Ir para conteúdo

Marcela Caminhos me Levem

Membros
  • Total de itens

    56
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

4 Neutra

Bio

  • Ocupação
    Nômade Digital

Outras informações

Últimos Visitantes

609 visualizações
  1. Oii desculpa a demora, não tinha visto seu comentário. Olha, eu não sei sobre as estradas, mas eu não andaria sozinha à noite por lá em nenhum lugar. Se vc estiver acompanhada acho que é mais tranquilo. Eu só to achando seu roteiro muito corrido! Em 5 dias farias no máaaximo 5 cidades.
  2. Nicarágua foi o terceiro país do nosso roteiro de 44 dias pela América Central com R$4955 cada um, incluindo passagens do Brasil. Nicarágua é amor! Havíamos lido que todo viajante que vai da Costa Rica pra lá sente-se como se tivesse encontrado seu Eldorado. Fomos conferir, e realmente é isso mesmo. É certo que os terminais de transporte são lugares pavorosos para se estar, e os taxistas são pessoas horripilantes, mas o país é só amor! Nosso mochilão pela Nicarágua e América Central foi inesquecível! Dividimos as informações sobre essa viagem em vários posts, confira em nosso blog:
  3. Costa Rica foi o segundo país do nosso roteiro de 44 dias pela América Central com R$4955 cada um, incluindo passagens do Brasil. A Costa Rica é definitivamente o país a ser evitado na América Central por mochileiros e viajantes. HIPER turístico, os preços são bem mais caros do que os seus vizinhos, inclusive o Panamá. E, ao menos nos lugares que visitamos, tudo é baseado em tours de empresas, sendo bem difícil fazer o que tem de interessante por conta própria. Por isso nosso “Mochilão Costa Rica” foi meio fraco no fim das contas. Dividimos as informações sobre essa viagem em
  4. Panamá foi o primeiro país do nosso roteiro de 44 dias pela América Central com R$4955 cada um, incluindo passagens do Brasil. Sendo uma das maneiras mais fáceis de entrar na América Central, já que tem aí um aeroporto que serve como hub para a Copa Airlines que barateia os voos, o Panamá é um país bastante turístico e desenvolvido. O país é pequeno, mas as distâncias dentro dele não são tão curtas, porque as estradas cortam montanhas e são bem sinuosas. Passamos 2 vezes pelo país durante nosso mochilão pela América Central e vamos contar aqui tudo sobre o Panamá. Dividimos as infor
  5. Fizemos uma viagem de 17 dias pelo Norte do Brasil, passando também pela Venezuela. Até hoje lembramos dessa viagem e pensamos “que viagem doida!”. Venezuela, Roraima, Amazonas e Pará, com direito à escalada de um dos montes mais antigos do mundo, o Monte Roraima, e 30h de viagem de barco pelo Rio Amazonas! Confira como foi nosso Roteiro Monte Roraima + Amazônia + Alter do Chão. Gastamos cerca de R$3.000 cada um, incluindo todas as passagens e hospedagens. A melhor época para fazer o trekking no Monte Roraima é de outubro a abril, quando tem menos chuva. Já a melhor época para c
  6. Desde que morei em Fortaleza, em 2012, já fui 4 vezes a Jericoacoara, sendo que uma delas foi para ficar quase 2 meses fazendo trabaslho voluntário. Tenho muitos amigos que continuam morando lá e me passaram os valores atualizados abaixo, além do calendário das festinhas que estão rolando e dicas de como economizar em uma viagem a Jericoacoara. Estive em Jeri em 2012, 2013, 2014 (morei) e 2016, e posso dizer que desde a primeira vez os preços triplicaram. O turismo chegou com tudo e também tirou um pouco do encanto do lugar, mas não há dúvidas de aquela maravilha toda continua cati
  7. Somos um casal tranquilo, gordinho, bêbado e ocioso. Nos conhecemos no Nordeste do Brasil, um num mochilão de desempregado, o outro num super emprego. No ínterim entre aquele momento e agora as posições se inverteram algumas vezes, nos mudamos muitas vezes juntos e separados, mas nunca paramos de viajar. Adoramos por onde os caminhos tem nos levado, e estamos ansiosos para ver por onde os caminhos nos levarão. Sempre aproveitando muito o que os caminhos nos trouxeram. Já temos posts completos sobre vários países, tais como Costa Rica, Panamá e Nicarágua, Argentina, Bolívia, Chile, Paraguai
