Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Rafael_Salvador

Colaboradores
  • Total de itens

    861
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    14

Rafael_Salvador venceu a última vez em Fevereiro 5

recebeu vários likes pelo conteúdo postado!

Reputação

435 Excelente

Últimos Visitantes

2.494 visualizações
  1. São cidades complicadas sem Inglês. Não é impossível, mas precisa de um suporte financeiro para driblar os perrengues... Recomendo fazer algum cursinho, pelo menos o básico do básico tem que ter: Como vai comprar ticket nas máquinas de transporte? Entender um cardápio? Em Amsterdã ainda se vira se for comunicativa... tem muito Brasileiro... a toda hora se houve Portugues nas ruas ... kkk... Mas ficaria refém da sorte de se bater uma galera e essa galera ser bacana... Em 2012 me bati com um carioca que ele estava na cidade ha 2 dias sem conseguir beber água e comendo somente na Mc'Donalds. E ainda te digo mais... não é qualquer Inglês que eles vão entender! Fala-se um Inglês perfeito na cidade, ate mesmo pela proximidade com o Reino Unido. Certa feita entrei em um bar para usar o sanitário e errei a pronuncia do "th" de bathroom (coisa que até nos States é passável)... e o carinha só balançava a cabeça dizendo não entender... Paris , a menos que fale Frances, vai precisar mais ainda! Cidade grande... E já de antemão trata de aprender 10 frases em Frances para sempre que for abordar alguém para pedir informações usar OBRIGATORIAMENTE um bom dia (pausado e com aquele sorriso lindo no rosto, ta??), com licença, não falo Frances muito bem, poderíamos falar em Inglês?... Um muito obrigado no final também é obrigatório. Essa é a chave do sucesso na cidade... fazendo esse dever de casa as portas Paris se abrem para você. By the way, falando em "portas de Paris"... fuja das hospedagens nos arredores das portas da cidade! PelamordeDeus! Procura ficar entre o 1º e o 8º distrito para poder não depender muito de transporte público para visitar as atrações... já que não fala outro idioma...
  2. O ideal seria você dizer seu orçamento e quantidade de dias disponíveis... para que se comece a pensar em possibilidades. Itália vai muito bem com a Grécia, porém Veneza é caro (top de Paris). As Ilhas Gregas na alta estação também não são baratinhas, afinal o forte são as baladas noturnas e muita gente desce para lá nesta época... mas depende muito de você! Há quem tome 4 long neck na noite e fique de boa... Só te digo que ir para passar vontade não vale a pena. Geralmente rola um sunset que vai ate as 21-22:00... depois lá pela 00:00-01:00 rola a balada em si e ainda rolam as after parties... no outro dia praia... Claro que não chega a ser custo de uma Ibiza da vida... Mas, praia sempre puxa grana... bebidas... hidratação... da fome... Londres é muito fácil de combinar com Paris e Amsterdam... mas estão entre os desatinos mais caros da Europa. Sem querer ser invasivo, mas é sério mesmo? Café, almoço e jantar por conta da friend? Se ela for Brasileira que vive por lá e ganha bastante grana... até que passava ... mas talvez não seja bem visto por um Europeu. Talvez ela espere uma ajuda nesses custos... É somente um toque, não quero ser intrometido. 50 € na minha opinião é bem apertaaaaaaaaado, mesmo livre de hospedagem. @João Rosenthal as esternas discussões kkkkkkk ...
  3. Plenamente confiável... Há anos eles usavam o nome de GO Euro e recentemente mudaram... Rail Europe, E-dream, get you guide, viator, kayak... Skyscanner, São confiáveis sim. Muitas delas te redireciona p o site da companhia, outras se comunicam diretamente com a companhia...
  4. Nesse vídeo e no outro anterior que esta na mesma playlist... ao longo do vídeo tem a indicação de diversos hosteis na Europa... de antemão cito o Wombat's e o Generator.
  5. 😂😂😂 Falando sério, sou fan do estilo equilibrado. Curto um restaurante, um café, um pub e faço os pontos turísticos... sem essa de ter a obrigação de visitar 4 ou 5 atrações em um dia. Nesse ritmo com 10 dd de viagem o cara estará esgotado! Eu acordo as 9 ou 10, faço uma atração de manha, almoço com calma... uma ou duas atrações a tarde... ja vou tomar minha cerveja... dou um tempo na hospedagem e saio p curtir a noite... Segunda e terça estico mais nas atrações... Domingo já descanso de tudo e vou num parque ou praia... Lendas urbanas, meu caro. A mesma coisa de Amsterdam caber em 3 dias... e isto ser um regra inviolável kkk... Primeiro, se você vai só passar na frente das coisas ou vai entrar só para dizer que esteve la... você mata qlq cidade em 2 dias. Agora se você vai num D'Osay da vida, estuda antes a diferença de um Monet para um Manet... chega lá entendo o que está vendo, absorvendo... a estória é outra... Agora vai muito também da identidade do viajante com a cidade. Se você me paga agora uma ida a Berlin, eu deixo passar...
