Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Nathalia Diniz

Membros
  • Total de itens

    11
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Sobre Nathalia Diniz

  • Data de Nascimento Novembro 10

Outras informações

  • Lugares que já visitei
    Santa Catarina (Florianópolis), Minas Gerais (Ibitipoca e Belo Horizonte), Maranhão (Barreirinhas, São Luís e Raposa), Bahia (Salvador, Camaçari e Mata de São João), Rio de Janeiro (Aldeia Velha, Sana, Ilha Grande, Região dos Lagos (Búzios, Cabo Frio, Rio das Ostras)), Brasília (Distrito Federal), Goiás (Goiânia, Alto Paraíso (Chapada dos Veadeiros), Martim de Sá (Paraty - RJ)
  • Ocupação
    Estudade de Relações Internacionais - UFRJ
  • Meu Blog
  1. Bacana Ana. Achei Sumaca uma das praias mais lindas, não consegui fazer a trilha toda, é bem pesada e o grupo que estava tinha um ritmo rápido, pra não atrapalhar preferi voltar e ir de barco. =/
  2. Pessoal que tiver duvida pode enviar. Não estou conseguindo inserir imagens. Poxinha =/
  3. A praia Martim de Sá está localizada na Reserva Ecológica da Joatinga em Paraty. Chegando em Paraty terá que pegar um barco. O ideal é chegar pela manhã o mais cedo possível, já que a saída dos barcos dependem das condições do mar. Existem dois cais em Paraty , se dirija ao cais dos pescadores pois os barcos que dão acesso a Martim saem de lá. Existe a opção de ir até a praia de Pouso da Cajaíba e fazer uma trilha até Martim, o preço do barco sairá mais em conta por volta de R$60,00, terá que fazer uma trilha com duração de 01:30 à 02:00hrs, depende do ritmo. As trilhas da região são bem íngremes, tem que estar preparado/a. A outra opção é o barco direto para Martim que custa R$100,00. Do cais até Martim é uma viagem de pelo menos uma hora e meia, é uma longa viagem. Ahhh... esse tempo se for de lancha, de barco são três horas, o valor sai por R$70,00, mas tem que juntar uma turma de ao menos umas dez pessoas. Mesmo sendo uma longa viagem de barco achei o preço um pouco injusto, mas tinha pesquisado antes e preferi ir direto para Martim pra não carregar o peso na trilha. Os barcos preferem sair com ao menos quatro viajantes se estiver somente um casal e não tiver mais ninguém para fechar na hora, eles cobram R$300,00 para o casal. Antes de embarcar passe protetor solar. Meu protetor não estava com fácil acesso na mochila decidi não pegar e o resultado foi que me queimei o equivalente a viagem toda em menos de duas horas de viagem no barco. Outra dica importante é passar repelente ainda dentro do barco e ir de chinelo. Martim tem muuuuuito mosquito, uma quantidade absurda e a primeira recepção é feita por eles, passe repelente quando tiver dentro do barco, não deixe pra passar depois. Eu fui calçada com minha botinha de trilha pra não fazer mais peso na mochila, mas não sabia que lá não tinha um cais, por menor que fosse, lá não tem. Me embananei um pouco pra sair do barco, tirar bota e carregar as coisas. Contei com a ajuda de uma galera muito amor que conheci no barco e acabei ficando com essa turma a viagem toda (lei natural dos encontros). <3 Chegando em Paraty se dirija ao cais dos pescadores; Barco direto pra Martim R$100,00 por pessoa e se tiver somente um casal R$300,00 Vá de chinelo. Em Martim não tem cais, você desce do barco no mar. Passe protetor solar logo que chegar em Paraty, antes de entrar no barco. A viagem é longa do cais até Martim, por volta de uma hora e meia pelo menos, podendo ser mais de acordo com as condições do mar. Quando estiver próximo de chegar em Martim passe repelente por todo o corpo. Martim tem muito mosquito. Fique tranquilo porque aedes aegypti não vi por lá. ONDE FICAR Entrada do Camping do Seu Maneco Em Martim só há um lugar para se hospedar que é o Camping do Seu Maneco. Seu Maneco é um caiçara que mora em Martim por mais de 50 anos com sua família. Seu grande terreno chama a atenção de emissários de construtoras que tentam comprar a área com ofertas milionárias, com objetivo de construir um resort e fechar o local somente para clientes. Seu Maneco está interessado apenas na vida boa e tranquila que leva e não sede as propostas. INFRAESTRUTURA DO CAMPING A) Diária no camping A diária do camping nesse réveillon estava R$20,00 . O camping oferece um amplo espaço para as barracas, não existe a opção de quartos como em alguns campings. B) Cozinha Tem uma cozinha com fogão a lenha, terá que catar lenha se resolver usar o fogãozinho. Tem alguns utensílios na cozinha, mas o ideal é que leve sua panelinha, prato, talher e copo, pois não tem todos. A maioria das pessoas levam seus fogareiros e toda sua comida. Eu cheguei a comprar um fogareiro pra levar pois pesquisei antes e percebi que o preço que gastaria com o PF sairia no valor do fogareiro e era um investimento que já queria fazer, mas optei por levar uma lona extra e deixei o fogareiro pra trás, quando testar o fogareiro faço um post pra quem tiver curiosidade. C) Alimentação Alguns deixam pra comprar a comida em algum mercadinho de Paraty, se