Ir para conteúdo

Tanaguchi

Colaboradores
  • Total de itens

    239
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

14 Boa

Outras informações

  • Meus Relatos de viagem
    Tailandia, Malasia, Singapura + Stopover nos Emirados Arabes
    http://www.mochileiros.com/tailandia-singapura-malasia-com-stopover-em-dubai-e-abu-dhabi-planilha-de-custos-abril-2016-t130390.html

    Japão!!
    http://www.mochileiros.com/post1114414.html#p1114414

    Bolivia, Chile e Peru com 3.500!! Video e planilha de custos!
    http://www.mochileiros.com/mochilao-bolivia-chile-e-peru-maio-2014-26-dias-com-3-500-00-t97900.html

    Uruguai
    http://www.mochileiros.com/uruguai-5-dias-planilha-de-custos-e-video-montevideo-punta-del-este-e-colonia-de-sacramento-t120058.html
    Foz do Iguaçu, Argentina e Paraguai
    http://www.mochileiros.com/foz-do-iguacu-argentina-paraguai-saindo-de-sp-de-carro-carnaval-2014-com-planilha-de-custos-t93496.html

    Ilha Grande (Rio de Janeiro) - em apenas um final de semana!! Saindo de SP
    http://www.mochileiros.com/final-de-semana-em-ilha-grande-saindo-de-sp-com-planilha-de-custos-outubro-2014-t103549.html

    PETAR (no meio da semana!!)
    http://www.mochileiros.com/relato-de-viagem-petar-2013-4-dias-durante-a-semana-t80406.html

    Funicular (por Vagner Vgn)
    http://www.mochileiros.com/travessia-cubatao-x-paranapiacaba-linha-desativada-do-antigo-funicular-t86586.html
  1. Opa blz? Vc vai gostar muito velho, as cidades são muito fodas Então não tinha lido nada sobre dificuldade em fechar os passeios. Tem gente que fecha com antecedencia pela internet, acaba ficando mais caro, mais acaba sendo uma opção se vc não quiser correr o risco Pro role de 2 dias e uma noite na primeira classe eu paguei algo em torno de 500 reais, nas minhas anotações eu registrei tudo em reais não em dolares hehehe Mais tem outros muito mais caros, vai muito de acordo com o barco. As agencias tem um trocentos catalogos, um pra cada barco... cada barco com seus valores e seus perfis; Com esse valor tu acha tour sim, mais quando eu fui nessa faxa de valor já tava tudo esgotado... e não era sacanagem dos agentes de viagem não, não tinha mesmo... teve uma mina que deve ter feito umas 15 ligações pra tentar encaixar a gente e nada... a sorte é que o pessoal das agencias é bem solicito e faz de tudo pra achar, pq se é um funcionario padrão Brasil não achava não O cara que achou pra gente já era da quarta agencia e antes dele conseguir esse que fechamos ele ligou pra varios antes tbm, foi bem tenso
  2. Vietnã Pra mim foi sem duvida o lugar mais surpreendente da viagem e um dos países que mais gostei de visitar na vida. Antes de mais nada quero deixar bem claro aqui pra que vc possa entender melhor meu ponto de vista sobre vários aspectos do Vietnã: eu passei um ano no exercito entre 2003 / 2004 e isso fez com que meu interesse e amor por temas militares que já era grande se tornasse infinitamente maior... e o Vietnã é um prato cheio pra isso... independente de vc gostar desses temas ou não as atrações são incríveis e valem ser visitadas... agora se vc assim como eu tem um carinho especial pelo assunto... tu vai surtar. Como de praxe aqui no tópico vou focar em coisas que não li em outros tópicos e em coisas que não são tão inspiradoras e maravilhosas, mais vão ajudar vc no momento de montar sua viagem. Como nossa estadia no Vietnã foi maior que nos outros países e como esse lugar tomou um lugar especial no meu coração o relato dele vai ser maior rs Alguns aspectos que vou dar ênfase aqui: 1- As novas restrições na visitação de Halong Bay 2- A dificuldade em fechar um tour pra Halong Bay 3- O melhor lugar pra comprar itens de guerra 4- A Praia boa e a praia desnecessária em Hoi An 5- Vc precisa de mais tempo pros tuneis de Hon Chi Minh 6- Passando medo no Taxi em Hanói 7- Réplica de pôsters de guerra 8- Se eu conheci o museu da guerra em Hanói vale eu conhecer o de Ho Chi Minh? Visitamos as seguintes cidades no Vietnã: Hanói, Hoi An e Ho Chi Minh (nessa sequencia). O tópico vai estar organizado dessa forma, por cidades. 1- HANOI 1/1 Passando medo no Taxi em Hanói Chegamos a Hanói vindos de Luang Prabang por um voo da Vietnam Airlines... alias essa companhia aera surpreendeu, dos lowcost que já pegamos foi a melhor. Como chegamos muito tarde no aeroporto descartamos a ideia de usar a linha de ônibus publico pra ir pro hotel. O Uber funciona de boas no Vietnã, teria sido uma ótima opção... mais não... eu com toda minha genialidade não quis nem taxi nem Uber, tive a brilhante ideia de negociar com os clandestinos que ficam do lado de fora do saguão principal do aeroporto... O valor era muito bom e eu achei que tinha estorado no norte... mais vai vendo... Entramos no carro e dai seguimos viagem, o motorista logo que saiu já começou a falar com alguém pelo celular... pra entrar e sair do aeroporto tem um pedágio pros carros, o motorista pagou o pedágio e parou no acostamento... disse que iria aproveitar e dar carona pra um amigo... ficamos uns 5 ou 10 minutos parados esperando... dai chega um cara fedendo bebida, mo cheiro forte da porra... o motorista pegou contra mãos e fez uns desvios muito malucos, coisa do nível de subir no canteiro pra ir pra outra pista... nisso eu tinha certeza que tínhamos caído em algum golpe, tava estranha