Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

thiaguinho547

Membros
  • Total de itens

    34
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

3 Neutra

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. @LeonardoClemente To com um roteiro quase pronto, Começando em Uyuni - Bolivia, passando por Atacama - Chile, Machu Picchu e Lima - Peru.
  2. @LeonardoClemente Vc já tem algum roteiro pronto? ou ainda está no planejamento?
  3. Com certeza, bro. Você não vai querer sair da água vendo aquelas ondas!! Vlw.
  4. Cara, se não tiver onda em Pavones, vale sim!! Até porque é bem próximo, cerca de uma hora de carro. E lá tem muita coisa barata, desde comida até roupas (pra quem gosta de surf entao!!) , tenis, chinelo, bebidas e etc. Se você tem uns dólares sobrando é uma boa opção!! Vlw
  5. @msouza97 Parabéns cara, sou relato foi demais. Irá ajudar muito na minha trip.
  6. @andresa da silveira Favor me adicionar - 85-9-8765-8519 @Larissa Aiko F de Campos Tbm estou querendo ir em janeiro ou fevereiro de 2019,, ja tem roteiro pronto????
  7. @Paola Rafaelly Só na espera dos próximos episódios.,hahahaha. Muito massa sua trip, e seu relato então!,Parabéns. Pretendo fazer quase o mesmo roteiro que vc fez só q em janeiro ou fevereiro de 2019.
  8. @fabriciofioreze @Marcos Vila Em que mês pretendem ir??
  9. Olá, estou com planos de fazer esse roteiro Bolívia/Chile/Peru em janeiro/19 ou fevereiro/19. Sou de Fortaleza e se possível podem me adicionar no grupo de whatsapp. - 85-9-8765-8519. Vlw!
  10. Alguém com planos para janeiro ou fevereiro de 2019? Bolivia - Salar Chile - Atacama Peru - machu picchu
  11. Cara, que massa, obrigado! O lugar é mágico. Pegamos somente do lado do pacífico (Jaco, Hermosa e Pavones). Infelizmente não visitamos nenhum vulcão devido aos imprevistos com a chuva. Valeu! Qualquer coisa, tamo ae!
  12. Boa tarde! Cara, em Pavones tem onda pra todo mundo! Nunca vi aquilo na minha vida. A onda tem 3 sessões e dependendo do sweel essas três sessões se emendam uma na outra, coisa linda de se ver. Você escolhe onde pegar a onda: 1ª(mais power), 2ª(intermediária) ou 3ª sessão(mais light). Uma dica: Pode ter 100 pessoas na água, sempre sobra onda boa! Outra dica: O pico é muito extenso, então vc vai ver muita gente na água mas não se assuste. tem onda pra todo mundo. Mais uma: Prepare-se para remar, A onda te leva pra muito longe e você terá que escolher entre voltar caminhando ou remando. Você irá cansar de tanta onda boa. (claro que dependendo do swell) Localismo: Não vi nada sobre isso, claro que tem que saber chegar, como em qualquer outro pico do mundo. Qualquer outra dúvida pode falar! Abraço e boas ondas!
  13. Surf trip que já fazia muito tempo que eu queria fazer. Destino muito procurado por surfistas de todo o mundo nos despertou a vontade de conhecer esse país maravilhoso. O famoso Pura Vida life style. No dia 5 de julho de 2017 eu e mais dois amigos(Eduardo e Fabio) saímos de fortaleza em direção a Costa rica! Saímos de Fortaleza as 5:30 da manhã e chegamos em Guarulhos as 9:00 da manhã. Como nosso voo para San jose era somente meia noite, tínhamos o dia inteiro pra fazer alguma coisa. Decidimos ir almoçar no mercado municipal. Passamos na casa do meu primo e partimos. Durante a tarde conhecemos um pouco do centro. Estava fazendo muito frio em SP. À noite fomos para o aeroporto fazer o check-in. Somente na hora do embarque o Eduardo percebeu que esqueceu o cartão de vacinação. Quase que ele não embarcava, por sorte, um funcionário da Avianca nos instruiu a procurar o posto da Anvisa no aeroporto, só que já era 11 da noite (no site dizia que o posto fechava as 22:00) mesmo assim ele