puder comprar antes de chegar em Paraty é o ideal. No grande quintal do Seu Maneco há algumas casinhas da sua família, todas elas servem refeição. A opção de prato feito é composta com arroz, feijão ovo ou peixe e salada, custa R$20,00. Pra beber tem mate natural por R$3,00, guaraviton R$6,00 e refrigerante que não sei o preço. Existem também pequenas vendinhas com algumas opções de biscoito, macarrão, miojo... todos os preços em Martim são inflacionados, devido a grande dificuldade de acesso ao local, os gastos com travessia de barco acaba refletindo no preço da comida, logo se torna um preço justo. D) Banheiros Contei uns dez chuveiros espalhados pelo camping e uns dez vasos sanitários. Hehe... Oito desses chuveiros a porta é apenas uma lona, as pessoas costumavam se banhar com roupa de banho. Os banheiros geralmente estavam limpos e com pequenas filas para tomar banho, dependendo do horário nem tinha fila. E) Ponto de Luz Não tem ponto de luz no camping, se gosta de fotografar ou sua lanterna carrega somente na tomada, leve tudo bem carregado. Caso a bateria da câmera ou celular termine e ainda não registrou todos os momentos que gostaria, o valor pra carregar é R$10,00. As 22:00hrs da noite as luzes do camping se apagam, não esqueça da sua lanterna. F) Água, Bebidas Alcoólicas e Lixo A água das torneiras e chuveiros é direto da cachoeira. Eu enchi minha garrafinha d'água com a água da torneira que vem direto da fonte. Em Martim não vende bebidas alcoólicas, a família do Seu Maneco é evangélica. Logo na entrada do camping tem placas alertando que é proíbido o uso de bebidas no camping e se levou, que consuma fora da área de camping, na praia e levar as garrafas, latas de volta. Em Martim não existe coleta de lixo, tem muitas plaquinhas espalhadas pelo camping pedindo a gentileza de retornar com o lixo. É tudo muito simples e roots, Martim é dedicado as aventureiras e os aventureiros. Diária no camping R$20,00 (janeiro 2016) Cozinha: fogão a lenha. Se for cozinhar no camping o ideal é levar um fogareiro. Fica uma galerinha na cozinha utilizando o fogão, quem tem fome tem pressa geralmente. Hehe... Prato feito: R$20,00. Bebida alcoólica: em Martim não vende bebida alcoólica leve sua bebida se quiser beber. Você consegue comprar gelo com os barqueiros. Lixo: não tem coleta de lixo no local, leve seu lixo de volta para ajudar os moradores. PRAIA DE MARTIM A praia tem Martim é simplesmente encantadora, águas claras, areia branca, um chuveirão com água doce direto da cachoeira, muitas árvores possibilitando sombras. É uma energia muito boa. É bom levar snorkel pra ver os peixinhos. Tem o encontro do rio com o mar, que o acesso se da por uma pequena trilha pela mata ou pelas pedras, acabei não indo, mas disseram que é lindo. IMG_308922.jpg Cachoeira do Escorrega - Martim de Sá Em Martim também tem cachoeira, tem o Poção e o Escorrega. Até o Poção acho que foram uns 30 minutos de trilha e o Escorrega fica antes, acho que uns 15 minutos. Achei o Escorrega mais lindo, mas vale a pena ir ao Poção também. As trilhas são bem demarcadas no chão com algumas plaquinhas, mas fique atento pra não se perder, algumas partes são confusas. O ideal é fazer as trilhas sempre em grupo, uma moradora de uma praia vizinha informou a presença de onças no local, elas fogem ao ouvir barulhos, não tem o costume de atacar. TRILHAS Segredo! Vai ter que ir a Martim pra descobrir esse paraíso. | Foto Ricardo Acioli sumaca2 Praia da Sumaca Em Martim existem várias opções de trilhas, todas com longos trechos de subidas íngremes, senti um pouco de dificuldade para realizá-las. Recomendo uma preparação antes para realizar as trilhas com mais tranquilidade. Tem a alternativa de chegar as outras praias de barco também, os valores são a partir de R$10,00 variando de acordo com a distancia da praia. A praia da Sumaca tem águas ainda mais claras que a praia de Martim, uma das praias mais linda que já visitei. Tem água doce entre as pedras com água vindo direto da cachoeira. Lá tem barzinho com opções de refeições e vende cerveja, o preço do latão estava R$10,00, Itaipava. Hehe... A distancia dessas praias da cidade tornam as coisas um pouco mais caras, como disse, é só ir preparada/o. GRATIDÃO Foram cinco dias desconectada da Babilônia que é a cidade grande. Sem sinal de celular desliguei pra economizar bateria logo que cheguei. Fiquei perdida no tempo que demora a passar em Martim, o dia parecia ter 72 horas. Conheci pessoas do bem e de luz, que me acolheram e compartilhamos grandes momentos. Gratidão a todas as pessoas que conheci, gratidão por todas as trocas. Martim tem uma energia especial. Se busca paz, conexão com a natureza e vida simples, Martim é o seu lugar. https://circularinfinito.wordpress.com/2016/01/10/martim-de-sa/
  4. Oii Meeyri! Estou indo pra Maceió sozinha em março, se animar avisa! =]
  5. Olá querido! Vou pra Maceió em março/2015, gostaria de saber o valor do taxi do hostel até o aeroporto. =] Aguardo a resposta. Obrigada!
  6. Nathalia Diniz

