Ir para conteúdo

Fabiano Gauss

Membros
  • Total de itens

    142
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que Fabiano Gauss postou

  1. Faala Aldair, blz? Amigão, essa viagem foi tão foda que deu um super prazer em escrever, compartilhar e ajudar, ainda vou voltar para aqueles lados e fazer todo o sudeste asiático. Vamos lá, vou te ajudar em todo o possível! Quanto ao Dubai Connect: Cara, teve uma moça que comentou no meu relato de Dubai que estaria com dificuldade para conseguir esse Connect, será que os caras estão de miguelação pq as tarifas de vcs foram promocionais? Que mancada se for isso. No meu caso, quando eu ia no site da Emirates, e entrava na área da minha reserva que aparecia os voos, assentos, o esquema do visto, sabe? Aí aparecia numa partezinha a opção de eu reservar o Dubai Connect. Mas faz assim, liga lá no escritório da Emirates em SP e chora, fala que eles deveriam dar por ser conexão longa, dá um choro federal cara, vai que cola. Pagar hotel e visto por conta só pra ficar 12hs em Dubai aí não compensa. O legal é que se vc conseguisse esse connect, dava ainda para fazer um tour rápido em Dubai se quisesse. Quando cheguei no Hotel em Dubai que a Emirates disponibilizou na minha conexão, Copthorne Hotel, tinham uns taxistas oferecendo por 40 doláres para dar um tour rápido nas principais atrações de Dubai, e era noite isso. Quanto ao seu tempo e roteiro, dá tempo de fazer tudo sim! Me permita esboçar seu roteiro aqui aí vou colocar uma sugestão aí vc pode pensar em cima dela, vendo o que vc quer fazer ou não. DIA 31 – Vc deve ficar na Khao San certo? Vc deve chegar umas 20hs no seu Hostel. Vá essa noite para a Khao San e veja que essa rua é uma balada a céu aberto, a curtição pra vcs já vai começar nessa noite, virada do ano então, nossa! Haha DIA 01 – Templos pela manhã, depois Chinatown, depois Shoppings e noite na Khao San . DIA 02 – Floating Market e a noite Sirocco bar e Nana Plaza ou Ping Pong Show. DIA 03 – Dia livre em Bangkok que vc pode ou eliminar e ganhar tempo em outros lugares ou vc pode fazer neste dia 03 o que fez no dia 01 e no dia 01 ir ao Chatuchak Market se tiver interesse, já que pelo que vi o dia 01 é um domingo. DIA 04 – Faça checkout no hostel, vá para Ayutthaya cedo de ônibus ou trem, passeo dia conhecendo os templos, volte para a estação de trem e pegue o trem noturno para Chiang Mai. Dia 05 – Vc deve chegar umas 11 da manhã em Chiang Mai. Night Bazaar à noite DIA 06 – Pegue os Red cars e vá no Tiger Kingdom, Templo Doi Suthep e Zoo (difícil saber exatamente se os tigres estão sedados, achei que não) DIA 07 – Fazenda de elefantes. DIA 08 – Vc pode ir ao White temple e fazenda das Long Neck Woman. DIA 09 – Ida para koh phangan/Samui/Tao (pode ir dia 08 a noite tb, dependendo do horário do voo né) DIA 10 - koh phangan/Samui/Tao DIA 11 - koh phangan/Samui/Tao DIA 12 - koh phangan/Samui/Tao DIA 13 – Dia quase inteiro perdido de translado de Phagan até Krabi ou Phuket. Krabi ou Phuket, sei lá, tem uma galera aí que fala que Phuket é zuado, muita prostituição e tal, mas como vcs querem zueira mesmo, derrepente é uma boa ir para Phuket ao invés de Krabi, os passeios a partir de Krabi e Phuket são os mesmos. Acho que não da para ir para Phi Phi no dia 13, se der blz, já vá. Se não, durma em Krabi ou Phuket. À PARTIR DAQUI VOU DAR DUAS OPÇÕES OPÇÃO 1 DIA 14 – Ida para Phi Phi as 10hs da manhã. Dia livre em Phi Phi. Caiaque, Long Beach, View Point, o que vc quiser. DIA 15 – Passeio a Maya Bay, Monkey Island, Mosquito e Bamboo Island. Caso vc queira fazer o Maya bay sleep aboard descarta esse passeio e faça na noite de 14 para 15 e aí no dia 15 vc contrataria um barco private, assim que voltar do sleep, para te levar em Monkey Beach, Wang Long, Nui Bay, Mosquito e Bamboo Island. (animais essas praias, tem que ir). DIA 16 – caso não tenha feito no dia 15, faça hj o passeios a Wang Long, Nui Bay, Mosquito e Bamboo Island. Agora tem que ver como vc voltaria para Bangkok. Se for de ônibus, pegue o ferry de Phi Phi para Krabi as 15hs, que é o ultimo do dia pelo que vi e pegue o ônibus noturno para Bangkok do dia 16 para 17, chegara dia 17 cedinho em Bangkok. Agora se veja se os voos de krabi para Bangkok no dia 17 estao baratos, pq ai vc ganharia o dia 16 inteiro em Phi Phi e só iria para krabi dia 17 para pegar o avião de volta para Bangkok. OPÇÃO 2 DIA 14 – Passeio as Hong Islands DIA 15 – Krabi ou Phuket para Phi Phi as 10hs da manhã. Assim que chegar contrate um barco private para Monkey Beach, Wang Long, Nui bay, Mosquito e Bamboo Island. Volte a tempo de fazer o Sleep Aboard caso queira. Se não for fazer sleep aboard faça Wang Long e Nui Bay no dia 15 e Maya Bay, Monkey Island, Mosquito e Bamboo no dia 16. DIA 16 – Voltando do sleep aboard caso tenha feito, curta um caiaque, Long Beach ou View point sei lá. Aí neste dia se for de ônibus para Bangkok, pegue o ferry das 15hs. Se conseguir voo para Bangkok no dia 17, vc tem o dia 16 inteiro ainda em Phi Phi. Resumindo, nessa parte em Phuket ou Krabi e Phi Phi, ao meu ver a opção 2 funciona melhor se vc pegar voo no dia 17, de preferencia mais pro fim da tarde, tipo 5 da tarde que nem foi o meu pq aí vc ainda teria Phi Phi no dia 17 até as 15hs, horário do ferry. Fica aí uma sugestão inicial de roteiro para vc montar o seu! Quanto a grana, 1000 dolares dá sim, não abuse de comer em lugares caros e veja os passeios prioritários. Quanto ao idioma acho que vc pode deixar de lado o basicão de Thai e ir focar só no inglês mesmo. Mas é de boa, saiba o nome dos lugares que vc quer ir para falar para os motoristas, saiba números e inglês, valores, Thousand, hundred para negociar, how much e já era kkk. De boa!!! Não se preocupe em perguntar, to aí pra ajudar. Grande abraço!
