Ir para conteúdo

carloscha

Membros
  • Total de itens

    5
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra
  1. Oi Isabel, obrigado!! Sobre sua dúvida, eu compraria antes de ir. Como o número de visitantes/dia em Machu Picchu é limitado, eu não correria o risco de chegar lá e não ter disponibilidade e Machu Picchu é algo que você não vai querer perder! Tirei muita foto bacana lá, no link http://getoutside.com.br/?p=517 tem meu relato da trilha até lá e de Machu Picchu e no link http://getoutside.com.br/?page_id=659 tem as fotos! bjs e boa viagem!! Isabel, compre sua entrada antes pelo site e RECOMENDO: reserve sua entrada para Wayana Picchu (no site de compra tem a opção no alto, do lado esquerdo), que é a montanha em frente de Machu Picchu. Essa montanha, sim, tem vaga de 400 pessoas por dia. Vale muito a pena, porque é um lugar muito especial. A subida é puxada e vc deve reservar umas 2 horas no mínimo lá.
  2. Legal. Claro que tem mais coisa, conforme o tempo e o jeitão de cada um. Mas para quem está indo a Cusco e caçando dicas, recomendo DEMAIS o Museu Pre Colombiano (fica perto do Museu Inka, fácil de achar). Ali estão as "melhores" peças, escolhidas a dedo dos sítios arqueológicos da região. Imperdível! E se você tem bastante disposição, alugue uma bike e vá pedalando até Pisac. São 32 km com uma subida violenta, mas o visual é maravilhoso. Depois você volta de van, porque a subida de volta é pra maluco. Outra dica: para almoçar bem e barato, caminhe algumas quadras "fora" do centro (pegue a calle Pumacurco e desça umas 4 quadras, por exemplo). O preço cai pela metade, é onde os cusquenhos almoçam...
  3. Ah ah, muito legal! Alto astral, é assim que se vive! Tenho um Motor Home. Quando encontrar um por aí puxando um trailer vou buzinar um monte porque só pode ser você! Valeu pelo relato, divertido!
  4. Valeu, Cristiani Joaquim! Antes de viajar, passei altas horas da madrugada aqui no Mochileiros.com buscando dicas. Foi ótimo. Já me sentia viajando antes de sair de casa. Coloquei como meta: quando voltar, primeira coisa é dividir minha experiência com as pessoas. Se foi tão útil para mim, será para alguém... Você tem razão: a energia, realmente, compensou TUDO! Abraços e obrigado!
  5. Como chegar a Machu Picchu? Para se chegar a Machu Picchu, todos os caminhos são válidos. Porém, se você não se organizar com antecedência será obrigado a escolher entre apenas algumas opções. Se já não existe mais vaga para a Trilha Inca de 2 ou 4 dias, se você não tem tempo suficiente (ou disposição) para fazer a trilha Salkantay, se não arranjou companhia para enfrentar de moto as tortuosas estradas do Peru, ou se não quer enfrentar o “novo trajeto” pela hidroelétrica de Santa Teresa, existe SIM uma outra alternativa: a trilha Inka Jungle. Trilha Inka Jungle Na verdade, a Trilha Inka Jungle é um trajeto que algumas companhias de turismo locais oferecem aos turistas, combinando um pouco de pedalada, caminhada, van, carro e trem para ir de Cusco a Machu Picchu e voltar. O roteiro é: Cusco / Abra Málaga / Santa Maria / Santa Teresa / Machu Picchu Pueblo. Passa o dia em Machu Picchu e começa o retorno: Machu Picchu Pueblo, Olhantaytambo, Cusco. Vale a pena fazer? Sim, vale bastante. O custo não é alto: paguei $150 por 3 dias de passeio, com refeições, hospedagem, bike com equipamentos. Mas já tinha o meu ingresso para Machu Picchu que comprei com antecedência (+ $50). Dica: TUDO, absolutamente tudo o que você incluir no pacote DEVE estar anotado no seu recibo: refeições, hospedagem, ticket de bus, de trem, entrada para Machu Picchu, passeios adicionais, bike com equipamentos... NÃO VACILE! Tive diversos problemas com isso, pois paguei as aventuras opcionais mas não estavam no meu recibo. Resultado? Muita conversa e dor de cabeça. E também perdi dinheiro, pois paguei uma parte adiantada que me foi cobrada novamente depois. FIQUE ESPERTO! Primeiro passeio: bela descida de bike. Você vai sair cedo em uma van de Cusco até Abra Málaga. O visual é lindo, com alguns picos nevados. Parada no ponto mais alto, escolha da bike e começo da trip. A descida é leve, o guia comanda o ritmo para que todos fiquem próximos. O passeio dura umas 2h30m. A estrada merece ATENÇÃO, pois os motoristas peruanos são muito loucos e SEMPRE fazem a curva na contramão. Dica: repare na vegetação durante a descida: diversas espécies de orquídeas e flores andinas maravilhosas! Aventuras opcionais: Zip Line e Rafting As agências também oferecem algumas aventuras opcionais, que valem muito a pena fazer. O agendamento