demais a situação, já tava com a certeza que o cara fosse nos sequestrar, roubar nossos órgãos ou algo assim kkkkkkkk Eu fiquei tenso mais tentei agir naturalmente justamente pra esposa se acalmar tbm pq ela tava muito mais tensa que eu. Do aeroporto pro hotel é longe e mesmo altas horas da noite tinha transito... e dai já começamos a entender a fama do transito do Vietnã... No final das contas deu tudo certo, chegamos com todos os nossos órgãos. Só foi complicado pagar ele, pois eu só tava com dólar e ele queria receber na moeda local... naquele horário foi foda conseguir cambio.. a mulher do hotel que fez a gentileza pra gente... alias a mulher do hotel e a equipe foi muito solicita, mais mesmo assim eu não recomendo ninguém a ficar nesse lugar, muito ruim mesmo... o nome do Hotel é Hanói Evergreen... fujam desse lugar visto prévio pro Vietnã 1/2- A dificuldade pra fechar o passeio de Halong Bay e as novas proibições Acordamos cedo e partimos pra fechar um tour de 2 dias por Halong Bay para os dias seguintes. Na rua do Hotel e por toda a região central tinha várias casas de turismo que ofereciam os passeios. A alta temporada em Halong Bay é de Maio a Setembro, para as datas que queríamos fazer o tour (17 e 18 de Abril) já estava TUDO esgotado. Foi terrível... nós fomos em umas 3 casas de turismo diferentes e em todas independente do pacote escolhido estava tudo lotado. E olha que eles tem trocentas opções de barco. Só lá pela terceira casa de turismo que nós conseguimos encontrar vagas, porem era pra um tour de primeira classe... o valor foi meio salgado, mais dentro do que eu já havia pesquisado pra um passeio desse porte. O lance da primeira classe não foi um impecilio, pois desde o começo nos cogitamos isso. O foda foi a tensão da possibilidade de ficar sem conhecer o principal atrativo turístico do Vietnã e um dos pontos chave da viagem. Como é um tour muito procurado eu realmente não imaginei que fossemos correr esse risco. Eu não sei se essa falta de vagas foi por estarmos nos aproximando da alta temporada, mais fica a dica pra vcs se precaverem quanto a isso. Pois estar em Hanói e deixar de fazer esse tour vai traumatiza-los pro resto da vida... alias, se nós não tivéssemos conseguido ia nos fuder muito, pois acho que não íamos conseguir preencher devidamente dois dias com coisas pra fazer na cidade. Sobre o passeio em Halong posso dizer tranquilamente que fica no top 3 desse mochilão. O lugar é lindo, paisagens insanas... ahhhh e a comida da primeira classe, pqp que rango incrível... comemos como reis... e nossa cabine... cara quando entramos na cabine tivemos uma crise de riso pois foi surreal, muito chique a bagaça... aquela vista da sua janela, e uma banheira com hidro no banheiro... foi demais!! É o tipo de coisa que vale o investimento... sem duvida nenhuma pelo que é oferecido o valor é muito pouco; tipo se vc fosse fazer um tour semelhante em qualquer outro lugar do mundo vc iria pagar muito mais caro. A única coisa que me deixou extremamente desapontado, brochadão mesmo foi o fato de a poucos meses antes da nossa viagem ter entrado uma serie de restrições a visita de Halong Bay... e a mais triste de todas é que agora é proibido mergulhar/nadar... isso mesmo... uma das minha metas da viagem era pular do barco direto na água... e agora não pode... tem uma parada em um dos passeios que vc fica um tempinho em uma praia de Halong... e o negocio é só molhar as canelas, nada de avançar água adentro. Segundo o guia essas restrições impostas pelo governo visam preservar a baia que vem sendo impactada negativamente com o turismo..... meu, foi triste não poder pular ali. Outra dica que é que além da baia de Halong existe uma outra que segundo o pessoal que vende pacotes é tão bonita quanto, não tem essas restrições e é muito mais tranquila pois não tem a fama e badalação de Halong. Pra quem pode estar pensando em fugir do obvio ou já conhece Halong e quer fazer outro roteiro pode ser uma boa opção. 2- Hoi An 2/1- A Praia boa e a praia desnecesária em Hoi An Um dos programas que eu gostei MUITO de ter feito na nossa estadia em Hoi An foi ter alugado bikes e pedalar do centro da cidade até as praias. O trajeto é plano e bem agradável, não é difícil de chegar e é uma distancia super ok pra ir pedalando. Mesmo vc sedentário como eu faz de boa, eu recomendo. Agora a dica de ouro é a seguinte >>> Existem duas praias principais em Hoi An: An Bang e Cua Dai An Bang é a de mais fácil acesso e vai ser a primeira que vc vai encontrar, ela tem uma ótima estrtura com quiosques que servem comida e liberam o guarda sol e esteiras se vc concordar em consumir lá. Normalmente o ideal é vc almoçar lá. Nos chegamos pela manhã e ficamos até umas 14h, dai aproveitamos e almoçamos e garantimos o uso das cadeiras de praia e etc. As cadeiras de praia, guarda sol e estrutura surpreendeu bastante, muito bacana, tudo muito confortável, eu imaginei que fosse ser algo bem vagabundo. A única coisa ruim dessa praia é que rola um assédio pesado de vendedores ambulantes e o povo querendo te empurrar coisas... conforme foi ficando mais movimentado diminuiu bastante o assédio, mais logo pela manhã quando nós erámos uns dos primeiros foi bem chato. Apesar disso essa é a praia que vc deve focar, esqueça Cua Dai... Obvio que eu quis ir... dai pedalamos um trecho