Ir para conteúdo

Mayara Tavares

Membros
  • Total de itens

    7
  • Registro em

  • Última visita

Sobre Mayara Tavares

  • Data de Nascimento 12-10-1988

Bio

  • Ocupação
    Guia de Turismo-
    Micro empreendedor individual

Conquistas de Mayara Tavares

Novo Membro

Novo Membro (1/14)

0

Reputação

  1. Com certeza Francis, faremos muitas!!! ótimo ter conhecido vc tb! Abraços
  2. Oi Catia, faça sim seu relato tenho certeza que vai ajudar muita gente. Claro que quero dicas sobre Bolívia e Peru, se fizer o relato me avise tá. Bjux te add no face
  3. Olá Amanda que bom que vc gostou do relado, estou imensamente feliz de poder ajudar assim como fui ajudada. Minha passagem com seguro de viagem(pago a parte numa agência) saiu por R$1.200,00 a passagem de Santiago a Calama para ir a San Pedro de Atacama saiu por quase R$400,00 (não lembro exatamente)uma semana antes da minha compra da passagem para Santiago ela estava por R$800,00, quase morri de arrependimento de ter esperado, mas deu pra fazer tudo. As hospedagens no Chile foram bem em conta uma media de R$40,00 por dia, os passeios em Atacama( fiz os 4 principais) saiu por uns R$200,00( Uma coisa que não falei, nunca feche com a primeira agência, os preços variam e muito), para comer fiz muitas refeições no hostel( não cozinhava muito não, era miojo mesmo) e comprava muitas empanadas(que é tipo pastel assado) elas eram enormes e serve da refeição com bom preço. Ou seja fiz tudo com R$3.000,00. Além do vinho e da roupa de frio( tive que comprar 2 blusas) não gastei com mais nada.( sem lembrancinhas) Rs. Se quiser ver mais fotos me add no face, podemos trocar mais ideias!!! E em BHz podemos nos ver para trocar mais ideias, estou planejando Bolivia e Peru para ano que vem quem sabe vc não topa também!!! Abraço
  4. Bem faz um tempo que eu queria deixar aqui minha experiência, foi quando surgiu um trabalho do meu curso de espanhol que era exatamente isso um relato, então resolvi fazer do meu trabalho o meu relato aqui no site. Tudo começou em Dezembro de 2012 quando decidi que iria fazer minha primeira viagem para fora do Brasil,seria um lugar que falasse espanhol para que eu pudesse praticar mais essa língua que estudo e adoro. Meu primeiro passo foi olhar todos os lugares possíveis principalmente os da América do Sul, que cabem mais no meu bolso o Peru foi meu primeiro destino escolhido estava quase certa que seria pra lá minha viagem, mas tudo tomou um rumo diferente quando um amigo meu ( Mateus Primo) viajante também me falou sobre seu roteiro que foi Argentina e Chile, aí ele falou de um lugar chamado Atacama que pasmem ou não, eu nunca havia escutado falar, apartir daí fui buscar saber onde era? O que era? Como era? E assim como mágica o lugar me escolheu e não eu escolhi o lugar, no momento em que fiz minha primeira busca sobre o Atacama mudei tudo e falei: “É pra lá que eu vou!”. Fiz muitas pesquisas sobre passeios, o que não deixar de ver, como deixar a viagem mais cômoda, confortável e econômica, olhei vários sites de viagem, blogs e também troquei ideias com pessoas que conheciam o lugar. Ahhh olhei muito o google maps também pois sou guia de turismo e adoro saber me locomover bem, como havia decidido caminhar muito por lá busquei todos os meus atrativos e memorizei as rotas ao chegar lá andei super bem quase uma nativa. *_* Bem convoquei amigos mas ninguém se prontificou então fui sozinha mesmo, no inicio estava com medo e preocupada mas vi que é super tranquilo viajar assim o bacana é que encontrei aqui no ícone “companhia para viajar” uma pessoa para me acompanhar no trecho do Atacama adorei “Muy buena onda” ( Renata Danielle Moreira) foi incrível, e sem ela e seu amigo Francisnei minha passagem pelo Atacama não seria o mesma. Bem aqui vai o meu dia-a-dia, espero que gostem e que possa ajudar a planejar a viagem de vocês! Primeiro dia 03-04-13 quarta-feira: Bem meu vôo saiu as 11:52hs do aeroporto Tancredo Neves de Belo Horizonte com Conexão em São Paulo, saí de São Paulo as 16:35hs previsão de chegada para as 20:55. Fui e voltei de TAM (Pequenos atrasos ocorreram mas nada significativo). Obs: “2 dias antes da viagem eu estava trabalhando e tomei uma bela de uma chuvinha, aconteceu que minha identidade ficou um caco, descolando o papel do plástico, embaçada e eu não tinha