Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

carolcorneau

Membros
  • Total de itens

    10
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Sobre carolcorneau

  • Data de Nascimento 26-04-1986

Outras informações

  • Lugares que já visitei
    Brasil, Estados Unidos, Canadá, México, Chile, Peru, Bolívia.
  • Próximo Destino
    Argentina
  • Ocupação
    Médica
  1. Olá Zeca-, meio tarde pra responder mais fiquei um tempo sem entrar no fórum e só agora vi a mensagem. Então.. quando fui, não ouvi falar sobre os tubarões-baleia. Mas e então.. conseguiu ir pra Cancun/Riviera Maya em Novembro?
  2. Então.. eu não calculei o total, mas dá uma olhada na descrição de alguns custos da viagem, que publiquei acima. Analisando tudo, vejo que ainda dá pra reduzir bem os custos, conseguindo passagens mais baratas, bons valores de câmbio e, para quem preferir, utilizar ônibus no lugar do aluguel de carro.
  3. CUSTOS: Tenho apenas os custos principais, sendo que alguns eu não me lembro ao certo . Também não me recordo o valor do câmbio na época, então alguns preços anotei em Dólar ou Pesos Mexicanos. Transportes: Salvador - Guarulhos + Guarulhos - Cidade do México (ida e volta) pela TAM: R$1.610,12 (por pessoa) Cidade do México - Mérida (somente ida) pela Volaris: US$78,58 (por pessoa) Cancun - Cidade do México (somente ida) pela Volaris: US$194,54 (por pessoa) Aluguel de carro em Mérida p/ entregar em Cancun (1 diária): US$162,34 Aluguel de Carro em Cancun (4 diárias): US$189,08 Ultramar (playa del Carmen - Cozumel): MXN$312 (ida e volta por pessoa) Aluguel de Scooter em Cozumel: Acho que foi uns US$25 *Comprei as passagens cerca de 3 meses antes da viagem. Acho que é possível encontrar preços melhores se comprar com mais antecedência. Hotéis: Metropol (Cidade do México): Não me lembro exatamente, mas a diária foi algo em torno de US$60. Ibis (Mérida): 2 diárias = R$182,07 Presidente InterContinental (Cancun): 2 diárias = R$375,82 Be Playa (Playa del Carmen): 3 diárias = R$747,61 Ibis (Cancun): 1 diária = R$103,38 *Escolhemos hoteis um pouco melhores em Cancun e Playa del Carmen, afinal era nossa Lua de Mel. Passeios/Atrações (por pessoa): Passeio para Teotihuacán: MXN$500. Turibus: MXN$165 Templo Mayor: MXN$57 Torre Latinoamericana: MXN$60 Museo Frida khalo: MXN$80 (+ MXN$60 p/ fotos) Passeio para Uxmal Luz y Sonido: MXN$424 (Inclui: Transporte, Guia e Jantar) Uxmal (ingresso): MXN$57 + MXN$125 = MXN$182 Chichén-Itzá: MXN$57 + MXN$125 = MXN$182 Cenote Ik-Kil: MXN$70 Ek-Balam: MXN$57 + MXN$95 = MXN$152 Cocobongo: US$65 Xel-ha: US$79 Xplor Fuego: US$89,10 Tulum (ingresso): MXN$57 Passeio de Barco em Tulum: Não lembro.. mas valia muito a pena! rs! Com relação à pergunta do trajeto até Mérida (MID), o tempo de vôo da Cidade do México (MEX) até lá é de aprox. 2h (conforme coloquei no texto: MEX – MID: 8:10 pm às 10:05pm).
  4. Dia 9 - 29/11/14 - Sexta De manhã saímos para conhecer o sítio arqueológico de Tulum. No caminho, passamos pela entrada do Cenote dos Ojos para considerar a visita ao local. No entanto, vimos que seria um passeio demorado e decidimos colocar o passeio de Tulum como prioridade. Chegando ao estacionamento do Sítio Arqueológico, paramos num posto de informações e lá acertamos um pacote que incluía a entrada na área das ruínas e, em seguida, um passeio de barco onde seria possível apreciar as ruínas em alto mar, que também incluia uma parada para snorkel no mar do caribe. Não me lembro quanto custou exatamente, mas foi um dos passeios com melhor custo-benefício da viagem. :'> Ao final do passeio, almoçamos em um restaurante nos arredores, chamado Mezzanine Thai Restaurant de comida Thai/Mex. Muito bom! Chagamos no “happy hour”, com direito a margaritas em dobro. Em seguida, partimos para o Xplor Fuego, em que é possível se divertir no parque à noite. Muito bom!! Numa temática de aventura, dispõe de rios subterrâneos para travessia com balsa, passeio por uma trilha dirigindo um carro anfíbio, além de muitas tirolesas!! Além disso, ainda inclui um jantar, do tipo buffet livre, bem diversificado! Durante as atividades, há registo de fotos e, no final do percurso, é possível adquirir ($) um pendrive com as fotos, que já vem com a logomarca do parque aplicadas. Dia 10 - 30/11/14 - Sábado Passeamos por Playa Del Carmen até pegarmos um barco (ferry) para a ilha de Cozumel pela empresa Ultramar. Chegando na ilha, passeamos um pouco pela cidade e alugamos uma scooter para