Ir para conteúdo

LéiaMandatto

Membros
  • Total de itens

    36
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

8 Neutra

2 Seguidores

Sobre LéiaMandatto

  • Data de Nascimento 03-05-1989

Últimos Visitantes

623 visualizações
  1. Oi pessoal! Uma contribuiçãozinha pequena para os Mochileiros Viagenzinha de um final de semana em São Bento do Sapucaí 1º dia De minha cidade a São Bento são 3 horas, fizemos o calculo para chegar exatamente no horário do almoço lá. Passamo primeiro na Capelinha de Mosaico que é uma atração à parte, construída por artesão da vila, a capelinha atrai curiosos, romeiros e turistas, ávidos em fotografar a bela construção, colorida e abençoada. Endereço: Rua 13 de Maio, 217, Centro, das 9h ás 17h e finais de semana e feriados, das 8h ás 18h. Telefone: (12) 3971-1876 Logo em seguida fomos almoçar e paramos no Restaurante Taipa, que só abre no almoço. Comida deliciosa, que pode ser por quilo o pago para comer a vontade. Depois fomos fazer o check-in na pousada e deixar nossas coisas. Ficamos na Pousada 4 Irmãos (12) 99202-1314: fica a 7 minutos de a pé do centro e 2 minutos de carro – estacionamento, quarto e banheiro privativo – R$240,00. Gostei muito, a Lucia dona da pousada nos deixa super a vontade, entrega a chave do portão e tudo. Fora que ela antecipou nosso café da manhã no dia seguinte e ainda nos deixou fazer check-out mais tarde. Após ajeitamos nossas coisas no quarto, partimos em direção a uma segunda igrejinha, menor e menos conservada, na estrada do Paiol, sentido Campos do Jordão, em direção à Pedra do Baú. Na mesma estrada vale a parada em duas cachoeiras: a Cachoeira dos Amores e Cachoeira do Toldi. No caminho paramos na Cachoeira dos Amores que uma queda d’água sem muitas emoções, mas vale para quem quer dar um mergulho ou relaxar um pouquinho com o barulho da cachoeira. Dá para chegar de carro até ela, só é necessário pagar 5 reais por pessoa, já que a cachoeira dos amores fica em uma propriedade privada. No local também é possível fazer trilhas.Endereço: Estrada do Paiol Grande km 5 – B. Paiol Grande, das 8h ás 17h. Telefone: (12)3971-2675 Depois paramos no deck da Cachoeira do Toldi, que fica na estrada mesmo, no meio da Serra. É uma queda d’água linda! Vale a parada com carro mesmo para algumas fotos! Distante 25 km da cidade, a estrada de acesso é íngreme e cheia de pedras. Possui uns 20m de queda e a água é abundante e límpida. Está incrustada no meio da Serra do Baú, tem mais de 200m e é a mais alta de São Bento do Sapucaí. Endereço: Estrada do Paiol Grande km 13, das 9h ás 17h e finais de semana e feriados das 9h às 18h. Telefone: (12) 3971-8181 Finalmente seguimos em direção ao Complexo da Pedra do Baú é definitivamente o carro-chefe em São Bento do Sapucaí. É possível avistar a Pedra do Baúzinho, que tem um acesso bem mais simples, em 30 min de trilha.Saindo de São Bento são quase 40 minutos em uma serra cheia de curvas, nesta mesma estrada das cachoeiras. Você estaciona o carro dentro no Parque e anda por cerca de 10 minutos até a Pista de Pouso (asa deltas e parapentes) e depois mais 20 minutos até a Pedra do Baúzinho em uma trilha leve. R$10,00 por pessoa de taxa de preservação ambiental para entrar no parque . Ficamos lá para ver o pôr do sol e a vista é ainda mais linda. O sol deixa tudo laranja, maravilhoso! A noite jantamos no Restaurante Bistro. Muito gostosinho, foi lá que experimentamos pela primeira vez a linguiça de truta. 