Ir para conteúdo

guiadventure

Membros
  • Total de itens

    8
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que guiadventure postou

  1. Olá Eber! Tudo bem? Não nos conhecemos, mas aproveitei suas orientações para te procurar e tirar algumas dúvidas. Agora entre os meses de julho e agosto/2013 estou vendo para ir trilhar em 2 Cânions durante um final de semana. Quero fazer a Borda Norte do Fortaleza no primeiro dia, acessando através da estrada Cambará/Cânion Fortaleza, antes de chegar a portaria do IBAMA e voltando no mesmo dia para o mesmo local. Minha dúvida é em relação ao segundo dia que iria para o Cânion da Pedra, Queria saber se sabe as atuais condições dos 12 kms de estradas pra ir até a Boca da Serra. Tenho um carro nacional normal e queria saber se tem informações sobre as condições dessa estrada que vai até lá e se é fácil pra carro pequeno. Eu queria conhecer o Cânion da Pedra, mas partindo e voltando pra essa estrada. Como a época é a mais fria nem estou cogitando a idéia de acampar praqueles lados, deixarei isso para o Verão. Também quero conhecer a cachoeira da reserva que fica no início dessa estrada, mas antes preciso saber as condições da estrada. Espero que possa me ajudar. Desculpas por pedir assim sem nem te conhecer. Desde já agradeço. Abraço Guilherme Alves
  2. Olá Pessoal! Esse é meu primeiro tópico e gostaria de tirar algumas dúvidas com os cicloturistas e até com os jipeiros e motoqueiros que conhecem os caminhos que pretendo fazer nessa cicloviagem. Pretendo realizar essa cicloviagem em 3 dias. Meu ponto de Partida seria Canela/RS, indo até São Francisco de Paula via RS 235 e posteriormente entrando na estrada do Caconde indo até a Serra do Umbú. Após desceria a serra do Umbú e iria até a Cascata do Garapiá, onde iria acampar a primeira noite. Minhas dúvidas são a partir daí, pois gostaria de conhecer as cascatas do Chuvisqueiro, Chuvisqueirinho e Três Quedas em Riozinho e a Cascata das Andorinhas em Rolante. Não sei qual é a melhor forma e quais estradas pegar, pois no google maps não tem marcação dessas estradas para chegar lá. Também seria interessante saber se há outras opções de passeios na região de maquiné e também locais para acampar durante a viagem, de preferência locais com possibilidade de camping selvagem. Precisaria de um roteiro onde pudesse visitar essas atrações em 2 dias e já no último dia retornar a Canela, via Estrada da Serra Velha que sobe de Rolante para São Francisco de Paula/RS. Dou preferência para estradas de chão batido para maior segurança. Então é isso. Conto com a ajuda de todos. Desde já agradeço. Grande abraço
  3. Olá Thamires! Não sei se já conhece algo de Porto Alegre, mas realmente, já é suficiente meio dia em Porto Alegre apenas para fazer essa conexão com outra cidade, de preferência já aproveita e vai dormir em outra cidade. Eu diria que os destinos da serra gaúcha que quer visitar se dividem em 3 regiões, Região das Hortensias (Canela e Gramado), Região da Uva e Vinho (Caxias, Bento, Garibaldi, Carlos Barbosa) e Campos de Cima da Serra (São Francisco de Paula, Cambará do Sul, Jaquirana). Tem que atentar que, pelo que percebi, irá fazer todo esse roteiro de ônibus. Cambará do Sul/RS que parece o destino mais interessante dessa viagem é muito mal atendido por ônibus. Para qualquer um dos Cânions que quiser visitar não há transporte, o que vai depender fechar com agências, caronas ou taxi para ir realizar os passeios. Um taxi para ir ao Cânion Fortaleza ou Itaimbezinho por exemplo está custando R$ 80,00 em média, por isso tem que observar certinho a melhor maneira de visitar essa região. Eu conheço e visito muito essa região, que com certeza é a que vai te render melhores paisagens durante a viagem. A região de Canela e Gramado é tranquila para deslocamento de ônibus, por isso, acho que pode definir apenas um local de hospedagem entre as 2 cidades, já que as 2 cidades ficam a apenas 7 kms uma da outra. Acho que pela sua idade, a região da Uva e Vinho não seria o mais interessante para visitar, concentraria entre as outras 2 regiões. Acho que 3 dias na região de Canela e Gramado seria realmente suficiente. Em São Francisco de Paula há muitas opções para ecoturismo como o Parque das 8 Cachoeiras. Acho que 1 dia na cidade também estaria perfeito. Já na região de Cambará do Sul/RS tem que estar atenta que o Parque Aparados da Serra (Cânion Itaimbezinho e Trilha do Rio do Boi) está aberto somente de quarta a domingo. Nessa região você poderia concentrar o restante do tempo que terá disponível, pois há muitas opções de passeios, porém, qualquer passeio tem um custo alto conforme citado acima. A trilha do Rio do Boi é realizada no município de Praia Grande/SC e é um dos lugares mais bonitos do Brasil. Essa trilha exige um ótimo condicionamento físico e é obrigatório a contratação de guias para a realização dessa trilha. Em grupo de 4 pessoas o valor para essa trilha fica em R$ 46,00 por pessoa. Mas é isso. Em Cambará do Sul indico hospedagem na Pousada Simone (Bom preço, ótima estrutura e bom café da manhã). Em Praia Grande/SC a melhor opção de hospedagem é o Hostel Nativos dos Canyons que tem um atendimento perfeito com uma equipe que conhece cada palmo da região. Infelizmente não tenho contatos em Canela e Gramado. Mas é isso, parabéns pela disposição. Qualquer dúvida é só postar aí. Boa viagem. Grande abraço
  4. Olá Guilherme! As praias de Santa Catarina são fantásticas, e vale a pena conhecer o máximo possível delas. Porém, Santa Catarina e Rio Grande do Sul tem uma das regiões mais bonitas do mundo para se visitar, a Região dos Cânions que tem tanto em Santa Catarina quanto RS. Se pudesse escolher e tivesse tempo ficaria com as Praias da região de Bombinhas/SC, Florianópolis/SC, Guarda do Embaú/SC e Garopaba/SC e visitaria as cidades de Ubirici/SC (morro da Igreja), Bom Jardim da Serra/SC (Cânion das Laranjeiras e Serra do Rio do Rastro), Cambará do Sul/RS (Cânion Itaimbezinho e Fortaleza) e Praia Grande/SC (Trilha do Rio do Boi e interior Cânion Malacara). Caso faça seu estilo e ainda dê tempo você poderia visitar também a região de Canela e Gramado no Rio Grande do Sul antes de retornar a Porto Alegre. Tenho bom conhecimento de toda essa região, exceto da região de Bom Jardim da Serra e Ubirici em Santa Catarina. Qualquer dúvida que tiver basta postar aí. Espero que faça uma boa viagem. Grande abraço
  5. Ae pessoal, já postei outra vez aqui no mochileiros minha opinião sobre a barraca. Comprei a cerca de 2 meses e fiz um acampamento de 12 dias na Praia e outro Acampamento de 7 dias no campo. Saí com boas impressoões sobre a barraca, principalmente sobre o espaço interno e do avanço, que não parece grande coisa, mas ajudou bastante na hora de cozinhar com chuva e pra manter os calçados secos mesmo fora da barraca. Aqui no RS essa barraca está sendo vendida por R$ 99,90 nas Lojas Colombo, eu indico. É claro que não é uma super barraca, não esperem super impermeabilizações ou que ela suporte muita chuva, na minha opinião, todas essas barracas entre R$ 50,00 e R$ 150,00 são barracas quebra galho, que necessitam de uma boa lona para baixo e outra para cobertura. Nessa faixa de preço, sem as lonas a chuva e umidade entrarão direto, não tem o que fazer. Outro ponto positivo é o fechamento do mosquiteiro e da porta em formato de meia lua, o que facilita para ficar bem fechado, já que é só um ziper para mosquiteiro e outro para a porta (lona de fora). Minha barraca anterior tinha 3 ziperes só para fechar o mosquiteiro, o que sempre deixava uma fresta e atrapalhava bastante na hora de entrar e sair da barraca. A altura de 1,30 da barraca cobimex garante um melhor conforto ao entrar e sair da barraca. O espaço interno é suficiente para 3 pessoas, mas utilizei para um casal com bastante bagagem e foi legal, pois tinha espaço para ficar na barraca, ao contrário de outras barracas menores que só se entra pra dormir, pois não cabe nada fora o colchão. Outro ponto que complicou um pouco é a ventilação da barraca, que apesar de ter uma super porta mosquiteiro, tem outro mosquiteiro bem no topo da barraca (como a maioria das barracas), porém, não tem outra saída mais aberta, o que complica a ventilação interna. Estive na Praia com ventos fortes e não entrava na barraca devido a falta de uma janela por assim dizer. Não achei o material dela fraco, mas é como falei, necessita de lonas como qualquer outra dessa faixa de valor. Era isso. Espero ter ajudado. Eu prefiro gastar meu dinheiro para viajar, em passagens, campings, passeios, etc, não invisto muito em estrutura "européia ou americana" por assim dizer. Faço trecking pesado há 10 anos e sempre utilizo material nacional, sempre com barracas mais simples, botas nacionais e demais ítens. Nunca fiquei na mão com meus materiais. Já estive acampado com barraca simples e uma boa lona sem entrar uma gota de água, enquanto ao lado da minha barraca tinha um casal de franceses com uma super barraca, segundo eles disseram, adquirida na Suiça, onde entrou muita água e molhou todos as coisas deles, não deixando os mesmos dormirem. Bom camping a todos. Grande abraço
  6. guiadventure

