Ir para conteúdo

Felipe Ernesto

Membros
  • Total de itens

    110
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

11 Boa

Sobre Felipe Ernesto

  • Data de Nascimento 13-03-1989

Outras informações

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Os melhores meses são de maio a setembro, porque chove menos. Aqui tem uma tabela das temperaturas médias e da precipitação de chuvas: http://goldtrip.com.br/clima-na-chapada-diamantina/
  2. Acredito que dá pra fazer sim. É bem puxado, mas dá. É só ficar atento ao horário pra não voltar pra Igrejinha já escurecendo porque imagino que fique mais perigoso e difícil de achar o caminho.
  3. Muito obrigado! =D Vamos lá: 1) O aluguel do carro pelos 15 dias na Hertz ficou em R$ 1100,00. O valor só do aluguel era de cerca de R$ 550, mas com o seguro ficou em 1100. Conseguimos esse valor promocional com um código de desconto disponibilizado pela operadora TIM. 2) Eu acredito que dá pra ir de moto sim, numa boa. Talvez seja ruim apenas em algumas estradas de terra ou lama. Se sua moto for daquelas estradeiras dá pra ir tranquilo. 3) Dá pra fazer o Vale do Pati sem guia, mas aí vc precisa de um bom mapa ou então baixar algum app de GPS. Como eu disse no relato, usamo
  4. Dia #1 - São Paulo > Salvador > Lençóis Pegamos o vôo no aeroporto de Guarulhos às 12h15 e desembarcamos em Salvador 14h20. A passagem ida e volta São Paulo-Salvador custou R$ 620. Tínhamos feito reserva para aluguel de carro na Hertz e o valor ficou em R$ 1100 para os 15 dias (incluindo o seguro). Fomos no guichê da Hertz resolver as burocracias e também encontrar o pessoal que a gente tinha combinado de dar carona pelo app Blablacar. Encontramos o casal Flavia e Marcos e o belga Jonas. Juntando com nós dois (Felipe e Carla), éramos cinco. Quando fomos pegar o carro no estacionamen
  5. Cronograma da viagem 29/06 - São Paulo > Salvador > Lençóis 30/06 - Lençóis (Serrano + Cachoeirinha) 01/07 - Lençóis (Cachoeira do Mosquito + Poço do Diabo) 02/07 - Lençóis (Pratinha + Gruta Azul + Morro do Pai Inácio) 03/07 - Lençóis (Cachoeira do Sossego + Ribeirão do Meio) 04/07 - Lençóis (Serrano + Cachoeirinha + Cachoeira Primavera) 05/07 - Lençóis > Guiné > Vale do Pati (trajeto Guiné > Igrejinha) 06/07 - Vale do Pati (Igrejinha > Cachoeirão por cima > Igrejinha) 07/07 - Vale do Pati (Igrejinha > Morro do Castelo
  6. 23/10 - El Calafate / Puerto Natales Fui andando até a rodoviária e peguei o ônibus para Puerto Natales às 08h30. Depois de 4 horas de viagem o ônibus faz uma rápida parada em Rio Turbio, uma cidade nada bonita pelo que vi da janela. Rio Turbio fica na fronteira entre a Argentina e Chile, então logo depois dessa parada o ônibus anda mais uns 10 minutos e aí temos que descer para fazer as burocracias na imigração argentina. Todos descem e tem que apresentar passaporte (ou RG) para o oficial de imigração. Ele só carimba o passaporte e pronto, nada de perguntas. De volta ao ônibus, andamos ma
  7. 19/10 - El Chaltén / El Calafate Acordei, tomei café no hostel e fiquei fazendo hora na internet até dar a hora de ira pra rodoviária. 13h partiu o ônibus pra Calafate e 17h cheguei na cidade pela segunda vez, mas agora pra ficar efetivamente. Aproveitei que tava na rodoviária e comprei passagem pra Puerto Natales pro dia 23/10. O preço foi 1100 ida e volta pela empresa Cootra. Da rodoviária fui andando até o hostel America del Sur. Sem dúvida o melhor da viagem. Fica no final da avenida principal, a San Martin, depois de subir uma ladeira. Mas ter que subir essa ladeira compensa. Devido a
