Ir para conteúdo

Diogo_Lemos

Colaboradores
  • Total de itens

    57
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Sobre Diogo_Lemos

  • Data de Nascimento 09-11-1992
  1. Hahahaha finalmente o grande Alex apareceu! Próximo Mochilão é pelo.nordeste no verão porque frio nunca mais hahaha. O Jardim valeu pelo apoio mano. Passando as provas eu termino
  2. 16º Dia (17/07) No último dia expliquei que fugimos um pouco da rotina e fizemos algo que era incomum nas agências. Realizamos os passeios de Maras Moray e do City Tour em apenas um dia, algo que foi cansativo mas que valeu todo o esforço pois conhecemos lugares incríveis. Agora seria a vez do famoso Vale Sagrado dos Incas. Acordamos cedo novamente (esse dia foi difícil por causa da última noitada ), e depois de arrumar tudo seguimos novamente para a agência, onde tínhamos combinado de chegar 7:30 para pegar um ônibus para o vale, e claro que esse também atrasou. A viagem foi até tr
  3. 16º Dia (17/07) No último dia como expliquei fugimos um pouco da rotina e fizemos algo que era incomum nas agências. Realizamos os passeios de Maras Moray e do City Tour em apenas um dia, algo que foi cansativo mas que valeu todo o esforço pois conhecemos lugares incríveis. Agora seria a vez do famoso Vale Sagrado dos Incas. Acordamos cedo novamente (esse dia foi difícil por causa da última noitada ), e depois de arrumar tudo seguimos novamente para a agência, onde tínhamos combinado de chegar 7:30 para pegar um ônibus para o vale, e claro que esse também atrasou. A viagem foi até t
  4. Então Alexandre, geralmente as agências fazem maras moray de manhã, city tour a tarde e o vale sagrado, onde se visita ollantaytambo, dura literalmente o dia todo. Você consegue fazer no mínimo em 2 dias negociando com a agência igual fiz.
  5. hahahaha posso imaginar a cena porque fiz o mesmo no Wild Rover de Arequipa! Tem que ser forte pra encarar o Pisco...
  6. 15º Dia (16/07) Como disse antes, meu objetivo em Cusco era conhecer o máximo de lugares possíveis, e sinceramente eu consegui conhecer muitos mas para fazer isso para todos é necessário ficar no minimo alguns meses na cidade, de tanta opção que tem. Mas eu também queria aproveitar a farra, principalmente do Wild Rover, então não tinha tempo pra ficar dormindo. Acordamos 6:30 porque nos disseram na agência que era pra chegar lá as 7:30 para pegar o ônibus para Maras Moray. Acordei até bem levando em conta que não dormi quase nada, outro detalhe do hostel são as camas, que são muito confort
  7. 14º Dia (15/07) Esse seria finalmente o dia tão esperado por todos nós. Eu estava ansioso para chegar em Cusco, conhecer os feitos impressionantes do Incas, mas ao mesmo tempo estava um pouco triste porque comecei a fazer os cálculos e percebi que já estava na metade da viagem e que a mesma infelizmente chegaria a um fim, o que considerei um bom motivo para aproveitar cada minuto do mochilão Pegamos um ônibus que sai de Lima e faz uma parada em Ica, onde embarcamos para Cusco depois de umas horas de atraso. O ônibus era ótimo, no Peru a maioria deles superava muitos dos que existem n
  8. Valeu prign, espero que continue gostando hahaha. Henry, incrível o vídeo meu brother! Um dia faço algo assim mas de moto hahaha. Dei um like também.
  9. 13° Dia Como disse antes, em termos de infraestrutura o hostel Casa de Arena é quase imbatível, pagamos 25 soles cada por um quarto triplo com ducha quente e camas super confortáveis, por isso consegui descansar como não havia feito a muios dias. Acordamos e tomamos um banho bem rápido porque no pacote que fechamos com a agência estava incluído uma van que iria nos buscar bem cedo no hostel. Descemos com umas quatro blusas... Eu estava animado porque pensei que como estávamos ficando cada vez mais próximos da Linha do Equador o frio acabaria e finalmente iria sentir novamente o calor com
  10. Eu também conheci MUITOO israelense! A maioria do exército, porque pelo que entendi eles servem durante anos e depois ficam um bom tempo viajando...
  11. O inglês predomina mesmo, às vezes me sentia na Europa mas tinha muitaa pessoas do Chile também. Dayane faz sim que é uma experiência maravilhosa, o problema é a saudade no final... É isso mesmo Renato, nome engraçado da porra viu hahahahaha
  12. 12º Dia Como havia dito antes, nós economizamos bastante na viagem para Nazca, fomos a noite e segundo a vendedora, o ônibus só chegaria na cidade umas 7 horas da manhã. Então o plano era chegar cedo, comer alguma coisa e já olhar algum meio de conhecer o máximo de atrações possíveis sem exagerar nos gastos, porque pelo que eu havia lido Nazca é uma cidade bem cara. Estava sem sono naquela noite e por isso resolvi tomar um dramin para ver se eu conseguia descansar. Não conseguia esquecer as festas do Wild Rover e toda hora ficava olhando a câmera e relembrando as farras que fizemos na
  13. 11° Dia Chegava agora, para a tristeza geral, o último dia na maravilhosa cidade de Arequipa. Dormimos bem sem a preocupação de acordar cedo. Já era um pouco tarde então fizemos o check-out no hostel e saímos para comer. Mais uma vez o prato do dia salvou o nosso bolso, o problema foi o prato de entrada, chamado de cheviche, que é uma espécie de comida japonesa pois consiste em pedaços de peixe cru bem temperados acompanhado de algumas verduras e um amendoim típico da região. Eu não sou fã de peixe frito muito e menos cru então acabei comendo apenas porque estava faminto Mas tirando iss
×
×
  • Criar Novo...