  2. Olá Erica Serejo, tudo bem? Eu também tive essa dúvida pois eu também tinha opções com escala menores mas optei pela de tempo com mais de 8 hs. Sem problemas, você vai usufluir do Connect mesmo assim, pelo menos foi assim comigo, sem problemas. Lá no site da Emirates, na área da reserva, que aparece seus assentos, itinerário...no meu em algum lugarzinho aparecia se eu iria querer o connect dubai, lembro que deixei reservado por ali. No meio tempo da minha viagem, o horario do meu voo mudou, coisa pouca, diferença de 1 hora, e depois dessa mudança esse "Connect Dubai reservado" que aparecia, deixou de aparecer. Sem entender liguei no escritorio da Emirates São Paulo, mas eles disseram que estava tudo certo para o meu connect. Então, se no seu não aparece, pode ser normal, mas dá uma ligadinha no escritório deles em SP e pergunta. Não lembro o tel mas joguei no google na época e achei. Adorei o serviço, excelente, prometo que logo posto o primeiro dia do relato e falo mais sobre. Abraço!
  3. Olá Bianca, estou em atraso com o relato, estou viajando, estou aqui em Jericoacoara nesse momento haha. É o seguinte, o serviço oferecido quanto ao Safari foi muito bom. A única ressalva é o horário que eles marcaram para eu estar no local de encontro, pediram para eu estar no local às 14 hs, bem cedo, o motorista chegou às 14h30, mas acabamos saindo para o passeio umas 15hs e pouco pq alguns integrantes atrasaram, resumindo, houve esse atraso, fora isso de resto tudo ok. Quanto ao Stopover, vai lá no site da Emirates, reservar um voo, depois em pesquisa avançada, e aí vc ajeita a viagem nas datas que quiser, com uns dias em Dubai. Pode ser que não mude o preço, mas as vezes muda. O horário do voo também pode alterar o preço. Por exemplo quando coloquei de Bangkok para Dubai saindo as 8 da manhã era um preço, quando coloquei saindo as 16hs estava saindo mais barato. Enfim, por mais que eu ainda não tenha terminado o relato antes da sua viagem, vai perguntando que vou te ajudando. Abs.
  4. Wesley Ciolline, valeu cara. Tô demorando um pouquinho mas vou terminar haha. E fecha essa viagem aí que vai ser top. Abs
  5. Poxa Guilhermo, obrigado e fico feliz que o relato te inspirou a ir para Tailândia! Aproveite cada momento, desde o planejamento até a viagem. Será uma viagem e tanto, depois você me conta! Abraço!
  6. Fala Rodrigo, beleza! Poxa, esse Ibis fica super bem localizado, show de bola! Com 8 dias você vai conseguir curtir tudo mesmo de Dubai e Abu Dhabi. Amanhã continuo o relato! Abraço!!
  7. Galera que comentou, que vai pra Tailândia, que já foi...agora sim concluo meu relato 100% com o vídeo abaixo que resume um pouquinho só dessa viagem. Estarei todo dia dando uma olhada por aqui para ajudar aos que tiverem dúvidas, terminar o relato de Dubai que estou fazendo e também para programar minhas próximas viagens. Portanto fiquem à vontade para perguntar. Grande abraço a todos!
  8. Pra quem desejar complementar a viagem a Tailândia com Dubai, segue o link do meu relato a Dubai: dubai-economico-6-dias-faca-uma-viagem-ostentacao-sem-gastar-muito-reveillon-2016-roteiro-fotos-custos-t130634.html
  9. Olá viajantes, bora pra Dubai?! Nunca sonhei em ir para Dubai, eu e a esposa estávamos indo para a Tailândia. Ao ver as passagens pela Emirates, vi que haveria uma parada em Dubai e que havia a possibilidade de ficar uns dias por lá, na ida ou volta da Tailândia, o chamado Stopover. Não pensei duas vezes, comprei os voos e seja o que Deus quiser. Depois pensei, meu Deus, ir pra Dubai = falir, será? Que nada, vou compartilhar com vocês meus dias econômicos em Dubai, mas conhecendo praticamente tudo o que tem de mais legal por lá. Quando eu digo econômico, veja bem, não chega a ser no estilo mochileiro. Mas onde deu para economizar, eu o fiz. NOSSO ROTEIRO DIA A DIA. 09/12/15 - SÃO PAULO À DUBAI(Embarque no Aeroporto de Guarulhos às 1h15/Emirates) Chegamos no mesmo dia 9 em Dubai. Optamos propositalmente fazer uma conexão longa de 13hs em Dubai. Ao optar por isso, ganhamos da Emirates direito ao chamado Dubai Connect, explico melhor abaixo. No dia 10, pela manhã, partimos para a Tailândia. 10/12/15 ATÉ 30/12/15 – TAILÂNDIA. Relato completo aqui: so-tailandia-21-dias-com-fotos-dez-2015-dia-a-dia-custos-relato-de-viagem-t125222.html 30/12/15 – IDA DA TAILÂNDIA PARA DUBAI. (Ida do aeroporto para nosso hotel. Nessa noite fizemos apenas um reconhecimento da região onde estávamos hospedados. 31/12/15 – IDA À PUBLIC BEACH AO LADO DO BURJ AL ARAB/ MADINAT JUMEIRAH/ DUBAI MARINA/ MALL OF THE EMIRATES/ RÉVEILLON 2016 NO BURJ KHALIFA. 01/01/16 – PARQUE AQUÁTICO WILD WADI. 02/01/16 – DUBAI MALL/ AT THE TOP BURJ KHALIFA 03/01/2016 – DUBAI MUSEU/ GOLD SOUQ/ SAFARI NO DESERTO 04/01/16 – ABU DHABI - MESQUITA SHEIKH ZAYED E FERRARI WORLD. CÂMBIO No comecinho de 2016 estava assim: 1 Real = 1 Dirham 1 dólar = +- 3,75 Dirham GASTOS DA VIAGEM PREÇO DAS PASSAGENS AÉREAS. Nós pagamos 3600 reais ida e volta por pessoa para a Tailândia, com a parada em Dubai. Possivelmente você pagará menos caso queira ir somente em Dubai. Mas fica aqui a dica: uma boa de visitar Dubai é em uma conexão ou stopover para uma viagem para a Ásia por exemplo, já que Dubai fica no meio do caminho. HOSPEDAGEM - Sun City international Hotel – 1100 Reais por 6 diárias (fomos na virada do ano, em outras épocas você encontra melhores preços). Link no Booking - http://migre.me/tWYRF Link no Hotel Travel - http://migre.me/tWYTz Nunca tinha ouvido falar deste HotelTravel, mas reservei o Sun City por ele, paguei antecipadamente pelo cartão de crédito e correu tudo bem. O valor foi descontado integralmente no momento da reserva. METRÔ DE DUBAI E VALORES. Se você quiser fazer uma viagem econômica em Dubai, prepare-se para usar bastante o metrô. Mas é cheio viu, ainda falam de São Paulo haha. Para comprar seu acesso ao metrô você pode se dirigir ás máquinas ou guichê. Use a máquina, é fácil. Você pode inserir notas ou moedas nela. Os valores do metrô são por zona, mas todos os trechos que andei paguei o mesmo, 6 EAD por viagem. Na primeira vez que comprar uma passagem de metrô, lhe será cobrado 2 EAD a mais pelo Nol Card, esse é o cartão que você