  6. Meu velho... na Croácia uma vez em 1/4 compartilhado de seis camas, o cara mandou ver na mina no beliche em cima do meu! Pense na mulher corajosa! Para "piorar" o quadro... no outro dia chegou um casal de Franceses (1 h + 1 m)... e amenina desfilava de calcinha e soutian pelo quarto... Bonjour pra la... bonjour pra ca...
  7. Bom conforme prometi segue um link sobre Bruxelas... se você conseguir dar conta de tudo isso em um dia, me ensina como você fez depois kkkk. Somente na Grand Place se você chegar de manha e der um giro admirando a arquitetura para fazer umas fotos, entrar no Hotel de Vile, na Maison do Roi e em uma das Guildas, almoçar por ali mesmo.... da 15:00 hrs fácil... da uma olhada no guia e vê a diversidade de opções... E olha que não falo de Saint Josse ten Nood (durante O DIA E COM CUIDADO NESSA REGIÃO)... não falo da noite em Avenue Louise, Flagey e Chatelain... Se liga que Bruxelas tem lugares perigosos... ja de antemão fija de hospedagem na região de Brussels MIDI ( a estação dos trens internacionais). No Molembeek tem ruas que nem a policia entra... evite também a região de Anderlech https://naviagemdeviajar.com.br/o-que-fazer-em-bruxelas/ Como está pensando na Bélgica, segue também um guia para Ghent: https://naviagemdeviajar.com.br/gent-belgica/#Curtindo_a_noite_em_Gent Sobre Amsterdam, pode ver alguns bate-e-voltas muito legais aqui: https://naviagemdeviajar.com.br/category/um-dia-pelo-mundo/holanda-pais-baixo/ Segue também dois guias muito completos de hospedagem em Amsterdam e Paris... além de um link para nosso canal no youtube onde estou com uma serie sobre hospedagem na Europa! Nesse mesmo canal tenho um vídeo explicando direitinho o deslocamento de trem nessa região que quer visitar!! https://naviagemdeviajar.com.br/category/dicas-de-viagem/hospedagem-na-europa/ https://www.youtube.com/watch?v=MRD8vGWIkSw&list=PL_4zMlUQkR5dHhkdQqm2y1y2_BePIa5YQ
  8. @João Rosenthal Cara Ghent é demais kkkk ... passaria um fds lá fácil... Chegou a ir no Hot Club e o no Bar des Amis?
  9. Cara, isso é a tua experiencia pessoal. Primeiro que o visitante não deve ir ao Louvre na primeira vez sem um roteiro definido lá dentro... meramente vagando de sala em sala... porque assim, realmente não verá "nada".... na verdade não saberá nem o que esta vendo... Alem do que, meramente vagando, você se perde la dentro... corre o risco de ficar rodando em um único setor... Uma visita a um museu desse porte requer uma preparação previa... para que realmente aproveite o que o museu tem a oferecer.... ao invés de botar no roteiro só para dizer depois "fui ao Louvre", o que é muito pouco, sem nem ter ideia do que foi visto. O museu traz a história da arte desde o período Neolítico, antes de Cristo, até meados do século XIX... é muita coisa irmão! Se você selecionar 20 masterpeaces para ver na primeira visita, a exemplo de: Os Cavalos de Marly, Vitoria de Samotracia, Vênus de Milo, Bodas de Cana, Esfinge de Tanis, A coroação de Napoleão, Monalisa, Código de Hamurabi, A colossal estatua de Ramasses II, Os apartamentos de Napoleão.... até você se encontrar no museu, entender o mapinha, localizar as salas e ver as obras, facilmente vai dar 15:00 se você tiver entrado as 9:00 (quando ainda está vazio). Entretanto, se o cara deixar para almoçar as 15:00, como estamos falando de Paris, não vai achar nada descente para comer... somente os asiáticos abertos nas redondezas ... Então lá pela 13:00 ele tem que dar uma parada... comer... e depois retomar. Portanto é um dia inteiro para ver 20 masterpeaces e mais algumas pelo caminho! Aqui temos um guia do Louvre de minha autoria e mais um artigo para que possa ter um noção da história da arte em Paris, saber o que vai ver e explorar nos 03 principais museus de arte da cidade! https://naviagemdeviajar.com.br/category/um-dia-pelo-mundo/franca/
  10. O que chama de um bom Inglês? Já testou com algum nativo? É só um toque... Um simples bathroom sem a pronúncia correta pode ser entendido por um brasileiro, mas no ouvido do gringo a estória é outra... Com pouca grana, pouca experiência de vida e sem falar direito... Do outro lado do oceano... A experiência pode não ser agradável.
