Ir para conteúdo

Mureelo

Membros
  • Total de itens

    14
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Bio

  • Ocupação
    Trabalhando pra viajar.
  1. Camila, É interessante que vc se concentre em aproveitar Buenos Aires+as cidades do uruguai, pois Santiago é muito distante e iria encarecer, no mínimo dobrar, os custos da sua viagem, além de vc ter que fazer tudo corrido. Então, caso aceite a sugestão, deixe para visitar Santiago em uma próxima vez junto com Mendoza(Argentina), uma cidade linda e que vc vai gostar muito com toda certeza!
  2. Oi Camila! Essa grana que vc citou está ótima(se as passagens não estiverem inclusas no montante). A Argentina é bem em conta, ainda mais quando se faz câmbio nas ruas, como citado no post acima. As diárias do Milhouse(fique no Milhouse Avenue) são baratas, dado o custo benefício, e tem um esquema de pagar três diárias e a quarta ser de graça, além do que os deslocamentos podem ser feitos de ônibus ou metrô sem problema algum, até mesmo a ida do Aeroporto para a hospedegem pode ser feita assim(prefira o Aeropoarque devido à proximidade e vc sofrer menos tentações do que no Ezeiza, devido ao enorme Free-Shop deste último). Já que vc falou em duas semanas, que tal dividir assim: 6 dias em BsAs+1 dia em Colônia+3 dias em MVD+2 dias em Punta+2 dias em BsAs ? Vale lembrar que na época que vc vai Punta está muito vazia, então é fácil reservar hospedagem, mas esta é a cidade mais cara de todas as visitadas. Os deslocamentos são bem baratos, rápidos e confortáveis. Caso escolha ir em agosto, procure qual será o fim de semana do pratrimônio no Uruguai, que sempre acontece nessa época. Nele todos os museus e instituições públicas ficam abertos, tudo de graça e tem várias apresentações grátis nas praças...ai vc economiza uma boa grana. Procure fazer MVD nestes dias. Não contrate city tour em nenhumas das cidades, pois a locomoção é super fácil e sempre tem gente nos hostels indo por conta própria pra te fazer companhia. Faça uma ótima viagem!
  3. Daniel, já fui a Caraiva, na praia do espelho. Não fui na parte dos camping s, só na das pousadas, mas não fiquei lá...e tudo bem em caro e o acesso eh complicado, sem asfalto, mas eh tudo lindo e o clima eh sem igual....Se no dia que vc for chover a noite, provavelmente vc só chega ou sai de carro 4x4...fui com meus pais em um palio alugado e cai numa vala feita pela chuva... terrível...fui salvo por uma L200 da Funai, pois tem várias aldeias indígenas por perto...e se for de carro encha o tanque antes, pois lá não tem posto de gasosa e tu só compra combustível na mão de atravessadores e muito caro... Agora uma dica que posso te dar eh ficar em Trancoso que fica tipo perto e o acesso desde Porto Seguro, principal via de chegada eh bem mais fácil e asfaltado. Lá eles alugam bugre vc racha com uma galera e vai pra Caraiva. Lá tem hostel e camping tb mas não sei o preço. Trancoso tem mais infraestrutura, mas eh muito pequena a vila mesmo assim...Pelo menos tem mercado, que ajuda a baratear os preços das coisas...ah e tem, na baixa estação, umas pousadas que fazem promoção no hotel urbano. Já fui 2 vezes...tipo paguei baratao 139 reais em 3 diárias para 4 pessoas, sem café da manhã, mas a pousada ficava na praia...muito tranquila, com piscina, uns bangalôs bem espaçosos....e com conforto básico...O nome da mesma eh Aldeia das Cores. Também tem uma pousada chamada Pousada Ramona que tem Bangalôs bem confortáveis, piscina...paguei 99, 2 diárias pra 2 pessoas...Vale considerar essa possibilidade. Sucesso!
  4. MCL, vou fazer a trilha em maio e foi unanimidade entre todos os posts de quem já fez a Salkantay que vc não precisa reservar a mesma em nenhuma época do ano, pois não há número máximo permitido de pessoas por dia como ocorre com a trilha inca. Só seria interessante vc fazer reserva antecipada caso faça questão de uma agência ou guia específicos. No mais faça uma excelente triplo, se cuida pq a época de chuva é meio punk o clima e posta seu relato, valeu!