bem longo até chegar nela... e foi bem decepicionante... ela tá com uma aparência bem feia, tinha uns tratores e trocentos sacos de areia gigante que deram uma aparência como se ela estivesse em obras... lá tava bem vazio, tinha um quiosque próximo só (só o mesmo esquema de usar as esteiras e guarda sol)... mais fora a gente tinha um ou outro perdido só, tava vazio... isso seria ótimo se a praia não tivesse tão feia. Li na internet que isso se deve a uma tempestade que arrasou o lugar recentemente... sei lá, não me pareceu isso... alias li muita merda na internet, no trip advisor geral relatando a Cua Dai como maravilhosa e etc... e dai vc lê com atenção e ve que o cara tá confundido ela com a An Bang... bastante gente fez isso, falando que ela é a mais próxima de Hoi An... pra escrever uma avaliação não se dá nem ao trabalho de conferir o nome da porra da praia....esse povo é louco!!! A mais próxima de Hoi An é a An Bang!!! Agora se o maluco prefere a Cui Dai ai já é questão de gosto..... enquanto estiverem rolando aquelas obras é até covardia comparar uma com a outra. Mais é obvio que eu aproveito até a praia esquisita, me diverti lá em cima dos sacos de areia que iam até o meio do mar, era fundo bem fundo até Assim como a cachoeira seca no Laos vc tem que encontrar uma forma de curtir o lugar, eu nunca desanimo no role, pra mim tudo é alegria rs... fiquei que nem um tonto no saco e aproveitamos pra pedir mais uma porção lá no quiosque da praia... os rolinhos vietnamitas são viciantes... alias pra mim a comida do Vietnã é a melhor de todo sudeste asiático... só de lembrar a boca saliva rs 2/2 – Antigos pôsters de propaganda de guerra Em toda viagem eu sempre fico alucinado em trazer algum (vários) souvenir bacana de cada pais visitado. Camisetas, imãs de geladeira e moedas/notas de dinheiro são de lei, mais um souvenir que eu pirei são os antigos posters da propaganda comunista no período de guerra. Eles são impressos em papel de arroz, mais grosso e com uma aparência bem rustica, e apesar de serem réplicas das propagandas da época o papel de arroz deixa ele com uma aparência envelhecida muito bacana. Eu comprei 2 e me arrependi amargamente de não ter comprando uma dúzia kkkkkk Os dois que comprei estão devidamente emoldurados e pendurados aqui em casa Lojas desse tipo estão espalhadas por todas as cidades pelas quais passamos, mais eu achei as melhores opções em Hoi An. Maior variedade, lojas maiores e mais tranquilas pra vc escolher suas imagens. Todas as imagens são réplicas, não acredite se alguém lhe disser que são “originais da época”. A menina da loja nos mostrou como é feito todo o processo, bem interessante. Pra transportar é sussa, eles colocam as imagens num tubo de proteção, geral parece usar esse método, então pode trazer tranquilo que nessa embalagem não corre risco de amassar. 3- Ho Chi Minh 3/1- Se eu conheci o museu da guerra em Hanói vale eu conhecer o de Ho Chi Minh? Conhecemos os dois museus, e antes de ir rolou muita duvida se valeria a pena conhecer os dois. Eu acho que sim, os dois valem a pena. O de Hanói não é um museu sobre a guerra do Vietnã, é um museu sobre a historia da guerras das quais o Vietnã esteve envolvido no decorrer da historia. E é incrível como esse pais tão pequeno se envolveu em tantos conflitos no decorrer da sua historia. Obviamente a guerra contra os EUA tem ponto de destaque, mais não é o único tema abordado. O mais legal do museu de Hanói é a área externa com os aviões e tanques do período da guerra do Vietnã (chamada por eles de guerra americana) e toda a arquitetura e área onde fica o museu é bem estética. Já o museu de Ho Chi Minh tem seu foco na guerra americana, e tem uma pegada muito mais sombria e te deixa revoltado com as revelações de todas crueldades cometidas pelos EUA no período.... em tempos de guerra crimes são cometidos dos dois lados, mais é impressionante notar como os EUA detem o poder da narrativa e acabam jogando pra debaixo do tapete todos os crimes de guerra cometidos. Ele é realmente bem impactante, quem é mais sensível sai abalado Eu particularmente gostei mais do museu de Ho Chi Minh, então foi muito bom pois nós vimos primeiro o de Hanói... eu sempre gosto de deixar o melhor pro final rs Eu sou o amante das guerras, minha esposa não tem esse perfil e gostou bastante dos dois, então não é algo que só agrada os apreciadores do tema. Se seu roteiro deixa de fora uma das cidades, se torna ainda mais obrigatório a visita a um dos museus. 3/2- O melhor lugar pra comprar itens de guerra Dentro da área do Museu de Ho Chi Minh tem umas 3 lojas de souvenirs. Sem duvida nenhuma é o melhor lugar pra comprar itens de guerra que encontrei por toda a viagem. Mais atenção, não é a loja que fica dentro do museu!! Essas lojas ficam dentro do terreno do museu, mais do lado de fora do prédio principal Tem muuuuuitos itens do período da guerra a venda!! E como tudo no Vietnã os preços são ótimos!! Medalhas, brevês, capacetes, fardamentos, moedas antigas... e muita dessas coisas foram usadas na guerra O__O Eu comprei medalhas, brevês e vários pins de fardamentos. Eu fiquei muito tentado em trazer um capacete de combate usado no guerra, tinha até marca de sangue seco... mais ai fiquei com medo de ter problemas em algum aeroporto pra embarcar com aquilo aparecendo no raio X... não ia dar muito certo... em alguns países é proibido vc portar itens militares desse tipo (não me pergunte pq) Eu queria trazer um daqueles bonés verde militares com a estrela vermelha no meio, iguais aos que o Tom Morello do Rage Against the Machine usa... vende em todo lugar, mas o triste é que a polarização politica no Brasil nos dias de hoje é tão grande que é capaz que eu arrume inimizade com os brothers só por usar um símbolo comunista, mesmo os caras sabendo que não compactuo com grande parte das ideias. 