Ir para conteúdo

valderes

Membros
  • Total de itens

    229
  • Registro em

  • Última visita

Informações de Viajante

  • Próximo Destino
    Everest Base Camp, Nepal, 202x

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

Conquistas de valderes

Super Colaborador

Super Colaborador (7/14)

  • Incentivador
  • Um mês de Mochileiros.com
  •  Um ano de Mochileiros.com
  • Uma semana de Mochileiros.com
  • Iniciador de Conversas

Distintivos Recentes

52

Reputação

  1. para duas pessoas eu uso a Falcon 3, leve e resistente, como não tenho carro o fator peso conta muito.
  2. Olha, eu não sei se te atende, mas o Crampon 48 tech da Trilhas e rumos tem umas cores bem neutras como verde claro ou cinza e costuma ter um preço bom comparado com outras marcas gringas, eu tenho uma e acho bem prática.
  3. Para evitar o mofo talvez comprar uns dois kilos de silica. Ela muda de cor quando fica umida e é só ficar torrando ela de novo no forno quando ela ficar muito úmida. Deixa numa garrafa pet com furos ou pote com furos. O pessoal usa isso para maquina fotográfica, talvez funcione com equipamentos de trekking tbm. tbm tem uns aparelhos elétricos antimofos que deixam o armário sempre seco, mas não sei se o calor pode acabar danificando o material. Boa sorte
  4. A questão seria ter alguns dias em Cusco mais flexiveis para em um desses dias com a melhor previsão tentar ir pra lá. E realmente se no dia que você subir estiver tudo nublado e feio, mas geralmente o tempo abre depois. Aí poderia pernoitar mais uma noite na vila e só ir embora no dia seguinte, mas aí ja tem a questão do transporte que vc já sobe a trilha da hidrelétrica com a passagem de volta comprada, teria que analisar esse ponto. Acho que o mais interessante é aproveitar o que vier e deixar rolar, rsrs. Boa sorte e sucesso na viagem!!
  5. pode tentar fazer um calendário mais folgado e quando chegar em Cusco confere a previsão do tempo e tenta comprar a entrada para o dia que tiver com melhor previsão do tempo. Quando fui em 2017 eu nem olhava previsão do tempo e nem ligava pra chuva...tive sorte de só pegar chuva na véspera de subir. Mas se quiser ir em Huayna Pichu tbm aí precisa comprar com antecedência ou fica sem pq é mais limitada essa atração
  6. O clima no país é bem variado, mas se estiver falando de MP tem que contar com um pouco de sorte. Quando fui peguei chuva no caminho da hidrelétrica, mas foi coisa pouca, e no dia seguinte amanheceu tudo nublado o tempo, mas abriu logo. Teria só que considerar questões de El nino e La nina, que eu não entendo bem, mas que afeta o clima por lá. Arequipa parece q chove pouco, mas teve gente que pegou neve no mirador de los volcanes...fui no dia seguinte e não tive essa sorte. Abraços
  7. Comprar passagens de avião precisa sempre ser com antecedência. E quanto ao resto vai depender do destino que se vai. Se vc for fazer o circuito W de Torres del paine por exemplo, precisa reservar na agência do parque com 8 a 10 meses de antecedência, não t jeito, se não não consegue vaga. E os ônibus naquela região são poucas linhas, se deixar p comprar na véspera provavelmente vai ficar sem vaga e matar os passeios. Inclusive os hosteis mais baratos por lá se esgotam rapidamente e só sobram os caros. Mas agora, se fosse na Bolívia ou no Peru já dá p ter mais tranquilidade e flexibilidade. No Brasil acabo viajando mais de ônibus pq é mais conta e não preciso me programar com meses de antecedência pq nas datas q vou querer viajar sempre vai tá mais caro o avião. Abraçosss
  8. E para professores servidores alguns lugares possuem licença prêmio (3 meses a cada 5 anos por exemplo), pelo menos por enquanto, pq devem acabar a medio e longo prazo. E sobre a licença não remunerada tem prefeituras onde é super difícil conseguir, então nem sempre será uma possibilidade. Para quem é CLT ou autônomo tem q pedir demissão e depois procurar lugar pra voltar pq na prática são poucos empregadores q irão te aceitar após um ano: geralmente qd o filho trabalha na empresa do pai ele consegue tirar um ano sabático e voltar logo depois p msm vaga ou superior...rsrs