nos disse para insistirmos pois era obrigação da Anvisa ter alguém de plantão no aeroporto. Graças a esse cara, conseguimos embarcar. Uma cervejinha pra tirar a tensão do pre embarque e ativar o modo sono durante o voo. Conexão na Colômbia. Chegamos as 09:30 da manhã em San josé. Compramos o pacote(Bilhete + carro) pela Welcome Surftrips. Na chegada já tinha um carinha da locadora nos esperando. Fomos pegar o carro e depois direto almoçar no Walmart que fica bem próximo ao aeroporto. Dicas: 1. Não troque dólares no aeroporto, a taxa é muito mais alta que o normal aplicado nas casas de cambio. 2. Procure o mais rápido comprar um chip local. a internet 3g/4g deles é muito boa e funciona em boa parte do país. 3. Em todos os locais se aceita Dólares e Colones, sempre pergunte os dois preços, pois dependendo da taxa, vc pode ganhar alguns trocados na hora do cambio. 4. o Waze funciona bem em todo o pais e te deixa na porta. É ideal para quem vai rodar o país de carro. Almoçamos, compramos os chip's e trocamos alguns Colones, tudo isso no Walmart. Partimos em direção a Jaco. Estrada boa e bem sinalizada. Viagem tranquila. Não tínhamos nada reservado lá. Fomos a procura e achamos vários locais com vários preços. Acabamos ficando no Hostel Beds on bohio. Quarto e banheiro privado para 3 pessoas com ar condicionado e Wi-fi grátis. - 11.000 colones, equivalente a R$66,00 por pessoa. Na recepção do hostel funciona uma lanchonete bem bacana, com sanduiches, batatas, sucos e bebidas, drinks e cervejas Papas and Burgers Precinho bacana também, recomendo as batatas supremas, com uma cervejinha gelada. Obs: Peça ao garçom que ponha a cerveja no congelador, pois, lá eles não costumam tomar cerveja bem gelada (mofada) como os brasileiros gostam. em Jaco as ondas não estavam muito boas, o swell encostou e fomos para a Playa hermosa - que fica ao lado de Jaco. Lá estava gigante e fechadeira. Entrei no mar mas não estava surfável, logo saí. A vida selvagem prevalece nesse lugar, pra falar a verdade, nesse país. Dicas: 1. Pesquise preços. Encontramos vários preços para o mesmo tipo de refeição em Jaco. 2. O casado (nosso conhecido "prato feito" - Arroz, feijão, batata frita ou salada, e carne, frango ou porco) é bem tipico nos restaurantes e pode variar desde 3.000 a 7.000 colones (18 a 42 reais) Comemos um bom "casado" no Restaurante El recreo a preço justo. 3. É sempre bom verificar nos cardápios, pois, boa parte dos restaurantes cobram 10% de taxa de serviço e mais 23% de imposto. Fiquem atentos. 4. Jaco foi o lugar mais barato que encontrei para comprar souvenir. Apesar de que quando comparado com os nossos preços é bem "salgado". Passamos mais um dia em Jaco mas as ondas não melhoraram e partimos para Pavones. Saímos de Jaco as 10 da manha e chegamos em Pavones as 4 da tarde de sábado 08/07/17, com paradas para almoço e abastecimento do carro. Logo na chegada em Pavones o mar estava clássico, nem fomos procurar hospedagem. Caímos no mar sem mesmo conhecer o pico. Era coisa de filme aquelas três sessões quebrando perfeitas. Surfamos até o anoitecer e somente depois fomos procurar algum lugar para dormir. Conhecemos dois brasileiros super gente boa e que mais tarde se tornariam dois amigos nossos. Eles estavam no Hotel La Perla, mas lá não tinha vaga. A dona de lá tinha um quarto vazio (somente o quarto, sem wi-fi, sem cozinha e o banheiro ainda era no andar inferior) e que acabou nos acomodando 2 noites (Não tínhamos escolha). A cidade estava lotada e quase não havia hostel ou pousada com vagas disponíveis. Na segunda feira conseguimos vaga no hostel Cabinas Carol. Quarto e banheiro privado com café da manhã e cozinha compartilhada - 15 doletas