3/3- Vc precisa de mais tempo pros tuneis de Hon Chi Minh Quando optamos em visitar os tuneis de guerra de Cu Chi eu resolvi fazer o tour em conjunto com o templo Cao Dai. Eu queria muito visitar esse templo pois é uma religião nascida no Vietnã e que ainda continua bem restrita ao pais (apesar de existirem seguidores em outros países). É uma mistura de budismo, cristianismo e hinduísmo, etc... é um sincretismo incrível, e esse templo seria equivalente ao “Vaticano” da religião Cao Dai... é muito bonito e diferente eu gostei muito, POREM.... POREM!!!!! Esse templo fica muito longe da cidade, na verdade ele fica em outra província, em Tay Ninh e justamente por isso ele consome um tempo considerável da visita aos tuneis. Eu sabia dessa informação, já tava ciente disso... POREM POREM!!!! Na minha opnião a visita aos tuneis foi MUUUUUUUUITO breve, tinha um monte de coisa pra fazer, pra ler, pra ser fuçada... e acabou rápido... não sei se foi pq eu tava empolgadão, mais achei que passamos muito mais tempo no templo do que em Cu Chi. Achei muito corrido, e foi tudo muito legal. Eu queria ficar muito mais tempo lá, atirar com armas pesadas e os caraio... não rolou... vc até podia atirar, mais ai se privava de outra coisa... muito corrido mesmo. Se o tema guerra não lhe interessa o tempo lá nesse tour vai ser o suficiente pra vc. Se assim como eu vc gosta do assunto, vai ficar aquela leve frustração... a eterna mérda de fazer passeios em tour ao invés de ir por conta. O guia era um tiozinho que foi combatente na guerra, ele lutou pelo Sul ao lado dos americanos. O relato dele no passeio foi sensacional! Apesar do cara guiar esse tour quase que diariamente era impressionante ver a empolgação e a dor dele ao comentar algumas coisas. Eu realmente gostaria de ouvir muito mais. E novamente o Vietnã surpreendeu, eu não tinha grandes expectativas com Hon Chi Minh e amei a cidade, a feirinha noturna próxima ao hotel onde ficamos era excelente *___* Que saudade T___T Se vc está em duvida em incluir o Vietnã eu digo sem medo de errar que vc vai gostar muito ^^
  3. Acho que postar as coisas menos glamurosas ajuda bastante os outros viajantes rs No geral é bem dificil encontrar algumas informações, no Laos o pessoal faz sempre Luang Prabang e Vientiane, qualquer coisa fora disso é raro... dai é quem tá com muito tempo disponivel e fazendo trip que é dificil adaptar pra uma outra realidade. Minhas pesquisas iniciais eram pra fazer os trajetos cruzando as fronteiras todas por terra por esses paises... mais vc só acha o cruzamento "bangkok-siem reap" e "chiang mai - luang prabang" e vice versa... eu não lembro de ter lido tipo ninguem fazendo "laos - camboja" por terra ou "bangkok - laos"... sempre vão por chiang mai Das planilhas foi foda mesmo... e tem um menino aqui do forum que escreve uns relatos e tira umas fotos muito boas e já vi blog chupinhando fotos dele hehehehe é de fuder
  4. Olá!! Seguinte, no tour do Salar de 3 dias tu passa os 3 dias curtindo o salar e no ultimo eles te levam até a cidade de San Pedro de Atacama e vão aguardando vc e a galera fazer todos os tramites de entrada e saida dos paises. Os passeios e tudo no Atacama nos fizemos por conta propria, sem relação com o tour do salar... a unica coisa que eles fazem é te levar pra cidade. Espero que agora tenha ficado mais claro kkkk Abraço
  5. LAOS O Laos é um dos últimos países de política socialista unipartidaria do mundo, 100 dólares aqui valem quase 1 milhão de kips (moeda local)!! As dicas do Laos vão ter bastante ênfase em: 1- Songrkan (Ano Novo da região, comemorado em Abril) 2- Ronda das Almas (monge jogando os trecos no lixo e aquilo que ninguém contou) 3- Cachoeira TAD SAE (Tad Sae não é aquela mega famosa, essa é a Kuang Si... a Tad Sae foi uma grande decepção) 4- Clima maluco Songkran Já comemoramos o Songkran em Chiang Mai na Tailandia ano passado e fiquei alucinado querendo ir dinovo pq é algo incrível, melhor ano novo do mundo!!!! Rs Luang Prabang foi a única cidade que visitamos no Laos. Ela é o destino turístico mais popular do pais. Enquanto bolava o roteiro tive muitas duvidas em relação a ela, pois dos 4 dias que ficaríamos lá em 3 deles seriam comemorados o Songkran (o ano novo de países como Tailandia, Laos e Camboja). Então decidimos passar o Songkran em Luang Prabang. Isso levantou muitas duvidas. As cachoeiras abrem? O comercio abre? Conseguimos fazer os deslocamentos de boa? O songkran vai de 13 a 15 de Abril. Chegamos na cidade na véspera das festividades. A festa é bem parecida com a da Tailandia. Resumidamente: vai todo mundo pras ruas com arminhas de água, baldes, mangueiras e qualquer outra coisa disponível que sirva pra molhar as pessoas. Dai fica todo mundo se molhando e vira uma guerra absurdamente divertida. É muito dahora mesmo... todo mundo