Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

eusirbastos

Membros
  • Total de itens

    13
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Sobre eusirbastos

  • Data de Nascimento 17-11-1983

Outras informações

  • Lugares que já visitei
    Madrid, Roma, Assis, Firenze, Pisa, Siena, Milão, Paris, Barcelona, MontSerrat, Toronto, Quebec, Montreal, Falkland, Cidade do México, Oaxaca, Riviera Maya, Cancún, Playa del Carmen, Rio de Janeiro, Foz do Iguaçu, Puerto Iguazu, Porto Alegre, Salvador, Poços de Caldas, Blumenau, Joinville, Curitiba, Águas de São Pedro, Santiago, Buenos Aires, Lujan, Gramado, Canela e Caxias do Sul.
  • Próximo Destino
    Portugal, Alemanha e Grécia
  • Ocupação
    Jornalista
  1. Obrigado, pessoal! É, seria loucura realmente. Dei uma alterada no cronograma.. Chegarei por Lisboa e voltarei por Milão. Estou eliminando Suíça. Chego por Lisboa e fico três dias, vou para AMSTERDA e curto dois dias inteiros e em Berlim estou deixando três dias inteiros. Praga e Viena seguem com dois dias inteiros cada. Curto o norte da Itália (Verona e Padua) e volto pra casa. Como não sou afeito a noitadas, acredito que consiga curtir bem estas cidades com estes dias. O que acham?
  2. Olá, amigos. Tudo bem? Em 2014, fiz meu primeiro MOCHILÃO pela EUROPA e foi muito legal. Conheci Roma, Assis, Florença, Lucca, Pisa, Siena, Paris, Barcelona e Madrid em 23 dias e nesta ordem. Este ano pretendo retornar partindo do Brasil no dia 20 de outubro e retornando em 10 de novembro. Pelo que vi, os melhores preços de passagens são aqueles com ida e volta por Roma ou Milão. Como já conheço Roma, penso em ir por Milao. O que acham deste roteiro abaixo? Alguém tem alguma sugestão? 20 de outubro - Ida para Milão e chegada apenas no dia seguinte. 21 de outubro - Chegada em Milão. Pretendo no mesmo dia ir para a Suíça, mas ainda não sei que cidade vale a pena... Outra ideia era ir para Portugal em algum voo da Ryanair. O que acham? 22 de outubro - SUÍÇA / LISBOA 23 de outubro - SUÍÇA / LISBOA 24 de outubro - SUÍÇA / LISBOA 25 de outubro - Ida para Amsterdã 26 de outubro - AMSTERDA 27 de outubro - AMSTERDA 28 de outubro - Ida para Berlim 29 de outubro - BERLIM 30 de outubro - BERLIM 31 de outubro - Ida para Praga 1 de novembro - PRAGA 2 de novembro - PRAGA 3 de novembro - Ida para Viena 4 de novembro - VIENA 5 de novembro - VIENA 6 de novembro - Ida para Salzburgo logo cedo e curto a tarde na cidade. Que tal? 7 de novembro - Ida para Verona 8 de novembro - VERONA 9 de novembro - Escolher um bate-volta... Minhas ideias são Veneza, Padua ou San Marino. 10 de novembro - Saio cedo de Verona para Milão para pegar a noite o voo de volta para o Brasil. O que acham? Abraços, amigos!
  3. eusirbastos

    Milão

    Amigos, tudo bem? Alguém pode me tirar uma dúvida com relação a estação Porta Garibaldi? Vou chegar em Milão num sábado à noite e só embarco para Paris às 6h do domingo. Gostaria de economizar com hotel e tentar virar a noite na estação. É possível? Eles permitem? A estação fecha e eu posso ficar lá dentro?
