Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Marcela Caminhos me Levem

Membros
  • Total de itens

    55
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

2 Neutra

Outras informações

  • Lugares que já visitei
    Brasil, Bolívia, Peru, Venezuela, França, Luxemburgo, Bélgica, Holanda, Alemanha, Áustria, Itália, Vaticano, Portugal, Panamá, Costa Rica, Nicarágua, Uruguai, Argentina, Chile, Paraguai, Dinamarca, Suécia, República Tcheca, Eslováquia, Hungria, Polônia, Bielorrússia, Lituânia, Islândia, Espanha, Malta, Inglaterra, País de Gales, Escócia, Cabo Verde, Marrocos, Romênia, Moldávia, Bulgária, Sérvia, Macedônia, Grécia, Turquia, Equador, Colômbia, Aruba, Curaçao
  • Meus Relatos de viagem
    caminhosmelevem.com
  • Ocupação
    Nômade Digital
  • Meu Blog

Últimos Visitantes

137 visualizações
  1. Marcela Caminhos me Levem

    Mochilão América Central - Panamá, Costa Rica e Nicarágua ( 44 dias / R$4955)

    Nicarágua foi o terceiro país do nosso roteiro de 44 dias pela América Central com R$4955 cada um, incluindo passagens do Brasil. Nicarágua é amor! Havíamos lido que todo viajante que vai da Costa Rica pra lá sente-se como se tivesse encontrado seu Eldorado. Fomos conferir, e realmente é isso mesmo. É certo que os terminais de transporte são lugares pavorosos para se estar, e os taxistas são pessoas horripilantes, mas o país é só amor! Nosso mochilão pela Nicarágua e América Central foi inesquecível! Dividimos as informações sobre essa viagem em vários posts, confira em nosso blog: 1) Guia Básico da Nicarágua 2) Como se Locomover pela Nicarágua 3) Comidas e Bebidas Típicas da Nicarágua 4) O Que Fazer em San Juan del Sur 5) Isla Ometepe: Camping, Caminhadas e Praias de Lagoa 6) O Que Fazer em Granada 7) Como Conhecer a Laguna de Apoyo SEM Tour León, a Capital do Surf de Vulcão 9) Como ir de La Fortuna para a Nicarágua 10) Como ir da Nicarágua para San Jose, na Costa Rica
  2. Marcela Caminhos me Levem

    Mochilão América Central - Panamá, Costa Rica e Nicarágua ( 44 dias / R$4955)

    Costa Rica foi o segundo país do nosso roteiro de 44 dias pela América Central com R$4955 cada um, incluindo passagens do Brasil. A Costa Rica é definitivamente o país a ser evitado na América Central por mochileiros e viajantes. HIPER turístico, os preços são bem mais caros do que os seus vizinhos, inclusive o Panamá. E, ao menos nos lugares que visitamos, tudo é baseado em tours de empresas, sendo bem difícil fazer o que tem de interessante por conta própria. Por isso nosso “Mochilão Costa Rica” foi meio fraco no fim das contas. Dividimos as informações sobre essa viagem em vários posts, confira em nosso blog: 1) Dicas para Viajar pela Costa Rica 2) Visto para a Costa Rica 3) O Que Fazer em Puerto Viejo de Talamanca 4) Como ir de Puerto Viejo a La Fortuna 5) San Jose, a Capital da Costa Rica 6) O Que Fazer em La Fortuna 7) Como ir de La Fortuna para a Nicarágua
  3. Panamá foi o primeiro país do nosso roteiro de 44 dias pela América Central com R$4955 cada um, incluindo passagens do Brasil. Sendo uma das maneiras mais fáceis de entrar na América Central, já que tem aí um aeroporto que serve como hub para a Copa Airlines que barateia os voos, o Panamá é um país bastante turístico e desenvolvido. O país é pequeno, mas as distâncias dentro dele não são tão curtas, porque as estradas cortam montanhas e são bem sinuosas. Passamos 2 vezes pelo país durante nosso mochilão pela América Central e vamos contar aqui tudo sobre o Panamá. Dividimos as informações sobre essa viagem em vários posts, confira em nosso blog: 1) Tudo Sobre o Panamá 2) Comidas e Bebidas Típicas do Panamá 3) O Que Fazer na Cidade do Panamá 4) 3 Dias Inesquecíveis em San Blas 5) Como ir da Cidade do Panamá Para Bocas del Toro 6) O Que Fazer no Arquipélago de Bocas del Toro 7) Como ir de Bocas del Toro a Puerto Viejo, na Costa Rica
  4. Fizemos uma viagem de 17 dias pelo Norte do Brasil, passando também pela Venezuela. Até hoje lembramos dessa viagem e pensamos “que viagem doida!”. Venezuela, Roraima, Amazonas e Pará, com direito à escalada de um dos montes mais antigos do mundo, o Monte Roraima, e 30h de viagem de barco pelo Rio Amazonas! Confira como foi nosso Roteiro Monte Roraima + Amazônia + Alter do Chão. Gastamos cerca de R$3.000 cada um, incluindo todas as passagens e hospedagens. A melhor época para fazer o trekking no Monte Roraima é de outubro a abril, quando tem menos chuva. Já a melhor época para conhecer Alter do Chão é entre agosto e dezembro, que é época de estiagem, ou seja, o nível das águas do Tapajós está baixo e as praias de areia branca se formam. Na época de cheia a água do rio cobre as praias. Assim, a melhor época combinando os 2 é entre outubro e dezembro. O trekking no Monte Roraima tem cerca de 83km de extensão e é bem pesado no sentido de caminhadas longas, subidas cansativas e calor de dia / frio de noite. Nós conseguimos completar o trekking, apesar de termos pouco preparo físico, mas foi bem sofrido. Continue lendo no meu blog --> http://caminhosmelevem.com/roteiro-monte-roraima-amazonia-alter-do-chao/ Como foi o trekking de 6 dias --> http://caminhosmelevem.com/trekking-de-6-dias-ao-monte-roraima/ Como foi a viagem de barco --> http://caminhosmelevem.com/manaus-a-santarem-30h-de-barco-pelo-rio-amazonas/ O Que Fazer em Alter do Chão --> http://caminhosmelevem.com/o-que-fazer-em-santarem-e-alter-do-chao/
  5. Marcela Caminhos me Levem