sem exceção participa... se a ideia não parece atraente pra vc escolha outro destino, pois é impossível ficar sem ser molhado. Em um dos dias na rua principal teve um desfiles de carros alegóricos, um carros com monges que iam tocando tambores e benzendo o povo e outras coisas bem legais. Como as temperaturas são bem altas é agradável ser molhado rs Tanto na véspera (12) quanto no dia 13 não notamos nada de especial referente as festividades. Ninguém com armas de água na rua nem aquela bagunça característica do Songkran. Já no dia 14 e 15 a brincadeira rola solta, é agua pra todo lado Mais em todos esses dias tudo funcionou normalmente(restaurantes, lojas, feira noturna, cachoeiras, etc) Eu não sei pq a brincadeira não rolou dia 13. Só sei que esse dia choveu boa parte do dia, e lá pelas 16h a chuva veio forte e matou qualquer possibilidade de passeio ao ar livre. Mais eu acredito que o primeiro dia do Songkran lá tem uma conotação mais religiosa. Apesar de tudo funcionando o problema é que o transito fica caótico no centro e arredores. Então pra sair e voltar do centro vc vai levar mais que o dobro do tempo. Ronda das Almas No dia 13 acordamos de madrugada pra poder participar da ronda das almas. Mais eu fui muito burro, não sei onde diabos eu li que a ronda começava as 5 da manhã!!! A ronda começa as 6!!!! AS SEIS!!!! Então as 4 já estávamos de pé... e a pé resolvemos ir até o local. Do nosso hostel até lá foi uma caminhada de uns 30 minutos... Tudo em Luang Prabang se concentra em uma rua principal bem extensa, então caindo nela é só seguir e ir embora. Fomos os primeiros a chegar, e depois de um tempo apareceram umas tias que vendem o “kit ronda das almas” que contempla um tapetinho pra vc ficar sentando, um pano que todo mundo usa que passa pelo seu peito/ombros, uma tigela de arroz e uns industrializados ( salgadinhos, bolachas... mais bem vagabundos). E dai quando os monges chegaram fomos distribuindo as coisas entre eles que seguiam em fila. É bem legal participar do ritual, eu gostei muito. Mais rolou uma coisa que eu não havia lido em lugar nenhum e me deixou bem abalado: o fato de alguns monges jogarem no lixo as oferendas que vc dava.... em todo o trajeto que eles fazem são colocados uns cestos de lixo, e dai sem mais nem menos o monge para nesse lixo e joga fora oq vc deu... na maioria das vezes eles jogam no lixo as bolachas/salgadinhos, mais eles também chegaram a jogar o arroz... nem todos fazem isso, e não foi só com a gente... mais isso ficou martelando na minha cabeça... pq diabos eles jogam no lixo? Achei bem forte a cena deles jogando no lixo... vc se sente mal vendo eles descartando o trequinho que vc entrega na maior humildade, sente como se tivesse algo errado com vc. Nos comportamos de forma respeitosa durante todo ritual... não sei se tem conexão com o fato de sermos estrangeiros, pois a maioria do pessoal que faz a doação são locais... a maioria dos turistas fica do outro lado da rua fotografando... tem gente muito sem noção com essas fotos, e pra variar os mais malas são os turistas chineses. Como li em todos os lugares o ideal é vc preparar sua própria oferenda do que comprar das tias. Eu até acho valido vc comprar das tias, se tivesse uma nova oportunidade eu só ia pedir pra elas não incluirem os salgadinhos e bolachas no “kit”... pq era algo tão ruim que nesse ponto é compreensível eles jogarem fora rs Cachoeira Kuang SI e Tad Sae Sobre as cachoeiras... A kuang Si é a famosa que aparece em todas as fotos. E ela é realmente incrível. Vale muito a visita. Sem duvida nenhuma foi a coisa mais legal que vimos durante nossa estadia no Laos. Nós chegamos cedo pra pegar mais vazia... como o Songkran é feriado eu imaginei que fosse lotar... e lotou, mais as pessoas começaram a chegar por volta das 13h. No restante do tempo deu pra aproveitar de boas sem muvuca... isso pq esse é o feriado mega blaster... então num dia convencional no meio da semana deve ser ainda mais tranquilo. Tem uma área onde vc pode entrar na agua, pular de um tronco e etc... mais o interessante é que poucos locais entram na agua, a maioria é turista que entra.... e os locais quando entram vão de calça jeans camiseta e toda roupa, é bem engraçado rs Minha esposa ficou meio constrangida de ficar de biquíni pq quando decidimos entrar só tinha homem na água. Mais depois varias gringas entraram de biquíni e dai ela se sentiu mais confortável e entrou também. No meio da água tava com uns 2 metros de profundidade, a maior parte da pé. Então mesmo vc que não sabe nadar vai conseguir aproveitar de boa. Eu acho que isso pode mudar dependendo da época, pois achei que o nível de agua tava meio baixo. Agora vamos ao que interessa, a cachoeira Sad Tae. Eu amo cachoeiras, então esse dia peguei pra fazer as duas (Kuang Si e Sad Tae). Essa Sad Tae não tem tanta informação na net... mesmo assim nós fomos. Quando fechamos o tuk-tuk fechamos um valor pros cara nos levar nas duas. A Sad Tae foi uma grande decepção, ela estava seca... simplesmente ela tinha secado devido a escassez das chuvas, só ficaram alguns poços que mal dava pra mergulhar. Ela fica bem longe da Kuang Si e bem longe da cidade tbm... então nós perdemos um puta tempo pra chegar lá e não encontrar porra nenhuma... foi foda... ou vc levanta a informação de como ela está antes de ir ou simplesmente