Ir para conteúdo

andre flash

Membros
  • Total de itens

    9
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra
  1. Oi Flavio tudo bem? Parabéns pelo relato as fotos ficaram incríveis, gostaria de saber se é possível chegar na pousada que vcs ficaram via transporte público?
  2. andre flash

    Curitiba

    Fala galera tudo bem? estou programando meu 1º mochilão e gostaria de saber se em ponta grossa existe algum transporte publico ou agência turistica que da acesso a cachoeira do padre, canyon e cachoeira são jorge e a cachoeira mariquinha? é possivel conhecer todas esses picos de ponta grossa em um dia só? obrigado
  3. Amilton & Poly parabéns pelo ótimo relato. contém muita informação interessante estou pensando em ir pra Curitiba sozinho, e essas dicas vão ser de muita ajuda. Obrigado
  4. Opa Otávio tudo bem? Vc sabe me dizer se em Ponta Grossa é possivel utilizar transporte publico para chegar em nas cachoeira da mariquinha, buraco do padre e o canyon e a cachoeira são jorge? obrigado forte abraço
  5. E andré h. blz cara? Vc sabe me dizer se em ponta grossa existe algum transporte publico ou agência turistica que da acesso a cachoeira do padre, canyon e cachoeira são jorge e a cachoeira mariquinha? é possivel conhecer todas esses picos de ponta grossa em um dia só? obrigado pela atenção e um forte abraço
  6. Sem falar bulufas de castelhano um dos motivos de eu viajar para Argentina foi uma oportunidade que eu tive de realizar um trabalho de "Street Art" na residência"La Paternal Espacio Proyecto"(aonde eu fiquei hospedado economizou um bom dinheiro, com hotel) que fica no bairro de La Paternal 1 hora de distancia do centro de Buenos Aires. Se quiserem conferir o trabalho que realizei la aqui esta o link: [linkbox]http://andre-flash.blogspot.com.br/2013/09/andre-flash-residencia-artistica-em.html[/linkbox] Voltando a Buenos Aires apesar do pais esta com alguns problemas na economia, o mais interessante que o incentivo cultura a arte/música/dança/artesanato é muito forte e tem muito lugar que te oferece isso, não é apenas ir la comprar Couro, Perfumaria e Eletrônico. Agora vou listar algumas dicas e observações minhas. 1º Dinheiro. Eu levei Peso, Dolar e Real pra Argentina pensando que iria sair de la com a mala cheia, me enganei vi que tinha coisa que é o mesmo preço daqui ou com um diferença bem pequena (e também não encontrei nada que me interessante pra comprar pra mim). Se fosse pra voltar no tempo levaria Real e Peso, creio que Dolar foi um investimento desnecessário pra mim mais isso vai de pessoa pra pessoa (O que pretende comprar?quanto pretende gastar?). 2º Transporte Publico e Taxi. Ônibus ele roda 24 horas (claro depois da 00:00 a quantidade de ônibus reduz) e antes de você pensar entrar em um ônibus você tem que trocar seu dinheiro de papel por moedas ou "monedas" não que nem no Brasil que tem um "cobrador", é apenas um motorista e do lado do motorista tem uma maquina que recebe essas moedas pra você pagar o teu transporte e depois te emiti um recibo comprovando que você pago a passagem. O Valor da passagem é 3 Pesos. Trem é um pouco trash, seu eu reclamava dos trem daqui de São Paulo depois que fui pra la acho os daqui uma maravilha .rs Cheguei na estação de trem estava com um amigo Colombiano que fiz durante a minha estadia, paguei minha passagem 3 pesos tranquilo entrei no trem começo a andar olhei pro lado as portas não se fecharam!!! e o trem lotado de gente serio pra cair alguém ali só bastava dar um espirro. Isso foi uma coisa que me assustou um pouco creio que o o governo deles tinha que dar um pouco mais de atenção a isso. E durante a viagem de trem você realmente enxerga a pobreza na Argentina e as favelas.