2º Dia Acordamos cedo neste dia, tomamos café da manhã e fomos para a agencia Baú Ecoturismo que fica junto ao Restaurante Pedra do Baú: Estrada do Quilombo, 1403 - Agência de esporte e aventura oferece serviços como caminhadas, passeio de bike, rapel, escalada guiada Pedra do Bauzão, trilhas, tirolesa e informações. R$100,00 por pessoa = R$200,00 o casal.Forma de pagamento 50% antes do passeio feito por deposito bancário, os outros 50% é pago depois do passeio realizado em dinheiro, cheque ou transferência, não trabalham com cartão.(12) 9 9737-5968/ 9 9623-1620 com Fabrício [email protected] - www.bauecoturismo.com.br Já havíamos reservado com a agencia e foi excelente, o guia Lello foi muito bacana conosco, não tivemos do que reclamar, só agradecer. Imprescindível levar: Roupa confortável, tênis ou bota de montanha, mochila pequena, lanche, barrinha de cereal ou fruta, agua Recomendável levar: Agasalho (blusa de fleece ou moletom), dependendo da época do ano, Anorak ou capa de chuva, Chapéu ou boné, Protetor solar, Lanterna. Não está incluso no passeio: Alimentação e bebida pessoal, para os passeios realizados pela face Norte do Mona (Monumento Natural Estadual da Pedra do Baú) é cobrado uma taxa de R$20,00 de estacionamento no Restaurante Pedra do Baú, caso vocês almocem no local não será cobrado esta taxa, o restaurante Pedra do Baú só aceita pagamento em dinheiro. O passeio inicia na agencia, se precisar iniciar em outro local ou se precisar de carona até o início da trilha, poderá ser cobrado uma taxa de deslocamento do monitor. Como é o passeio: São cerca de 5 a 6 horas de passeio escalando a Face Norte da Pedra do Baú. O destino predileto de 95% dos escaladores do estado, apresenta perigos aos iniciantes que escalam sem equipamentos de segurança a pedra, por issoé importante ir com segurança, cordas, capacetes e etc, que te protejam em caso de algum deslize. Se você for durante o fim de semana, é melhor ir bem cedo para evitar muita gente na trilha. Aconselho sair no máximo as 8 horas da manhã, até porque o sol vai estar mais leve. A tarde não é aconselhável subir na pedra, se for um dia de sol, as escadas esquentam e o sol fica de rachar. Existem dois jeitos de subir a Pedra do Baú, pela Face Norte e Face Sul (porém a Sul está bloqueada devido a deslizamentos). Como é a Trilha: Depois de São Bento do Sapucaí até chegar na Face Norte são apenas 10 minutinhos de estrada de carro, e aí você vai em direção ao Restaurante Pedra do Baú. Além da vista maravilhosa que o restaurante tem, ele oferece brincadeiras para crianças como escalada, arvorismo, cama elástica. Dá para passar o dia por lá. De lá começa a trilha da Face Norte da Pedra do Baú. A trilha, depois de aproximadamente 1 hora de subida, você vai continua-la, mas agora escalando 300 metros verticais de pedra pelas 600 escadinhas presas nela. Então vem a Parada dos Medrosos: É o maior lance de escadas da escalada na Pedra do Baú. É lá que muita gente desiste, porque é um paredão vertical gigantesco só com as escadinhas como apoio. Ainda é possível ser mais radical e descer de rapel a Pedra do Baú. Leve lanche e se alimente lá em cima. Voltamos por volta das 12h e o caminho já começada e lotar de gente. Acabamos não almoçando no Restaurante Pedra do Baú para almoçar na Cantina Tio Giuseppe, massas e molhos caseiros deliciosos. R$35,00 por pessoa e dá direito a 3 pratos diferentes. Voltamos a pousada, tomanhos um banhão e voltamos para nossa cidade. É um passeio de final de semana que vale muito a pena. Recomendo!