usará para passar as catracas do metrô. Você pode ir enchendo esse cartão de créditos para ficar usando na sua viagem. Existem vagões no metrô de Dubai vips, custam o dobro do normal mas não vão tão cheios e tem cadeiras mais confortáveis. Não usei esse serviço. No metrô de Dubai os homens ficam separados das mulheres. A uma linha no chão que separa a parte de cada um. É normal ver os turistas em casal na parte dos homens. Eu com minha esposa algumas vezes ficamos juntos na parte dos homens e as vezes ficamos na linha limite que separa homens e mulheres. Você pode ir para várias das principais atrações de Dubai de metrô, mas nem todas. Abaixo falo quais estações de metrô são as mais próximas de cada uma das principais atrações de Dubai. AS ATRAÇÕES DE DUBAI, COM PREÇOS E COMO CHEGAR DA FORMA MAIS BARATA. ATRAÇÕES QUE VISITAMOS -SKI DUBAI PREÇO: Tem vários pacotes, nós fizemos apenas o “Encontro com Pinguins” por 170 EAD por pessoa (Preço de outros pacotes http://www.theplaymania.com/skidubai/pricing). O preço no site era o mesmo preço da bilheteria. COMO CHEGAR: O SkiDubai fica dentro do Shopping Mal of the Emirates. Para chegar no Shopping basta ir de metrô até a estação Mall of the Emirates. Essa estação tem saída dentro do Shopping. -WILD WADI PARQUE AQUÁTICO PREÇO: 255 EAD entrada por pessoa + 20 EAD do guarda volume para dois + 50 EAD lanche com hambúrguer, batatas e refri 700ml, comemos os dois, é grande. (Foi mais barato comprando na hora. Pelo site sairia 275 EAD a entrada). Veja preço atualizado da entrada aqui http://www.jumeirah.com/en/hotels-resorts/dubai/wild-wadi/rates/general-admission--rates/ COMO CHEGAR: Não tem metrô direto para este parque aquático. Vá de metrô até a estação FGB Metro Station, e pegue um táxi por cerca de 12 Dirham até o Wild Wadi. -AT THE TOP, BURJ KHALIFA (o prédio mais alto do mundo) PREÇO: Pagamos 125 EAD por pessoa para subir no Burj Khalifa. Para fazer a visita em horário de pôr do sol, custa mais caro, 200 EAD. Esses preços são comprando antecipadamente pelo site, comprando na hora fica mais caro. Site: https://tickets.atthetop.ae/atthetop/Step0_BookingInfo.aspx COMO CHEGAR: O Burj Khalifa fica ao lado do Dubai Mall, mas para fazer a visita, o passeio chamado At the Top, você acessa o prédio pelo próprio Dubai Mall, siga as placas de indicação no Shopping. Para chegar ao Dubai Mall, pegue o metrô para a estação Burj Khalifa/Dubai Mall. Essa estação tem saída dentro do Shopping. -DUBAI AQUARIUM AND UNDERWATER ZOO PREÇO: 100 AED por pessoa. Na verdade há outros pacotes mais caros, fomos no mais básico que nos deu direito a passar pelo túnel submerso entre outras coisas que falo a seguir no relato. COMO CHEGAR: Ele fica dentro do Dubai Mall. Para chegar ao Dubai Mall, pegue o metrô para a estação Burj Khalifa/Dubai Mall. Essa estação tem saída dentro do Shopping. -SAFARI NO DESERTO PREÇO: Pagamos 79 EAD por pessoa comprando pelo Groupon dos Emirados Árabes https://www.groupon.ae/deals/al-rehlat-al-saeedah-tours. COMO CHEGAR: Neste passeio o transfer está incluso. Uma van te buscará no seu hotel, ou em algum ponto de encontro. No meu caso eles enviaram três opções de pontos de encontro, eu deveria escolher um desses, o que ficasse mais acessível para mim. -FERRARI WORLD EM ABU DHABI PREÇO: 250 EAD por pessoa, mesmo preço do site estava na bilheteria https://tickets.ferrariworldabudhabi.com/ferrariworld/b2c/index.cfm/calendar COMO CHEGAR: Vá de metrô até a estação Al Ghubaiba em Dubai. Depois faça uma caminhada de 3 minutos até a rodoviária de mesmo nome, Al Ghubaiba. Nesta Rodoviária pegue o ônibus E100 por 65 dirhams ida e volta para Abu Dhabi, tem com bastante frequência, falam que de 20 em 20 minutos. Em cerca de 2hs você chegará à Rodoviária de Abu Dhabi chamada Al Whada. Dessa rodoviária, você pode ir de táxi até o Ferrari World, custará cerca de 35 Dirhams. Não sei se tem ônibus da rodoviária de Abu Dhabi até o Ferrari World, eu fui de ônibus até a Mesquita, e de lá peguei um táxi até o Ferrari World. Para voltar, faça o esquema inverso. - DUBAI MALL (o maior Shopping do mundo) PREÇO: Entrada gratuita. COMO CHEGAR: Para chegar ao Dubai Mall, pegue o metrô para a estação Burj Khalifa/Dubai Mall. Essa estação tem saída dentro do Shopping. -MALL OF THE EMIRATES PREÇO: Entrada gratuita. COMO CHEGAR: Para chegar ao Shopping basta ir de metrô até a estação Mall of the Emirates. Essa estação tem saída dentro do Shopping. -PRAIA PÚBLICA AO LADO DO BURJ AL ARAB, O ÚNICO HOTEL 7 ESTRELAS DO MUNDO. PREÇO: Entrada gratuita. COMO CHEGAR: Não tem metrô direto para esta praia. Vá de metrô até a estação FGB Metro Station, saindo, pegue um táxi por cerca de 10 Dirhams que te levará a praia em 10 minutos. Essa praia é bem legal porque suas fotos sairão com o lindo Burj Al Arab de fundo. Quando entrar no táxi, peça para o taxista te levar na praia pública ao lado do Burj al Arab. -MADINAT JUMEIRAH. PREÇO: Entrada gratuita COMO CHEGAR: Não tem metrô direto para o Madinat. Vá de metrô até a estação Mall of the Emirates, saindo, pegue um táxi por cerca de 10 Dirhams que te levará ao Madinat Jumeirah em 10 minutos. Shopping bem legal, típico Oriente Médio, com um rio artificial por onde andam barcos charmosos. Vale a pena a visita. -DUBAI MARINA PREÇO: Gratuito. COMO CHEGAR: Vá de metrô até a estação Dubai Marina/Damac Properties (você pode encontrar com esses dois nomes, em alguns lugares vi como Dubai Marina, outros como Damac Properties, mas é a mesma estação) ou Jumeirah Lake Towers metrô Station. Essas duas estações de metrô fazem conexão com o Dubai Tram, que é como uma linha de metrô, diferenciada, que circula em certa área na região de Dubai Marina. Pegue o Dubai Tram, por 8 dirhams por pessoa, até a estação Marina Towers. Essa estação é onde ficam muitos Iates parados, tem alguns prédios gigantes e o Marina Walk, mas há outras regiões em Dubai Marina que você pode explorar com o Dubai Tram, como por exemplo descer nas estações Jumeirah Lakes Tower Tram Station e Dubai Marina Mall Tram Station. -THE DUBAI FOUNTAIN PREÇO: Gratuito. COMO CHEGAR: Esse show das águas e luzes dançantes acontece todos os dias das 18h às 22hs, de meia em meia hora e