tem que ser feito antes de sair! Cada aventura custou $30. Rafting: o passeio de bike começa em Abra Málaga, a 4200m de altitude e termina em Santa Maria, a 2700m. Aí você fica coçando enquanto os outros se divertem ou faz o rafting. Faça! Ali se encontra um dos melhores rios para a prática de rafting do Peru (de nível 3 a 5). O lugar é lindo, a aventura é cheia de adrenalina, mas segura. Dica: leve roupa impermeável, pois ao sair da aventura você vai estar seco e feliz. Ou vai ficar um bom tempo com a roupa molhada e congelado (uma gripe agora? Roubada!). Cuide sempre da sua saúde, pois você vai precisar dela para chegar a Machu Picchu! Zip Line: esta é uma série de 6 tirolesas sobre um lindo vale. Essa aventura é imperdível! Os guias locais são muito bacanas. Peça para “voar” como o super man. Maravilhoso! Uma das tirolesas tem mais de 600m. Feche os olhos, sinta o vento e agradeça a Deus por estar vivo. Se você comprou o pacote com 4 dias, vai fazer mais um dia de caminhada. Meu pacote era de 3 dias e fui direto da zip line para uma estação de Machu Picchu com a van (com um bando de malucos, SEMPRE!) Machu Picchu. Agora está muito perto. Da estação você vai a pé até o povoado de Machu Picchu (antiga Águas Calientes). A caminhada é espetacular, entre o rio Urubamba e o trilho de trem. Espero que dê sorte e pegue um guia camarada, pois isso é fundamental. Se for xarope, ponha na sua mente: “esse cara não vai estragar meu passeio”. E curta a caminhada no seu ritmo, do seu jeito. Dica 1: leve pouca bagagem. O ponto alto do seu planejamento é calcular sua bagagem para esses dias. (roupa para a descida de bike com corta vento, toca, luvas, agasalho/ calça e blusa impermeáveis para o rafting/ roupa quente para dormir/ roupa para caminhada até povoado Machu Pichu e para o dia em Machu Pichu. Leve roupas de material leve e fáceis de limpar/ lavar/ secar. Nada de jeans ou moletom, por favor! Um ótimo truque são as camadas: roupa fina por baixo e outra por cima.) Dica 2: invista em uma boa mochila, anatômica, confortável. Ela vai ser sua grande companheira de viagem e é muito importante que ela seja excelente! Evita dores e desconforto. Neste ponto da viagem ela vai fazer a GRANDE diferença. Dica 3: as botas de caminhada então nem se fala, né? Têm que ser PERFEITAS! Eu levei uma botina de couro dessas de pedreiro, comprada em loja de construção e foram nota 10! O solado era um 4X4, fáceis de limpar e não dava chulé. E paguei R$ 65,00... Machu Picchu. Chegou o grande dia! Sua sacola com roupa suja e outras coisas vão ficar no hotel no Povoado Machu Picchu. Para Machu Picchu você vai levar sua super amiga mochila com blusa, a capa de chuva, a câmera fotográfica, protetor solar, lanterna pequena, água e uns petiscos. A DICA MAIS IMPORTANTE DE TODAS: antes de planejar sua viagem ao Peru, a primeira coisa que deve fazer é comprar sua entrada por conta própria para Machu Picchu e a entrada para Wayana Picchu. Nesta montanha só entram 400 pessoas por dia, e o acesso esgota rapidamente. Wayna Picchu é uma montanha com subida belíssima (BEM puxada), um lugar mágico, e duvido que você não se apaixone. Compre para o primeiro horário, suba a montanha e depois desça para Machu Picchu. Aí você tem até o final da tarde para curtir. Se você quiser, pode seguir o guia e ouvir um monte de histórias (que às vezes nem sabemos se é verdade ou não), ou você pode escolher meditar em um lugar qualquer do sítio (BEM MELHOR!). A energia que existe ali ainda é a mesma que os Inkas cultuavam. É muita bobagem não aproveitá-la. Sente em um lugar qualquer e fique quieto. Você vai senti-la. Dica: fique descalço. Machu Picchu é um santuário, pise com seus pés nas pedras e sinta toda a energia que flui da montanha. Tudo já valeu a pena. Você tem a opção de voltar de Machu Picchu de ônibus ou a pé. Aliás, também tem a opção de sair de madrugada e subir a pé até o portal de entrada. Acho exagero. A subida é super forte, e você vai chegar lá em cima esbagaçado. Guarde sua energia para explorar Waina Picchu e Machu Picchu. Se tiver com gás no final do dia, dê seu ticket de bus e volte a pé. São 45m de descida e vai precisar da lanterna! Confira com o seu guia qual o horário do trem. Você tem que chegar até o povoado de Machu Picchu, pegar suas coisas que ficaram no hotel e ir até a estação. Então fique atento com o horário. O meu trem saiu às 21h. Então deu tempo de descer, fazer um rango “reforçado”, pegar as coisas e ir até a estação. Você vai de trem até Olhantaytambo, onde vai ter alguém esperando para levá-lo de van até Cusco. Uma viagem BEM cansativa, principalmente porque você estará exausto. Vai chegar de madrugada em Cusco. Reserve um dimdim para um táxi levá-lo ao seu hotel. Um bom banho e CAMA! Não marque nada para o dia seguinte. Acorde com calma e tenha a melhor sensação do mundo: você realizou seu sonho! Dicas extras Bom, já que você chegou até aqui, não custa ler mais este pedacinho: Operadora de viagem Recomendo DEMAIS que tenha um agente de viagem aqui no Brasil. Ele vai ser seu contato com imprevistos, fechar passeios etc. Eu recomendo 100% a Marvin turismo, de Curitiba. Fale com o Vinicius. 