  11. Vou bancar o Cristo e defender Bruxelas... Não acho uma cidade sem graça como muitos dizem. Inclusive posso lhe citar um roteiro que em 3 dias você não esgota, a menos que seja do perfil que não curte museus. Tem as feiras de antiguidades, a região de Ixeles, a região do Sablon, Atomio, parque das nações... Amanhã vou colocar um link aqui no post. Entretanto, eu me hospedaria em Guent por ser uma cidade linda, universitária e com vida noturna pulsante. Bruges morre a noite! Além do que Ghent fica no centro do país, facilitando seus days trips para Bruges, Bruxelas e Antuérpia. Ademais, por ser cidade universitária é possível encontrar comida e bebida mais baratas... A Bélgica é um país caro. Entretanto me encantei com a educação e gentileza das pessoas, foram dias muito aprazíveis e pretendo voltar novamente... Inclusive em Bruxelas. Sobre Paris... Louvre é um dia inteiro para ver o básico! Montmartre você pode deixar p fazer do meio da tarde entrando pela noite (pega um taxi para voltar... Ou até Republique pelo menos... O morro em si é tranquilo, o problema é descer para chegar nas estações lá pelas 22:00). Eu incluiria 4 horas no D'orsay... Cezane, Renoir, Monet, Manet, Van Gogh, Degas... Não dá para perder. Não vi a Eiffel no roteiro, Champ de Mars, Quartier Latin, Saint German des pres... Sulpice (onde passa o meridiano)... A região de Saint Michel. Saint Chapelle... Bastille... Saint Martin... Pompidou... Paris é inesgotável.
  12. Cara você ainda é muito jovem... eu tenho 41 e até hoje não me encontrei. Cada pessoa tem o seu próprio tempo para conquistar o auto conhecimento. Vou te dar um testemunho de um garoto pobre, que entrou numa faculdade com 18 anos meio sem saber o que queria da vida... formou-se e não conseguiu exercer a sua profissão (por falta de vocação e por falta de emprego disponível mesmo)... Esse cara sou eu (rs). Mas como dizia um ex namorada: " a vida encontro seu próprios caminhos"... um belo dia fui com o único dinheiro que tinha me inscrever para um concurso na minha área de formação... na fila de inscrição recebi a intuição de me inscrever para um outro concurso que nada tinha a ver com minha formação (rs) ... ja se passaram mais de 15 anos... conheci um pouco desse mundão (são mais de 20 países), coisa que sempre foi minha vontade... mas tudo isso sem me jogar na vida... sem sair pelo mundo sem destino... fui numa boa! Conheci e aprendi coisas que nunca tinha sonhada... fui lugares que no passado eram inacessíveis para mim... hoje vivo de forma relativamente confortável.... e ainda assim "não me encontrei na vida"... Resumindo? Não existe vida sem problemas, pois são eles que trazem a nossa evolução. Nunca perca a sua fé porque o que de melhor a vida puder lhe oferecer ela te dará. Acredita em Deus e com o perdão da expressão... senta a bunda na cadeira garoto e estuda! Faz o que de melhor puder fazer nas condições que você tem hoje, até você ter melhores condições para fazer melhor ainda! Seu amigo ... sempre sera seu amigo onde quer que vocês estejam. Ama e respeita seus pais... mesmo aos seus olhos eles estando falhando... tenha certeza que o pouco ou o muito que eles te dão... é tudo que eles podem oferecer no momento... ninguem consegue dar mais de si do que o que possui. Perdoa e segue em frente, cara! Tu tem uma vida inteira e um mundo a conhecer... mas não como um peregrino... conhecer numa boa mesmo. calma! Tudo passa!!! Um abraço e manda noticias!!!
  13. @João Rosenthal @poiuy Tento me conter, mas são comparações muito fora da realidade... mais atrapalham que ajudam. Na minha opinião dependera bastante da passagem de ida e volta ao Brasil e dos deslocamentos internos. O problema é chegar nessa região saindo do Brasil... vai por Roma, ok! So para sair de Fiumiccino e voltar, até Termini Estazioni ja se vão 24 €. Roma não é tão cara assim... é democrática... claro que você não vai querer beber na frente da Fontana de Trevi ou curti happy hour em Trasteveri ... tem que saber achar os points frequentados pelo locais da cidade.... Além disso, para dar certo deve ser uma trip de no maximo 20 dd e sem deslocamentos mirabolantes... cidades próximas a 2-3 horas de trem/ônibus umas das outras... aeroporto encarece tudo, principalmente nos horários dos voos mais baratos e se tiver com bagagem para despachar. Considerando os países citados (Europa Central mais a leste) os custos são baixos. Dando uma pesquisada acha-se comida na faixa de 8 €... que chegue a 10 €... Cerveja nessa região sai por menos de 2 € ... Comprando em mercado para preparar fica mais sussa ainda! Concentre-se em fazer uma estimativa de hosteis, deslocamentos e uso de transporte público! Não adianta você pegar um hostel de 15 € nos confins de uma cidade e gastar 4 ou 5 deslocamentos de metro por dia (já que voltara ao hostel para fazer suas refeições)! Mas acho que nem chega a tanto... da para comer na rua... almoço de verdade e a noite um fast food ou street food... Livrando transportes e hospedagem uns 40 € são suficientes por dia (menos para Roma)... Agora 25 dias, estilo pinga pinga (02 dias aqui...02 dias acola)... não dá! Ate porque a dificuldade de locomoção nesta região da Europa vai te lembrar bastante do Brasil kkkk
×
×
  • Criar Novo...