu fui pela Canadá Intercâmbio. Recomendo! Se precisar de alguma coisa, pode me escrever! [email protected] bjs,
  2. Tenho que confessar que tudo que encontrei no país, em todos os aspectos, estava longe do que minha imaginação tinha construído nos últimos meses planejando meu intercâmbio: o Canadá surpreendeu minhas expectativas tão positivamente que, mesmo tendo voltado à minha pátria amada, me sinto "orgulhosa em ser (pelo menos de coração) canadense". Vancouver, que foi onde morei por cerca de um ano, é uma cidade que abriga pessoas do mundo inteiro, principalmente orientais. Desta forma, é possível ouvir os mais diversos idiomas nas ruas e conviver com vários aspectos de diferentes culturas. Os canadenses estão bastante habituados com essas deliciosas diferenças - a maioria dos restaurantes, por exemplo, ficam abertos até mais tarde na época do Ramadã. Além do lugar ser naturalmente incrível, as pessoas são um show à parte. A educação e a gentileza são regras. Essa convivência diminui barreiras e quebra uma série de preconceitos que muitas vezes nem sabemos que temos. A cidade é bastante plana e tudo pode ser feito de bicicleta, a pé ou de transporte público. Se optar por transporte público, vale lembrar que Vancouver é divida em 3 zonas: zona 1, zona 2 e zona 3. A primeira abrange basicamente o centro e as demais são áreas mais residenciais. Os bilhetes de ônibus e metro devem sempre ser comprados tendo essa divisão em mente. Os preços variam com a quantidade de zonas que pretende atravessar. Você poderá comprar diferentes tipos de bilhetes: o unitário, o diário e o mensal. O unitário te permite transitar por 1h30 dentro das zonas correspondentes ao valor pago; com o diário, você poderá pegar quantos meios de transporte quiser, pelas zonas que bem entender durante todo aquele dia; e o mensal, que é comprado em lojas de conveniência dos últimos aos primeiros dias do mês, e te permite pegar quantos transportes quiser também correspondente às zonas compradas. *Há uma lotérica na praça de alimentação do shopping Pacific Centre que costuma ter os cartões mensais até mais ou menos metade do mês. Caso vá pegar ônibus, tenha sempre moedas trocadas. Como é tudo automatizado, não é devolvido troco! É importante lembrar também que você deve sempre portar o comprovante de pagamento da passagem – ou o cartão mensal, se for o caso. Não há catracas nos metros, mas fiscalizações surpresas são feitas com frequência. Se for pego sem bilhete, será multado – além de ser bastante mal educado. Tabelas impressas com os horários (super pontuais!) dos transportes ficam disponíveis em todas as bibliotecas públicas da cidade. Você também pode verificar o horário no site http://www.translink.ca/. Uma lista com aplicativos para IOS e Android está disponível no site da Translink também. Todas as paradas de ônibus tem um ID. Se estiver em uma delas e quiser saber o horário do próximo ônibus, é só enviar uma mensagem de texto com o número da parada em que está para o número 33333 e em menos de 30 segundos receberá os próximos ônibus e horários. Se você quiser realmente viver o espírito da cultura canadense em Vancouver, recomendo se aventurar por lugares não tão turísticos, afastados do centro da cidade. White Pine, por exemplo. E para ver o que há de mais lindo nesse país, não pode deixar de passar uns dias com o pé na estrada pelas Rocky Mountains. Durante o verão, o lugar ganha outra cara! Além do clima quente, o sol dá as caras até 22h e oferece os pores do sol mais maravilhosos. Uma série de eventos são organizados em toda a cidade. Um bom site para acompanhar é o Vancity Buzz (http://www.vancitybuzz.com/). Poderia passar dias escrevendo sobre os mínimos detalhes da experiência que tive... afinal, contar é reviver, não é?! No final, é maravilhoso poder trazer na mala as características mais positivas das culturas com as quais convivi e plantar a sementinha em solo brasileiro. Para ir para o Canadá, não precisa pensar duas vezes!!
  3. Oi, Débora!! Me adiciona: [email protected] Meu nome está Carol Gazzi. Beijo
  4. Oi, galera! Tudo bem? Estou indo pra Vancouver em 16 de janeiro de 2014 fazer um ano de intercâmbio. A escola escolhida foi a PGIC (http://www.pgic.ca/) e também pretendo fazer alguns cursos mais específicos em Ciências Sociais em alguma universidade por lá. Ainda estou no começo da pesquisa de pontos turísticos, viagens e tudo mais! Pretendo conhecer as cidades próximas (e as nem tão proximas) de SkyTrain. Alguém por aqui já foi pra lá (ou está indo também) e tem dicas? Super obrigada!!! Vamos conversando!
×
×
  • Criar Novo...