dar, literalmente, uma volta na ilha. O objetivo era mesmo conhecer o local e não programamos mergulho na ilha (vai ficar pra próxima). Há também sítios arqueológicos menores, mas não colocamos como prioridade e também não deu tempo. Voltamos à Playa Del Carmen no final da tarde, para curtir mais um pouco da noite na 5ª Avenida. Nesse momento, eu já estava achando que ia embora do México sem ter visto um grupo tradicional de Mariachis, até que passamos na frente por um restaurante e lá estava este grupo: Paramos no Restaurante Tequila Barrel, para provar mais um pouquinho da culinária mexicana. Em seguida, partimos para Cancun para pernoitar e pegar o avião de volta no dia seguinte. Ficamos hospedados no hotel Ibis Cancun que é um pouco afastado da Zona Hoteleira, porém, mais próximo do aeroporto; o que foi ideal para o nosso caso. Jantamos no restaurante Piola, rede italiana de pizzaria, que ficava ao lado do hotel. :'> Dia 11 - 01/12/14 - Sábado Entregamos o carro na locadora do aeroporto e ficamos aguardando nosso voo que a princípio estava marcado para sair às 10h, mas que atrasou horas (!). Este voo, que era pela cia. aérea local Volaris, não estava casado com nosso voo TAM da Cidade do México para Guarulhos (que sairia às 17:50h). Chegamos na Cidade do México às 17h, porém ainda tínhamos que pegar as malas. Corri para o guichê da TAM, enquanto meu marido pegava as malas e, depois do maior esforço para chegar lá a tempo, fui informada que o voo para Guarulhos havia sido cancelado. A empresa forneceu diária e alimentação no hotel Camiño Real que fica localizado praticamente no próprio aeroporto. Menos mal.. Dia 12 - 02/12/14 - Domingo Com voo MEX-GRU previsto para sair de manhã bem cedo, embarcamos na aeronave e, quando o avião estava se dirigindo à pista, o piloto avisou que não tínhamos permissão para decolar. Ficamos cerca de 3h dentro do avião esperando a tal autorização. Chegamos em Guarulhos por volta de meia noite e perdemos o voo para Salvador. Depois de horas numa fila, a TAM forneceu voucher para um hotel que ficava em São Paulo, bem longe e não seria vantajoso ir e voltar, já que o voo pra Salvador sairia de madrugada. Dormimos no aeroporto. Dia 13 - 03/12/14 - Segunda Pegamos o voo (GRU-SSA) pela TAM, que pra variar, também atrasou um pouco e conseguimos chegar ao destino final! Dicas: Quem tiver um pouco mais de tempo na Riviera Maia, outros passeios interessantes são: Isla Mujeres, o parque XCaret, as belas praias de Akumal, Puerto Morelos e Puerto Aventuras, além de inúmeros cenotes, e mais ruínas como a de Cobá, ou até mesmo a menorzinha El-Rey, em Cancun. Apesar de todo um transtorno pra chegar em casa, esta foi uma das melhores viagens que já fizemos. Além das boas lembranças, ainda resta uma vontade enorme de voltar pra conhecer mais um pouquinho do México. Hasta la vista!
  5. Dia 6 - 26/11/14 - Terça A entrega do carro estava prevista para 12h, então aproveitamos e, pela manhã, fomos ao sítio arqueológico de Ek' Balam (a ideia original era ter feito esse passeio, no dia anterior, no caminho entre Mérida e Cancun, mas como saímos tarde, não deu tempo). O lugar é lindo e tem ruínas muito interessantes, mas visitamos sem guia (apesar das placas explicativas) e aproveitamos pouco o local devido ao tempo corrido. Eu tinha visto alguns reviews falando que o lugar seria imperdível, mas, a impressão que eu tive, tendo passado por Uxmal e Chichén-Itzá antes, é que este sítio arqueológico foi o que menos impressionou. Talvez, numa viagem com pouco tempo disponível, ele possa ser dispensável ou então deverá estar atrelado a outro passeio, como era nosso objetivo inicial, ou como no tour realizado pelo Xcaret experiencias, que inclui visita a Ria Lagartos (território de flamingos no litoral da Riviera Maia). No retorno a Cancun, fomos ao Shopping La Isla, onde tínhamos que entregar o carro. Aproveitamos para almoçar no Chili’s, que é uma rede fast food de comida mexicana (vale a pena conhecer) . O tempo não colaborou muito e, devido à chuva, ficamos mais um pouquinho no shopping e, depois, resolvemos pegar um taxi para o hotel e ficamos por lá. Dia 7 - 27/11/14 - Quarta De manhã, ficamos curtindo o hotel (praia e piscina) e, mais tarde, fomos ao Shopping La Isla. Passeamos um pouco e, depois, fomos jantar no Bubba Gump, restaurante cujo tema é o filme Forrest Gump e o item principal do cardápio é camarão . Custo-benefício não muito bom, por ser meio caro, mas valeu a pena