Ir para conteúdo

Sky Nomad

Membros
  • Total de itens

    11
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

11 Boa

1 Seguidor

Sobre Sky Nomad

  • Data de Nascimento 03-09-1990

Bio

  • Ocupação
    Desempregado (outra vez. Por escolha própria, como sempre)

Últimos Visitantes

1.062 visualizações
  1. Olá a todos! Já faz uns dois anos desde a última vez que publiquei algo do tipo, mas aqui estou novamente com outro relato/documentário em vídeo. Eu aproveitei os dois últimos dias de 2018 para tentar a Travessia do Rio Branquinho, que é uma trilha através das terras indígenas que ligam a Zona Sul de São Paulo à cidade litorânea de Itanhaém. Eu estou sem computador, então o vídeo saiu bem amador e com uma marca d'água, mas acredito que consegui gravar todas as partes mais importantes da trilha (por exemplo, bifurcações, eu cantando e imitando vozes, trechos em que a travessia é feita através d
  2. Acho que nunca me identifiquei tanto com um relato. Tenho a mesma motivação (liberdade), a mesma frustração com o consumismo e as "regras" da vida moderna, a mesma necessidade de solitude (no meu caso, esta necessidade já existia desde a minha infância, pois nunca consegui dominar a incrível habilidade de lidar com outras pessoas) e também saí pela primeira vez em 2015 (no meu caso, em dezembro, aos 25 anos, quando eu estava de férias do trabalho e passando por uma fase ruim que melhorou muito depois de eu sentir o gostinho da vida na estrada). Tive a chance de constatar que as pessoas re
  3. Mudei a hospedagem das imagens para o IMGUR. O Photobucket, que eu usava antes, decidiu começar a cobrar para exibir imagens em sites de terceiros. E ainda reduziram a resolução de todas as imagens que eu já tinha. Desgraçados. Levei um ano para fazer isto (procrastinação de novo), mas finalmente baixei os backups que eu tinha no Facebook e fiz o upload para o IMGUR. Eu também fiz uma viagem semelhante quase um ano depois, em outubro de 2016. De São Paulo ao Parque Nacional da Serra da Canastra, em São Roque de Minas. Foram 13 dias percorrendo uns 1100 km de estradas (i
  4. O título do tópico já diz tudo o que vocês precisam saber. É um vídeo antigo, pois eu fiz a viagem em 01/01/2017, mas só fui descobrir hoje que há um subfórum para vídeos no Mochileiros.com. Eu ouvi falar da Funicular de Paranapiacaba pela primeira vez em 2013, mas nunca tive a chance de ir com amigos. Na virada deste ano, peguei quatro dias seguidos de folga (uma bênção para quem trabalha numa loja) e percebi que, embora não fosse tempo o bastante para uma viagem longa de bicicleta (meu tipo favorito de viagem), seria a oportunidade ideal para conhecer a famosa e, supostamente, perigosa
  5. Continuo sendo um leigo neste assunto (é, não aprendi tanto assim a lição que a viagem tentou me ensinar), mas sei que os raios da Caloi Andes são de aço. Talvez seja por isso que os aros estão aguentando até hoje? Seja como for, eu a usei recentemente para subir a Serra da Cantareira (uns 45 km, somando ida e volta) e uma semana depois fui ao Parque do Ibirapuera (19 km de minha casa). Os aros continuam aguentando, mas perdi minha quinta câmara traseira enquanto eu ia do Ibirapuera até a represa de Guarapiranga. Era domingo, mas como não tenho saco para transporte público a não que seja
  6. Olá a todos! Conforme diz o título do tópico, eu resolvi ir de bicicleta até a Parte Alta do Parque Nacional de Itatiaia, cuja entrada fica em Itamonte - MG. Escrevi um relato durante a viagem para compartilhar a experiência com vocês e quem sabe incentivar ou esclarecer dúvidas de outros que tenham interesse em fazer a mesma viagem. Infelizmente, sou muito prolixo, o que resultou em um relato de proporções bíblicas (tão grande que comecei a escrevê-lo em 30 de dezembro e só fui terminá-lo hoje; talvez eu tenha exagerado na procrastinação). Quem conseguir ler isso está de parabéns, mas se não
  7. A última vez que eu postei aqui foi em setembro, mas minha mentalidade não mudou (embora, para ser sincero, 6-7 meses não são tanto tempo assim para eu mudar drasticamente de ideia). Nesse meio tempo, aconteceram algumas coisas para ajudar a formar melhor minha opinião sobre o assunto. Para começar, eu tive a chance de fazer duas trilhas na Serra do Mar, próximo a Paranapiacaba. A primeira foi um bate-e-volta num dia chuvoso que começou às 10 da manhã e só terminou à meia-noite. Apesar das complicações, foi uma das melhores experiências que eu tive na minha vida. A segunda foi um acampamento n
  8. Nilton, obrigado pelas sugestões. Eu já havia ouvido falar sobre as trilhas de Paranapiacaba e já estava pensando na região. Eu dei uma olhada na internet e gostei muito das imagens (principalmente os trilhos e túneis abandonados da ferrovia). Acho que vou tentar o lago Poço das Moças: a trilha de mata fechada no caminho me chamou a atenção. Por coincidência, um amigo meu havia me dito que amanhã ele se reunirá com um pessoal para fazer uma trilha pela região. Eu vou participar e aproveito para conhecer a região e planejar melhor minhas férias.
  9. Eu nunca mochilei ou acampei antes, mas estou interessado em começar agora, nas férias de dezembro. Alguém aí tem sugestões de lugares no estado de São Paulo para acampar? Algumas informações: - Eu provavelmente só acamparei durante uma semana. - Eu prefiro o interior ao litoral. - Eu não pretendo ir acompanhado: a mochilada será uma maneira de relaxar, tendo apenas a natureza ao meu redor. - Quanto menos dinheiro eu precisar gastar, melhor. Não quero me hospedar em nenhuma cidade e seria ideal se a região tivesse fontes de água potável e comida (ou seja, quero uma mochilada estilo Bear
  10. A intenção é essa: tirar o máximo de sustento possível da natureza, de tal forma que meus únicos gastos sejam com suprimentos como creme dental, escovas de dentes, pastilhas purificadoras de água, garrafas de água, kits de primeiros socorros, uma ocasional visita a uma LAN House só para me manter informado a respeito da civilização, etc. São coisas que geralmente durariam mais de um mês, o que provavelmente me permitirá manter os gastos a um nível muito baixo. Ainda assim, eu reconheço que é uma coisa difícil de se fazer, mesmo que eu me mantenha próximo a rios e lagos. Talvez R$ 60,00 se
  11. Este tópico é exatamente o que eu estava procurando! Tenho 23 anos, sou técnico em contabilidade, tenho um emprego estável na área e, até esta segunda-feira, estava cursando Ciências Contábeis. No entanto, desde que eu tinha uns 15 anos (muito antes de eu começar a trabalhar e realmente desenvolver responsabilidade/independência/etc), percebi que a vida em civilização não passa de uma forma moderna de escravidão. Você trabalha 8 horas por dia (e gasta mais de uma hora só para chegar ao trabalho), estuda mais umas 4 horas por dia, dorme apenas umas 5 horas por noite e, no fim de semana, est
×
×
  • Criar Novo...