  5. "Os cães corriam na frente e olhavam pra trás pra esperar a gente, como se estivessem indicando o caminho. Foi até bom porque não sabíamos o caminho direito." "Só ouvi o cara lá de trás gritando :"se não vai pagar, também não vai jogar o lixo aí". Resolvi aceitar o conselho e levei a garrafa comigo." É cada uma, hein?....me deixe viu!
  6. Show, Man! Perfeito o relato! As fotos foram bem feitas! Não deixa de postar o resto hein. Como já disse, o meu roteiro do próximo ano, se Deus permitir, será muitissimo parecido com esse seu, inclusive nas datas! Ótima a riqueza de detalhes. Parabéns!
  7. Alexandreaf, Em BsAs vc vai ter muito o que fazer...a vida lá é agitada, principalmente à noite...e no Milhouse, então...Lá é o lugar certo pra ir se estiver só, show de bola mesmo. Em MVD tb rola muita coisa. Lá, pra conhecer gente e tal, te recomendo ficar no mesmo hostel que eu fiquei, o El Viajero Ciudade Vieja. Fica perto do Bar Fun Fun e de tudo no centro antigo da cidade, que é o local mais agitado...mas tem outras regiões boas tb praa conhecer, só que vc vai de buzu...é tudo muito próximo. Caso queira vida noturna, o período que vc citou é quando Punta está começando a aquecer. Na época que fui tudo estava super vazio, mas foi legal mesmo assim. A cidade é hiper bem estruturada e me parece ser ótima pra conhecer gente interessante. Lá tudo é muito caro(Ex.: Cerveja long neck em bar meeiro R$ 20,00 .. Pizza pequena R$ 40,00), mas vale à pena. Eu comprei de forma antecipada o Buquebus, mas vc pode compra quando chegar lá tb. Como vc vai ter vários dias em BsAs, deixe pra ir comprar quando estiver por lá mesmo, numa tarde vazia, mas com certa antecedência. O local de venda e embarque fica perto do Milhouse(de taxi são ~32 pesos, ou dá pra pegar o buzu e andar um pouquinho). Outra coisa legal é que tem uma empresa, a Seacat que vende a travessia pra Colônia com o preço mais baixo, bem mais baixo, pelo que vi...Vc compra lá no terminal deles e o melhor é que viaja no mesmo barco da Buquebus. As empresas têm algum tipo de parceria ai... Passe um dia em colonia, vale muito à pena. E mais uma coisa, como vc vai voltar por BsAs, retorne de MVD um ou dois dias antes, sacou, pra evitar imprevistos e vc vai ter mais um dia livre em BsAs pra comprar umas lembranças, caso queira. Qqr coisa estamos ai!
  8. Como eu comprei passagens promocionais da Gol, tive que fazer ida e volta entre duas cidades, por isso tanto minha entrada como saída tiveram que ser por BsAs. Caso tenha flexibilidade nas passagens fica a dica de fazer a sequencia Punta-MVD-BsAs, valeu!
  9. Parceiro, Voltei ontem...Vale muito à pena essa trip, velho... Fiz com um brother a primeira parte em BsAs e o restante só, mas nunca estive sozinho...Conheci muita gente, gente fina, mesmo falando inglês de modo terrível e portunhol sem vergonha... As cidades que vc vai são realmente fantásticas...gostei demais de tudo velho... Vc escolheu a melhor(ou única época do ano) em que Punta tem vida, que são os meses próximos a janeiro...por agora a cidade tá super vazia...mas consegui aproveitar bem as coisas ao meu jeito... Minhas dicas são: -A melhor sequencia de viagem é Punta-MVD-BsAs. -Em Punta del Leste é tudo muito caro, muito mesmo...então se for comprar comida e tal pra fazer no hostel, prefira um supermercado que tem dentro do shopping de lá...é bem mais barato que os da cidade... -O hostel que eu fiquei em Punta foi o Tas d'Viaje....hiper bem localizado, perto da rodoviária...agora é um hostel estilo para surfistas...alias lá em Punta qualquer hostel é bem localizado, pois a cidade é bem pequena... só tenha cuidado pra não pegar o hostel em Maldonado, pq o lugar é mais afastado e não sei como é em relação à segurança, eu achei meio sombria e deserta, sacou...e pelo que vi lá não tem as festas... -Faça a reserva antecipada em Punta se for em janeiro. -Em MVD não dê mole com seus pertences, lá tem muitos batedores de carteira...(eu sei que vc não vai dar essa vacilo, mas fica a dica). -O hostel que fiquei em MVD foi o El Viajero Ciudade Vieja...o pessoal lá é super gente boa...a localização do hostel é a melhor na Cidade Velha, que é como eles chamam o centro histórico...bem perto de tudo e tal...Para chegar siga à risca as indicações que tem no site deles....lá é tudo muito parecido...a única ressalva que tenho sobre o hostel é que os quartos são minúsculos, e super cheios de camas...mas eu não tenho frescura quanto a isso, ficaria lá de novo fácil... -Em MVD pague tudo com pesos uruguaios, que vc consegue sacando direto nos caixas eletrônicos(peça ao banco pra autorizar o uso de seu cartão no exterior), faça o mínimo de saques, e no