não vai, não vale a pena arriscar e ir de alegre, pq realmente perde-se muito tempo. Quando eu digo “como ela está” estou me referindo ao nível de água. Se tiver baixo como quando fomos aborte a missão, vc vai perder viagem. A única coisa legal dela é que depois que vc sai do tuk-tuk ainda tem que pegar um barquinho pra chegar lá, e é um barquinho muito safado, e dai tu segue pelo rio... sem colete nem nada num barquinho que é praticamente uma tabua com motor kkkkkkkk deu medo Na Sad Tae eles oferecem roles com elefantes, mais são aqueles em que colocam cadeirinhas no bicho e sobem até 3 pessoas, o que é super prejudicial ao bicho. Não façam passeio em elefantes nesse lugar, é o típico lugar onde exploram os bichos. Se vc quer ter uma interação bacana com elefantes procure um santuário ou um lugar que realmente eles cuidem e recuperem os bichos, como o Patara em Chiang Mai. Pra vc ter noção de como foi broxante nossa visita a Sad Tae nos acabamos nem tirando fotos de lá... e olha que nós amamos registrar tudo... imaginem uma cacheira sem NENHUMA água... foi isso oq vimos... alias se não nos falassem que lá já teve uma cachoeira nós nem saberiamos. Clima Apesar do sol a pino na Tailandia o clima em Luang Prabang tava meio nublado, e teve um dia que choveu muito... em abril vc não ve uma nuvem de chuva sequer na Tailandia, e apesar dos países estarem do lado um do outro o clima lá tava bem diferente. Eu cheguei a usar blusa, oq é algo impensável de se fazer na Tailandia. Segundo minhas pesquisas Abril é uma boa época pra visitar o Laos, parece que eu que não tive muita sorte. A ideia era fazer a Kuang Si no dia 13, mais como tava chovendo e com um clima de bosta resolvemos deixar pro dia seguinte... foi ótimo pois no dia seguinte saiu um sol lindo, mais em compensação tivemos que ir bem em meio as festividades do Songkran. Pegamos muito transito e fomos molhados o caminho inteiro no tuk-tuk kkkkkk... isso foi divertido, mais pode ser que vc não goste. E realmente é mais divertido se molhar e poder reagir. Ser molhado como uma vitima é um pouco frustrante rs Outro detalhe: pra ir embora pro aeroporto nenhum taxi conseguia chegar na região do hotel... só tuk-tuks... dai imagina como foi pegar transito com as mochilas e todo mundo molhando a gente a caminho do aeroporto... apesar de amar o Songkran essa parte não foi muito agradável, chegamos no aeroporto encharcados Tem bem poucos taxis em Luang Prabang, quase nenhum... e eles são muito disputados nessa época justamente pra quem precisa se deslocar sem se molhar Outras dicas validas: 1- A feira noturna funcionou todos os dias do feriado. A feira noturna é bem extensa e legalzinha. É um bom lugar pra comprar lembrancinhas. 2- Logo no inicio da feira noturna tem um beco a esquerda bem estreito e ele tem um monte de barraquinhas que os locais vendem um monte de comida. Lá tem o melhor peixe grelhado que eu comi na vida, servido na folha de bananeira com molho picante... tudo é bem rustico e simples, se vc ficar com frescura não vai encarar, mais é otimo, vale a pena. Voltei lá direto, pra mim foi o melhor lugar que comemos. Baratinho e delicioso. 3- Teve uma tarde que a chuva apertou. Uma boa atração com chuva é o museu que fica na avenida principal
  6. Eu é quem tenho que agradecer!! Seu relato ajudou muito, vc tirou várias duvidas com o topico e o principal: sua empolgação no relato fez com que eu me empolgasse muito com o Vietnã!! Eu lia as coisas sobre o Vietnã mais não ficava cativado, eu ficava pensando: "sera que vale incluir esse pais... não sei"... e foi seu relato que fez eu ter aquela vontade de ir... e depois de ter conhecido eu amei, Vietnã pra mim é um dos lugares mais queridos da vida rs Eu acabo enrolando pra escrever os relatos, então vou dar uma enxugada pra ver se termino mais rapido dessa vez!! E obrigado dinovo!! Continue com seus relatos e espero que um dia seja um relato meu que te inspire a conhecer algum lugar! Abraço
  7. 29 dias por Tailândia, Laos, Vietnã, Camboja e Indonésia (Bali) - Abril 2017 Vim deixar aqui mais um relato pra posteridade rs Dessa vez decidi fazer algo mais resumido, pq sinceramente acredito que já temos ótimos relatos dessa região. Meu tópico vai servir mais como um complemento: atualizar algumas infos já que fui esse ano (2017), adicionar detalhes que eu achei importantes e que não li nos outros relatos (coisas como Songkran no Laos e tatuagens com monges de domingo) e principalmente dar o meu ponto de vista dos lugares visitados. Sabe como é né? Uma mesma pessoa pode ter impressões muito diferentes sobre um mesmo lugar. Se vc procura algo mais completinho recomendo fortemente que leia o relato da Paula Yasuda e da Helen Pusch. [desabafo mode ON] Dessa vez não vou disponibilizar planilha de custos. Alguns arrombados simplesmente se apropriaram das planilhas que fiz em trips anteriores, atualizaram uma ou outra info e hospedam orgulhosos em seus blogs, sem citar fonte, dar credito nem porra nenhuma... tem página no face disponibilizando minhas planilhas mediante like... mano os caras são tão toscos que mantiveram nas planilhas até meus erros de português... o mais triste é que se não bastasse uma, aconteceu duas vezes... isso as que eu encontrei né... não tem problema usar, mais se tu vai de alguma forma capitalizar com o treco cita