  4. No primeiro dia em Santiago, acordei cedo e tomei meu café simples (apenas um pão com manteiga e um suco era o que tinha). Saí para desbravar Santiago e conhecer as principais atrações da cidade de Santiago no Centro e no Oeste do Centro. Centro: Meu ponto de partida foi a Plaza de Armas, fundada em 1541 por Pedro de Valdívia como centro cívico e comercial da cidade. A primeira impressão foi de medo. Por ser muito cedo e ter poucas pessoas ainda na rua, fiquei com receio de sacar meu celular e começar a tirar fotos. Medo que logo percebi ser idiota. É que nós que moramos em São Paulo somos muito desconfiados rsrs. Entrei na Catedral Metropolitana, inaugurada em 1775 e que hoje é sede da Arquidiciocese de Santiago, e fiquei maravilhado com a arquitetura da igreja. Comecei a tirar várias fotos de tudo o que via. Aqui estão os restos mortais de Santa Teresa de los Andes, primeira santa chilena. O Museu de Arte Sagrado fica dentro da Igreja. Horário de funcionamento: 9h às 19h. Ao sair da Catedral Metropolitana e ver que a praça estava bem mais cheia, procurei um lugar ao lado dos carabineros (policia local) e aí sim comecei a tirar fotos da Plaza de Armas. Vi ao lado direito da Catedral o Correo Central, historicamente conhecido por ser o local escolhido para a construção da primeira casa erguida em Santiago. Hoje, o Correo abriga uma exposição de selos. Resolvi não entrar. Ao lado direito, encontrei o Palacio de la Real de la Audiencia. Dentro dele, está o Museu Histórico Nacional que retrata toda a trajetória do país desde o período colonial. Horário de funcionamento: 10h às 17h30. Vale muito a entrada. Uma bela viagem pelo passado do país. A Municipalidad de Santiago (Prefeitura de Santiago) está ao lado do Palacio, mas o prédio é fechado à visitação. Vale só uma foto da fachada mesmo. Na outra ponta da Plaza de Armas, vi a Casa Colorada, uma das poucas estruturas coloniais que resistem na cidade. A Casa serviu como residência e escritório do primeiro governador chileno, em 1770. Hoje, abriga o Museu de Santiago que acabei não visitando. Também decidi pular o Museu Chileno de Arte Precolombiano. Inaugurado em 1981, dedica-se exclusivamente aos aspectos culturais e artisticos dos povos latino-americanos. Horário de funcionamento: 10h às 18h. Era necessário agendar a visita. Saí pela Calle Compañia de Jesus para ver o que estava atras da Catedral. Encontrei o Palacio de los Tribunales de Justicia, que sedia a primeira Corte Chilena, o Ex Congresso Nacional com seus belos jardins clássicos na entrada. Hoje, o local acomoda o Senado e a Câmara dos Deputados. A estátua da Virgem Maria que está no jardim foi instalada em homenagem aos 2 mil mortos no incêndio de 1863. A região estava toda em obras, por isso foi complicado se movimentar. Tive, por exemplo, que pedir ajuda a um carabinero para encontrar o Palacio de la Moneda. Segui pela Calle Morandé e encontrei o palácio que é a sede presidencial do Chile. Estava tendo uma manifestação (esta sim, pacifica) em frente ao palacio. Por isso, decidi não entrar. Os visitantes podem ver a cerimônia da troca de guardas que acontece sempre às 10h em dias alternados. Horário de funcionamento: 10h30 às 18h. É preciso apresentar passaporte. Segui até o Centro Cultural Palacio la Moneda que vale a pena ser visitado. Horário de funcionamento: 9h às 21h. Tem várias exposições gratuitas. Muito bacana o lugar. Depois, segui a pé pela Avenida Alamenda (((Avenida LIbertador Bernardo O'Higgins))), vi uma enorme bandeira chilena enrolada no mastro, passei pela Biblioteca Nacional e fui conhecer o Museu Colonial. O museu fica ao lado da Igreja de São Francisca que é linda e nos faz viver os anos de 1500 e lá vai bolinha. Fantástica viagem ao passado. Imagens antigas de santos, quadros, a igreja toda construída com pedras. Vale a visita que é muito rápida. Depois caminhei até o Cerro Santa Lucia, que está bem ao lado da Biblioteca. O Cerro Santa Lucia tem como ideia original o Jardim do Éden e é espetacular. Vocês têm que subir até o cume. As escandarias roubam nosso fôlego, mas a vista de Santiago é muito bonita. Depois de tanto caminhar, como estava muito