feito passaporte escolhi viajar só com ela, daí desesperei pensando que não ia ser aceita, que ia perder a viagem fui correndo ao SINE fazer uma nova, eles até entregavam no prazo devido a urgência e ter sido acidental mas precisava da certidão para fazer uma nova e vóila eu não tinha ela, decidi ir na cara dura assim mesmo, deu tudo certo, mas vale a dica mantenham os documentos em bom estado, o passaporte não é obrigatório mas é bom ter na falta de um documento você tem o outro.” Assim que passei pela imigração corri para a saída do aeroporto para pegar uma van que te leva ao destino desejado, são vans legalizadas me lembro de duas empresas a transvip e transfer delfos a diferença de preço e pequena mas a transvip na minha opinião é mais confortável ( não me lembro qual é a mais barata), também tem taxis mais sai caro, também tem ônibus tipo coletivo mas pra minha chegada e ainda por cima a noite optei por não usar, cheguei ao Hostal Caracol no Bairro Bellavista super rapidinho e foi tudo tranquilo, eu super recomendo este hostal e tem em Viña del Mar também, nem comi nada fui logo dormir. Segundo dia 04-04-13 quinta feira: Acordei cedo umas 7:00hs da manhã e já fui tomar banho pra sair, banho quente a qualquer hora do dia não é todo hostal que oferece é bom lembrar disso na hora da reserva, estava ansiosa e nem me lembrei que estava em outro país só percebi quando por costume olhei o tempo la fora para escolher a roupa, para meu susto estava escuro ainda e um frio danado pensei na hora que havia programado o fuso horário errado mas não, o sol lá é tardio mesmo, desci pra tomar o café estava ótimo simples mais completinho( o cara do hostal até se assustou comigo, me olhava com estranheza acho que ninguém saia para passear aquela hora só eu mesma, rs). Bom para me certificar do meu nível de conhecimento sobre o local me informei mais com ele peguei mapas e dicas que só locais podem te passar. Como disse o hostal é super bem localizado e com 5min de caminhada já estava no meu primeiro ponto de parada o Museu de Belas Artes lindo fascinante, mas achei todas as entradas a museus e afins no Chile bem mais caras que aqui. (foto: Escultura em frente ao Museu de Belas Artes-"En la Glória y en la muerte") Caminhei até o centro da cidade e sentei na Plaza de Armas, linda, encantadora, fascinante e com uma mescla de antigo e moderno que adoro, primeiro momento de saudades me lembrei da minha incrível BH. Ainda na praça entrei no Museu Histórico Nacional adorei já tinha me situado da historia do país mas nada como um ponto de vista museológico, em seguida fui a Catedral Metropolitana (não sei se é de algum santo específico pois dentro dela tem vários e não achei em nenhum lugar menção a algum.) Sei que eram 2 catedrais que foram destruídas em terremotos e depois reerguidas juntas como uma só, independente de religião vale a pena conhecer por sua arquitetura monumental; Também achei lindinho as alamedas do centro de Santiago então fui fazer um lanche e olhar o que mais poderia descobrir naquelas “calles de allá” . Fui com a cabeça alucinada para conhecer o museu Pré – Colombiano infelizmente ele estava sendo restaurado, assim como o Museu de Santiago e não pude conhecer. (Fotos: Plaza de Armas de 2 ângulos) Fui até a o Palácio La Moneda sede do governo chileno mesmo sabendo que não haveria troca de guardas (o que a maioria das pessoas haviam me indicado ver) ou mesmo que eu pudesse entrar, já que tem que ser feito agendamento antes e eu não sabia, por sorte um politico de não sei onde estava visitando o Palácio e os carabineiros( policia chilena) estavam fazendo honras a esta pessoa foi bonito de se ver, ao fundo do Palácio tem o Centro Cultural La Moneda estava acontecendo uma exposição sobre tecidos da América, achei o mais interessante do local naquele dia. Por fim já eram mais 15:00hs eu estava com fome e fui para o Mercado Central falei que ia pechinchar tudo e procurar bons preços mas almoçar no Mercado não é o mais em conta, porém me dei o desfrute, mereço né. Comi um “POLLO A LA POBRE” bem sugestivo o nome né, mas não era pollo(frango) e nem valor de pobre, o que eu adorei no Chile é que em qualquer mesa que eu sentava seja de bons restaurantes ou boteco de esquina( porque fui em tudo isso) eles logo te serviam algo para beliscar até seu pedido