por pessoa. - Super indico - O sr. Pablo é super gente boa e sempre solícito. Todos o dias eram duas caídas, uma pela manhã e outra no fim de tarde! Depois de três dias de swell constante todo mundo tava quebrado. De longe as series pareciam pequenas. Só pareciam. Brasileirada junta e misturada. Na quinta feira dia 13/07 o swell deu uma baixada considerável e os dois paulistas que conhecemos lá, subiram pro norte em direção a Tamarindo. Nós resolvemos ficar mais um dia para ver no que ia dar. Acabamos conhecendo outro brasileiro que trabalhava no hostel e que acabou nos convidando para dar uma passada em Paso Canoas fronteira com Panamá. Comprar umas besteiras por lá, já que nada por lá tem imposto. Vale o passeio. Na volta para pavones ainda fomos verificar o mar, mas continuava pequeno e ainda curtimos o nosso ultimo por do sol naquele lugar mágico. Naquela noite ficou decidido que íamos partir no dia seguinte para Manuel Antonio visitar o parque nacional. Na manhã seguinte dia 14/07/17 partimos as 09:00 hs. Chegamos lá por volta de 14:00 e fomos direto ao parque. Logo na entrada o guia nos explicou que já era tarde para entrarmos e que o parque iria fechar as 16:00. Não teríamos tempo o bastante de conhecer bem o parque. 1º imprevisto da viagem - Se forem conhecer o Parque Nacional de Manuel Antonio, melhor chegar lá no fim do dia se acomodar em algum hostel e visitar o parque no dia seguinte. Fomos procurar um hostel para passar uma noite e na manhã seguinte retornar ao parque. Ficamos no Pura vida Hostel - quarto e banheiro compartilhado, com café da manhã, cozinha compartilhada e wi-fi grátis. 10 doletas por pessoa. Ainda batemos maior papo com o funcionário super gente boa do hostel - Ken - mochileiro da Malásia. À noite fomos comer no Backpackers Paradise Costa Linda Comida boa, cerveja gelada e preço justo. Na manhã seguinte dia 15/07/17 partimos bem cedo para o Parque nacional e deixamos avisado no hostel que iríamos partir quando voltássemos do passeio. O ingresso ao parque custa 16 doletas por pessoa. O caminho é feito todo a pé e existem varias trilha que levam a diferentes praias, mirantes e uma cachoeira. Fabio e Eduardo não gostaram e saíram mais cedo. Eu gostei e acabei fazendo todas trilhas do parque. Pra quem gosta de natureza vale a caminhada. Na saída do parque caiu uma chuva que eu pensei que não ia cessar. Acabei indo pro carro todo molhado e quando cheguei no hostel Fabio e Eduardo já me esperavam pra ir embora, pois, como tínhamos avisado que íamos ficar somente uma noite, acabaram preenchendo nossa vaga. Nosso próximo destino era Monteverde mas não conseguiríamos chegar a tempo de encontrar lugar para dormir, então decidimos ir até Jaco e logo pela manhã seguir viagem. e assim foi feito. Mas uma noite em Jaco e na manhã do dia 16/07/17 já seguíamos para Monteverde Ponte bem próxima a Jaco. Caiu morreu. A caminho de Monteverde Monteverde é região serrana e lá faz muito frio Quase nas nuvens Chegamos lá por volta de 16:00. Ficamos no Hostel Monteverde Backpacker's - quarto e banheiro privado, wi-fi e café da manhã - 13 doletas por pessoa. Logo marcamos nosso passeio ao Monteverde Extremo park para o dia seguinte. 