Ir para conteúdo

Luís de Magalhães

Membros
  • Total de itens

    77
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Outras informações

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. @Gabriel Damasio São esses mesmo que eu vou fazer haha Cara, eu quero ir pra Baños tb, tenho 4 dias livres pra escolher, provavelmente vou pra la.. Vc vai chegar quando eu tiver voltando, então não vou conseguir passar dicas, mas se for algo urgente eu te mando msg aqui
  2. @Gabriel Damasio Cara, fechei com a Imagine Ecuador - [email protected] Ficou 290 USD - 2 dias/1 noite. Até o momento me pareceram super profissionais. É importante vc se programar pra fazer dois picos de aclimatação antes de atacar o cotopaxi. Eu não me programei direito e vou fazer tudo meio que corrido..
  3. @Ana Claudia Cauduro Vou de SP pra quito num voo direto da Gol. Ficou por lá por uma semana. Estará por lá tb?
  4. Pretendo atacar o cume do Cotopaxi em Janeiro. Estarei lá de 13/1 a 20/1. Quem quiser, pode chamar. 11952928049
  5. @julinho2002 Cara, eu achei uma promoção naquele app Passagens Imperdíveis sabe? Quem fez a venda foi a Almundo, que é uma concorrente da Decolar. O vôo é pela Cabo Verde Airlines. Eu sou de SP, mas a saída é de Salvador. Como o trecho SP-Salvador custa em média uns 250 reais ida e volta, vale a pena. Eu vou usar milhas, então vale mais a pena ainda.. Abraço e boa viagem! Se for em janeiro mesmo, me da umas dicas..
  6. Pessoal, achei uma passagem muito barata pra Ilha do Sal, em Cabo Verde (mil reais ida e volta!) e acabei comprando. Vou pra lá no dia 11/4 e volto no dia 20/4. Alguém por acaso comprou essa promoção também ou vai estar por lá nesse período? To pensando em embalar Senegal, mas estou analisando ainda. :)
  7. Roteiro de muitos que viajam pelo sul da Europa, o Marrocos é uma terra que encanta e atrai os viajantes pela sua singularidade cultural. Confesso que minha primeira intenção era apenas ir para Marrakesh e de lá partir para o deserto do Saara, mas felizmente conheci muitos viajantes, no sul da Espanha, que me fizeram enxergar mais ampla e abertamente o Marrocos. A “cidade azul”, como é conhecida, é diferente de todas as outras no país. Não só a cidade em si, mas também as pessoas. Nos grandes centros, como Marrakesh e Fez, as pessoas tentam te vender até a mãe nas ruas. E ficam bravas e agressivas quando você não compra. Sério, é muito chato. Mas isso fica pra outro post. Em Chefchaouen isso não acontece. O que muitos recomendam e que eu acabei fazendo (sem querer, confesso) é entrar no país “devagar” e sentir aos poucos a diferença cultural. Conheci muitas pessoas que foram diretamente para Marrakesh e estavam literalmente assustadas e perdidas com a cidade. O relato completo aqui no meu blog, é muita coisa http://migre.me/tW3YL
  8. Não estou exagerando no título do post, essa foi a definição do próprio governo do Uruguai e sua placa de boas vindas à pequenina Cabo Polonio. Um dos lugares ais incríveis que já visitei, é também desconhecido da maioria dos turistas (felizmente). Pra chegar até lá é simples, pero no mucho. Se não tiver um carro 4 x 4, vai precisar parar na entrada do parque e pagar o transporte de caminhão (30 pesos). Isso porque para chegar até a cidade é preciso cruzar muitas dunas e um terreno bem complicado, coisa que um carro normal com tração nas duas rodas teria muita dificuldade. Confira o relato inteiro. http://vagandoporai.com/2015/10/22/cabo-polonio-a-joia-escondida-no-uruguai/
  9. Existe uma piada, contada pelos próprios gaúchos, que diz que Deus quando estava desenhando o litoral brasileiro cansou em Santa Catarina e deixou o Rio Grande do Sul para o Diabo. Torres seria a exceção. Diferente do resto das praias do estado, Torres possui água clara e quente, além de um visual que tira o fôlego de qualquer um. Decidi encarar a estrada e ir à Torres de carro em uma viagem que durou cerca de 2h30. Mas também é possível ir de ônibus da Rodoviária de Porto Alegre em uma viagem que custa ao em torno de R$ 40 e demora cerca de 3h. Ao chegar na cidade, reparei o quão o Brasil é incrível. Temos todos os tipos de paisagens, de norte a sul. Pena que ainda seja tão caro viajar dentro do país. Confiram o post completo http://vagandoporai.com/2015/10/15/torres-traz-um-visual-de-tirar-o-folego-no-litoral-gaucho/