ficar pronto, barriguinha cheia me dei conta de quanto estava cansada e decidi ir embora, havia dado uma volta e tanto demorei 30min caminhando até o hostal. Não sai neste dia a noite tinha reservado um passeio a Concha y Toro para o outro dia cedo, fiquei no hostal enviando fotos para casa e avisando que estava tudo bem. Dica: Não deixem de provar o PISCO SOUR, o pisco é um destilado de uva( lembra a cachaça) é bom e a bebida PISCO SOUR é tipo nossa caipirinha, em Santiago nào gostei muito não, mas amei e bebi um "cadim"a mais no Atacama, o modo de preparo muda de um lugar para o outro. (Foto:Mercado Central"frutos do mar" e tapas(Grátis) com pisco sour) Terceiro dia 05-04-13 sexta-feira: Acordar cedo virou mais rotina que em casa, rs. Adoro vinhos e não deixaria de ir a uma vinícola no Chile escolhi a mais famosa a Concha y Toro do Casillero del Diablo, sai atrasada do hostal, peguei o metro precisava de tempo, mas não tinha desci na plaza de Puente Alto tipo região metropolitana de Santiago, e depois pegaria um ônibus, as linhas de metro em Santiago são ótimas e fazem integração com varias linhas de ônibus, pelo meu atraso peguei taxi ao invés de ônibus até a Concha y Toro, fiz o tour tradicional acho que é suficiente,mas tem outros mais elaborados e vale muito a pena pra quem gosta. Falei que não ia comprar nada mas não resisti é muito(muito mesmo) mais barato que no Brasil e vem em caixinhas personalizadas da vinícola. Voltei para Santiago fui para o hostal guardar as coisas e comer, cozinhei quase todos os dias da viagem. Após o almoço fui para o Cerro Santa Lúcia tem uma feirinha ao pé do cerro super legal das tribos indígenas de lá(os rapa nuis da Ilha de Páscoa fazem muito sucesso) a subida e por escadarias mas a beleza do caminho compensa, tem uma fonte linda lá e no topo vemos parte da cidade de Santiago, depois fui para o Cerro San Cristobal achei a vista mais linda que a do Cerro Santa Lúcia afinal é mais alto, porém cada um tem sua beleza,pena que a poluição e a nevoa mal deixa os andes sairem nas fotos, agente sobe ao San Cristobal de funicular e é lá que tem o zoo de Santiago( mas não o visitei). Bem próximo tem a La chascona casa do poeta chileno Pablo Neruda, mesmo para quem não conhece nada do poeta vale a pena conhecer, logo depois voltei para o hostel fiz meu jantar me enturmei com uns hospedes, batemos papo até o sono vir( o que não demorou muito). (Imagens dos Cerro Santa lúcia )3 primeiras) e Cerro San Cristobal) Quarto dia 06-04-13 sábado : Para meu quarto dia estava planejado eu ir para Viña del Mar colocar meus pesinhos pela primeira vez no oceano pacifico, mas infelizmente perdi meu cartão de entrada no Chile por medo de precisar dele depois deixei de ir para procurar a policia federal para me regularizar, foi rápido e tranquilo de resolver, mas a frustração de não seguir a risca os planos me deixou desnorteada não sabia o que fazer, por fim busquei coisas novas em Santiago voltei para o hostal cedo e descansei para sair a noite afinal era sábado. Ah conheci um lugar chamado la Vega Central no bairro que fiquei é tipo um CEASA, mas é onde muitas pessoas locais se encontram para fazer a feira de casa e se encontrar mesmo, não é bonito mas adorei comi frutas que só se encontra por la e me enturmei com alguns locais que me deram altas dicas( pena que era meu último dia e não conheci nada que eles falaram, mas a conversa foi boa) na volta do la Vega passei pela rua Antonia Lopez de Bello no Bellavista mesmo, la tem boas lojas para comprar roupas de frio, lembrancinhas e otras cositas más, como iria ao Atacama e já tinham me alertado do frio de lá comprei peças mais quentinhas para não me assombrar com o frio, fiz ótimo negócio pois em San Pedro de Atacama tudo é mais caro inclusive as roupas. A noite sai para comer no Pátio BellaVista um lugar onde se tem várias opções de restaurantes e lojinhas também, é um lugar que independente de onde você fique em Santiago tem que conhecer, bonito, aconchegante e bem interessante,é eclético e agrada a todos, não é um dos lugares mais baratos mas vale a pena ir, eu fui conhece-lo durante o dia e voltei a noite,decidi comer num restaurante colombiano que se chama “La casa en el aire” adorei o atendimento e tinha musica ao vivo. (La casa en el aire é o nome de uma musica colombiana