a fonte e etc, sei lá... Apesar de não ter planilha vou deixar aqui meu custo TOTAL - 7.120,00 por pessoa. Esse valor inclui TUDO que gastamos na viagem: Passagens aéreas, alimentação, hospedagem, compras, passeios, tatuagens, etc... mesmo alguns custos pré-viagem como vistos estão inclusos ai. OBVIO que vc pode fazer a mesma trip gastando menos ou o dobro, fica o valor apenas como uma referencia, pois é algo que muda muito de acordo com cada perfil de pessoa. Desculpem o desabafo... talvez seja a hora de montar um desses blogs de viagem... [desabafo /OFF] Agora vamos começar. Apesar de ser resumo é texto pá porra, vou dividir as postagens por pais. Então senta que lá vem historia Nosso roteiro é esse da imagem: Como vcs vão notar, sou incondicionalmente apaixonado por jogos de luta como Street e KOF. Então na viagem eu fiz questão de visitar todos os lugares que inspiraram cenários desses games ^^V Fiz a viagem com minha esposa. Foram ao todo 29 dias de trip passando por 5 países. Apesar de estar no mapinha nossa passagem por Kuala Lumpur dessa vez foi só uma escala mais demorada, não chegamos a sair do aeroporto. Não tivemos problema quanto a isso pois já havíamos visitado a cidade em 2016 assim como a Tailândia. Tu pode conferir nesse relato aqui: Tailândia Dessa vez passamos apenas por Bangkok. Usamos a cidade como porta de entrada e saída pro Sudeste Asiático pois conseguimos uma ótima promoção de passagens aéreas ida e volta pela Qatar por 2.373,00 (COM TAXAS) Foi um grande achado, fruto de pesquisas diárias e acompanhamento a sites como melhores destinos. É o tipo de promoção que não se pode pensar duas vezes quando aparece. Em 2016 também fomos em Abril que é considerado o mês mais quente, apesar disso não estava tão quente quanto o ano passado... tipo assim, estava bem quente, mais em 2016 foi algo absurdo, muito quente mesmo... então tenha em mente que de ano pra ano essas variações de temperatura/clima podem ocorrer. Vcs vão entender melhor esse meu comentário na parte do Laos. A principal diferença que notamos foi a quantidade gigante de homenagens ao falecido rei em outdoors, monumentos, oferendas, funcionários públicos trajando uniformes pretos, etc... Apesar de já fazer quase 6 meses da morte o luto ainda está bem evidente por lá, e é bem provável que quando vc for a coisa esteja na mesma pegada... mais nada que tenha alterado a rotina de quem vai ao pais em viagem agora. Li que esse luto vai durar 3 anos. Ficamos no mesmo hostel do ano anterior, um quarto de casal com banheiro privativo ficou 50 a diária (22,50 por pessoa). Eles não tem mais anuncio no booking nem no hostel world. O nome do lugar é Joe Guest House caso alguém se interesse é só jogar no Google e reservar por e-mail. Eu gostei e voltei. Joe Guest House Vamos ao que interessa: As tatuagens de bambu feitas por monges. Ano passado nós fizemos tatuagens de bambu, mais como estávamos com o tempo bem apertado fizemos em estúdio de tatuagem mesmo. Mais esse ano prometemos que íamos fazer com monges, com ritual e a porra toda. Durante a chegada não ia dar tempo, então deixamos isso pra volta, pro ultimo dia de viagem. Tatuagem em estúdio feita em 2016 O jeito mais simples de fazer sua Sak Yant é ir até o templo Wat Bang Phra. Fica a uns 50km de Bangkok. Esse dia não acordamos tão cedo como deveríamos, então descartamos a ideia de ir de transporte publico. De carro levou algo em torno de 1h. Chamamos o Uber pra ir pra lá, porem o motorista do Uber nos explicou que como esse templo fica fora do perímetro urbano é PROIBIDO pros motoristas de UBER fazerem esse trajeto. Então já sabem, não rola UBER pra lá. Negociamos um taxi ali mesmo na Khaosan Road pra nos levar, esperar e nos trazer de volta depois de terminada a tatuagem. Aqui deixo a dica de ouro de 1 milhão de reais... NÃO VÁ DE DOMINGO!!!! NÃAAAAAAAAO VÁ DE DOMINGO!!!!! O templo é frequentado unicamente por locais, não é como tudo na Tailândia que é lotado de turistas. Nesse dia mesmo lá acho que só vimos um gringo (o que pros padrões da Tailândia é MUITO pouco). O problema não é a presença ou não de locais, o problema é que a maioria do povo tailandês trabalha de segunda a sábado, então domingo acaba sendo o único dia livre. E domingão por natureza já é o dia clássico do povo ir pro templo.... então pensa... mano tinha muita gente pra ser tatuada, muita mesmo. Pra vc ter ideia chegamos as 10h da manha e só fomos embora ao final da tarde... isso pq o monge que fez a nossa nem parou pra comer. Tinha por volta de 6 monges tatuando, cada um em uma sala/espaço bem grande, o povo chega e vai sentando no chão ficando de próximo. A organização é bem tosca, então toda hora um acaba passando na frente do outro que chegou antes e tal... dai como é um ambiente religioso ninguém encrenca... muito menos eu, o “forasteiro”. E dai veio a triste surpresa... como vcs já devem ter lido as Sak Yant são sagradas pra eles, e os monges tatuam de graça, sendo que vc faz apenas uma pequena oferenda ao mesmo (logo na entrada já vendem os “kit oferendas”, com flores, incenso, etc)... e dai nessa oferenda vc faz uma contribuição espontânea em dinheiro do valor que quiser O problema é que não sabemos por que diabos nesse dia após a oferenda e escolhermos as Sak Yant que faríamos, simplesmente os monges queriam nos cobrar pelas