perto do hotel, decidi voltar e tomar um banho. Sempre bom dar uma horinha para os pés relaxarem. E como meu quarto tinha banheira, foi melhor ainda para descansar. Saí por volta das 16h30 com destino ao Parque Florestal. Seguindo por ele, encontrei o Museu Nacional de Belas Artes (10h às 18h50 com entrada paga) e o Museu de Arte Contemporânea (11h às 19h com entrada paga). No primeiro, eu entrei. Mas confesso que não tinha tanta coisa assim pra ver... Depois segui pelo Paseo Puente e fui conhecer o famoso Mercado Municipal de Santiago (6h30 às 20h). Não sou fã de frutos do mar, por isso não fiquei para comer nos restaurantes que têm lá. Mas vale a dica: todos são caros! Preferi ir a um shopping no centro comer no Mc Donalds mesmo kkkkk Ainda aproveitei para ver as promoções nas lojas Ripley e Falabella. As coisas são muito baratas no Chile. Fiquei arrependido de não ter levado uma graninha a mais... Preferi não usar o cartão em nenhum momento, pois fiquei com medo de o HSBC não ter liberado e eu ficar com a conta bloqueada. Medo de viajante iniciante... Na volta para o hotel, uma visita a Igreja de Nossa Senhora as Mercês. E assim terminou meu primeiro dia no Chile. Gastos: Almoço no Centro da Cidade - C$ 5000 Lanche no Shopping Center - R$ 3000 Passeios: Palacio de la Real Audiencia: Museu Colonial: C$ 1000 Museu Nacional de Belas Artes: C$ 600
  5. Hora de começar aventura! Saio de casa às 7h com mala e mochila direto para o Aeroporto Internacional de Guarulhos. O voo estava previsto para às 13h05 (((Aerolineas Argentinas AR 2275))). Cheguei lá no aeroporto por volta das 10h e de cara paguei um mico. Meu voo faria escala em Buenos Aires e eu já tinha lido em vários blogs sobre os perigos de roubo na capital argentina. Decidi, antes de despachar a bagagem, embalar a mala. Logo localizei o lugar e vi uma fila gigante ao lado. Brasileiro adora uma fila, não é? Nem perguntei e fui para o final. Estranhei que a fila não andava e eu vi o rapaz que embalava as malas tranquilo, sem fazer nada. Perguntei para a senhora na minha frente que fila era aquela? Ela me respondeu: "Esta é a fila da Alitalia". Putz, perdi 20 minutos a toa. Saí correndo da fila e fui direto ao rapaz que me atendeu prontamente. Isso que dá não perguntar kkkkk Depois foi mega tranquilo! Despachei a mala no guichê da Alitalia, fui almoçar no Habib's e dei início ao processo de saída do país no embarque internacional. Dei umas voltas pelo Free Shop, mas não encontrei nada que me agradasse. E uma boa surpresa na sala de espera: a seleção brasileira juvenil de atletismo estav pronta para embarcar no mesmo voo. Muito bacana ver a molecada se preparando para uma competição internacional. Nossa, estava chovendo demais aqui em São Paulo quando entrei no avião. Aquele medo de voar foi aumentando quando sentei na poltrona 25D. Mas o voo foi tranquilo. Ainda fui contemplado com um céu azul fantástico depois que ultrapassamos as nuvens negras de chuva. Cheguei ao Aeroparque de Buenos Aires às 16h. Enfim, o espanhol passaria a fazer parte da minha vida. Fiquei com medo de arriscar um "portunhol" na imigração, mas passei por ela sem problemas quando informei que meu destino final seria Santiago, no Chile. A parte mais chata do dia veio na sequencia... Intermináveis 3h30 até o processo de embarque para o Santiago. Sem internet e com pouco dinheiro, dei voltas e mais voltas pelo aeroporto. Vi lojas, sentei, vi o por do sol no Rio da Prata, tentei de todas as formas fazer o tempo passar... Foi muito cansativo! Vale de experiência para as próximas viagens. Lá pelas 19h15, fui em direção ao portão de embarque internacional. Às 20h10 estava confortavelmente instalado na poltrona 12A do voo AR 2290 da Aerolineas Argentinas. Dei meu até breve a Buenos Aires, pois em uma semana estaria de volta àquele lugar. Cheguei em Santiago às 22h25 depois de um voo tranquilo em que pude ver pouco da Cordilheira dos Andes (afinal era noite) e gastei um puta tempo preenchendo o formulário de entrada no Chile. Duas páginas de perguntas!!! Já tinha lido diversos relatos indicando que a imigração chilena é uma das mais exigentes na América do Sul. Já fui