(Pobreza tem em todo lugar do mundo, não tem jeito). Taxi é uma das coisas que me falaram pra eu ficar esperto e todos que eu perguntei aqui no Brasil falaram a mesma coisa: Nota Falsa. Troco Errado. Cobrar a mais. Taxímetro. Esquecer ou Roubar sua bagagem. A minha sorte que eu usei o taxi somente uma vez, e foi no momento que estava indo embora, e pedi para uma amiga minha da argentina que ligasse pedindo um taxi para mim e falei pra ela não falar que sou turista até por precaução (os cara olha pra sua cara já saca que você não é local). O Valor do taxi do Bairro de La Paternal para o Aeroporto de Jorge Newbery foi de 75 pesos, achei muito barato da distancia que eu estava e nem peguei transito. Finalizando esse tópico um site que eu indico pra eu poder me locomover saber qual ônibus que eu devo pegar aonde que eu devo descer foi esse site aqui: [linkbox]http://mapa.buenosaires.gob.ar[/linkbox] Há mais não existem o GoogleMaps que é mundial e tudo mais? Na boa eu achei esse site aqui mais preciso que o Google.Maps e menos cheio de frescura (é um site local deles). 3º Comida. Foi uma das coisas que me arrependo de não ter aproveitado bem la, estava com uma grana e precisava comprar material pra minha pintura então tinha que economizar ao máximo. Pelo que eu percebi( e senti) você gasta bem pra comer num restaurante como eu estava numa residência artística e dentro dessa residência tinha uma cozinha o jeito era comprar comida no mercado, comprei muita nas "Carnicerias" ou Açougue os famoso "Amilanesa" (que seria o filé de frango ou bifé amilanesa deles, que é a mistura mais em conta lá). Consegui comer "Choripán" que seria o nosso "Churrasco a Grego", 15 pesos só que não tem suco de graça. Mais uma coisa que eu aproveitei bem são os cafés deles com 30 ou 25 pesos (isso no bairro de La Paternal, aonde eu estava) você tomar uma xícara de café bem generosa e 3 medialuna que são uma delicia. Isso ai pessoal essas daqui foram algumas dicas e observações minhas sobre Argentina/Buenos Aires, se você tem alguma coisa a acrescentar fique a vontade e até a próxima viagem. André Flash
  7. Essa viagem eu realizei já um certo tempo decidi ir a Porto Seguro unicamente pra relaxar sair do stress de São Paulo(estava precisando, e muito na época). Fiquei uma semana em Porto Seguro, pouco tempo? Eu não acho, creio que foi um tempo suficiente para conhecer a cidade e relaxar. Eu tive sorte em ter ido num mês que não estava aquele calor frenético da Bahia, era baixa temporada que acabou sendo positivo na parte do custo da viajem e a cidade não fica entupida de turistas que é um saldo positivo pra quem gosta de um atendimento rápido e de qualidade sem pegar filas enormes para pagar sua conta num restaurante ou no quiosque. Vou estar colocando abaixo algumas dicas e observações sobre o lugar. 1º Dica Eu fiquei hospedado no hotel "Pau Brasil" é um hotel bacana tinha piscina e restaurante atendimento legal de frente pra praia. Mais se fosse pra retorna pra Porto Seguro eu me hospedaria no hotel "Garça Branca" porque? Ele é de frente pra a praia e quiosque "Tôa Tôa" que é um dos lugares mais frequentados de Porto Seguro ou seja você vai estar próximo do seu hotel qualquer coisa se você precisar de dinheiro ou buscar alguma coisa que esqueceu, se vai estar próximo sem precisar andar 30 min a pé como eu fiz no meu hotel. O quiosque "Tôa Tôa" é muito bem estruturado nele você vai encontrar restaurante, guarda volumes (se você for sozinho pra praia e precisar guarda alguma coisa pra tomar um banho de mar, que foi o meu caso), tem a parte de eventos que acontece shows e luais e algumas lojinhas. 