4133236373. Perdi meu voo de volta, faltou grana, cartão ficou bloqueado e o Vinicius me ajudou em tudo. Operadora de passeios em Cusco Pesquise BEM antes de fechar com a operadora. São várias. O meu passeio fiz com a Marvelous, na calle Plateros. A Ursula é uma querida, sempre tentando resolver os problemas. Mas o negócio é que foram “vários” problemas e ainda perdi dinheiro... E a gente não quer isso quando viaja, certo? Recomendo que pesquise (outra). Hospedagem O Hostal Buena Vista é excelente opção. Em Cusco fica na calle Pumacurco, 490 http://www.hostalbuenavista.com Também tem Hostal Buena Vista em Lima, e você certamente vai passar por lá... Calle Grinaldo del Solar, 202, Miraflores, Lima. Ambos são de excelente locallização, atendimento, bom astral. Vale muito a pena! Hospedagem em Santa Teresa Fique atento, pois a hospedagem aqui geralmente é em quarto “conjunto” e o banho é frio (ou melhor, congelante!). Inexplicável. Grana Em 08/2013 o real valia 1,1 soles. Uma refeição no centro de Cusco, em um bom vegetariano, sai por 20 soles. Mas se andar umas quadras para fora do centro encontra-se boa refeição por até 7 soles. A cerveja Cusquenha varia de 3,50 a 11 soles (na boate Mama Africa). Uma empanada: 3,50 soles. Água: 2 a 3 soles. Gorro e cachecol: 20 soles. Blusa de alpaca: de 30 soles (feirinha de Olhantaytambo) a 200 soles no centro. SEMPRE prefira fazer compras de produtos feitos pelos peruanos. Produtos chineses são a maior ameaça da cultura e tradição deste povo. Geralmente, com seu cartão de banco é possível fazer saque em dólar e soles. Confira com seu gerente a taxa por saque e lembre-se de habilitar seu cartão para transações internacionais antes de viajar. Museus Todas os locais cobram para entrar. É aqui que sua grana vai levar uma bela mordida: Boleto Turístico para os sítios arqueológicos: 130 soles. Boleto para várias igrejas: 25 soles. Mas outros museus (Museu da Coca) e igrejas cobram a parte, geralmente de 10 a 20 soles. Recomendo o museu Pré Colombiano e Museu Inka em Cusco e o Museu do Ouro em Lima. Massagem Diversas peruanas oferecem massagem nas praças principais. Faz parte da cultura local. A massagem é excelente, sempre muito profissional. Seu corpo merece, depois de tanto esforço. Por uns 30 soles você sai novo! Imprescindível! Drogas Tem muito turista preso no Peru por porte ilegal de drogas. Há guardas por todas parte (e informantes). No sítios arqueológicos, então, nem pense em fazer besteira! Eles tem vários pontos secretos de observação (com binóculos) e já conhecem aquele mocozinho manjado que você imagina "sussi". Tem turista preso há mais de 10 anos no Peru... Está avisado! Achados e perdidos Não dê bobeira. Sua mochila deve estar sempre por perto. Dinheiro e passaporte SEMPRE na carteira dentro da calça (compre aquelas pochets internas). Nada de protetor solar, repelente ou lanterna em bolsinhos do lado de fora da mochila. Há “gnomos” por tada parte. Perdi várias coisas pelo caminho. Piscou, “sumiu”. Aliás, não leve nada que não possa ficar por lá... Dica certa É importante que você anote os nomes de pousada, operadoras etc. Na hora de dividir sua experiência aqui no Mochileiros isso será fundamental para ajudar outras pessoas a evitarem roubadas e seguir sua dica. E nada adianta coisas como "a operadora era uma porcaria mas não lembro o nome..." Peru Um país sensacional! Precioso em história, cultura, arte, paisagens incríveis. Levaram o ouro, mas seu povo continua sendo a maior riqueza. Dedique uma boa parte da sua viagem em conhecer os peruanos. Eles são a história viva, cheios de sabedoria. Sempre simpáticos, adoram o Brasil. Leve lembrancinhas para dar (incenso, saquinho de chá, pulserinha do senhor do bonfim, chaveiro...). E depois da sua viagem, divida suas histórias aqui com a gente, claro! Viva el Peru! Viva Pacha Mama! Para mim foi uma viagem mística, aventureira e cultural que valeu para toda minha vida. Gracias!
×
×
  • Criar Novo...