    Barracas YANKEE

    Adquiri essa barraca Yankee para 5 pessoas conforme o vídeo abaixo: Pagamos R$ 120,00 aqui em Porto Alegre e usei ela pra acampar durante 12 dias na praia enfrentando chuva e um pouco de frio. Ao meu ver ela fez seu trabalho e cumpriu o prometido. Quanto a chuva, vejo muita gente com dúvida do que aguenta ou deixa de aguentar, a resposta é muito simples, essas barracas com preços digamos populares não garantem que não entre água durante a chuva. Qualquer uma delas é necessário ter uma lona adequada para baixo e outra para cima, senão a água vai entrar de qualquer maneira. De positivo o espaço interno da barraca é ótimo, coube um colchão de ar de casal com 2 cargueiras nos pés ainda, sobrando ainda cerca de 80 cm de espaço entre a porta e o colchão, além da altura dentro dela que chega a 1,30 m. O avanço dela, apesar de trazer mais peso a barraca, garantiu uma área seca e sem vento pra que pudessemos cozinhar ali naquele espaço. Talvez a única reclamação seja em relação ao tamanho dos filtros na tela do mosquiteiro, pequenos insetos conseguem passar como mosquinhas das frutas ou mosquitinhos pequenos, de resto foi tudo tranquilo. Mas a realidade é essa, tanto para esse tipo de barraca ou outras similares de marcas como Nautika ou FIT, para garantir ficar sequinho lá dentro só mesmo com uma boa lona embaixo e em cima da barraca. Espero ter ajudado. Boa indiada a todos. Abraço
×
×
  • Criar Novo...