super famosa) Patio Bellavista Quinto dia 07-04-13 domingo: Por garantia sai cedo para o aeroporto para seguir viagem a San Pedro de Atacama, meu vôo era para as 08:40hs cheguei lá as 06:50hs bem para minha sorte( Aff) não consegui van para voltar, então peguei um táxi até o ponto de ônibus que saia do centro e fui de ônibus mesmo, o bacana e que saiu quase a mesma coisa. O vôo é até Calama( um aeroporto pequeno onde você desce na pista mesmo) e de lá você ainda tem que pegar um transporte até San Pedro de Atacama, seguindo recomendações para economizar fui de táxi até o centro de Calama e de lá peguei um ônibus até San Pedro, digo que pra quem divide o táxi vale a pena, pra uma pessoa sozinha não é recomendável pelo menos por mim. O certo e rápido seria ter pego uma van que leva diretamente a San Pedro e te deixa na porta do hostal. São 95 km( aproximadamente) de Calama até San Pedro todos me diziam não dorme no caminho por que vale a pena ver, mas não aguentei, acordei quando alguém disse que estava chegando fui despertando aos poucos e vendo aquele deserto imenso, nada de um lado nada de outro, eu coloquei a mão na cabeça e pensei: “O que é que estou fazendo aqui” então lembrei do que meu amigo havia me dito e mentalizei vai dar tudo certo. Cheguei em San Pedro empolgadíssima se pudesse sairia a explorar no mesmo instante mas também me alertaram do mal da altitude e fui com calma, era hora de almoço então comi algo e fui procurar uma agência para fazer os tour escolhi a Word White Travel pelo preço e por recomendações de amigos, fiz os tour tradicionais( Vale de la Luna, Lagunas Antiplánicas, Laguna Cejar y Geiser del Tatio) e subindo aos poucos para não sentir nenhum mal, também iniciei meu consumo ao chá de coca naquele mesmo dia e digo, não sei se foi o bendito mas não senti mal algum. Fiquei no hostal Sonchek e recomendo também, tem tudo necessário para uma boa estadia e bom preço. Sétimo dia 09-04-13 terça-feira: Lagunas Antiplánicas, neste dia saímos cedo pois a viagem eram um pouco mais distante, primeiro fomos a uma laguna chamada Chaxa reserva nacional de los flamencos lindo o local, vemos os flamingos aprendemos sobre eles e tomamos café alí mesmo oferecido pela agência, depois vamos para outras lagunas que me encantaram mais ainda e muito, as Miscanti y Miñiques achei a paisagem deslumbrante e no caminho fazíamos paradas em pequenos povoados amei tudo, retornamos para San Pedro a tempo de almoçar e eu faria meu passeio a laguna Cejar e aos Olhos del Salar ainda nesta tarde, comi rapidinho para dar tempo de descansar por que andei muito e as dores permaneciam, sai para ir a Laguna bem desanimada acho que era o cansaço, nesta laguna se pode nadar então fui preparada para caso animasse, bem a medida que chegamos perto da laguna fiquei animada de conhecer, o cansaço foi embora e o guia era uma figura, esta laguna é prima do mar morto ela tem grande concentração de sal, tanto sal que não se afunda nela você sempre boia, deve ser divertidíssimo, mas como eu estava toda “ralada” da queda o medo da dor foi maior e nem entrei( tá o sal ia ajudar, todo mundo falou isso mas não entrei). (tem coisas que fotos e descrição não adiantam tem que ir pra conferir) Oitavo dia 10-04-13 quarta-feira: Geyser del Tatio este era sem duvidas meu passeio mais esperado, para ir aos geyseres se sai as 4:00hs da madrugada frio de doer – 12 graus neste dia mas foi incrível, me senti no desenho do pica-pau se lembram? ou do Zé colmeia,rsrs. É um passeio super interessante a paisagem é surreal, e os geyseres o que tem de lindo também metem medo; o café é servido pela agência lá mesmo e foi muito divertido e a esta altura já conhecia boa parte dos colegas de viagem, pessoas ótimas, todas as que conheci, lá também você pode se banhar em termas, o que falta quase sempre é coragem para tirar a roupa no – 12 para entrar na água , mas sempre tem uns corajosos que vão. Na volta mais povoados e mais paisagens que fascinam pela diferença de tudo que vemos em boa parte do mundo, ao chegar sai a caminhar pela cidade e conhecer mais do artesanato local e visitar o Museu Arqueológico Gustavo Le Paige. Neste dia descobri que meu vôo de volta para Santiago havia sido adiantando para o dia seguinte mais um imprevisto me desesperando, que nada, tirei de letra e resolvi