maior valor possivel, pois vc paga uma taxa por saque......não faça câmbio, a taxa deles é horrível...nas ruas não encontrei câmbio paralelo... antes de ir pra BsAs, saque o quanto puder em dólares(já já te explico o pq)... -A passagem MVD-BsAs compre pela Buquebus, achei o serviço impecável, e eles combinam barco com ônibus...pra vc ter idéia paguei algo por volta de 87 reais, e foi surpreendente, os caras são profissionais... *Aconselho uma parada em Colonia do Sacramento, que vc pode fazer tipo indo de manha cedo de MVD pra Colonia, passa o dia lá, e segue à noite pra BsAs...dá pra recompor as energias...lá não tem festa, mas a cidade é muito bonita, vale à pena... -Chegando em BsAs, vá de Taxi pro hostel...pra vc ter idéia, a ida pro Milhouse Avenue foi 35 pesos...troque no cambio oficial o mínimo que vc puder, e tenha notas de 50 pesos, pra pegar o minimo de troco no taxi, pois os caras podem querem te jogar notas falsas na cara dura...o hostel aceita cartão de crédito e vc tem que pagar todas as diárias assim que entra, sem choro... -A primeira coisa(durante o dia a fazer em BsAs) é ir na Calle(Rua) Florida para trocar seus dólares ou reais...vc não tem noção, vale super à pena...troquei 1 dolar a 9.2 pesos(5.4 nas casas de cambio) e 1 real a 3.5 pesos(2.3 nas casas de cambio)...vc fica barão, pq de cara dobra ou triplica suas receitas...tome muito cuidado com notas falsas...e com caras que podem querer te roubar depois...vá com uns amigos e ande sempre pela rua principal, nada de entrar em vielas com dinheiro na mão...aconselho que vc faça trocas de modo gradual,tipo 100 reais ou dólares pra ganhar confiança e depois vc troca o resto...e dê preferencia a trocar a grana com alguém que trabalha em um local fixo, pois se der algum problema com as notas vc sabe onde ir...eu fiz sempre com o mesmo pessoal, no inicio da florida, como quem chega através da estação retiro, à esquerda, dentro de um conjunto de lojas, foi de boa... -Faça um cartão de pegar onibus e metrô, pois não é necessário taxi(só pra ir pro barco)... -Fique no Milhose!!! -O Milhouse Avenue parece hotel, tipo 3 estrelas...show de bola...muito limpo e a localização dele é melhor, pois a rua é mais movimentada e tem buzu, metro e taxi na porta, mercadinho ao lado e tal... -O Milhouse Hipo já tem mais cara de hostel, e não fui aos quartos, mas tb é sucesso...esse é onde tem mais festas e a galera é super animada...hospedes de um podem ir pro outro(ficam bem proximos), nas atividades de integração, que aliás acontecem todos os dias.... -O café da manhã é horroroso, mas eu acho que isso não desqualifica em nada o hostel, pois no meu caso só tomo o café mesmo e como umas besteiras na rua...não precisa levar notebook, lá tem wi-fi e 4 pcs(de graça) e cabines telefonicas, a 1,5 pesos o minuto pro BR, achei ótimo... -Prefira quartos mistos de 6 camas, pois ficam bem na frente, com vista pra rua, e a diferença de preços é mínima...a vantagem que vi é que dá pra vc deixar a porta pra sacada aberta pra dar uma ventilada e renovar o ar...o pessoal da europa não tem muita(ou nenhuma) noção de higiene...os quartos de 8 camas que são abafados fedem muiiiito, e lidar com fedor de macho é a pior coisa do mundo...mesmo tendo limpeza diária, e nesse quesito Milhouse é o melhor hostel que já fui... -Tem um pizzaria baratinha próximo ao Milhouse, pizza UGGI, é super rápida, boa e barata... -A única atividade extra que vale à pena contratar no hostel é o Tango Completo, que inclui uma aula de tango, o jantar com comida e bebida free e um show de tango, com transporte...e convenhamos, dançar um tango com um toque da Polônia é algo muito interessante...vc entenderá, heheh -Não precisa contratar city tour em nenhuma das cidades...em todos os lugares do Uruguai eles existem uns balcões de informações aos turistas eles são bem precisos...e quando vc chega nos hostels, todos te dão uns mapas que são muitos úteis... -O pessoal da Argentina é muito solicito, amigável, buena onda mesmo...mas tb esperto, se ligue...já no Uruguai as pessoas parecem ser felizes, mas achei um tanto preconceituosas com brasileiros e extremamente desconfiadas...mas é isso mesmo...o importante é que, como brasileiro, vc consegue se adaptar a qqr lugar, e realmente achei isso impressionante, surpreendente... Bom, essa eram as dicas que eu tinha pra te dar...as questões do dinheiro, do câmbio, transporte, comida, escolha do tipo de quarto em hostel são muito relevantes, e foram essas que me fizeram ver pq as pessoas aproveitam muito mais BsAs na segunda visita...por isso deixei as dicas, pra que de primeira sua ida já seja inesquecível...vc vai gostar muito, muito mesmo!