  9. Eu estava com planos de ir pra Ushuaia com a família em janeiro do ano que vem, mas já desisti. Incerteza total por enqt. Esse mes de janeiro estava com hospedagens baratas por lá pq só tinha argentino podendo ir, como os preços vão ficar no futuro vai depender do tamanho do buraco que a pandemia deixar na Argentina e nos turistas dispostos a irem pra lá...oferta e demanda...
  10. Se eu fosse da área de informática e trabalhasse online de forma remota (e desconsiderando a pandemia) acho que me mudaria para a Argentina, visitei 3 vezes o país e me pareceu muito agradável. Mas apenas se eu tivesse condições de manter um padrão de vida razoável, caso contrário prefiro continuar sofrendo no meu país natal, rsrsrs. Boa sorte
  11. eu comprei uma pra mim, mas qd chegou o tamanho que seria o ideal para o meu pé, inclusive o msm numero que usava na Vento ficou apertado no meu pé, poderia arriscar trocar por um numero maior, mas aí tinha a chance de ficar maior do que eu gostaria e teria que pagar o correio pela troca, aí na brincadeira só devolvi pq a devolução em compra online é gratuita. Talvez na próxima bota eu tente novamente essa marca.
  12. Então, eu já tive a Finisterre Vento, fiz a Petro-Terê, Patagônia e Bariloche com ela, em Bariloche ela já estava bem velha e o solado rachou aí qd voltei p casa joguei fora pq era qs 200 a ressola, ela já estava com o couro todo ferrado e feia. Mas enquanto ela estava nova era maravilhosa! no primeiro dia já estava confortável no pé, era super estável e não tenho do que reclamar! Possivelmente vou comprar uma nova bota da Vento no futuro, da Salomon dúvido (são extremamente caras para brasileiros não-profissionais de trekking, se eu fosse um profissional talvez comprasse). Sobre botas de EPI eu tinha uma Bracol e fazia altas trilhas com ela, se vc comprar uma sola em gel p colocar dentro dela deve ficar melhor ainda, para quem faz trilha ocasional e não quer investir muito acho q vale a pena, só procurar modelos de couro pq aí pode fazer impermeabilização com parafina de vela. Minha esposa tinha uma Macboot Ingá e fez a travessia Petrô-Terê e a circuito-W em Torres del Paine comigo de boas, não faz milagre mas tem um bom custo benefício e eu fazia impermeabilização com parafina de vez em qd p resistir mais a água.. Sobre marcas de botas gringas tem q tomar cuidado pq algumas são pensadas para climas mediterrâneos e temperados e não necessariamente p o calor tropical infernal do Brasil e por isso podem não aguentar tão bem aqui. @[email protected], procure o melhor custo benefício, as botas mais caras tem mais tecnologia de conforto, mas botas de epi tbm são bem resistentes e se for relativamente nova e bem cuidada dificilmente vai desmanchar na trilha...já as botas de shopping como nosso amigo disse é bom ter atenção e fugir msm, rsrsr. abraços
  13. eu tenho o superpluma T&R e uma ntk mícron-x lite. Já fui na serra dos orgãos com os dois...com o t&R fiquei no bivaque em maio e foi de boas....o mícron eu coloco com o liner vermelho da Sea to summit e me agasalho, acampei com ele em junho ou coisa assim e se vc se enrolar em um alumínio de emergência fica mais quentinho ainda, mas não foi confortável não....mas não sei as temperaturas que peguei. não se esqueça de levar um alumínio de emergência pra se enrolar em caso de emergência @Alexey Tatini
  14. Sobre o Uber, se vc estiver em um local que nenhum motorista do app queira pegar a corrida, imagine que se fosse de táxi teria menos ainda! rsrs. Como não tenho carro, sempre procuro saber se o destino que vou possui cobertura de Uber ou similar, dando preferência para cidades que tenham, limita um pouco, mas vale a pena. No Airbnb já fiquei algumas vezes, gostei do atendimento: procuro sempre anfitriões com boas avaliações e imóveis com muitas avaliações evitando aquele lugar que não tem avaliação ainda. Ponto negativo são as taxas de limpeza e de serviço que as vezes chega a ser um percentual muito grande em relaçao a reserva, principalmente p poucos dias, nesses casos costumo optar por booking msm ou direto com o hostel. Abraços
  15. Existe a possibilidade de acordo com o avanço da vacinação que passem a cobrar carteira internacional de vacinação de quem tenha sido imunizado tbm para liberaram que se viaje normalmente.
×
×
  • Criar Novo...