tudo tranquilamente o nervosismo inicial havia sumido. Comprei uma passagem de ônibus que incluía transfer para o aeroporto ( uma pena não lembro a empresa e não encontrei nada dela para publicar aqui). Eu recomendo a todos sempre perguntarem e procurarem por bons preços, as coisas variam muito de um lugar para o outro em tudo lá. San Pedro é bem pequena então buscar e pesquisar as coisas por lá não é cansativo e nem toma tanto tempo. Nono dia 11-04-13 quinta-feira: Cheguei em Santiago indecisa se dormia no aeroporto bem no estilo da economia total ou se voltava para a cidade, por fim achei puxado demais ficar no aeroporto por tanto tempo apesar de ser mega-ultra-super confortável, então voltei ao Hostal Caracol, estava tendo manifestações na cidade o que é super comum por lá assim como na Argentina, adoro pena que demorei mais para chegar no meu destino, ainda assim aproveitei a tarde e fui conhecer mais coisas por lá como o Parque Arauco que é um shopping, com umas galerias populares em volta bom pra compras, fica em uma estação antiga de trem, a arquitetura é linda e a conservação do local é bacana( nem todo o complexo esta no prédio antigo) me apaixonei por um carrossel meio histórico também, daqueles de filmes bem antigos, adorei, logo voltei ao hostal e fui dormir estava muito cansada. Décimo dia 12-04-13 sexta feira: Desta vez não madruguei mais pelo costume acordei cedo mesmo, sai do hostal peguei metro e ônibus até o aeroporto é super econômico, preferi assim já que eu estava familiarizada com o local achei mais viável, meu vôo era as 12:40hs pena que minha conexão era de 6 horas em São Paulo mas deu tudo certo estava feliz e nem fez diferença a espera, só achei inevitável não comparar o conforto dos aeroportos do Chile para a espera e a falta de conforto em São Paulo( o que acho que é padrão no Brasil por que Bh é igual). Enfim retorno para o lar. Dicas: • Antes de comprar a passagem confira em sites de buscas por várias vezes e em horários diferentes os valores das passagens mudam muito, experimente também outras opções de datas para a viagem assim você economiza bem. • Se programe, faça base de quanto vai gastar e e leve reserva imprevistos sempre acontecem, no câmbio se acha bom valor no real então troque pouco dinheiro por aqui e o restante lá, assim você se livra de alguns impostos, achei interessante fazer aqueles cartões recarregáveis Visa travel Money é uma forma segura de se andar com dinheiro( mesmo que o valor do dólar seja mais caro alguns centavos) Você utiliza ele como débito e saque. • Ao reservar o hostal busque recomendações, e não deposite nada espere para pagar lá é mais seguro, e a maioria deles aceita assim. • O vôo de Santiago a Calama eu comprei aqui no Brasil antecipadamente por medo de não encontrar assentos lá, e fiz super bem, a economia é enorme, porém no site da Lan no Brasil os preços são caros então entrei no site Lan Chile e comprei com esse cartão Visa Travel Money o valor foi menos que a metade do valor dado pelo site do Brasil, a Sky airlineas também leva a Calama mas não lembro valores. • Não faça nada além dos limites do seu corpo, você precisa se cuidar também, fiz seguro de viagem com plano para qualquer eventualidade não precisei mas acho que é uma garantia de que esteja bem em qualquer lugar que vá.Fique atento aos lugares que vai e leve na bagagem somente o necessário. • É importante que os documentos estejam em bom estado( eu que o diga), e muito cuidado para não os perder lá fora. • Seja educado onde quer que vá, e lembre se você não esta em sua casa. Respeite as regras locais, vale lembrar de uma que eu conhecia mas pouco se fala, beber bebida alcoólica nas ruas do Chile é proibido. Adorei conhecer vocês!!! Renata e Francis. Não coloquei valores em nada por que acho que não ajuda tanto, visto que as cotações da moeda sempre mudam, mas acho super importante que se familiarize com a moeda para que não te passem para trás. Fiz minha viagem toda com + ou – R$3.000.00 economizei no que pude e gastei no que achei necessário não voltei com 1 centavo pra casa, mas curti cada segundo. Qualquer coisa é só me perguntar!!!
  5. Oi queria saber se vc comprou sua passagem pra atacama ainda no Brasil ou quando chegou lá? To em duvida do que fazer As dicas estao demais, muito bacana.
×
×
  • Criar Novo...