    Viagem Econômica a Jericoacoara (dicas de quem já morou lá)

    Desde que morei em Fortaleza, em 2012, já fui 4 vezes a Jericoacoara, sendo que uma delas foi para ficar quase 2 meses fazendo trabaslho voluntário. Tenho muitos amigos que continuam morando lá e me passaram os valores atualizados abaixo, além do calendário das festinhas que estão rolando e dicas de como economizar em uma viagem a Jericoacoara. Estive em Jeri em 2012, 2013, 2014 (morei) e 2016, e posso dizer que desde a primeira vez os preços triplicaram. O turismo chegou com tudo e também tirou um pouco do encanto do lugar, mas não há dúvidas de aquela maravilha toda continua cativando com sua beleza e sua vibe. Por mais que Jeri tenha se tornado um destino caro, ainda é possível fazer tudo sem frescura e de modo econômico. Continue lendo no meu blog --> http://caminhosmelevem.com/como-economizar-em-uma-viagem-a-jericoacoara/
  6. Marcela Caminhos me Levem

    Caminhos me Levem: a volta ao mundo no tempo que a gente quiser!

    Somos um casal tranquilo, gordinho, bêbado e ocioso. Nos conhecemos no Nordeste do Brasil, um num mochilão de desempregado, o outro num super emprego. No ínterim entre aquele momento e agora as posições se inverteram algumas vezes, nos mudamos muitas vezes juntos e separados, mas nunca paramos de viajar. Adoramos por onde os caminhos tem nos levado, e estamos ansiosos para ver por onde os caminhos nos levarão. Sempre aproveitando muito o que os caminhos nos trouxeram. Já temos posts completos sobre vários países, tais como Costa Rica, Panamá e Nicarágua, Argentina, Bolívia, Chile, Paraguai, Uruguai, Venezuela (Monte Roraima), Amazônia, Malta, Bielorrússia, Islândia, Cabo Verde e Marrocos. Acesse aqui >>> http://caminhosmelevem.com/
  7. Marcela Caminhos me Levem