    São Tomé das Letras

    Somos iguais Nathalia, visitar com hora marcada não é a mesma coisa que explorar, kkk! Então, em São Tomé que eu saiba não tem transporte público, o que eles tem para locomoção entre as cachoeiras e algumas grutas é um tal de "Pororoca", um ônibus de um senhor que dizem não cobrar barato (algo em torno de R$ 50). A maioria do pessoal que conheço pediu carona para o pessoal da região. Questão de campings existem vários, o mais barato que consegui encontrar foi o "Camping do Delei" (https://www.facebook.com/campingdo.delei). Ele me disse que a diária é R$ 15, um valor bem em conta se você quiser passar alguns dias ou semanas por lá! Outra fonte boa para pesquisa do que tem por lá (pontos turísticos e outras informações), vc encontrará aqui: http://www.raffanocaminho.blogspot.com.br/2012/08/sao-thome-das-letras-by-raffa.html Espero ter ajudado! Olá Denis! Ajudou bastante, vou verificar os sites. Muitíssimo obrigada!
  7. Nathalia Diniz

    Chapada dos Veadeiros

    Oiii Isis! Muito obrigada! Ajudou bastante! <3
  8. Nathalia Diniz

    São Tomé das Letras

    Olá mochileiros! Estou pesquisando um lugar alternativo para passar o réveillon e a Chapada do Veadeiros e São Tomé das Lestras são um dos destinos pensados. Vou com duas amigas, nós gostamos de fazer passeios independentes, sem compromisso com a hora de agência, etc. Sobre São Tomé gostaria de saber: Como é a locomoção entre as cachoeiras, já que o local é grande e não temos carro. Tem transporte público ? Como funciona ? E qual seria o camping ideal pra ficarmos já que não estaremos de carro ? Se alguém puder ajudar, gratidão! <3
  9. Nathalia Diniz

    Rio de Janeiro (outubro 20-24)

    Haaaa.. Já que estará aqui na segunda-feira, se gostar de boemia não deixe de ir a Pedra do Sal. Roda de Samba maravilhosa que atrai os cariocas e os turistas. É um happy hour que rola toda segunda e sexta e não paga. O local é aberto, tipo uma micro Lapa, se chover muito o evento é cancelado. Cerveja acessível ( latão R$5,00. <3 ), pessoas interessantes! <3 É só amor!
  10. Nathalia Diniz

    Rio de Janeiro (outubro 20-24)

    Olá! Eu estudo e trabalho, se não te acompanharia em alguma trilha, mas vou dar umas dicas. Já que vai saltar de asa delta, faça a trilha da Pedra Bonita antes. A trilha é tranquila, o chão é bem demarcado e não precisa de guia. Faça a trilha primeiro e na volta da trilha salta de asa delta, a paisagem é linda! Pra economizar grana é legal você fazer a trilha do Pão de Açúcar, enquanto o turista paga mais de R$50,00, quem faz a trilha não paga nada. A trilha é bem sinalizada, a terra bem demarcada. Não precisa de guia. A vista é a mesma, a diferença é que não vai pagar nada. =] Você pode ir de metro até Botafogo e lá vai pegar o 513 que deixa na Praia Vermelha, é o ponto final dele e fica ao lado do metro, não tem erro. Se optar por fazer a trilha a tarde, na volta assista o por-do-sol na mureta da Urca, no final tem um barzinho, sendo que a cerveja custa R$10,00. =/ Hahah.. carinha! Não deixe de ir no Parque Lage, Jardim Botânico e Vista Chinesa. Da pra fazer os 03 em um dia. São razoavelmente perto um dos outros, porém para Vista Chinesa terá duas opções subir caminhando, é longo ou de táxi. Eu não sei qual o seu perfil, se tiver alguma duvida manda que tento ajudar.
  11. Nathalia Diniz

    Chapada dos Veadeiros

    Olá mochileiros! Estou pesquisando um lugar alternativo para passar o réveillon e a Chapada do Veadeiros é um dos destinos pensados. Vou com duas amigas, nós gostamos de fazer passeios independentes, sem compromisso com a hora de agência, etc. Gostaria de saber como é a locomoção entre as cachoeiras, já que o local é grande e não temos carro. Tem transporte público ? Como funciona ? E qual o município seria ideal pra ficarmos, mais perto das cachoeiras ? Se alguém puder ajudar, gratidão! <3
×