  2. Oi galera!! Quem já viajou de mochilão sabe o quanto é importante saber quanto se vai gastar em uma viagem.. Esta foi uma viagem a Patagônia feita em Setembro/2017, com mais 3 pessoas do mochileiros. Fiquei 3 dias em Buenos Aires, e depois me encontrei com o restante do pessoal em Ushuaia. Foi uma viagem incrível e econômica, e gostaria muito de compartilhar com vocês. COTAÇÃO Pesos argentinos 1 real = 5 pesos argentinos 1 dólar = 17 pesos argentinos Pesos chilenos 1 real = 170 pesos chilenos 1 dólar = 610 pesos chilenos GASTOS GERAIS Aviões = R$2.118,00 Ônibus no Brasil = R$122,00 Reservas em hostels antecipadas = R$648,00 Argentina = R$1.582,00 09.09.2017 = 2153 = R$430,00 880 taxi aeroparque x hostel 870 3 noites hostel 50 cartão e passe bus 353 comidas 10.09.2017 = 1130 = R$226,00 300 entrada teatro colon 180 comida 150 entrada bombonera 500 entrada madero tango 11.09.2017 = 368 = R$73,00 25 bus 43 comida 300 transfer hostel x aeroparque 12.09.2017 = 511 = R$102,00 41 taxi aero x hostel div em 4 200 comida 90 taxi ida e volta cerro martial 180 grampones cerro martial 13.09.2017 = 572 = R$115,00 202 comida 375 taxi a parque nacional 14.09.2017 = 443 = R$89,00 325 taxi a esmeralda div 4 118 comida 15.09.2017 = 4510 = R$90,00 38 taxi hostel a aero div 4 120 aero a hostel calafate div 4 460 hostel hostel bla 2 dias 192 comida 3200 mini trekking 500 parque mini trekking 16.09.2017 = 245 = R$49,00 245 comida vários dias em calafate 17,18,19 e 20.09.2017 = 1189 = R$238,00 900 idae volta chalten+10tx embarq 279 comida vários dias em chalten 21.09.2017 = 850 = R$170,00 250 hostel bla 1 dia 600 bus porto natales Chile = R$1.114,00 22.09.2017 = 48000 = R$282,00 14000 comida 15000 ida e volta ao parque 11000 entrada parque nacional 5000 isolante aluguel 1250 panela aluguel div 4 3000 bus dentro do paque 23,24,25.09.2017 = 37500 = R$221,00 4500 pesos barraca torres central 33000 paine grande 26.09.2017 = 39000 = R$229,00 18000 catamarã retorno parque 6000 comida 15000 hostal alamo 27.09.2017 = 45900 = R$270,00 12500 comida 2000 guarda volumes p natales 24400 hostel p natales 2 noites 7000 bus natales a punta arenas 28.09.2017 = 19000 = R$112,00 3300 taxi p arenas a aero div 3 15700 comida TOTAL DE GASTOS: R$5.584,00 ROTEIRO 21dias - Buenos Aires, Ushuaia, El Calafate, El Chalten, Puerto Natales, Punta Arenas Transportes: (fizemos um roteiro onde não ficássemos passando pela fronteira ChilexArgentina várias vezes) Ida SP / Buenos Aires-Argentina em avião Buenos Aires / Ushuaia-Argentina em avião Ushuaia / Calafate-Argentina em avião Calafate / Chalten-Argentina em ônibus (4 horas) Chalten / Calafate-Argentina em ônibus (4 horas) Calafate / Puerto Natales - TORRES DEL PAINE-Chile em ônibus (6 horas) Puerto Natales / Punta Arenas-Chile em ônibus (3 horas) Volta Punta Arenas / Santiago/ SP em avião Dia a dia: Buenos Aires – 3 dias 07/09/2017 1° dia - Buenos Aires/Argentina 08/09/2017 2° dia - Buenos Aires/Argentina 09/09/2017 3° dia - Buenos Aires/Argentina Ushuaia – 3 dias 10/09/2017 4° dia - Vôo Buenos Aires a Ushuaia/Argentina Logo que chegamos, fomos ao Mirante do Cerro Glaciar Martial, e que devido ao vento forte e a neve, não foi possível subir até o Mirante, mas até parte dele. 11/09/2017 5° dia – Ushuaia/Argentina Neste dia fizemos o trekking pela Laguna Esmeralda, mas ela ainda estava congelada. Nos perdemos um pouco no caminho, pois a neve estava alta e cobria as placas, mas foi tranquilo chegar. 