Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

HugoSenfft

Membros
  • Total de itens

    23
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Sobre HugoSenfft

  • Data de Nascimento 24-05-1993

Outras informações

  • Lugares que já visitei
    Chile: Santiago, Valparaíso, Viña del Mar, Pucón.
    Peru: Lima, Cuzco, Uros, Taquile, Machu Picchu.

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Acredito que os preços não tenham mudado muito, mas vale a pena enviar um e-mail pra lá e pedir essa informação. Tem dois e-mails, perdidos aí nessas páginas, o que me atendeu foi esse: [email protected] . Sobre Cusco, o trânsito nas áreas urbanas é muitos ruim. Muito ruim mesmo! Os peruanos dirigem como loucos, ninguém sinaliza nada e jogam os carros em cima uns dos outros. Mas no caminho do vale sagrado é estrada, então não vi problema. Espero ter ajudado.
  2. HugoSenfft

    Saco protetor para mochilas!

    Boa noite, em minha última viagem, já "cascudo" rsrs em relação ao trajeto da mochila entre a esteira do check-in até o avião fiz como um colega aí de cima falou: embalei a mochila num saco plástico transparente mais resistente. Como não achei um muito maior que a mochila, acabei usando dois. vesti um por cima, um por baixo e nao economizei fita adesiva! protegeu um pouco, na volta o saco chegou meio avariado, mas a mochila ta inteira. Mas. ainda não serve contra roubos =/
  3. HugoSenfft

    roteiro e valores para machu pichu alguem pode me ajudar?

    Só pra você não ficar sem resposta, dá uma pesquisada no fórum. Como você mesmo disse, o site é muito interessante e tem uma penca de tópicos sobre Machu Picchu, este aqui é um dos muitos: diario-de-viagem-peru-13-dias-agosto-13-fotos-e-gastos-t85674.html . Eu tive lá em Agosto/Setembro e só tenho a dizer que vale a pena!
  4. Segue aí o link do vídeo da viagem. As imagens são do segundo dia, trecho entre Ollanta e hidrelétrica porque no primeiro dia choveu bastante e nao rolou filmar. Um abraço!
  5. HugoSenfft

    Alimentação no Peru

    Estive por lá ha quase um mês e não tive problema nenhum com comida. O menor preço que paguei por uma refeição individual (com bebida que eu nao consegui identificar o que era, hsuahuahsush) foram 7 Soles, em um restaurante muito simples "beira de estrada" em Santa Maria. O mais caro, não tenho certeza, mas acho que foi um prato de macarrão em Aguas Calientes que me custou uns 22 Soles. Nos outros dias comia quase sempre um "menu del día" que girava em torno de 15 Soles. As vezes 12, as vezes um pouco mais. (com sopa e limonada, as vezes sobremesa). Todos esses menus, repito TODOS, vinha com batatas! Comi batata todos os dias que estive lá e voltei pro Brasil 4 kilos mais leve. Vai entender! Como tenho péssimos habitos alimentares, não como salada nem em casa. O amigo que estava comigo, comia as de lá e não passou mal.
  6. HugoSenfft

    Como chegar a Machu Picchu?

    Aluguei uma moto em Cusco mês passado para ir até MP. O lugar mais próximo que se pode chegar de moto ou carro é a estação da Hidrelétrica de MP, fica no final da estrada que liga Santa Maria a Santa Teresa, um pouco depois dessa ultima cidade. De lá vc tem duas escolhas: pegar o trem para Águas Calientes ou seguir andando pela linha do trem até a tal cidade. Na ida eu fui andando, num passo forte fiz em duas horas, mas a maioria do pessoal anda com mais calma e faz em 3 horas. ( fui mais rápido pq já estava de noite, andando com lanterna e queria chegar logo!) Neste post: rumo-a-machu-picchu-em-moto-alugada-em-cusco-t30718.html tem uma galera que já fez esse esquema! Espero ter ajudado!
  7. HugoSenfft

    Guia e Dicas sobre Moedas, Cartões e Gastos no Peru

    Lá eu vi agencias do HSBC, pode ser que se torne uma facilidade, nao sei...
  8. HugoSenfft