conhecer. Alugamos um carro, pois planejamos seguir para Playa Del Carmen. Entretanto, antes de ir pra lá, quisemos conhecer o tão famoso Cocobongo de Cancun (o planejado era irmos na noite anterior, mas acabamos não indo). A entrada custou uns U$65 dólares e lá dentro é open bar. Ao contrário do que muitos pensam, não é uma boate comum, mas sim um espetáculo de música, muito bem produzido. Realmente vale a pena conferir. :'> Saímos do Cocobongo e fomos direto para Playa Del Carmen, de madrugada e, enquanto estávamos procurando o hotel, fomos abordados pela polícia mexicana que alegou termos avançado um sinal vermelho (o que não era verdade! ), mas que, para resolvermos a situação, teríamos que pagar $500 pesos a eles (propina). Fazer o que?! Pagamos e, logo depois, encontramos o hotel (Be Playa Hotel), que por sinal é excelente, e fomos descansar. Dia 8 - 28/11/14 - Quinta Pegamos estrada pela manhã e logo chegamos ao parque Xel-Há, que oferece muitas atividades de lazer, como snorkel, tirolesas, bicicleta, ou apenas relaxar e apreciar a natureza. O ingresso inclui alimentos e bebidas all-inclusive, com buffet de café-da-manhã e almoço em horários específicos, além de lanches e bebidas (incluindo alcoólicas) disponíveis nos demais horários. No parque eles disponibilizam toalhas e o equipamento de snorkel, sendo necessário apenas um valor caução. Aproveitamos para realizar o nado com golfinhos, disponível no parque, feito em grupo de 8 pessoas. O valor da atração é pago a parte e as fotos, que vêm num pendrive, também. É uma experiência interessante.. o tipo de coisa que coisa que você só faz uma vez na vida, então vale a pena. :'> Ficamos no parque até a hora de fechar e voltamos para Playa Del Carmen. À noite curtimos a movimentada 5ª avenida e jantamos no Restaurante Fah, com ótima comida mexicana e música ao vivo.
  6. Dia 4 - 24/11/14 - Domingo Pela manhã, pegamos um ônibus circular até o centro de Mérida e lá passeamos a pé pelo centro histórico. Na praça principal, que tem rede de wi-fi disponível, havia muitas barraquinhas de artesanato e comidas locais. Encontramos uma agência de turismo, nos arredores, e agendamos um passeio para Uxmal para o mesmo dia à tarde. Enquanto aguardávamos o horário do passeio, alugamos bicicletas e demos uma volta pela cidade, passando pelo Passeo de Montejo (umas das principais avenidas da cidade que, com seus casarões, representa os tempos áureos da colonização espanhola no local). Esta avenida estava com uma das pistas fechada apenas para uso de bicicletas e afins (procedimento comum aos domingos), tornando o passeio mais agradável. :'> Fomos para Uxmal com um grupo de turistas e o motorista da van era, ao mesmo tempo, o guia da excursão. O sitio arqueológico é impressionante e tem uma energia indescritível. Tivemos uma pausa para um lanche / jantar (incluso) no restaurante de um hotel próximo, chamado Hotel Hacienda Uxmal, e voltamos para assistir ao espetáculo "Luz y Sonido" no sítio arqueológico. Ao retornar à Mérida, o guia nos deixou no hotel. Mais tarde, saímos para jantar no Restaurante Cúbaro, localizado no Passeo de Montejo (dá pra ir à pé do hotel). Provamos um pouco da culinária Yucateca com vista para o Monumento à La Patria, que fica iluminado à noite. Dia 5 - 25/11/14 - Segunda Eu havia feito uma reserva de aluguel de carro no dia anterior, para pegá-lo em Mérida e entregá-lo em Cancun. No entanto, ainda não havia 24h da reserva e esta não funcionou. Eu achava que os preços nos guichês seriam semelhantes aos da internet (em torno de U$20 a U$30 dólares), porém encontramos preços muito mais caros. Pesquisamos entre as locadoras, mas nenhuma oferecia preços muito convidativos, então o jeito foi alugar assim mesmo. Não me lembro ao certo quanto custou, mas só a taxa para entregar em outra cidade era uns U$110 dólares, fora outras taxas. A ideia era sair cedo, mas devido ao transtorno para conseguir o carro, saímos tarde, depois das 12h. Pegamos a estrada, que por sinal estava bem conservada e pouco movimentada e no caminho para Cancun, paramos em Chichén-Itza e conhecemos um pouco desse sítio arqueológico, considerado hoje uma das maravilhas modernas. Em comparação a Uxmal, este sítio arqueológico é muito mais cheio e mercantilizado, proporcionando um astral muito diferente, pois em muitos momentos éramos abordados por vendedores. Talvez se organizassem melhor e colocassem as vendas de artesanato fora do ambiente do sítio, seria mais interessante. Em seguida fomos ao cenote Ik-kil, que fica bem próximo a Chichén-Itzá, que, apesar da água um pouco fria, vale um ótimo mergulho. :'> Voltamos à estrada e próxima parada foi em Valladolid onde passeamos um pouco pelo centro da cidade e jantamos no Restaurante Las Campanas (bom e barato!). :'> Logo, seguimos para Cancun, onde chegamos à noite e fomos direto ao Hotel Presidente InterContinental, na Zona Hoteleira (reservado através do site Hotwire.com, por U$ 77/diária c/ taxas inclusas – valeu muito a pena!). :'>