  8. 14/10 - Ushuaia / El Calafate Por ter comprado dois tours na agência "Brasileiros em Ushuaia" eles me deram o transfer do hostel pro aeroporto. Conversando com outros mochileiros brasileiros ouvi dizer que isso é normal, então caso você não ganhe este presentinho reclame com eles . A van ia passar no hostel às 14h30 pois o vôo era 16h20, então ainda tinha a manhã toda livre no último dia de Ushuaia. Fiquei andando pela Av. San Martin, tirei umas fotos da cidade, tomei um dos milhares de chocolates quentes grátis que você ganha de pessoas distribuindo panfletos, passei mais uma vez no sup
  9. Valeu Jonatan! A passagem das Aerolineas Argentinas custou R$ 1.700, incluindo os trechos Guarulhos-Ushuaia / Ushuaia-El Calafate / El Calafate-Guarulhos.
  10. Muito obrigado! Eu uso uma Canon T3i, já bem rodada mas que dá conta. A lente é a 18-55 padrão. Tiro sempre em RAW pra depois tratar no Lightroom.
  11. 10/10 - Guarulhos / Buenos Aires / Ushuaia O vôo da Aerolineas Argentinas decolou de Guarulhos às 05h45 e 08h15 pousamos em Buenos Aires (Aeroparque). O vôo pra Ushuaia só decolaria às 16h, então minha intenção era aproveitar as 8 horas de conexão pra dar uma passeada por Buenos Aires e, principalmente, trocar meus reais por pesos argentinos, afinal a cotação da capital é melhor que na Patagônia. Como eu só tinha reais precisava trocar pelo menos uma pequena quantia no aeroporto pra pegar um ônibus até o centro. O único lugar que faz câmbio no Aeroparque é um guichê do Banco de la Nacion A
  12. Mais uma viagem completada com sucesso e tô aqui pra compartilhar informações e ajudar mochileiros que pretendem conhecer a incrível região da Patagônia. Paisagens surreais e que você nunca imaginou que iria ver fazem parte praticamente do caminho inteiro da trip. Quando você acha que já está satisfeito e realizado de estar num lugar absurdamente bonito, no dia seguinte aparece outro que supera o anterior. E assim vai. Porém, (quase) tudo nessa vida tem um preço. E no caso da Patagônia ele é bem salgado. A menos que você cozinhe no hostel, prepare-se pra gastar pra comer. No caso de pa
  13. Dia #30 | 13/10/2015 | Moscou - Madrid - Guarulhos Pouco depois da meia-noite desembarque no aeroporto Domodedovo, em Moscou. Acabei saindo do aeroporto sem querer e tive que fazer todo o processo de novo pra entrar (passar no detector de metais, abrir a mochila). A espera seria de 6 horas até pegar o vôo pra Madrid, mas como era madrugada achei que não seria muito seguro tentar conhecer Moscou. Fiquei tentando dormir mas não encontrava nenhuma cadeira confortável pra isso, além do saguão estar bem cheio mesmo sendo madrugada. Depois da longa espera finalmente embarque pra Madrid. Seis
  14. Dia #30 | 12/10/2015 | São Petersburgo Fui aproveitar o último dia da viagem e andei meio que sem rumo pela cidade. Fui até uma ponte que divide São Petersburgo ao meio. Em algumas horas da madrugada a ponte levanta e fica assim até o começo da manhã. Então se você tá do outro lado não consegue voltar até amanhecer. Encontrei uma praia e fiquei lá sentado tomando sol pra espantar o frio. Ao meio-dia um estrondo absurdo de canhão fez tudo tremer. Logo ao lado de onde eu tava tinha um forte e pelo que entendi todo dia ao meio-dia eles dispararam um canhão. Saindo de lá acabei cain
  15. Dia #29 | 11/10/2015 | São Petersburgo Fui logo cedo ao Museu Hermitage pra tentar evitar as famosas filas de lá. Mesmo chegando quase uma hora antes de abrir já tinha uma fila, mas andou bem rápido. Na fila conversei com um casal de brasileiros. Contei sobre a minha chegada tumultuada a Rússia e que tinha tentado pedir informação a policiais e eles me ignoraram. O casal falou que tinha lido em vários guias turísticos sobre a Rússia que era totalmente não-aconselhável pedir informação a policiais. Fiquei umas boas 2 horas andando pelos salões do Hermitage. O lugar é enorme e não dá p
×
×
  • Criar Novo...