Ir para conteúdo

raulgrilo

Membros
  • Total de itens

    7
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra
  1. Boa pergunta, Victor Luiz. Eu comprei os ingressos pelo mesmo site original, sem problema nenhum, para ir em setembro. Na primeira vez que eu fui, em 2014, ficavam um monte de guias na entrada de Machu Picchu oferecendo para guiar, em espanhol. Eu entrei sem guia. Lá dentro, bem no início, tinha um grupo de brasileiros e uma guia que falava português. Eles convidaram a gente para participar da condução com eles e ela fez um preço bom. Foi muito útil. Eu acho que o guia lá dentro para explicar as coisas faz um diferencial. Mesmo se não fosse obrigatório, eu recomendaria contratar um, principalmente em Machu Picchu. Mas, naquela vez, eu consegui essa guia de um jeito inusitado. Agora, estou indo novamente com outra pessoa, e não sei como contratar um guia que explique as coisas em português. Tem um site brasileiro chamado "Viagens Machu Picchu", que eu entrei em contato e eles oferecem a condução por US$ 80 para um grupo de até 6 pessoas. Se forem 6 pessoas, o preço até que fica bom. Mas, primeiro, eles só me ofereceram o Circuito 2 (Intermediário), eu quero fazer o mais completo. E eu só estou com mais uma pessoa. Assim, $40 por cabeça é 4 vezes mais caro do que o pessoal cobra lá para fazer em espanhol. Se alguém souber o caminho das pedras, só falar.
  2. Alguém que esteve em Cusco recentemente sabe dizer quando estava o câmbio de Soles x Dólar ou Soles x Real lá no dia que foi?
  3. Olá, pessoal! É o meu primeiro post aqui. Pesquisei bastante sobre esse assunto aqui no forum, mas não encontrei nada que respondesse a minha pergunta especificamente. Quem já foi a Machu Picchu vai me entender. Lá, tem uma peculiaridade nessa questão de clima, principalmente no mês que eu vou, em setembro. De manhã cedo, em Águas Calientes, é bem frio (faz uns 9°C). Depois, a gente chega em Machu Picchu e com o passar do dia, lá esquenta. Meio-dia deve fazer uns 25°C (quente, ainda mais debaixo de sol). No entanto, subindo o Huayna Picchu, às 10h00, fica uma mistura de vento gelado, com sol, com corpo aquecido. Parece que por dentro está quente, mas a camada externa da pele está gelada. Põe casaco, fica muito quente. Tira ele, fica frio. Além disso, ninguem quer levar um casaco grosso pra ficar guardando na mochila. Enfim, alguém sabe qual é a solução pra isso? Que tipo de roupa usar? Alguém já passou por essa situação antes? Se puderam me ajudar, serei grato.
  4. Fiquei sabendo que a Conviasa faz esse voo de Manaus direto para Porlamar, mas não tem como fazer essa compra pelo site deles. Alguém tem informações sobre isso?
  5. É a primeira vez que eu posto neste forum, mas preciso de uma dica e acho que posso conseguir qui. O feriado de 1° de maio está chegando, serão 4 dias de folga (1, 2, 3 e 4 de maio) e as passagens aéreas estão caríssimas, como sempre acontece. Então, tive a ideia de colocar o carro pra rodar. Eu moro em Brasília-DF há muitos anos e já conheço alguns lugares ao redor como Pirenópolis e Chapada dos Veadeiros. Não quero fazer uma viagem clichê, que eu faço inclusive num único fim de semana normalmente. Sei que tem lugares ainda pouco conhecidos e por isso preciso das sugestões que só mochileiros de verdade podem dar. Alguém pode sugerir um lugar maneiro a até 550 km de distância do DF que vale a pena ir de carro? Valeu!
×
×
  • Criar Novo...