dura cerca de 8 minutos. Essas fontes ficam em frente ao Dubai Mall e Burj Khalifa. Vá de metrô para a estação Burj Khalifa/Dubai Mall. Essa estação tem saída dentro do Shopping. No Shopping, informe-se ou siga as placas. -MESQUITA SHEIKH ZAYED PREÇO: Entrada gratuita. COMO CHEGAR: Vá de metrô até a estação Al Ghubaiba em Dubai. Depois faça uma caminhada de 3 minutos até a rodoviária de mesmo nome, Al Ghubaiba. Nesta Rodoviária pegue o ônibus E100 por 65 dirhams ida e volta para Abu Dhabi, tem com bastante frequência, falam que de 20 em 20 minutos. Em cerca de 2hs você chegará à Rodoviária de Abu Dhabi chamada Al Whada. Dessa rodoviária, você pode ir de táxi até a Mesquita por aproximadamente 25 Dirhams, dá uns 20 minutos. Ou pode ir com o ônibus 54, direção Instituto de Petróleo Naar, se pega fora da rodoviária e custa 3 Dirhams por pessoa, a viagem dura uns 30 minutos. Esse ônibus te deixa em frente a Mesquita. Para voltar, faça o esquema inverso. Essa atração imperdível em Abu Dhabi. -DUBAI MUSEUM PREÇO: 3 EAD por pessoa. COMO CHEGAR: Vá de metrô até a estação Al Fahidi. Faça uma caminhada de cerca de 9 minutos, informe-se com algum local para saber o caminho correto, é fácil. No caminho vá curtindo a região de Bur Dubai, caso já não esteja hospedado por aqui. - GOLD SOUQ (Mercado de ouro) PREÇO: Entrada gratuita. COMO CHEGAR: Vá de metrô até a estação Baniyas Square, já vai estar pertinho do Gold Souq, cinco minutos andando. ATRAÇÕES QUE NÓS NÃO FOMOS, MAS QUE PARECEM VALER A PENA. -GLOBAL VILLAGE PREÇO: 15 EAD a entrada por pessoa. COMO CHEGAR: Essa feira das nações funciona somente de Novembro à Abril. Para chegar lá você pode ir de táxi, 40 minutos (é longe, custará uns 60 EAD), ou ônibus, 1h30, que você pode pegar nas rodoviárias de Dubai, Al Ghubaiba ou Union Bus Station, não sei o preço do ônibus, chutaria uns 20 EAD . -YAS WATERWORLD, PARQUE AQUÁTICO EM ABU DHABI PREÇO: 240 EAD a entrada por pessoa. COMO CHEGAR: Vá de metrô até a estação Al Ghubaiba em Dubai. Depois faça uma caminhada de 3 minutos até a rodoviária de mesmo nome, Al Ghubaiba. Nesta Rodoviária pegue o ônibus E100 por 65 dirhams ida e volta para Abu Dhabi, tem com bastante frequência, falam que de 20 em 20 minutos. Em cerca de 2hs você chegará à Rodoviária de Abu Dhabi chamada Al Whada. Dessa rodoviária, você pode ir de táxi até o Yas WaterWorld, custará cerca de 35 EAD. Não sei se tem ônibus da rodoviária de Abu Dhabi até o Yas WaterWorld, eu fui de ônibus até a Mesquita, e de lá peguei um táxi até o Ferrari World, que fica próximo ao Yas WaterWorld. Para voltar, faça o esquema inverso. Nesse parque tem uma atração chamada Dawwama, que foi eleito o melhor brinquedo de todos os parques aquáticos do mundo. -AQUAVENTURE WATERPARK PREÇO: 260 EAD a entrada por pessoa. Veja preço atualizado aqui https://www.atlantisthepalm.com/pt/marine-water-park/aquaventure-waterpark COMO CHEGAR: Não tem metrô direto para o Aquaventure Waterpark. Vá de metrô até a estação Dubai Internet City e na saída da estação pegue um táxi até o Aquaventure. Levará uns 12 minutos e custará uns 12 EAD. -COMER EM ALGUM RESTAURANTE NO BURJ AL ARAB. PREÇO: cerca de 300 AED por pessoa. COMO CHEGAR: Não tem metrô direto para O Burj Al Arab. Vá de metrô até a estação FGB Metro Station, e pegue um táxi por cerca de 10 Dirham que te levará até o Burj Al Arab em 10 minutos. Reservar um dos restaurantes do Burj Al Arab é uma das formas de você entrar neste hotel, o único 7 estrelas do mundo. A outra forma, é ficando hospedado nele. Custa cerca de 5 mil reais a diária. Com certeza existem muitas outras atrações em Dubai, citamos acima algumas delas, quem sabe as principais. DICAS DE COMO OTIMIZAR SEU TEMPO CASO TENHA POUCO TEMPO EM DUBAI. DICA 1 – Saindo cedo, vá de metrô até Dubai Marina, depois pegue um táxi até o Madinat Jumeirah e depois outro táxi até a praia ao lado do Burj Al Arab. Depois caminhe cerca de 15 minutos até o Wild Wadi, ou tome outro táxi. São trechos curtos, você gastará uns 12 EAD em cada trecho de táxi. Encerre a visita ao Dubai Marina, Madinat Jumeirah e praia até 12h30. Fique no parque das 13hs até seu horário de fechamento, 18h ou 19hs, dependendo da época do ano o horário de fechamento muda. O Wild Wadi não é muito grande, então, meio período é tempo suficiente para você ir em todos os brinquedos e ainda ficar relaxando. Claro que o melhor é ficar um dia todo no parque, mas se o tempo em Dubai estiver apertado, creio que meio período te satisfaça. Caso opte ir para o Aquaventure ao invés do Wild Wadi, mantenha a mesma idéia, mas ao contrário. Praia, Madinat, Dubai Marina e depois vá para o Aquaventure que fica mais próximo de Dubai Marina. Só atente para o Madinat Jumeirah que abre diariamente às 10hs da manhã. Tenho a informação de que abre inclusive às sextas, mas acredito que as lojas estejam fechadas. DICA 2 – Combine a visita ao Dubai Mall, Dubai Aquarium, Burj Khaliffa e Dubai Fountain no mesmo dia. Esse é bem óbvio, aliás, ficam todos juntos. A fonte fica em frente ao Burj Khalifa e Dubai Mall. O aquário dentro do Dubai Mall. E o Burj Khalifa e Dubai Mall interligados. O Dubai Mall é gigante, dizem que você leva cerca de dois dias para conhece-lo inteiramente.O tempo para ficar em um shopping é muito pessoal. Eu diria que para esta região, um pedaço da tarde e a noite seriam suficientes. Só lembrando que o Dubai Fountain começa à partir das 18hs. DICA 3 - Combine a visita ao Dubai Museu com o Gold Souq. Vá de metrô até o Dubai Museum, depois vá para o píer passando por Bastakiya e conhecendo Bur Dubai. Pegue uma Abra e atravesse o Creek. Passe pelos vários Souqs chegando até o Mercado de Ouro. Uma manhã é o suficiente para isso tudo. VISTO Brasileiros precisam de visto para entrar nos Emirados Árabes. Independente da maneira, a entrada no processo de visto só pode ser feito de 60 a 15 dias antes do embarque. Tipos de visto: Visto de turista – Você pode ficar em Dubai por 30 dias. Única entrada. Visto de trânsito – Você pode ficar em Dubai por 96hs. Única entrada. Existem outros tipos de visto que não vou comentar aqui porque desconheço como funciona, mas são eles: visto de trabalho, longa permanência e múltiplas