12/09/2017 6° dia – Ushuaia/Argentina Contratamos um transfer para o Parque Nacional Tierra Del Fuego um dia antes da ida – 30min. Fomos até Bahia Ensenada e o começo da trilha Senda Costera. Iniciar a trilha Senda Costera que tem um percurso de 8 km com uma duração de aproximadamente 3 horas de trilha fácil. Depois de exatamente 3 horas de trilha, seguir para o Lago Roca, que fica a 1 km do final da trilha Senda Costera, e o bosque que fica à beira desse lago. 13/09/2017 7° dia – Ushuaia/Argentina El Calafate – 2 dias 14/09/2017 8° dia – Vôo de Ushuaia a Calafate/Argentina Chegando em El Calafate, compramos o passeio ao Glaciar Perito Moreno-Big Ice no próprio hostel. Custo do Big ICE $4000,00 pesos ou $252,00 dolares ou R$800,00 reais Custo do Mini Trekking $2400,00 pesos ou 160,00 dolares ou R$460,00 reais 15/09/2017 9° dia – Calafate/Argentina Fizemos o Mini trekking no Glaciar Perito Moreno: Às 9h o ônibus pega no hostel e vai em direção ao Parque Nacional Los Glaciares onde chegamos por volta de 11h. Na entrada do parque o ônibus para e o guia desce para comprar as entradas, que tem preços diferentes dependendo de onde você é. Para turistas do Mercosul o valor é mais barato, portanto não esqueça de levar seu passaporte ou pagará um pouquinho mais caro. Após a entrada no parque o ônibus nos leva para um ponto de encontro onde tem uma lanchonete/refeitório e também é onde começam as passarelas do Perito Moreno. O guia estipulou que deveríamos estar de volta pro ônibus às 14h. Um dia meio nublado é perfeito para as fotos, já que num dia de muito sol a claridade reflete no gelo fazendo as fotos ficarem bem ruins. Embarcamos de novo no ônibus e fomos em direção ao porto para pegar o catamarã que nos levou pra margem oposta do lago, lugar onde começa o trekking no glaciar. Na chegada paramos em um ponto de apoio onde são passadas algumas instruções e é recomendável que quem esteja levando muita coisa deixei nos lockers que tem ali. Depois de 15 minutos começamos a caminhar através de um bosque para chegar ao ponto de início do trekking, lá colocamos os grampones nas botas e nos dividimos em dois grupos, um com guia em inglês e outro em espanhol. A experiência de andar no gelo é fantástica, mas apesar de achar meio inseguro no início, logo nos acostumamos a andar e também os grampones nos dão bastante segurança. Durante o passeio o guia vai explicando várias coisas sobre o glaciar e o campo de gelo patagônico, no final do trekking paramos em um ponto e os guias serviram whisky com gelo do próprio glaciar. O passeio durou cerca de 1:30h, é tranquilo e vale a pena pra qualquer pessoa.Ao fim do passeio retornamos ao ponto de encontro, lanchamos, retornamos ao catamarã e em seguida ao ônibus de volta pra El Calafate. Choveu muito e fez muito frio... foi legal, mas a chuva atrapalho muito o passeio. El Chalten – 5 dias 16/09/2017 10° dia – Ônibus de Calafate a El Chalten/Argentina (4 horas) Há duas empresas que fazem o trajeto, http://www.caltur.com.ar/ e http://www.chaltentravel.com/ ambas com o mesmo horário, às 8h, 13h e 18h.http://www.plataforma10.com/ Logo que chegamos, fizemos a trilha do Mirador de los condores, que tem uma vista muito bacana da cidade, o acesso à trilha é bem bonito, fica atrás do centro de visitantes na entrada da cidade, 30 minutos de caminhada e concluímos a trilha. 17/09/2017 11° dia – El Chalten/Argentina Trekking a Laguna de Los Três/Trilha ao Fitz Roy - A trilha começa com uma subida forte, de uns 30/40 minutos, depois a trilha fica sem muito desnível por um bom tempo. Depois de 2 horas de caminhada chegada a Laguna Capri, parada por alguns minutos para um pequeno lanche. Segue com o trekking em direção ao Campamento Poincenot que é a base para subir a Laguna de los três, leva aprox. 1h30 para concluir. A trilha é bem demarcada, basta você não sair da trilha que não há como se perder. Uma vez no poincenot descansar um pouco e começamos a tão temida “última hora da trilha”. O desnível é grande, cheio de pedras soltas que mais ao final da trilha se misturam a neve e escorrega pra caramba, o bastão de caminhada neste trecho do trekking é muito importante, porém o mais importante era os grampones, e por conta disso tivemos que parar na metade e retornar. Estava muito perigoso. 