2º Dica Refeição o preço mínimo pra 1 pessoa é de R$30,00(isso na época que eu fui), só que a refeição é muito bem servida serio (digna de uma marmita de pedreiro) da pra facilmente você dividir com uma 2º pessoa e sobra um pouco. Isso foi uma coisa que fiquei surpreso pensei que iria pagar muito caro e comer pouco, e se fosse indicar um prato indicaria o "strogonoff de camarão", muito bom!!! 3º Dica Taxi realmente é um absurdo lá creio que em todo lugar turístico é assim, só que uma das dicas que me deram la é evitar andar sozinho a noite beirando a praia por causa de assalto, por mais que lugar seja lindo e tudo mais, evitar esse tipo de situação e gastar um pouco a mais com sua segurança é o mais correto a se fazer. 4º Dica Um dos passeios que o pessoal oferece que pra mim foi um dos melhores é nadar perto dos "recifes de corais" literalmente você vai ver o legitimo "azul do mar" e vai conseguir nadar com os peixes, é o passeio mais caro que tem por la porque você paga o barco, calçado pra vocês não corta o pé nos recifes, óculos de mergulho e uma caixa aprova d'agua de câmera fotográfica( a única coisa que é de graça na Bahia é aperto de mão). Uma maneira de você economizar uma graninha é você levar aquele calçado "crocs" (que é o mesmo que eles alugam), se você tiver algum conhecido que tenho óculos de mergulho(não precisa ser profissional), no final você só vai gastar só com o protetor da sua maquina fotográfica. É isso pessoal essas são as minhas dicas e algumas observações, forte abraço e até a próxima trip. André
  8. Olá a todos os mochileiros/viajantes/aventureiros!!! Esse vídeo mostra como foi a minha experiência em São Thomé das Letras - Minas Gerais, como uma câmera na mão e uma vontade enorme de conhecer a cidade consegui registrar belas imagens e resumindo um pouco essa minha passagem nessa cidade mística e com belezas naturais incríveis e experimentar a boa tradicional comida mineira. Se você tem o interesse de conhecer São Thomé das Letras tenho algumas dicas com referencia da minha estadia: 1º Acampar ou alugar uma pousada? Eu recomendo alugar uma pousada, alem de você poder guarda seus pertence e poder caminhar tranquilo sem carregar um monte de coisas desnecessárias e chuveiro quente, logo de manhã vai ter um cafezinho pronto te esperando com o famoso pão de queijo que só eles sabem fazer. E acampar não é uma boa? Olha acampar é bacana você acaba economizando um dinheiro bacana mais o que eu pude sentir na cidade talvez não seja uma boa alternativa, um dos motivos dessa minha opinião vou falar na próxima dica. 2º Durante o dia faz aquele calor ótimo pra tomar um bom banho de cachoeira, mais noite é bem diferente faz muito frio e quando eu digo que faz "FRIO" é que faz muito "FRIO" (esse é o principal motivo de optar por uma pousada) então capricha no agasalho. 3º Existem muitos restaurantes de todos os preços e gostos, mais a tradicional comida mineira feita no fogão a lenha você tem a obrigação de provar. Se você mora em São Paulo (que é o meu caso) esqueça pizza, lanches ou coisas do tipo.Eu já moro num lugar que já vende esse tipo de comida, qual a vantagem e a experiência de comer a mesma comida que já como na minha cidade? 4º O que mais tem lá é "barzinho" tem um atras do outro pra você tomar uma cerveja com os amigos, mais um item que você tem a obrigação de experimentar é a famoso "pinga com mel" feita pelo próprios moradores da cidade, e vou falar para você ajuda muito combater o frio de lá.rs Espero que frequentadores do Mochileiros.com tenha gostado do vídeo e das dicas, se você tem alguma dica ou observação a fazer fique a vontade. Forte abraço André Flash
×
×
  • Criar Novo...