121 doletas para pular de Bungge Jump e Canopy (várias tirolesas - Tarzan swing, Superman e outras) e também deixamos avisado no hostel que iríamos partir quando voltássemos do passeio. Iríamos para La fortuna. Na manhã seguinte a van do parque nos buscou no Hostel, pegou mais algumas pessoas em outros hostels e seguiu em direção ao parque. Logo na chegada você vai até a recepção, diz e paga o que você vai querer fazer. Fomos primeiro ao Canopy (várias tirolesas, curtas no início e muito longas no final, Tarzan swing e Superman). Em média duas horas, dependendo do tamanho da turma para fazer todo o percurso. Quando terminamos o Canopy, um funcionário do parque perguntou se iríamos para o Bungee, dissemos que sim e ele pediu para que o acompanhasse. Fomos para a sala do Bungee e já vestimos os equipamentos. De repente o tempo fechou e caiu uma chuva muito forte, mas muito forte mesmo. Chegou a cair um raio bem perto onde estávamos. Deu muito medo.,kkkkkkkkkkkk Só pra ter noção de como a parada foi sinistra, esse raio caiu tão perto que faltou energia em todo o parque e o pulo foi adiado para o dia seguinte. 2º imprevisto da viagem. Estávamos cientes de que quando saíssemos do parque iríamos somente passar no hostel pegar as mochilas e ir direto para La fortuna. Para no dia seguinte conhecer o vulcão, águas termais e fazer o rafting. Depois de passar o dia inteiro no parque, voltamos para a cidade ainda com chuva e paramos para almoçar quase 5 da tarde! Restaurante Tico y Rico sem dúvida o melhor casado de Monteverde. Preço justo e comida saborosa. Voltamos para o hostel e como tínhamos avisado que íamos ficar somente uma noite, novamente acabaram preenchendo nossa vaga. Fomos procurar outro hostel, por sorte ali no centrinho existem muitos. fomos para o Hostel Casa Tranquilo. mesmo preço e mesma características do anterior. Na noite fria de Monteverde saímos para comer taco no restaurante Taco Taco. Recomendo demais, 3 tacos por R$ 21,00 muito saboroso. Nunca tinha comido taco. é uma parada muito saborosa, e ainda tem um molho picante que acompanha o pedido que é muito bom. Na manhã seguinte nem esperamos a van do parque, como de lá já iríamos para La fortuna, fomos de carro. Fomos os primeiros a chegar no parque. Logo vimos o Andre, funcionário do parque muito gente boa. Ele nos acompanhou até o bungee, naquele dia fazia sol, graças a Deus. Vestimos os equipamento e partimos. Obs: Eles não deixam você levar nem câmera e nem celular. Justamente para no final do salto eles cobrarem 25 doletas pelo vídeo do salto. Achamos caro mas é impossível não comprar aquelas imagens. O salto é uma parada muito louca. No início você pensa que vai morrer, mas depois você quer outro! Não adiante eu tentar explicar a sensação. Só indo pra ver o quão louco é aquilo. Super recomendo pra quem gosta de sentir adrenalina correndo pelas veias. Superman. Galera reunida depois do salto. ] Bungee. Extremo park. Araras passeando pelo parque. Ligamos para uma das empresas que vendiam o rafting em La fortuna, e a última turma do dia saía ao meio dia. Estávamos saindo as 9:30 da manhã de Monteverde. A viagem desde Monteverde até La fortuna dura em média 4 horas. Não chegaríamos a tempo. Como já voltaríamos pra casa no dia seguinte, fomos direto para San josé. Chegamos em San josé e ficamos no Hostel Bekuo. Sem dúvida o melhor hostel da viagem. Área comum muito massa. Dois Pc's, sinuca, Ps4, violão e etc. Super recomendo. Na manhã seguinte fomos ao mercado de artesanato comprar mais alguns souvenirs. Logo depois fomos deixar o carro na locadora e em seguida ao aeroporto. Foi uma viagem maravilhosa. Altas ondas em Pavones. Selva em Manuel Antonio. Adrenalina em Monteverde. Espero ter ajudado de alguma forma outro viajante que queira conhecer esse pedaço de paraíso na terra. Somente agora depois de alguns dias pude conhecer o clássico desânimo pós-viagem. Estou naquela situação de auto avaliação em que se põe em questão vários pontos da viagem e a cruel comparação com a vida "real" no corre corre do dia a dia. Será que é possível levar a vida como a vida que se leva em uma viagem? Valeu galera, até a próxima. Thiago.
  14. thiaguinho547