preparado para abrirem a mala, perguntarem tudo e me enrolarem no processo de entrada. No entanto, para minha surpresa, apenas passaram minha mala pelo raio-x e me dispensaram. Sério, se gastei 15 segundos na imigração foi muito! Dali, passei pela porta automática e me encaminhei para o guichê da Transvip para comprar meu bilhete numa van compartilhada com direção ao meu hotel no Centro de Santiago. Preço bem camarada... Às 23h já estava no meu quarto no Hotel Riviera. Morto de fome, pedi algo para jantar. Arroz com pollo (frango) era o que tinha para aquela noite. Não estava uma maravilha, mas deu para acalmar o estômago depois de uma longa viagem. No dia seguinte, teria início o passeio pelo Centro da cidade. Gastos: Hotel (((5 diárias))) Fiz a reserva pelo Booking no Hotel Riviera. O quarto era bom, banheiro excelente... Apenas o café da manhã deixou a desejar. Paguei em dólar logo no check-in: U$ 310,00 True Star - (((embalar a mala no aeroporto)))): R$ 40 Almoço em São Paulo - R$ 20 Jantar em Santiago - C$ 5000 Alimentação: R$ 40 (((almoço e jantar))) Transporte do Aeroporto para o Hotel em Santiago: R$ 4500
  6. Preparação Final - 15 de outubro de 2013 - terça-feira Olá, amigos! Enfim, um dia antes de embarcar para aquela que seria minha primeira viagem internacional pra valer (já tinha ido a Puerto Iguazu-ARG, mas a proporção da viagem foi bem menor0 chegou o dia de fazer a mala! Esta é uma das partes mais dificeis pra mim. O que levar? Será que estou levando coisas demais? Coisas de menos? O fato é que esqueci de apenas um item mesmo tendo feito um check-list: um cortador de unhas fez falta!!!! Com relação a roupa, decidi levar três bermudas, 4 calças, 3 camisas sociais, 4 camisetas, vários pares de meias, cuecas e uma toalha. Acho que foi o suficiente. Claro que no período final da viagem você fica doido para vestir algo diferente (leia-se limpo), mas é um mochilão. Não pode ter muita frescura. Levei um guia do Chile e outro da Argentina. Itens de higiene também checados: shampoo, dois sabonete em pedra e um liquido que usei demais em uma banheira no Chile (bons momentos), condicionador, gel, pomada, perfume e filtro solar. Documentos também estavam OK. Passaporte, RG, cartões de créditos e débito e o seguro saúde. O seguro saúde comprei na noite anterior. Foi bem tranquilo escolher um modelo no site da Allianz a um valor de R$ 120. Felizmente, não precisei usar. Mas é sempre bom ter... Equipamento eletronicos, indispensaveis hoje em dia, também em ordem: dois celulares, Ipad, fone de ouvido,carregadores e maquina fotografica (que não usei pra nada na viagem kkkk). Dinheiro também organizado. Separei em envelopes coloridos e numa doleira o que seria gasto na viagem. Na doleira, sempre coloquei aquilo que seria usado no dia e meu passaporte. Nos envelopes, o que seria usado nos dias seguintes. Um envelope para os pesos chilenos, outro para os dólares que seriam usados para pagar as hospedagens reservadas pelo Booking e outro para os pesos argentinos. Confesso que gostei do esquema e não senti nenhum tipo de insegurança. Bom, é isso... Dia seguinte, logo cedo, teria início a aventura pela América do Sul. Vou tentar ao final de cada dia deixar os valores do que gastei. No pré-viagem, ficou assim: SEGURO VIAGEM - R$ 120 PASSAGEM ÁEREA SÓ DE IDA (pois eu voltaria por terra) R$ 887,51
  7. Olá, galera!!!! Dando prosseguimento ao post, agora venho falar da preparação... Meu, realmente é uma das coisas mais divertidas!!! Como foi minha primeira viagem internacional, comprei uma série de guias, li uma centena de posts aqui no Mochileiros, vi blogs... Nossa, cada coisa que eu lia já ficava imaginando como seria estar lá na Plaza de Armas, no Cerro San Cristbobal, na Cordilheira dos Andes, no ZOO de Luján Depois de fechar o roteiro inicial, primeira coisa que fiz foi buscar a passagem. Uma coisa eu tinha mente: iria para Santiago de avião e voltaria por terra passando de cidade em cidade. Entrei no site da DECOLAR.COM apenas para avaliar valores ((((NÃO COMPREM NADA LÁ!!!!!!!!!!!!)))). Peguei um voo da Aerolineas Argentinas com escala no Aeroparque em Buenos Aires por R$ 900,00 Acho que poderia