entradas. Algumas formas de conseguir o visto: -Comprando com alguma empresa especializada em vistos – em 2015 cheguei a ver o preço do visto com duas dessas empresas. Os valores que me informaram eram os mesmos, 150 dólares por visto, mais a obrigatoriedade de comprar um passeio com eles, sendo que o mais barato era o Safari no Deserto por 75 dólares. O procedimento seria todo online, você enviaria alguns documentos pessoais e cerca de 4 dias úteis o visto lhe era enviado por email. Não é a opção mais barata mas é prática. Caso opte por fazer com essas agências, pesquise bem a procedência da empresa. Esse valor é para visto de turista, visto de trânsito não sei quanto custa pela agência, mas de certo um pouco mais barato. - Reservando algum hotel que ofereça esse serviço – Não sei quais, mas existem hotéis em Dubai que oferecem o serviço de visto caso você hospede-se nele. O que é certo, é que com certeza são os hotéis mais caros. - Voando com a Emirates ou Etihad – essa foi a maneira que eu obtive meu visto. Super simples, se você voar com uma dessas empresas para os Emirados Árabes, eles vá te providenciar o visto por uma taxa. Visto de turismo 96 dólares e visto de trânsito por 58 dólares. Quando você compra uma passagem aérea com uma dessas empresas, você faz um cadastro que te dá acesso a uma área com as informações do seu voo. Nessa área existe um espaço só para pedido, envio online de documentos e acompanhamento do seu visto. Tudo super simples. Você paga a taxa e depois envia o comprovante com os documentos exigidos, que são: cópia do passaporte, foto, bilhete de voo, comprovante da taxa de visto paga, um formulário preenchido e documentos adicionais. O que seriam esses documentos adicionais? São aqueles documentos que de alguma forma mostre que você não tá afim de ficar no país deles ilegalmente. Eu enviei documento do meu carro no meu nome, cartão de crédito, holerith, comprovante do irpf e extrato bancário. Você não precisa enviar e nem ter tudo isso, envie o que tiver. Acredito que voando pela Emirates ou Etihad você dificilmente terá seu visto negado. Em 4 dias nosso visto de turismo estava no nosso email, imprimimos e levamos conosco. No caso da Emirates que foi por onde voamos, ainda tínhamos um telefone do escritório da Emirates em São Paulo para tirar dúvidas. Não esqueça que esse visto é para entrada única no país. Eu usei esse visto na volta da Tailândia quando fiquei 6 dias no país. Na ida usei do Dubai Connect para dormir uma noite em Dubai antes de ir na Tailândia. DUBAI CONNECT. Esse é um serviço de cortesia que é oferecido pela Emirates em determinadas ocasiões. Uma dessas ocasiões é a “conexão longa”, acima de 8 horas e menos de 24hs. O Dubai Connect dá direito a visto de trânsito, hotel e alimentação, tudo por conta da Emirates, que maravilha! Nós propositalmente compramos nossas passagens com uma conexão de 13 horas em Dubai na ida para a Tailândia. Nós achamos ótimo, pois não ficou tão cansativa a ida para a Tailândia com uma noite de sono em Dubai. Falo mais sobre esse serviço e como foi nossa experiência mais pra frente no relato. QUAL REGIÃO ME HOSPEDAR EM DUBAI DE FORMA ECONÔMICA? A grande dica é você se hospedar em Bur Dubai e próximo a uma estação de metrô. A região fica a 10 minutos de metrô das atrações mais tops de Dubai, e a região com hotéis mais econômicos. E o legal de se hospedar por aqui, além do preço é que você acaba sentindo um pouco mais da Dubai com cara realmente de Oriente Médio, sabe?! Claro, óbvio que se puder fique em um vários hotéis tops de Dubai, na verdade se puder investir em hotel, Dubai é um ótimo lugar para isso, mas, deixo a dica de Bur Dubai para os viajantes econômicos como eu. Você pode considerar também a região chamada Deira, um pouco mais afastada que Bur Dubai, mas com estações de metrô que vão te levar por todo Emirado também. Vou indicar alguns hotéis em Bur Dubai que vi nas minhas pesquisas que ficam próximos a estações de metrô, com no máximo 8 minutos de caminhada, e tem preços econômicos(de 100 à 200 reais, dependendo da época): -Sun City International Hotel, President Hotel, Regal Plaza, London Crown Hotel, London Crown Hotel 2, Regent Palace Hotel, Moon Valley Hotel, Rainbow Hotel, New Penninsula Hotel, York International Hotel, Dubai Nova Hotel, Raviz Center Point Hotel, entre outros. COMO SÃO AS PESSOAS EM DUBAI. Não achei dos mais educados a maioria dos nativos de Dubai. Na sua grande maioria falam inglês, mas são daqueles que dão a informação com cara fechada. Não todos ok, mas a maioria que nos relacionamos. Os homens olham mais que o normal para as mulheres. Minha esposa em nenhum momento usou roupas muito curtas que chamassem a atenção, mas mesmo assim os homens olhavam mais que o normal do que estamos acostumados por aí. Não que seja arriscado, por exemplo, uma mulher ir sozinha para lá, inclusive acho que é de boa. Mas esteja preparada para alguns caras que vão te secar. POSSO ANDAR DE MÃOS DADAS COM MINHA MULHER? E AS ROUPAS? Andei de mãos dadas com minha esposa o tempo todo, os turistas agem dessa forma normalmente por lá, não me pareceu ser problema. Só não abuse nos beijos e qualquer outro tipo de afeto em público kk. Na praia e parques aquáticos, vocês verão nas fotos, como tem muitos turistas, as pessoas usam biquínis, sungas, normalmente como em qualquer outra praia no mundo. Em Shoppings também, nada de anormal, bermudas para homens e mulheres, nada de mais gente. A SEXTA – FEIRA. Atente-se ao seu roteiro para a sexta-feira, pois lá esse dia é como o domingo para nós, muitos estabelecimentos fecham. As lojas nos Shoppings fecham, abrem mais tarde. Metrôs e táxis funcionam normalmente, pelo menos vi vários taxistas trabalhando. Fui com a informação de que o metrô só funcionaria a partir das 12hs, mas não, funcionou normalmente desde cedo. A dica que eu dou, é que caso você tenha uma sexta – feira no seu roteiro, use-a para ir ao Parque Aquático, esse funciona normalmente na sexta. À partir do próximo post vou estar começando o relato dia a dia com fotos. Qualquer dúvida perguntem à vontade, mesmo que eu não tenha escrito ainda. Usem à vontade meu instagram e facebook se preferirem.