mesmas. Como a Sak que escolhi era do Hanuman (consequentemente um pouco maior que as outras) o valor era ainda mais alto do que o da minha esposa... e quando eu digo cobrar não é pouca coisa não, convertendo o valor que eles estavam pedindo no Hanuman seria algo em torno de 300 reais. Eu fiquei bem puto com essa cobrança e decidi não fazer. Pra fuder tudo mais ainda, lá nesse templo ninguém fala inglês, só tailandês... então a comunicação é tensa Monge que eu carinhosamente apelidei de Buda Outra dica de ouro: Todos os caixas eletrônicos das redondezas não permitem realizar saques com cartão internacional. Como era o ultimo dia da viagem e achávamos que as tatuagens eram de graça nos estávamos com o dinheiro contado pro taxi... o monge cobrou, minha esposa resolveu fazer mesmo assim e eu fui atrás de ATMs... a sorte que o taxista foi me levando em vários e eu fui tentando sacar. O único que aceitou o cartão era beeem longe de lá... e olha que com esse cartão eu já saquei em tudo que é lugar. No final das contas minha esposa fez, teve ritualzinho, teve oração e a porra toda... foi legal, o valor cobrado na dela foi mais “justo”, mais foi uma surpresa bem desagradável essa cobrança em algo que lemos em todos os lugares que era de graça. Eu acredito que se não tivesse sido no domingo não ia rolar a cobrança, pq o próprio taxista disse que durante a semana é bem vazio. Eu acredito que essa “cobrança” tenha alguma relação com a quantidade de pessoas que estavam lá no dia e por sermos estrangeiros. Mais sinceramente até hoje não entendi. A cobrança não é feita diretamente pelo monge, eles tem uns auxiliares. O cara mostrou o desenho pro monge, apontou pra gente e o monge disparou o valor... eu não vi nenhuma das outras pessoas sendo cobradas dessa forma, só se foram em tailandês e passou despercebido por mim. Então sobre esse role tenham em mente: NADA de ir domingo e levem dinheiro caso algum arrombado desses invente de fazer cobranças “adicionais”. Pq assim como no caso da minha esposa, vc tá do outro lado do mundo, num templo com o caralho de um monge tatuador... vc acaba fazendo mesmo com a cobrança, não é todo dia que temos esse tipo de oportunidade. Eu me recuso por uma questão de princípios, vai cobrar na pqp. Pra mim as vezes parece meio obvio, mais vale lembrar que apesar do calor vcs devem ir vestidos de forma respeitosa pois é um lugar religioso e a sak yant pra eles é um ritual sagrado. Procurem ir com peças de roupas que vc posssa levantar e tenha outra por baixo pra que a parte exposta seja apenas onde sera tatuado. Tipo se for ser tatuado no braço vai com uma regata e por cima uma camiseta. Ai na hora da tatuagem vc só tira um lado da camiseta e ainda fica a regata sacaram? Principalmente as meninas, pois eles tem uma serie de regras em relação a tatuar mulheres. próximo capitulo ano novo (Songkran) em Luang Prabang no Laos
  8. Então mano, se outubro é bom ou não é só pensar: "que clima faz em outubro?" Independente do clima, lá por ser uma região com muita vegetação e umidade é sempre mais frio que o normal e mais umido Ou seja, se tá frio em SP, lá vai tar mais frio ainda... se tem previsão de chuva a probabilidade de chover lá é maior ainda Nós não pegamos um tempo bom quando fomos: bastante daquela garoa chata que fica o dia inteiro... e tava meio frio tbm... mais eu não achei que atrapalhou... obviamente seria melhor com sol e tal, mais não achei que prejudicou... agua de cachoeira e de caverna já é gelada de qualquer jeito, o sol não ia mudar muito isso rs eu aconselho tbm vc a ler algo mais recente... esse relato já tem uns 4 anos... por exemplo, quando fomos o PETAR não abria de segunda, eu não sei se ainda é assim, pode ser que algo tenha mudado Nós usamos a segunda como dia de deslocamento, pq como não ia dar pra visitar cavernas nós já fizemos de uma forma pra chegar lá no inicio da noite... vc deveria fazer o mesmo ou outra ideia, pq se vc for chegar lá pra aproveitar a segunda não vai ter porra nenhuma. No maximo umas cachoeiras, mais que vc consegue emendar com outros passeios nos outros dias... isso falando da epoca que fui, não sei se isso pode ter mudado
  9. Pela mensagem ACHO que vc tenha qu criar uma conta no 4shared pra baixar Acabei de pedir pra um brother testar e ele conseguiu tbm, se tá comendo bola em alguma coisa kkkkkk Abraço
  10. É nois!! Que bom que vai ser util!! Valeu e abraço!! ^^V
  11. Olá!! Obrigado pelo feedback, mais fiz um teste de download aqui e o link continua ativo, baixei de boas! Não sei se é o seu caso, mais meu bizu é sempre tentar fazer o download por desktop, a interface do 4shared pra celular é uma bosta. Valeu ^^V
  12. Inclui na página incial do relato! Consegui voltar a editar meus topicos! Essa nova versão do forum tá melhor, só não consigo atualizar minha assinatura rs Abraços
  13. Acho que perdi um pouquinho o timing pra essa resposta né? kkkkkkk sorry velho... meu acesso pro forum tá muito burgado, dá dá desanimo acessar Desculpa por não ter ajudado em tempo habil, e obrigado ae pelas palavras! Abraço
  14. Que bom que gostou!! Espero que ajude quando chegar a sua hora de ir pra esses lados ^^
  15. O proximo relato nem sei se sai, mais tu tem meu contato, é só chegar que eu te dou minhas dicas de Bali e dos outros lugares!! Na Indonesia só foi Bali mesmo, muito foda
×