  10. Muito bom! "Então tinha que escolher, ou morro de frio ou morro sufocado. Resolvi ir revezando a causa da morte." - Fantásticoooo! Velho, é isso aí! Ano que vem quero fazer um roteiro extremamente similar a esse seu(com pulgas e tudo mais), então estou ansioso pelas próximas partes...excelente a riqueza de detalhes...ao final de tudo, se possível, gostaria que vc colocasse uma espécie de 'reflexão' sobre o que faria diferente, para otimizar custos ou aproveitar bem mais(tipo a dica do carimbo), valeu? Abraço
  11. Sem dúvida se jogue pela Europa! Eu também estou querendo fazer um mochilão de uns 25 dias ano que vem lá no velho continente e, pelos relatos de amigos e pesquisas que fiz, não me restam dúvidas de que lá é o local que oferece as maiores possibilidades de ganho cultural, tanto em termos de quantidade quanto de diferença para a nossa realidade. A proximidade entre os países e a qualidade dos transportes contam muio. Devo ir pra Espanha(3 dias), Holanda(2), Inglaterra(3), França(3), Alemanha(3), Itália(3) e Portugal(3) e um país nórdico pelo menos...não tenho roteiro em mente, mas vou planejar bem um e aplicar os filtros de viabilidade técnica e econômica, hehe!
  12. Man, Eu vou fazer algo similar no fim desse mês, daí poderei te dar uma ajuda mais apurada. Vou me formar e tirar férias do trabalho, daí vou me dar essa viagem de presente. Meu roteiro será 3 dias BsAs; 1 em COL; 2 em Punta; 2 em MVD e mais 2 dias em BsAs. Meu roteiro está assim por conta da promoção da gol - volta por 39 reaiss, hehe. No início da viagem um brother vai, mas o restante vou fazer sozinho. Tb vou ficar no Milhouse Avenue(vc sabe que tem outro, o hipo, não é?). Reserve pelo booking que sai bem barato, cerca de R$ 27,00 a diária e sem custo de reserva. Em MVD vou ficar no El Viajero cidade velha e, em Punta, no Tas D' Viaje. A reserva de Punta faça com bastante antecedência, e pelo Hostelworld(preços bons e garantias) pois a época que vc vai tudo é muito cheio, pelo que pesquisei. Por sugestão, pelas pesquisas que fiz, 6 dias em Punta é muito tempo e lá é tudo hiper caro...e dois dias em MVD podem ser pouco...por sugestão fique 3 dias em punta, 3 em MVD, 1 em Colõnia(na ida Pra BsAs, não precisa dormir lá, é só pra tirar de tempo mesmo) e o resto em BsAs... Já fui na Argentina(Mendoza...vá que é massa) esse ano e lá as coisas são em conta, mas não de graça. Só que bem baratas em comparação à maioria dos destinos turísticos brasileiros. O deslocamento MVD BsAs vc faz pela empresa Buquebus, comprei a 870 pesos uruguaios(~R$ 87,00) já incluindo o trecho de ônibus + barco e taxas. Tem outras ai, mas acho que só fazem o trecho Colônia BsAs Retorno no meio do mês que vem, daí te passo uma colaboração melhor com a vivência de causa.
×
×
  • Criar Novo...