  10. E aí galera, bza? Post novo!! O tempo geralmente é um grande problema para as pessoas que estão viajando. Quantos dias devo ficar em uma cidade, quantos em outra? Por isso, o blog Vagando Por Aí fez um roteirinho básico para quem quer conhecer a cidade de Porto Alegre em apenas dois dias. É lógico que a capital gaúcha oferece um turbilhão de coisas para fazer, mas nesse post foram separados só os considerados "essenciais". Confira: (PS. Esse post foi reduzido, para conferir o original http://vagandoporai.com/2015/10/05/o-que-fazer-em-porto-alegre-em-dois-dias/%20clique%20aqui) DIA 1 Passeio no Centro Histórico Eu sou da teoria de que, se existe um centro histórico em alguma cidade, visite imediatamente. É lá que você vai conhecer a cultura local, os costumes, a gastronomia e tudo mais. Você só tem a ganhar. Em Porto Alegre, não é diferente. Casa de Cultura Mário Quintana “Viajar é trocar a roupa da alma”. Esse é o slogan do Vagando Por Aí, mas não fui eu quem criou (quem dera). Essa é uma das frases do jornalista e poeta gaúcho Mario Quintana. Bem próximo ao Mercado Municipal você poderá ver um casarão enorme e cor de rosa, lá está um dos principais centro culturais da cidade. Além de muitas exposições, o local possui um teatro em que peças são exibidas constantemente. Mesmo que você não seja muito ligado à arte, vale a pena dar uma conferida. Existe um café no terraço muito legal, além de um jardim maravilhoso em um dos andares de cima. O famoso pôr do Sol no Gasômetro Pra finalizar seu dia, você precisa visitar a Usina do Gasômetro. Precisa MESMO. Ver o sol se pondo no Rio Guaíba foi uma das vistas mais bonitas que eu já vi em todos lugares que já estive. Já é típico do porto-alegrense finalizar seu dia tomando um chimarrão no gramado do rio e vendo o sol laranja ir de encontro ao rio. Não deixe de ir! Curtir a noite na Cidade Baixa Coloquei no primeiro dia, mas você pode ir o segundo (ou nos dois!). O local é como se fosse a Vila Madalena de São Paulo ou a Lapa do Rio. É na Cidade Baixa que você vai encontrar as festas, os bares, botequins e semelhantes da capital gaúcha! DIA 2 Depois de conhecer a região central de Porto Alegre, chegou a hora de conhecer os arredores. Como eu já disse, a POA é uma das cidades mais arborizadas do Brasil, então, Parque é o que não falta. Passeio na Redenção O Parque Farroupilha, conhecido popularmente como Redenção, também é parada obrigatória para quem vai à Porto Alegre. Imenso, o parque é um bom lugar para passear, apreciar a paisagem, fazer um pique nique, tomar um chimarrão, entre outras coisas. Rua Gonçalo de Carvalho Depois da Redenção, outro motivo de orgulho gaúcho é também conhecida como “a rua mais bonita do mundo”. A Gonçalo de Carvalho fica na Zona Norte de Porto Alegre e é bem pertinho da Redenção, uns 3km (dá pra ir a pé). Uma rua completamente fechada por árvores em uma grande capital parece fora da realidade certo? Sim, e é por isso que os moradores do bairro Moinhos de Vento lutaram (e continuam lutando) bastante para manter a Gonçalo assim. Praia de Ipanema Você deve estar pensando “você saiu do Rio, mas o Rio não saiu de você?” Nada disso! Embora eu tenha saudades da Cidade Maravilhosa, a praia de Ipanema a que me refiro é a do Rio Guaíba. Com uma faixa de areia respeitável, o local é ótimo pra dar uma caminhada e até queimar um puco no calor. Lembro de um casal de ingleses que conheci no hostel que voltou de lá queimado! Só não entre na água, pois não é limpa (infelizmente). Não tem mais o que fazer? Lógico que tem! Cada dia que você fica em Porto Alegre, descobre algo e se apaixona mais. Você pode passar no Jardim Botânico, no Santander Cultural e conhecer a enorme quantidade de xis que a cidade lhe oferece (o de estrogonofe do Cavanhas é o melhor). Eu apenas separei os dois dias simbolicamente, mas pode-se perder uma boa semana na cidade.
  11. Assim que eu cheguei em Porto Alegre, uma das primeiras recomendadas foi uma visita a Gramado e Canela. Mesmo assim, achei em alguns blogs e até conversei com algumas pessoas que acharam as cidades caras demais e sem muitas atrações. Mas então, vale a pena visitar Gramado e Canela? Sim, vale muito a pena!! As duas cidades são muito bonitas e organizadas. Quando dizem “parece uma cidade europeia”não tem exagero algum. As casinhas em estilo chalé e o grande número de árvore, além das avenidas largas, não são muito comuns na maioria das cidades brasileiras. O post todo detalhado aqui pessoal - http://vagandoporai.com/2015/09/25/serra-gaucha-vale-a-pena-visitar-gramado-e-canela/
  12. Ah que curioso, eu já acho o contrário. O atendimento em restaurantes no Rio, por exemplo, é horrível. Morei lá um tempo. Mas acho que vai de pessoa né? haha Abraços
×
×
  • Criar Novo...