ter comprado por menos, mas era o que tinha para aquele momento. Saída de São Paulo prevista para o dia 16h10 às 13h05, chegada no Aeroparque às 16h e uma espera até às 20h10 para embarcar para Santiago. Achei que seria tranquilo... Mas no dia passei por uns perrengues kkkkkk Conto depois ãã2::'> As passagens de ônibus para Mendoza, Buenos Aires e Porto Alegre decidi comprar durante a viagem. Não tinha cartão internacional na época Os hoteis reservei todos pelo Booking.com e não tive nenhum problema Em Santiago, fiquei no Hotel Riviera, na Calle Miraflores, bem perto do Cerro Santa Lucía. Minha primeira experiência internacional e eu não topei hostel logo de cara Mas hotel barato viu, agradável, ótimo atendimento e um café da manhã justo. Não tenho do que reclamar. Gastei R$ 550 em 4 diárias. Já em Buenos Aires, na companhia de um amigo que não tinha grana para me acompanhar ao Chile, fiquei em hostel. O Circus Hotel & Hostel. Quarto confortável, café da manhã muito gostoso, atendimento perfeito!!! Pena que o wi-fi não chegava no quarto kkkkk Mas tudo bem, não atrapalhou não Gastei cerca de R$ 400 em mais 4 diárias dividido para duas pessoas. Em Canela, na Serra Gaúcha, fiquei no melhor hotel da viagem: a Pousada dos Anjos. Meu, o quarto era um sonho!!!! Espetacular!!! Abaixo fotos dos hoteis hehehe Apenas R$ 220 para três diárias. Todos estes valores do ano passado. Não sei se aumentou ou abaixou, mas paguei bem eu acho. Não fiquei triste kkkkk Bom, dinheiro para a viagem. Questão sempre complicada. Arrisquei demais, mas levei tudo em espécia. Deixei alguns reais para trocar lá... A maioria fiz câmbio aqui no Brasil. Não tive problemas, em nenhum momento me senti inseguro. Acredito que eu tenha cambiado R$ 1500 em dólares, pesos chilenos e pesos argentinos. Vou verificar direitinho se foi isso mesmo e atualizo o post mais tarde. Uma coisa que eu me arrependo... Poderia ter cambiado mais lá em Buenos Aires. Encontrei um mercadinho na rua do hostel (Calle Chacabuco, em San Telmo) com uma taxa muito boa... Levei R$ 25 e ele me deu quase 80 pesos. É que li tantos posts sobre os perigos de Buenos Aires com notas falsas que não quis confiar rsrs Na próxima conto como foi o primeiro dia de viagem. Qualquer dúvida, podem perguntar. Esta parte da preparação é a que gera mais dúvidas!!!! Como foi minha primeira, na época, nem sabia se estava tudo certo Abraços, pessoal!
  8. Olá, amigos! Nossa, confesso... Demorei demais em escrever como foi minha viagem ao Chile, à Argentina e à Serra Gaúcha Não é muito fácil começar, desenvolver as ideias e tal... Mas vamos lá! Este site me ajudou demais e espero contribuir com quem for a estes lugares simplesmente sensacionais. Comecei a programar este mochilão em março de 2013. A ideia original era conhecer Santiago, Vinã del Mar e Valparaíso, no Chile; Mendoza, Rosário, Buenos Aires e Luján, na Argentina; e, por fim, Colonia del Sacramento e Montevidéu, no Uruguai. No decorrer dos meses, para adequar a viagem ao orçamento que eu pretendia gastar, cortei Rosário e Mendoza rsrs Na véspera da viagem um amigo topou fazer parte da trip comigo, cortei Uruguai (arrependo-me até hoje ) e fomos para a Serra Gaúcha. Não que eu não tenho curtido Gramado e Canela. Curti sim!!! Mas acredito que conhecer Colonia teria sido excepcional!!!! Para aqueles que se preocupam com os valores (((todos nós ))) fechei os gastos em R$ 4700,00. Acredito que o valor tenha sido bacana Fiz tudo o que eu queria e ainda voltei com grana. Nos próximos posts vou explicar passo a passo como foi a trip. O roteiro será o seguinte: PREPARAÇÃO DA VIAGEM DIA 1 - SANTIAGO - Centro da Cidade DIA 2 - SANTIAGO - Parques e Museus do Oeste do Centro DIA 3 - VIÑA DEL MAR E VALPARAÍSO DIA 4 - SANTIAGO - Leste do Centro e Cerro San Cristóbal DIA 5 - TRAVESSIA DA CORDILHEIRA DOS ANDES DIA 6 - BUENOS AIRES - Centro de Buenos Aires DIA 7 - BUENOS AIRES - Parques de Palermo DIA 8 - LUJÁN - ZOO e Basílica DIA 9 - BUENOS AIRES - La Boca DIA 10 - VOLTA AO BRASIL - Porto Alegre DIA 11 - CAXIAS DO SUL DIA 12 - CANELA DIA 13 - GRAMADO DIA 14 - Retorno a São Paulo Vamos lá, espero que gostem! Abraços, galera!!!!