  7. Para fazer o roteiro da minha lua de mel, pesquisei algumas informações em guias de viagem e utilizei também este site para adquirir informações. Deixo aqui meu relato de viagem para que, talvez, sirva de ajuda a alguém. Segue aqui um videozinho para resumir a viagem: Dia 1 - 21/11/13 - Quinta: Partida: Salvador-BA / Destino: Cidade do México Vôo SSA - GRU das 17:20h às 20:50h (TAM) Vôo GRU - MEX das 00:25h às 05:55h (TAM) Dia 2 - 22/11/13 - Sexta: Chegamos à Cidade do México pela manhã. Pegamos um taxi para o hotel (Hotel Howard-Johnson) e deixamos as malas no guarda volumes, já que, pelo horário, ainda não poderíamos fazer check-in. Fomos à pé para o Zócalo e lá negociamos a ida para Teotihuacán. Para conseguir o passeio, foi bem fácil e rápido, pois, ao lado esquerdo da Catedral ficam alguns agentes de viagem com várias ofertas. O passeio (com guia) inclui visita por alguns pontos turísticos da cidade como a Plaza de Las Tres Culturas, Basílica de Gadalupe, além de uma parada para almoço (incluso) e em um ‘parador turístico’ com loja de artesanato e demonstração do processo de produção da tequila e de alguns artesanatos, até enfim chegar à Teotihuacán. Na volta, já ao final da tarde, nos deixaram no hotel. Passeio imperdível!! Ao retornar, descobrimos que o nosso quarto estava reservado, se não me engano, no 8º ou 9º andar e o elevador estava quebrado . Depois de todo o cansaço da viagem e de ainda ter subido as pirâmides em Teotihuacán, achamos melhor mudar de hotel . Conseguimos outro, perto do anterior, que era bem razoável (Hotel Metropol). À noite fomos, à pé, conhecer a Torre Latinoamericana que tem uma vista ampla da cidade. É interessante, porém imagino que a vista seja ainda melhor de dia ou no entardecer. Procuramos saber sobre o restaurante da torre, mas estava lotado e não tínhamos feito reserva, então jantamos num restaurante próximo. As ruas estavam bem movimentadas e policiadas, à noite. Dia 3 - 23/11/13 - Sábado: De manhã fomos conhecer o Palácio Nacional onde ficam alguns murais pintados por Diego Rivera (Entrada franca. Apenas a visita guiada é cobrada e, como estávamos com pouco tempo, não optamos pelo guia.). Em seguida, fomos ao Museo do Templo Mayor (Sítio Arqueológico no centro da cidade). Vale a visita! :'> Logo após, pegamos um Turibus (ônibus panorâmicos - $165 pesos) no Zócalo (o ponto fica no lado esquerdo da catedral). A ideia era descer na estação que faz encontro com Circuito Sur e, de lá, pegar outro Turibus (sem custo) até o Museo Frida Khalo. O circuito é bem legal e, durante a rota, existe áudio explicando a história dos lugares. No entanto, foi ficando tarde e ficamos com medo de não chegar a tempo no museu que encerra às 17:45h. Descemos em um dos pontos (Auditório Nacional) e pegamos um taxi até lá. O ingresso custa cerca de $80 pesos e paga-se mais $60 pesos para poder fotografar (sem flash) lá dentro, mesmo que seja com câmera de celular. Após o passeio, pegamos um taxi até o hotel, buscamos as malas e seguimos para o aeroporto no mesmo taxi. Pegamos um vôo para Mérida à noite (MEX – MID: 8:10 pm às 10:05pm), pela empresa Volaris. Ao chegar em Mérida, fomos de taxi para o Hotel Ibis Mérida, que fica na zona hoteleira; um pouco distante do centro. Na Cidade do México uma corrida de táxi é muito barato, em comparação ao Brasil (exceto os do aeroporto, que são um pouco mais caros). Apesar de muitas histórias de assalto e sequestro envolvendo taxis na cidade, nossa experiência foi bem positiva. Não tivemos como reservar mais tempo para a Cidade do México e ficamos com vontade de um dia voltar para conhecer o Museu de Antropologia, assistir a uma luta livre (a empresa do Turibus faz um roteiro chamado Turiluchas, que parece ser organizado, mas fiquem atentos aos dias da semana em que está disponível), um passeio à Xochimilco e até, quem sabe, os passeios mais demorados como as visitas a Taxco e Puebla.
  8. carolcorneau