    Guia e Dicas sobre Moedas, Cartões e Gastos no Peru

    Na verdade não, João. Os caixas mais fáceis de encontrar são os GlobalNet, eles estão por toda a parte, em farmácias, agencias de viagens e etc (mas te cobram 14 Soles por saque). Os do banco de La Nacion são um pouco mais difíceis de encontrar. Em Cusco eu sacava no próprio Banco de la Nacion, na Av. El sol, a duas ou tres quadras da Plaza de Armas. Também saquei um vez num caixa dele ao lado da agencia dos correios de Cusco. Em Ollantaytambo não tem dele, então não deixe pra sacar lá (lá tem globalnet, como sempre!). Em águas Calientes consegui um caixa do La Nacion na rua mesmo.
  9. HugoSenfft

    Guia e Dicas sobre Moedas, Cartões e Gastos no Peru

    Cara, eu sacava sempre no "Banco de La Nacion" (multiRed) pq eles nao me cobravam uma taxa exorbitante como os outros. (Dica que peguei aqui). Mas fiz um saque em um caixa na rodoviaria de Puno que era do Banco Arequipa ( eu acho que era esse o nome). E tentei também num cajero GlobalNet (este tem por toda a parte), mas como foi umas das primeiras tentativas de saque maior que 100, não consegui. Acho que esse problema é do Banco e não do caixa automático.
  10. HugoSenfft

    Guia e Dicas sobre Moedas, Cartões e Gastos no Peru

    Passando por aqui pra deixar meu manifesto, rsrs, ja que consultei o tópico antes de viajar ( no mes passado) pra o Peru. Sou cliente do Banco do Brasil e como havia lido aqui que era possivel sacar dinheiro lá e era até uma boa opção para o câmbio, fiz o tal procedimento de ir ao banco e pedir para o gerente incluir os meus cartoes na lista de excessao para que eu pudesse sacar valores altos nos caixas automaticos de lá. Feito isso, viajei, levando apenas US$ 200 em especie e alguns reais para alguma emergencia. (para ficar 15 dias) Me fudi. Fui tentar sacar dinheiro num ATM em Lima e nao conseguia de jeito nenhum, bateu um desespero. Troquei todo meu dinheiro por Soles em Lima mesmo e peguei o onibus pra Cusco (22hrs de viagem). Cheguei lá no dia seguinte e fui ligar pro banco para saber qual era o problema. Me disseram que eu estava tentando sacar um valor muito alto, resultado: tive que sacar dinheiro todos os dias, porque só conseguia 100 soles por saque e um saque por dia, com o maldito banco me cobrando 12 reais a cada saque. Acabei pagando 1 Real pra cada Sol e minha viagem ficou mais cara do que eu havia planejado. Não sei o que aconteceu com o processo de inclusão na lista de exceção, mas creio que o problema foi nisso mesmo. A merda é que nao ha nenhum comprovante de que essa solicitação foi feita, por que o gerente faz isso por telefone lá na hora que vc vai ao banco e nao te dá nenhum papel, nem nada.
  11. HugoSenfft

    Botas VENTO (Antiga Nômade)

    Aonde vc encontrou por esse preço amigo, também estou querendo comprar uma Finnisterre e procuro um bom preço. Valeu! Nesse site aqui: http://www.rodanesportelazer.com.br/ Não tinha a cor que eu queria no meu numero, mas aqui perto de onde moro, o menor preço que achei, pagando a vista era de 350. Claro que antes de escolher o número no site eu fui em uma loja fisica e pedi pra experimentar e ver qual me servia melhor!
  12. HugoSenfft

    Botas VENTO (Antiga Nômade)