    Carnaval na Europa: uma semana nas ilhas de Malta

    Planejamos a parte europeia da nossa viagem para o inverno do Norte, que é entre dezembro e março. A ideia era ver neve e vivenciar a rotina das cidades e pessoas em temperaturas abaixo de zero. Tudo fácil: era só ir pro mais norte possível no continente e ser feliz. MAS somos brasileiros e nos deparamos com um problema: o Carnaval! Antes de pensar em países a visitar deveríamos decidir onde iríamos querer estar durante o carnaval. E, após quase 3 meses de frio, tínhamos a certeza de que estaríamos querendo um pouco de sol e praia. Decidimos, então, por Malta, que é um dos territórios mais ao sul da Europa, bem pertinho da Tunísia, ou seja, já quase na África. Malta ainda conta com um ponto a mais: um dos carnavais mais antigos e tradicionais do mundo ocorre lá. Lindo! Passamos 8 dias em Malta e gastamos R$1080 cada um, incluindo voos ida e volta da Europa. Conhecemos bem as 3 ilhas usando apenas transporte público. Nos hospedamos em hotéis baratos e 2 noites em couchsurfing. Voamos para lá vindo de Barcelona e fomos embora para Londres. Os voos foram com low cost e comprados com 2 meses de antecedência. Fizemos posts específicos sobre cada parte visitada de Malta e sobre as peculiaridades do país. Acesse aqui: 1) Guia Básico de Malta >>> http://caminhosmelevem.com/guia-basico-de-malta/ 2) Onde Ficar em Malta >>> http://caminhosmelevem.com/onde-ficar-em-malta/ 3) Comidas e Bebidas Típicas de Malta >>> http://caminhosmelevem.com/comidas-e-bebidas-tipicas-de-malta/ 4) Como é o Carnaval de Malta >>> http://caminhosmelevem.com/como-e-o-carnaval-em-malta/ 5) O Que Fazer em Malta >>> http://caminhosmelevem.com/o-que-fazer-em-malta/ 6) Comino e a Lagoa Azul >>> http://caminhosmelevem.com/comino-e-a-lagoa-azul/ 7) O Que Fazer em Gozo >>> http://caminhosmelevem.com/o-que-fazer-em-gozo/
  8. Marcela Caminhos me Levem

    Uma semana pela Bielorrússia SEM VISTO: Brest e Minsk

    Estávamos desenhando nosso roteiro pela Europa e sempre dávamos com a Bielorrússia pelo caminho. Um dos países mais fechados da Europa, vivendo uma “ditadura”, ele seria um grande problema, já que para conseguir o visto seria uma burocracia enorme. E dor de cabeça que um viajante não quer ter na Europa é com visto. Daí estávamos vagando pela internet e descobrimos que Brasil e Bielorrússia iriam entrar num acordo de isenção de visto. Pronto! O país entrou imediatamente no nosso roteiro! 1) Guia Básico da Bielorrússia >>> http://caminhosmelevem.com/guia-basico-da-bielorrussia/ 2) Visto para a Bielorrússia >>> http://caminhosmelevem.com/visto-para-a-bielorrussia/ 3) Comidas e Bebidas Típicas da Bielorrússia >>> http://caminhosmelevem.com/comidas-e-bebidas-tipicas-da-bielorrussia/ 4) Como Visitar Brest >>> http://caminhosmelevem.com/brest-uma-volta-aos-tempos-sovieticos/ 5) O que Fazer na Surpreendente Cidade de Brest >>> http://caminhosmelevem.com/o-que-fazer-na-surpreendente-cidade-de-brest-na-bielorrussia/ 6) Minsk: Como Chegar, Como se Locomover e Onde Ficar >>> http://caminhosmelevem.com/minska-capital-da-bielorrussia/ 7) O que Fazer em Minsk, a Capital da Bielorrússia >>> http://caminhosmelevem.com/o-que-fazer-em-minsk/
  9. Marcela Caminhos me Levem

    Conhecendo o Paraguai além de Ciudad del Este

    É fato que pouquíssimos brasileiros dedicam muitos dias de viagem para conhecer o Paraguai. A maioria apenas passa por Ciudad del Este para fazer compras ou só por curiosidade. A verdade é que nos surpreendemos positivamente com o país. Não conhecemos a capital Asunción, mas não queríamos ir embora de Encarnación, e também as Ruínas Jesuíticas de Trinidad são impressionantes. roteiro 3 dias >>> http://caminhosmelevem.com/viagem-de-3-dias-pelo-paraguai/ visitando as ruínas jesuíticas do paraguai >>> http://caminhosmelevem.com/conhecendo-encarnacion-e-as-ruinas-jesuiticas-do-paraguai/
  10. Minha viagem pela Bolívia foi bem típica: andei no trem da morte; peguei ônibus horríveis, com poltronas que não inclinavam, sem banheiro, pra passar mais de 16h atravessando penhascos; fiz o tour do Salar de Uyuni com um guia/motorista totalmente bêbado; aqueles ônibus horríveis quebraram no meio da estrada (lá nos penhascos); o carro que fiz o tour em Uyuni também quebrou umas 3x no meio do deserto; sofri com a altitude, com o frio, com o ar seco, com a comida ruim; passei mal por estar a muitas horas (dias) sem dormir e querer mais festa. Passei 20 dias no país e resumi as informações nesses posts aqui: Mochilão Pela Bolívia | Dicas de Viagem Viajando para a Bolívia no Trem da Morte O Que Fazer em Santa Cruz de la Sierra O Que Fazer em Sucre O Que Fazer em Potosí, a cidade mais alta da Bolívia Como é o Tour de 3 Dias pelo Salar de UyuniO Que Fazer em La PazConhecendo o Lago Titicaca e a Isla del Sol
  11. Marcela Caminhos me Levem

