Ir para conteúdo

Jorge Lira

Membros
  • Total de itens

    11
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Sobre Jorge Lira

  • Data de Nascimento 18-09-1990
  1. Oi, Emmanuel. Deixei o xxx e esqueci de atualizar. O passeio saiu por 100,00. Você vai num ônibus, tem duas paradas para sair dele e contemplar um pouco da paisagem. Não tem trekking. Imagino que outras empresas façam, mas você perceberá um certo monopólio da Turistik na cidade. Abraço
  2. Rogério, não reparei esses valores. Mas acho que você pode perguntar na página da Turistik no Facebook, eles são bem solícitos.
  3. 29/12/14 No último dia percorremos o Centro de Santiago, passamos pela Plaza de Armas mais uma vez, pelo Museu de Arte Precolombino, que encontrava-se fechado, e já enchíamos o peito de saudades da cidade que estava prestes a ficar para trás. Mais lembranças, almoço de despedida, check-out no Hostel e hasta luego. Muito ficou para ser visitado, o que vai completamente na contramão dos roteiros que esbarramos por aí de 3, 4 dias para Santiago. A cidade guarda muito mais surpresas. O que foi apresentado aqui não é um relato exaustivo. Muito ficou por dizer. Logo, sintam-se à vontade para ped
  4. 28/12/14 No penúltimo dia o grupo se dividiu por interesses. Uma dupla partiu para a maior feira de Santiago, uma espécie de mercado de pulgas, a feira da Bío Bío e a outra foi pedalar na vinícola Santa Rita em mais um passeio com a Turistik (R$ 160,00). A feira começa a ser montada às 10h. A área comercial em que a feira Bío Bío fica localizada é conhecida como mercado persa, mas a parte de antiguidades fica na Rua Bío Bío depois da Rua Santa Rosa, para quem sai do da estação de metrô Franklin. A feira é um ótimo lugar para pechinchar e fazer achados. Vende-se de tudo, obras de arte, brin
  5. 27/12/14 Última casa do Neruda, a Chascona, bem aos pés do San Cristóbal. Outra pérola que preencheu uma manhã. Depois disso, almoço e compra de algumas lembranças no pátio Bellavista e na feira de artesanato Bellavista (quase em frente ao Pátio). A feira é ótima para encontrar souvenir por um bom preço. De lá fomos para o Palácio La Moneda e visitamos seu Centro Cultural, em seguida para uma rápida passada no bonito Centro Gabriela Mistral. Como era sábado, havia uma pequena feira de antiguidades no charmoso bairro Lastarria. Partimos para o Museu da Memória e dos Direitos Humanos. O Muse
  6. 26/12/14 Nesse dia fomos para Viña Del Mar. Não gostamos tanto de Viña assim. É um lugar para você passar o dia na praia, não existem tantas atrações, embora a paisagem valha muito. Fizemos a clássica parada no relógio de flores, caminhamos pela orla até o Castelo Wulff e fomos até o museu Fonck, onde tem um moai original da Ilha de Páscoa na frente. De lá decidimos partir para Valparaíso. Existe metrô e ônibus para esse trajeto, mas como estávamos com o tempo apertado, decidimos dividir um táxi ($ 18.000) e ir direto para a Sebastiana, casa do Neruda em Valparaíso. Outra visita apaixonant
  7. 25/12/14 Estávamos preocupados quanto ao que fazer num feriado pátrio, onde nada abre. Mas não faltam atividades, existem muitos parques que ficam abertos e com certeza preenchem um dia inteiro. Optamos pelo Cerro San Cristóbal. Subimos de funicular ($ 2.600 subida e descida) e a vista é um espetáculo. Você vislumbra toda Santiago, sempre com os Andes a emoldurando. O Cerro fica dentro do Parque Metropolitano, lá há inúmeras atividades, como piscinas públicas, zoológico, jardins e etc. Passamos a manhã inteira por lá. Após o almoço fizemos um programa meio mórbido, mas muito interessante,
  8. 24/12/14 Na véspera de Natal fomos bem cedo para Isla Negra conhecer a casa favorita do poeta Pablo Neruda. O ônibus saiu do terminal Alameda onde compramos as passagens. Em Isla não há uma rodoviária. Você é deixado numa estrada, quase em frente o escritório da Pullman, onde você terá que comprar as passagens de volta. E é ali que o ônibus parará na volta para pegar você. Nessa estrada, descendo em frente ao escritório da Pullman, você encontra indicações para chegar na Casa-museu do Neruda. Essa é a única atração cultural de Isla Negra e vale toda dedicação para chegar lá. A casa está v
  9. 23/12/14 Nesse dia fomos dar conta do que não fizemos no dia anterior. Pela manhã, compramos o cartão do metrô e fomos até o terminal Alameda comprar as passagens para Isla Negra, Viña Del Mar e Valparaíso. Depois disso fomos atrás de um supermercado Jumbo para comprar itens da nossa ceia e uma torta (panqueque de naranja), para a noite de Natal, recomendada por ser maravilhosa. Só que não. À tarde havíamos reservado o passeio dos Andes com a empresa Turistik. Mesmo sem neve o passeio vale muito a pena. O caminho é bem deslumbrante, a imensidão e imponência da Cordilheira toca fundo. O pas
  10. Diário de bordo 22/12/14 Após 4 horas de voo turbulento desembarcamos, às 11:00, em Santiago. Trocamos o mínimo de dinheiro para pagar o táxi e cerca de 40 minutos depois estávamos na recepção do Andes Hostel para deixar as mochilas e sair para trocar reais por pesos, comprar o cartão do metrô, garantir as passagens no terminal Alameda para as outras cidades e fazer um reconhecimento de onde ficaríamos mais o Centro de Santiago (Plaza de Armas e afins). Porém, o planejado foi pelo ralo quando nos deparamos com um câmbio muito ruim. Andamos horas e horas pesquisando até decidir que o me
  11. Salve viajantes, Espero que as informações a seguir sejam de alguma utilidade para quem estiver planejando sua viagem para a região central do Chile. Vamos lá! Vídeo Informações básicas • Clima No período em que permanecemos no Chile, uma fórmula se repetia diariamente: manhãs frias, mesmo sendo verão, tardes e noites quentes. Os dias são mais longos nesse período, logo, não se espante se você perceber que são 21 horas e ainda está claro. Em Isla Negra foi onde pegamos a temperatura mais baixa, frio moderado o dia todo. Viña e Valparaíso parecem seguir a mesma fórmu
×
×
  • Criar Novo...