  9. Olá, amigo! Parabéns pelo post. Estou fazendo mochilão agora em outubro e vou aproveitar suas dicas. Principalmente a dos africanos.
  10. Galera, tudo bem? Agora em outubro vou fazer meu primeiro Mochilão para o exterior!!! Alguém poderia checar meu roteiro e ver se estou perdendo a chance de visitar algum lugar bacana e que não coloquei aqui??? Seria o seguinte (((resumidamente))): Dia 17 Conheço os principais lugares do Centro de Santiago como Plaza de Armas, o Palacio de La Moneda, o Cerro Santa Lucia, a Catedral Metropolitana, o Correo Central, o Palacio de la Real Audiencia, a Casa Colorada, o Museu Chileno de Arte Pre Colombiano, o Ex Congresso Nacional, o Centro Cultural Palacio de la Moneda, o Teatro Municipal, o Museu de Artes Visuais, o Museu de Arte Comnteporanea e o Mercado Centrol no período da manhã e início da tarde. À tarde, vou para o Oeste do Centro conhecer o Parque Quinta Normal, o Barrio Brasil e o Parque Bernardo O'Higgins. Dia 18 Meu destino é o nordeste do Centro como destaque para o Cerro San Cristobal, a Casa de la Chascona, o Patio Bellavista e o Parque das Esculturas. Devo jantar no Shopping Costanera Center. Dia 19 Litoral, Valparaíso e Viña del Mar. Em Valpo, devo ir no Ascensor Artilleria, no Museu Naval y Maritimo e no Congresso Nacional. Em Viña del Mar, no Relogio de Flores, no Cassino, na Quinta Vergara, no Museu Francisco Fonck e no Castillo Wulf. Dia 20 Mais um dia livre por Santiago onde devo conhecer Pueblo de los Dominicos. Vale a pena ir a algum outro lugar??? Dia 21 Sigo para Mendoza de ônibus. Quero ir de dia para ver as Cordilheiras. Chego em Mendoza no final do dia e dou uma volta pelas praças centrais. Dia 22 Contrato um tour para fazer o Passeio Alta Montanha, que deve durar o dia todo. Dia 23 De manhã vou conhecer o Parque General San Martin. A tarde, pego o busão para Buenos Aires. Dia 24 Chego em Buenos Aires e já me encaminho para as principais atrações do Centro, como a Casa Rosada, a Avenida e a Plaza de Mayo, o Obelisco, a Calle Florida etc. Dia 25 Vou a La Bombonera, depois a Puerto Madero e a Livraria Ateneo. Pretendo almoçar no Shopping Abasto. Recomendam? Dia 26 Vou a Lujan conhecer a Basilica de Nossa Senhora de Lujan. Dia 27 Pego o buquebus para Colonia. Conheço as principais atrações da cidade à tarde. Durmo na cidade. Dia 28 Cedinho, pego o ônibus para Montevidéu. De início, estava pensando apenas em dar uma volta pelo Centro e ir no Estádio Centenario. Recomendam algo mais? Viajo para Rivera, atravesso a fronteira e pego o ônibus para Porto Alegre. Dia 29 Chego em Porto Alegre no inicio da manhã e ja pego o ônibus para Gramado. Curto o fim do dia em Gramado. Dia 30 Curto Gramado. Ainda estou vendo as atrações. Dia 31 Curto Canela. Dia 1 Volto pra casa.
×