    Visto Para o México

    Amigo, como eu coloquei no link acima, não precisa mais de visto para o México, é necessário somente o passaporte, nestas condições abaixo: "ELIMINA-SE O REQUISITO DE VISTO AOS PORTADORES DE PASSAPORTES COMUNS ENTRE MÉXICO E BRASIL, PARA VIAGEM DE CURTA DURAÇÃO. ESTA MEDIDA ENTRA EM VIGOR A PARTIR DAS ZERO HORA DO DIA 16 DE MAIO DE 2013. No caso dos cidadãos brasileiros, a isenção será aplicável a favor dos Visitantes sem permissão para realizar atividades remuneradas, por uma temporalidade de 180 dias, de conformidade com o estabelecido no artigo 40, fração I da Lei de Migração. Permitirá realizar atividades turísticas, de transito, desportivas, de negócios que não impliquem remuneração em território nacional, assistir a eventos e conferências e realizar estudos que não excedam de 180 dias." Estou organizando minha viagem para visitar o México por volta de novembro ou janeiro.. Nunca estive no México, então não sei responder às outras perguntas.
  9. carolcorneau

    Visto Para o México

    Agora só precisa do passaporte! Confira: http://consulmex.sre.gob.mx/saopaulo/index.php?option=com_content&view=article&id=402&Itemid402
  10. carolcorneau

    VISTO TURISTA CANADÁ

    Necessita sim do visto Canadense.. A princípio eu procurei fazer pelo site do consulado e achei complexo.. Acabei contratando uma agencia de viagem que resolveu tudo pra mim.. Só entreguei os domuntos necessários do check-list e fiz o pagamento das taxas. Deu tudo certo e consegui visto de multiplas entradas para um periodo de cerca de 5 anos. Não lembro exatamente qnt tempo demorou para ficar pronto, mas acho q foi em torno de 3 a 4 semanas. O processo é meio burocrático e pedem umas coisas diferentes tipo foto em formato 3x5.. mas pelo menos dá pra resolver tudo isso a distância, sem precisar ir pessoalmente ao consulado. Não me arrependo de ter feito tudo com uma agencia.. Menos dor de cabeça e maior probabilidade de dar tudo certo. Entrei no país por Toronto e passei por um rápido interrogatório na chegada.. Perguntam o motivo da viagem, qnts dias irá ficar, se conhece alguém lá, se está levando algum presente para o amigo q mora lá.. Essas coisas.. Boa sorte e boa viagem..
×