  10. Oi Sol, que bom que gostou do relato! E que legal que está motivada. Olha, se possível aproveita que este ano está tendo tantas promoções de passagens para a Tailândia. Da até raiva porque ano passado eu paguei 3600 reais a passagem, este ano está por menos de 2500 reais. Eu e a esposa teríamos economizado uns 2000 reais esse ano, e com 2000 reais na Tailândia vc se sente rico haha. Grande abraço!!
  11. Ney Estrabelli. obrigado pelo comentário! A Tailândia me cativou a fazer um relato bem completinho. Prepare-se para "a viagem" ! Qualquer dúvida, estou à disposição! Abraço!!
  12. Obrigado Debora!!! Para as crianças acho que seria muuuito interessante sim. Todo tipo de interação com animais, praias lindas, tudo colorido e diferente, não é uma Disney, mas acho que elas vão adorar sim! Quanto a estrutura, lá tem todos os tipos de hotéis, dos mais simples aos mais sofisticados, então quanto a hospedagem tranquilo. Tem hospitais, inclusive nas ilhas. Tem várias farmácias. Talvez você possa ter alguma dificuldade com a alimentação, mas depende de cada um também. Por lá carne vermelha é difícil, mas tem frango, arroz, macarrão, tem pães, leite, enfim, é bem tranquilo. Lá é quente, mas os hotéis tem ar condicionado, os táxis também. Não vejo problema nenhum para você fazer essa viagem com as crianças. Vi vários casais europeus, principalmente, com crianças até mais jovens que seus filhos. Vá tranquilo, a Tailândia é bem preparada para receber turistas. Qualquer dúvida mais específica, fique à vontade para perguntar.
  13. Olá Rafafa, que problemão você tem heim?! Paraíso ou paraíso hahaha. Entre Railay e Phi Phi com certeza fique com Phi Phi, o mar de Phi Phi é bem mais sensacional que o de Railay, mas que também é lindo. Na verdade para 4 noites, se der para ficar 2 em Phi Phi e 2 em Railay, ou 1 dia em Railay e 3 dias em Phi Phi, melhor! Qualquer coisa cola seu roteiro todo aqui que a gente opina.
  14. Amigos, atualizei o relato com todos os preços dos passeios, estimativa de gastos com alimentação e finalmente o gasto total aproximado com a viagem. As atualizações estão na página 1 em VERDE. Abraços!!!
  15. DIA 21 – TCHAU TAILÂNDIA Nosso voo para Dubai era às 16hs neste dia. Ficaríamos 6 dias ainda em Dubai antes de voltarmos para o Brasil. Acordamos, pesamos a mala, tomamos um bom café e ao meio dia fizemos o check-out. Pegamos um táxi até a estação Phaya Thai para de lá pegarmos um skytrain até o aeroporto suvarnabhumi. O táxi até Phaya Thai custou 150 Baht, ele ofereceu nos levar até o aeroporto por 400 Baht, recusamos, somos mãos de vaca, de skytrain é mais barato. Na estação Phaya Thai informe-se como ir para o aeroporto, eles vão te indicar o local onde pegar o Skytrain, fica em um local diferente das linhas convencionais que rodam na cidade. Depois de 20 minutinhos estávamos no aeroporto. A tristeza era grande, só não era tão grande porque iriamos para Dubai. Gostaria muito de agradecer a todos que acompanharam este relato e que ainda vão acompanhar. Espero de coração ter motivado muitos a conhecer a Tailândia e ajudado aqueles que já planejam sua viagem, que inveja de vocês haha. Fiquem a vontade para tirar suas dúvidas, por aqui, no facebook, do jeito que acharem melhor. Encerrado este relato, estarei em breve iniciando meu relato de viagem a Dubai, cidade que fomos depois da Tailândia. Também vou editar os vários vídeos que fiz de Tailândia e Dubai e depois posto aqui. Grande abraço a todos!!!
  16. DIA 20 – CHINATOWN E SHOPPINGS. Neste penúltimo dia da nossa viagem acordamos era cerca de 9hs, tomamos mais uma vez um bom café da manhã no Seven Eleven e saímos em busca de um táxi ou tuk tuk que nos levasse para Chinatown. A melhor forma de ir para Chinatown a partir da Khao San Road é de táxi ou tuk tuk. Chinatown é até que perto da Khao San Road, mas longe para ir a pé. Pagamos 150 Baht e fomos de táxi. Em cerca de oito minutinhos estávamos na avenida principal. Em Chinatown parece que a muvuca é ainda maior que no resto da cidade. Mais barracas, mais lojas... as comidas por aqui são bizarras, você provavelmente conhecerá apenas 10% dos alimentos que vendem por lá, mas vale a experiência da visita a esta região. Estando em Bangkok arranje um tempinho, umas 2hs que seja, para dar uma volta por lá. Depois de cansarmos de andar pelas ruas de Chinatown, resolvemos passar nosso último dia em Bangkok rodando os Shoppings da cidade. De Chinatown conseguimos um tuk tuk por 150 Baht que nos levou de volta ao MBK Mall, de volta porque na primeira passagem por Bangkok já havíamos estado lá. Já comentei sobre o MBK Mall no início do relato. Passamos a tarde no MBK Mall, Siam Center e Siam Paragon que são três shoppings praticamente um do lado do outro. O MBK é uma feira dentro do Shopping, o Siam Center é suuuper fashion, nunca vi Shopping mais bonito e o Siam Paragon tem um pouco de tudo e é super modernoso. No Siam Center e Siam Paragon você encontra as maiores e principais marcas do planeta. Almoçamos em um restaurante Vietnamita no MBK, comida muito boa, diga-se de passagem. No fim da tarde pegamos um tuk tuk até a Khao San por 200 Baht, o trânsito estava infernal para chegar no hotel. Nessa noite apenas arrumamos as malas e compramos umas besteirinhas no Seven Eleven para levar.