    Bom dia, Mochileiros! Comprei uma Fininsterre da Vento ha quase dois meses para me acompanhar na viagem que fiz ao Peru. Achei a bota por um bom preço (R$306) e tinha lido bons comentariso sobre ela, então decidi compra-la. Bastante confortável pra uma bota de trekking, teve boa aderência nas ladeiras de pedra lisa em Cusco nos dias de chuva, mas me incomodou em dois pontos: 1- Peguei a estrada entre Cusco e Ollantaytambo de moto, debaixo de chuva por mais de uma hora, e cheguei no destino com os pés molhados... =/ 2- Na caminhada entre a estação Hidrelétrica e a cidade de Aguas calientes (ouvi falar que sao 7 Km) de duas horas, formaram bolhas na parte interna da sola de meus calcanhares, mas creio que nessa vez foi um pouco culpa da meia também. Uma meia de lã vagabunda, com os fios muito "espassados" que comprei na rodoviária de Puno. Outra coisa que não chega a ser um problema mais que foi um pouco inconveniente foi que elas apitaram em todos os detectores de metais dos aeroportos, me fazendo ter que tira-las para passar sem suspeita, rsrs. Fora esses dois problemas, gostei muito da bota. Nos outros dias, caminhei quase o dia todo também e nada me incomodou.
  13. É pessoal, voltei da minha trip essa semana com boas histórias de aventuras para contar. Mas também tive uns problemas com a agência da Pamela. 1° problema: reservei a Tornado com 3 dias de antecedência pagando 50 Soles de sinal e no dia de partir a moto não estava lá. Acabei indo de Falcon porque depois de começar e quase fechar negocio com o concorrente ao lado, o marido da Pamela cedeu ao meu preço (85 Soles pela Falcon - que tem preço normal de 120 ou 130 Soles). A moto é boa e como eramos dois em cima dela com um mochilão, acho que andou melhor do que andaria a tornado, o ponto negativo é a altura dela e o peso, que resultou num tombinho. 2° problema: um rasguinho de 2 cm no forro do banco, que eu nao sei como apareceu lá, provavelmente descendo da moto o gancho da bota pegou ali e rasgou. Me foram cobrados 50 Soles pelo rasgo. Obs.: depois do tombo bobo, notei uns arranhoes na caranagem plastica do tanque. Achei que tivesse sido meu tombo, mas a Pamela não cobrou nada relativo a isso e nem falou sobre. Sobre o passeio: Foi uma aventura e tanta. Dois moleques de 20 anos com disposição e quase nenhuma experiência prévia em motos... 1 dia: chuva até Ollantaytambo. Só paramos em Tambomachay, Pukapukara e Pisac, bem rápido pq a situação na era confortavel. Demoramos pouco mais em Pisac e lá a chuva deu uma trégua... mas voltou a nos atormentar mais ou menos uma hora antes de chegar em Ollanta. 2 dia: amanhaceu sem chuva e com o tempo abrindo, visitamos as ruínas de Ollanta e rumamos pra hidrelétrica parando pra almoçar em Sta Maria. Chegamos na hidro as 17:45, resultado: subimos a linha do trem com nossas lanternas e num ritmo bom que nos levou a Aguas Calientes em duas horas. 3 dia: Partimos cedo para Machu Picchu, queriamos descer pra hidrelétrica de trem para nao perdermos tempo e nem energia, tava brabo! Ainda subimos a Waynapicchu tbm num ritmo bom, 45 min. pra subir e 35 pra descer. Pegamos a o trem 13:30 pra hidro. Chegamos lá, enrolamos pra arrumar as coisas e partimos meio atrasados, chegando em Sta Maria 16 hrs. Almoçamos e quando eram 17hrs bateu a duvida: continuar até Ollantyatambo ou ficar por lá e ir no dia seguinte!? Não achamos um hostel com agua quente, entao decidimos ir adiante e tentar achar algo melhor, não achamos. Cruzamos Abra Málaga a noite, com neblina, um frio da porra e nervosismo. Nessa hora meu amigo tava no piloto e eu só queria que chegasse logo. Chegamos em Ollantaytambo as 20 hrs, comemos, tomamos um banho quente (maldito banho quente!) e fomos descançar. Pq esse dia foi pesado demais! 4 dia: Saimos de Ollanta lá pelas 11 da manhã com destino a Cuzco e paradas em Maras, Moray e Chinchero, o dia estava bem bonito... almoçamos em Chinchero antes de visitar as ruínas e de lá, chegamos em Cuzco. O trânsito no Peru é uma merda e acho que foi nessa parte que fez falta a experiência prévia com motos. Deu pra chegar bem no centro e na agencia, mas toda hora era um carro querendo te jogar pro canto e etc... Quanto aos gastos com a moto (Falcon- 400cc): - Aluguel 4 dias = 340 Soles - Gasolina = 95 soles (entregamos “no cheiro” rsrsrs, pra encher o tanque da Falcon gastamos 55 S./) - forro novo para o banco = 50 Soles (segundo a Pamela, esse é o preço do genérico, um original custaria 70). Além da trip de moto, fomos também até Puno, para conhecer o Lago Titicaca, as ilhas de Uros e Taquile. Um abraço a todos! E obrigado aos que me ajudaram respondendo minhas perguntas pré-viagem e etc!
  14. Também sou do RJ, de Niterói na verdade e curto essas aventuras. Não tenho muita experiência, já acampei uma vez e já fiz meia dúzia de trilhas, uma delas a Pedra da Gávea há uns dois ou três anos. Gostaria também de tornar essas experiências mais frequentes, estar mais em contato com a natureza e etc.
  15. Continue o relato que tá muito legal! Estou indo ao Peru na próxima quinta-feira e gostaria das suas dicas que estão "fresquinhas".
×