    Argentina e Chile de ônibus: Buenos Aires, Bariloche, El Bolsón, Puerto Varas e Isla de Chiloé (Castro e Ancud)

    Muitas vezes apontado, junto com o Brasil, como país de maior desenvolvimento da América do Sul, o Chile na verdade é um delicioso e caótico país latino, daquele jeito mesmo que a gente imagina, com transportes cheios, muitos vendedores de rua, gritaria, música alta, felicidade e simpatia. Acredito que esse posto de país mais desenvolvido seja ocupado pela Argentina. Mochilão Pelo Chile | Dicas de Viagem Comidas e Bebidas Típicas do Chile Um Dia em Puerto Varas | Mochilão Chile Onde Ficar em Chiloé | Castro ou Ancud? Dicas de Viagem Para Ancud | Isla de Chiloé O Que Fazer em Castro | Isla de Chiloé E ainda seguimos viagem por Valdívia, Santiago e Valparaíso, voltando depois pra Mendoza, na Argentina. Quem tiver dúvidas é só mandar!
  12. Argentina: País gigante, entre os 10 maiores do mundo, a Argentina toma quase a totalidade da parte sul da América do Sul. Isso significa que não adianta programar uma viagenzinha de 2 semanas pra rodar o país não. Cada região tem sua magia específica, sua cultura, seu sotaque, tal qual o Brasil. E cada região é mais linda do que a outra. Tem neve, tem calor, tem praias cheias de animaizinhos, comida gostosa, duendes, tem de tudo mesmo. Fora a proximidade com a cultura brasileira em algumas regiões. Mochilão Argentina no Inverno | Dicas de Viagem Comidas e Bebidas Típicas da Argentina O Que Fazer em Buenos Aires | Mochilão Argentina Como é a Oktoberfest Argentina | Fiesta Nacional de la Cerveza Tudo Sobre Bariloche | Argentina no Inverno O Que Fazer em El Bolsón | Mochilão Argentina E se tiverem dúvidas podem dixar aqui mesmo ou lá no blog
  13. Marcela Caminhos me Levem

    Como funciona o visto Schengen para brasileiros!

    A Europa tem muitas divisões políticas bem difíceis de entender para nós. Existe o continente europeu, a União Europeia e o Espaço Schengen. Vamos explicar aqui rapidinho: Clique aqui para ver todas nossas dicas sobre o Visto Schengen. O mais difícil de definir é o continente europeu, já que podem ser levadas muitas coisas em conta. De todo modo, é a divisão que menos importa pra gente que viaja.
  14. Marcela Caminhos me Levem

    Mini guia de festivais de verão na Europa!

    Algo diferente e único é ir a um festival na Europa. Diferentemente do Brasil, os festivais grandes europeus geralmente envolvem acampar, o que significa passar o dia inteiro pirando com os amiguinhos novos, muita energia positiva, festas paralelas e muita coisa mais. Daí resolvemos fazer uma listinha com os festivais que mais chamaram nossa atenção no velho continente. Não há menção a festivais dedicados exclusivamente à música eletrônica, porque não é muito nossa onda, então nunca pesquisamos nem fomos a nenhum desses. As datas não são muito fixas, mas classificamos por mês só pra ficar mais fácil de se orientar.
  15. Marcela Caminhos me Levem

    Viagem econômica ao Marrocos - SEM TOUR!

    Passamos quase 3 semanas no país e nosso roteiro foi em formato de C invertido, começando no norte, em Fez e Chefchaouen, passando pelo deserto, em Merzouga e Ouarzazate, e acabando ao sul, em Marrakech. Clique aqui para ver nosso roteiro completo pelo Marrocos. Chefchaouen foi uma das nossas cidades favoritas! Clique aqui para ver o que fazer em Chefchaouen, a cidade azul do Marrocos. Nos perdemos muito em Fez e no fim conseguimos elaborar um guia prático de como conhecer a Medina imensa da cidade sem se perder muito. Apesar de ter muita coisa pra fazer em Fez (clique aqui), a cidade não é das nossas favoritas. Conhecemos o Deserto do Saara sem tour ou agências, fazendo tudo de modo independente e econômico. Clique aqui para ver o post do Deserto do Saara completo. Viajamos durante o Ramadã e escrevemos um post sobre as particularidades de visitar o Marrocos nesse período. Embora tenhamos ficado quase sempre em hostels, no Marrocos não é muito prático fazer compra para cozinhar, então acabamos comendo nas ruas e nos apaixonamos pela culinária, tanto que fizemos um post imenso só sobre as comidas e bebidas típicas do país. E nem tudo são flores no Marrocos... estamos sempre sujeitos a golpes, assédio e muita provocação por parte dos comerciantes, então escrevemos um post com dica pra ficar ligado nessas coisas.
×