  17. DIA 19 – SIROCCO BAR E NANA PLAZA. Já adianto que fui ao Sirocco, só que não! Conto a seguir. Neste dia dormimos até mais tarde e passamos o resto da manhã e à tarde na piscina do Hotel. Por volta das 19hs saímos rumo ao Sirocco bar e em seguida ao Nana Plaza. Pra quem não sabe, o Sirocco é aquele bar, que fica no topo de um prédio gigante, onde foram filmadas cenas do filme “Se beber não case 2”. Nana Plaza é um dos “Red Light Districts” de Bangkok, uma região da cidade voltada à prostituição. Além da Nana Plaza, existem outras duas principais regiões neste segmento em Bangkok: Patpong e Soi Cowboy. Nana Plaza e Soi Cowboy são até que próximos: de carro leva cerca de 5 minutos e de Skytrain é apenas uma estação de distância: Nana Plaza(Nana Station) e Soi Cowboy(Asok Station). Na Khao San Road você encontrará vários vendedores oferecendo passeios até boates em Patpong para você assistir ao Ping Pong Show. O que é o Ping Pong show? Uma arte amigo, joga no google e descubra haha. Como ir da Khao San Road ao Sirocco Bar. Jeito econômico: -Caminhe da Khao San Road até o píer Phra Arthit , que é o mais próximo(dez minutos caminhando). -Neste píer, pegue uma barca e vá para o “Central Píer” chamado Sathorn. -Deste píer caminhe 10 minutos até o Sirocco Bar. Jeito mais rápido: -De táxi ou Tuk Tuk. Levará uns 15 minutos o trajeto. Pagamos 300 Baht pela corrida, o pedido inicial foi de 600 Baht. Esse preço mais carinho deve-se ao fato de que fomos de noite para lá, e à noite os taxistas cobram mais caro em qualquer trajeto. Como ir da Khao San Road para Nana Plaza. 1º opção - Pode ir de táxi ou tuk tuk, levará uns 25 minutos (cerca de 350 Bath com choro). 2º opção - Pegar um táxi ou tuk tuk até a estação Phaya Thai (estação de Skytrain mais próxima da Khao San). Depois ir até a estação Nana. (150 Baht do táxi até Phaya Thai + 45 Baht por pessoa no Skytrain ). Para voltar faça o processo contrário. 3º opção - Caminhe da Khao San Road até o píer Phra Arthit , que é o mais próximo(dez minutos caminhando). Neste píer pegue uma barca e vá para o “Central Píer” chamado Sathorn. Logo adiante saindo do píer Sathorn entre na estação Saphan Taksin e pegue um skytrain até a estação Nana. Há mudança de linha no Skytrain.(Essa é a opção mais econômica, você gastará centavos da barca + 45 Baht por pessoa do Skytrain). Para voltar faça o processo contrário. Como ir da Khao San Road para Soi Cowboi. 1º opção - Pode ir de táxi ou tuk tuk, levará uns 30 minutos (cerca de 350 Bath com choro). 2º opção - Ou pegar um táxi ou tuk tuk até a estação Phaya Thai (estação de Skytrain mais próxima da Khao San). Depois ir até a estação Asok. (150 Baht do táxi até Phaya Thai + 45 Baht por pessoa no Skytrain ). 3º opção - Caminhe da Khao San Road até o píer Phra Arthit , que é o mais próximo(dez minutos caminhando). Neste píer pegue uma barca e vá para o “Central Píer” chamado Sathorn. Logo adiante saindo do píer Sathorn entre na estação Saphan Taksin e pegue um skytrain até a estação Asok, há mudança de linha no Skytrain.(Essa é a opção mais econômica, você gastará centavos da barca e 45 Baht por pessoa do Skytrain). Para voltar faça o processo contrário. Como ir da Khao San Road para Patpong. 1º opção - Pode ir de táxi ou tuk tuk, levará uns 20 minutos (cerca de 300 Bath com choro). 2º opção - Ou pegar um táxi ou tuk tuk até a estação Phaya Thai (estação de Skytrain mais próxima da Khao San). Depois ir até a estação Sala Daeng. (150 Baht do táxi até Phaya Thai + 45 Baht por pessoa no Skytrain ). 3º opção - Caminhe da Khao San Road até o píer Phra Arthit , que é o mais próximo(dez minutos caminhando). Neste píer pegue uma barca e vá para o “Central Píer” chamado Sathorn. Logo adiante saindo do píer Sathorn entre na estação Saphan Taksin e pegue um skytrain até a estação Sala Daeng (Essa é a opção mais econômica, você gastará centavos da barca e 35 Baht por pessoa do Skytrain). Para voltar faça o processo contrário. 4º opção - Você pode ir para Patpong fechando uma visita ao Ping Pong Show na Khao San Road. Não fiz esse passeio, não sei quanto cobram. Eu aconselho você a combinar a visita ao Sirocco com algum ou alguns dos Red Light Districts. A região de Patpong, por exemplo, é próxima do Sirocco, duas estações do Skytrain de distância. Caso queira ir a algum desses Red Light Districts, e eu o aconselho a ir, pesquise antes, leia e veja fotos. Eu fui ao Nana Plaza, vou contar a seguir, mas, por exemplo, já li sobre pessoas que foram ao Show do Ping Pong em Patpong e reclamaram de golpes e falta de segurança. Logo, pesquise direitinho antes de ir. Como foi minha ida ao Sirocco e ao Nana Plaza? Afastando-nos um pouco da Khao San Road, pegamos um Tuk Tuk por 300 Baht para o Sirocco. Detalhe importante: vá ao Sirocco mais arrumadinho! Homens de calça. Mulheres também, ou vestido. Já li sobre pessoas que foram barradas por não estarem a caráter. Bom, li em vários relatos que os preços dos drinks e comidas no Sirocco bar eram caríssimos, mas, você podia subir ao bar e não comer ou beber nada, apenas apreciar a vista e tirar fotos. Não foi o que aconteceu com a gente!!!! Entramos no prédio chiquérrimo de tudo, e ao chegar próximo do elevador, o bar fica no topo do prédio, duas funcionárias bloqueavam a entrada e questionavam as pessoas se elas tinham reservas. Quando indagados, nós falamos que não tínhamos reserva, e ela nos disse que só poderíamos subir tendo em vista que pagaríamos uma consumação, deveríamos consumir ao menos um drink por pessoa, e ainda falou que o mais barato custava 450 Baht, quase 50 reais!! Claro que talvez seja só pressão e que de repente poderíamos ter subido e depois ido embora sem comprar nada, mas, resolvemos não arriscar e não estávamos dispostos a gastar tal valor só pela entrada no bar. Saindo decepcionados do Sirocco, caminhamos até a estação Surasak, e pegamos um skytrain até a estação Nana. Descendo da estação para a rua, joguei no google maps do meu celular “Nana Plaza” para saber como chegar, e era pertinho, 4 minutos andando dali. Se estiver sem internet móvel, pergunte para alguém como chegar. A região é bem movimentada, cheia de lojas, barracas, não se sinta inseguro em ir, o local não é nada deserto, o movimento por lá é intenso. O Nana Plaza é um tipo de edifício, com corredores cheios de portas, e cada porta tem uma boate. Mas são aquelas boates que você vê em filme, toda iluminada, com palco, pole dance, Lady Boys só de calcinha dançando, várias mesas com gente bebendo. Pelos corredores você encontra também várias Lady Boys semi nuas, muitas delas negociando ou oferecendo seus serviços para rapazes interessados. Se você pensa que só vão homens no Nana Plaza se engana. Apesar do teor do ambiente, o local é bem turístico. Vários casais vão dar uma volta por lá também, e é bem de boa. Tirar fotos no Nana Plaza é estritamente proibido! Assim que cheguei, peguei a máquina e tirei uma foto de um grupo de Lady Boys que começaram a gritar e correr, isso mesmo, como se eu estivesse apontando uma arma para elas. Logo após o incidente, um tipo “cafetão” veio até mim, educadamente, e pediu que eu apagasse a foto, ali mesmo na frente dele, logicamente eu o fiz, não vou querer arranjar encrenca naquele local. Mas, como bom brasileiro que sou, tinha uma gopro, que é pequenininha, e consegui capturar algumas fotos e vídeos. Abaixo tem algumas fotos, os vídeos eu vou juntar com outros e editar no fim do relato. Nós entramos um pouquinho em uma das boates mas não ficamos, pelo que vimos, não é cobrada entrada, somente alguma bebida de consumação. Mas, só tem Lady Boys por lá??? Não! Pelo que li, são 90% Lady Boys e 10% “mulheres”. Na volta conseguimos um tuk tuk por 200 Bath para voltar à Khao San Road.