  8. Planejamos a parte europeia da nossa viagem para o inverno do Norte, que é entre dezembro e março. A ideia era ver neve e vivenciar a rotina das cidades e pessoas em temperaturas abaixo de zero. Tudo fácil: era só ir pro mais norte possível no continente e ser feliz. MAS somos brasileiros e nos deparamos com um problema: o Carnaval! Antes de pensar em países a visitar deveríamos decidir onde iríamos querer estar durante o carnaval. E, após quase 3 meses de frio, tínhamos a certeza de que estaríamos querendo um pouco de sol e praia. Decidimos, então, por Malta, que é um dos territórios mais
  9. Estávamos desenhando nosso roteiro pela Europa e sempre dávamos com a Bielorrússia pelo caminho. Um dos países mais fechados da Europa, vivendo uma “ditadura”, ele seria um grande problema, já que para conseguir o visto seria uma burocracia enorme. E dor de cabeça que um viajante não quer ter na Europa é com visto. Daí estávamos vagando pela internet e descobrimos que Brasil e Bielorrússia iriam entrar num acordo de isenção de visto. Pronto! O país entrou imediatamente no nosso roteiro! 1) Guia Básico da Bielorrússia >>> http://caminhosmelevem.com/guia-basico-da-bielorrussia/
  10. É fato que pouquíssimos brasileiros dedicam muitos dias de viagem para conhecer o Paraguai. A maioria apenas passa por Ciudad del Este para fazer compras ou só por curiosidade. A verdade é que nos surpreendemos positivamente com o país. Não conhecemos a capital Asunción, mas não queríamos ir embora de Encarnación, e também as Ruínas Jesuíticas de Trinidad são impressionantes. roteiro 3 dias >>> http://caminhosmelevem.com/viagem-de-3-dias-pelo-paraguai/ visitando as ruínas jesuíticas do paraguai >>> http://caminhosmelevem.com/conhecendo-encarnacion-e-as-ruinas-jesuitic
  11. Minha viagem pela Bolívia foi bem típica: andei no trem da morte; peguei ônibus horríveis, com poltronas que não inclinavam, sem banheiro, pra passar mais de 16h atravessando penhascos; fiz o tour do Salar de Uyuni com um guia/motorista totalmente bêbado; aqueles ônibus horríveis quebraram no meio da estrada (lá nos penhascos); o carro que fiz o tour em Uyuni também quebrou umas 3x no meio do deserto; sofri com a altitude, com o frio, com o ar seco, com a comida ruim; passei mal por estar a muitas horas (dias) sem dormir e querer mais festa. Passei 20 dias no país e resumi as infor
  12. Muitas vezes apontado, junto com o Brasil, como país de maior desenvolvimento da América do Sul, o Chile na verdade é um delicioso e caótico país latino, daquele jeito mesmo que a gente imagina, com transportes cheios, muitos vendedores de rua, gritaria, música alta, felicidade e simpatia. Acredito que esse posto de país mais desenvolvido seja ocupado pela Argentina. Mochilão Pelo Chile | Dicas de Viagem Comidas e Bebidas Típicas do Chile Um Dia em Puerto Varas | Mochilão Chile Onde Ficar em Chiloé | Castro ou Ancud? Dicas de V
  13. Argentina: País gigante, entre os 10 maiores do mundo, a Argentina toma quase a totalidade da parte sul da América do Sul. Isso significa que não adianta programar uma viagenzinha de 2 semanas pra rodar o país não. Cada região tem sua magia específica, sua cultura, seu sotaque, tal qual o Brasil. E cada região é mais linda do que a outra. Tem neve, tem calor, tem praias cheias de animaizinhos, comida gostosa, duendes, tem de tudo mesmo. Fora a proximidade com a cultura brasileira em algumas regiões. Mochilão Argentina no Inverno | Dicas de Viagem Comidas e Bebidas
  14. A Europa tem muitas divisões políticas bem difíceis de entender para nós. Existe o continente europeu, a União Europeia e o Espaço Schengen. Vamos explicar aqui rapidinho: Clique aqui para ver todas nossas dicas sobre o Visto Schengen. O mais difícil de definir é o continente europeu, já que podem ser levadas muitas coisas em conta. De todo modo, é a divisão que menos importa pra gente que viaja.
  15. Algo diferente e único é ir a um festival na Europa. Diferentemente do Brasil, os festivais grandes europeus geralmente envolvem acampar, o que significa passar o dia inteiro pirando com os amiguinhos novos, muita energia positiva, festas paralelas e muita coisa mais. Daí resolvemos fazer uma listinha com os festivais que mais chamaram nossa atenção no velho continente. Não há menção a festivais dedicados exclusivamente à música eletrônica, porque não é muito nossa onda, então nunca pesquisamos nem fomos a nenhum desses. As datas não são muito fixas, mas classificamos por mês só pr
×
×
  • Criar Novo...