    Surf trip Costa Rica Pura Vida novembro ou dezembro de 2016

    Olá Nana. E aí, como foi a trip? Pegou boa ondas? Tbm sou bodyboarder, vc pagou taxa de prancha mesmo sendo bodyboard? Pegou pavones? Vlw!!
  15. thiaguinho547

    Surf trip Costa Rica Pura Vida novembro ou dezembro de 2016

    Eu fui no ano passado em julho/agosto. Fui pela Avianca e lembro que paguei 50 dólares pelo volume, com 3 pranchas dentro. Paguei esta taxa tanto na ida, como na volta... tentei argumentar e tal, mas não tem o que fazer. E sim, é na hora do embarque.. Por isso (e por ser um voo internacional) é valido chegar com um certo tempo de antecedência no aeroporto para evitar surpresas.... Sobre acomodação: Playa Hermosa: Playa hermosa era como um "QG" na minha viagem.. Como fica em um ponto bem central e meu primeiro destino... sempre que eu ia até uma praia (exemplo Playa Negra), na volta retornava para playa hermosa... sempre tem onda e a estrutura de Jaco ali ao lado ajuda bastante!!! Fiquei sempre no hotel Fuego del Sol. Os quartos são muito bons, camas grandes, ar condicionado, café da manhã excelente... e ele fica NA AREIA da praia! na frente de um dos picos. ATENÇÃO: Na frente deste hotel rola uma onda, mas uns 50m para a esquerda tem uma pedra escondida. Na maré seca da pra visualizar as pontas... Vale a atenção!!!! Playa Negra: Praia TOP e dispensa comentários. Altas ondas. Muita gente acaba se hospedando em tamarindo... eu preferi me hospedar em Playa Negra mesmo, pois tem muita gente disputando essa onda, e é válido chegar cedo/fica até tarde, dependendo da maré. Fiquei hospedado no Playa Negra Surf Lodge. Lugar MUITO BOM!!! Quartos ótimos, com ar condicionado, e os quartos ficam bem perto de uma mata meio nativa.. da um clima muito peculiar para o local!!! Não tem café da manhã, mas tem uma cozinha completa a disposição, que ajuda muito pra fazer comida e tudo mais!!!!! Caso tenha alguma dúvida ou queira informações de outros picos como Pavones, Boca Barranca (TOP!), Roca bruja, ... fico a disposição!!!! Olá BREDIVO. Estou indo agora em julho para Costa Rica. Queria mais algumas dicas,, Vc pegou pavones? Se sim, (Com swell de sul ou mesmo sem swell? foi de carro ou bus?Quanto tempo de viagem desde Playa hermosa? Qual pousada,hotel ou hostel vc ficou? Quanto a diaria?) Quanto gastou em média com alimentação por dia? Café, alomoço e jantar? Vc falou que Boca barranca eh top, Quanto tempo desde Playa hermosa? Vale a pena ir p lá em que condições? Altas mesmo? Qual pico vc pegou as melhores ondas na Costa rica? Desculpe ai se eu perguntei demais!! Mas de qualquer maneira, muito obrigado!
×