  18. Pat, eu ia comentar mas esqueci, obrigado por lembrar! Realmente ninguém entende nada do que ele diz, inglês péssimo. Ele virou motivo de chacota no grupo. Na verdade depois de uns dois templos, eu nem esperava para ouvir o que ele ia falar, já ia andando. Então galera, se você for ao passeio e esse cara da primeira foto for ser seu guia...prepare-se para não saber nada da história do local!
  19. DIA 18 – AYUTTHAYA. A ida à Ayutthaya é um dos passeios mais vendidos em Bangkok, e realmente é imperdível! Para quem nunca leu à respeito, Ayautthaya é uma cidade cheia de templos em ruínas, diferentes dos que você vai encontrar em Bangkok. A cidade dista cerca de 80 km de Bangkok, o que permite que você tranquilamente faça o passeio de bate e volta. Você pode ir para Ayutthaya por conta própria ou por agência de turismo. Indo para Ayutthaya por conta própria: É totalmente possível você conhecer Ayutthaya quando estiver à caminho de Chiang Mai, fazendo o passeio por conta própria. Eu faria isso caso não tivesse encontrado passagens aéreas bem baratas de Bangkok para Chiang Mai. Você pode ir logo cedo para Ayutthaya de trem à partir da estação Hualamphong em Bangkok, passar o dia em Ayutthaya conhecendo os templos, e depois pegar o trem noturno na estação de trem de Ayutthaya para Chiang Mai. Ou pode ir para Ayutthaya fazendo bate e volta à partir de Bangkok. Pegando trem na estação Hualamphong ou pegando uma das vans que saem do Victory Monument. Indo por conta própria, você poderá contratar um dos vários Tuk tuks que estarão na saída da estação de trem de Ayutthaya para te levar aos templos. Um amigo, que foi recentemente para Ayutthaya por conta própria, disse que os motoristas de tuk tuk cobram 400 Baht por 4 horas para te levar aos principais templos de lá. Outra opção é alugar uma bicicleta para rodar tudo por lá. Se você tiver pique de andar de bike debaixo do sol, pode ser uma boa opção. Indo para Ayutthaya com excursão de agência de turismo. Foi a maneira que optei para fazer este passeio e não me arrependo. Pontos positivos: Transporte com ar condicionado, guia em inglês, entradas nos templos e almoço incluso, ida aos principais templos. Ir por agência sai mais barato que ir por conta própria. Pontos negativos: Não ter tempo livre para ficar o quanto quiser em cada templo e não ter a possibilidade de conhecer outros templos fora do básico (existem centenas de templos em Ayutthaya). Compramos o tour na noite anterior ao passeio em uma das diversas agênciazinhas de turismo nas redondezas da Khao San. O passeio é vendido pelo custo de 600 Baht por pessoa, após barganha, pagamos 500 Baht cada. O passeio por agência tem basicamente o seguinte cronograma: - A van te busca em frente seu hotel às 8h30. -A viagem dura cerca de 1h15, você chegará em Ayutthaya por volta das 10hs. -Os templos a serem visitados nos tours são os seguintes: Wat Yai Chai Mongkol, Wat Phra Sri Sanphet, Wat Lokkayasutharam, Wat Phu Khao Thong e Wat Mahathat. - Há um almoço típico Tailândes incluso no passeio. Como sempre: arroz, frango, carne de porco, verduras e legumes, suco e frutas. - Todas as entradas aos templos estão inclusas, apesar de serem bem baratinhas para quem vai por conta própria. - Um guia é incluso no passeio, ele vai na van com vocês e fala um pouco sobre cada templo que visitará. - Saímos de Ayutthaya era umas 15hs. Acontece uma paradinha no caminho para ida ao banheiro. Chegamos de volta na Khao San Road por volta das 16h30. Em Ayutthaya, prepare-se para ter mais um dia de calor intenso com muito sol na cabeça. Existem vários templos em Ayutthaya, o tour por agência contempla apenas alguns deles, os considerados principais. Ao chegar em cada templo o guia estipula o tempo que você tem para ficar no templo, e marca um ponto de encontro. Lá no templo você fica livre, dentro do horário estipulado, para rodar como quiser. Caso vá por conta própria, te aconselho a visitar todos os templos citados acima que o tour das agências contemplam, exceto o Wat Phu Khao Thong, achei esse temple dispensável. Você pode também pesquisar na internet por outros templos legais para visitar. Não tenho muito o que falar sobre cada templo, as fotos falam por si só. WAT YAI CHAI MONGKOL WAT MAHATHAT WAT LOKKAYASUTHARAM (Inspiração para o cenário do Sagat no Street Fighter) WAT PHU KHAO THONG WAT PHRA SRI SANPHET De volta ao nosso hotel, descansamos e à noite fomos para a Khao San Road para comer algo. Escolhermos comer em um Bar e restaurante Mexicano, não me lembro o nome do local, mas se você passar pela Khao San facilmente achará. Não indico o local, pelo menos para comer, a comida mexicana aqui no Brasil é bem melhor que a de lá. Tacos pequenos, carne meio fria, e além disso era caro. Dois pratos de tacos de chilli, 2 tacos cada prato, mais dois refris custaram 680 Baht, caro para o padrão Tailândia. CONTINUA...SIROCCO BAR* E RED LIGHT DISTRICT EM BANGKOK, NANA PLAZA!
  20. Rodolfo, parabéns pelo relato! Que fotos!!! Tô namorando as Filipinas faz um tempinho, e esse seu relato está me incentivando mais ainda a ir para lá. Estive na Tailândia agora no fim doa ano, vou tentar voltar pro Sudeste Asiatico principalmente pelas Filipinas. Vou deixar salvo seu relato aqui.
  21. Valeu Cheila, logo logo concluo o relato. Estou à disposição para as dúvidas.
×
×
  • Criar Novo...