18/09/2017 12° dia – El Chalten/Argentina Trilha a Laguna Torre/Argentina - Trilha tranquila sem muito desnível, 22km, a realizamos em 3 horas ida, que é o tempo descrito no mapa. 19/09/2017 13° dia – El Chalten/Argentina Loma Del Pliegle Tumbado 20/09/2017 14° dia – El Chalten/Argentina Descanso El Calafate - 1 dia 21/09/2017 15° dia – Ônibus de El Chalten a Calafate/Argentina (4 horas) Puerto Natales – 6 dias 22/09/2017 16° dia – Ônibus de Calafate a Puerto Natales/Chile (6 horas) 23/09/2017 17° dia – Circuito W – Torres del Paine: Acampamento Torres Acordamos bem cedinho e o ônibus nos pega no hostel direção ao Parque Torres del Paine. Às 10:00h nós chegamos a administração do parque que fica na Laguna Amarga, ali todos descem para pagar a taxa de entrada do parque e assistir um vídeo informativo. Dali você escolhe se vai começar o circuito daquele ponto ou se continua até Pudeto e inicia pelo Paine Grande. Nós fizemos o circuito W, começando pelas torres e terminando no Paine Grande, então pegamos uma van que nos leva até a Hosteria Las Torres (economiza 1:30h a pé) e lá enfim começamos o nosso trekking pelo Parque Nacional Torres del Paine! Fizemos no Check in no acampamento (já tínhamos pago tudo antes), deixamos nossa mochila grande nas barracas e levamos somente a pequena, com coisas essenciais, a primeira parte da trilha é de uma subida que parecia infinita, até chegarmos ao Vale do Rio Ascencio. O vale é enorme, muito lindo e partir desse ponto é só descida até o Refúgio Chileno. A paisagem daquele lugar é linda. Continuamos até o Campamento Torres, logo depois dele a primeira parte da subida é “tranquila”, dentro de um bosque, com subida relativamente fácil, mas a segunda é bem tensa. Quando saímos do bosque começa uma trilha bem íngreme do lado de um abismo no meio de muitas pedras. Dá medinho, a neve congelada encorregava muito o pé. Mas ao chegar lá em cima, na base das torres, foi só alegria. Passamos pouco tempo lá em cima, estava um frio danado e depois comecei a descida de volta ao camping Torres del Paine. Chegamos já era quase noite, foi tomar banho (de água quente), fazer uma janta rapida e dormir. C NHORRRR, QUE NOITE!! Não lembro de ter passado tanto frio assim na vida. (na verdade lembro, foi na Bolívia, durante a Salar, era a ultima noite, 8 edredons e nenhuma calefação) Mas desta vez na Patagônia, estava na Barraca eu e Paty, e dava pra escutar o vento vindo lá de longe, VRUMMMM, eu só falava assim pra Paty "olha o vento, tá chegando, tá chegandooo" e VRUMMMM, balançava muito a barraca rsrsrs só rindo, por que dormir .. C NHORRRR, QUE NOITE!! 24/09/2017 18° dia – Circuito W – Torres del Paine: Base torres a Refugios no Cuernos Acordamos, fizemos nosso café da manhã, e começamos o segundo dia de trilha por volta de 9h, seguindo em direção ao Los Cuernos, subindo de volta o vale do Rio Ascencio. Apesar de ser longo o caminho até o Cuernos, ele é tranquilo, em sua maioria descida e sempre com o Lago Nordenskjold nos acompanhando ao fundo. MARAVILHOSO!! O engraçado nesse trajeto de poucos kms, é que o tempo mudava muito, chovia, depois ventava, depois nevava, e então saia sol, e começa tudo de novo... rsrsr. O Cuernos, por ser pago, tem uma estrutura muito grande grande. Nessa epoca que fomos, somente o albergue e com pensão completa estava incluso. Não foi barato, mas valeu a pena, pois dormimos em camas confortáveis, e a comida era feita por cozinheiros (muito fino/gourmet demais pro meu gosto), mas era o único jeito né. Dormi muito bem essa noite!! 25/09/2017 19° dia – Circuito W – Torres del Paine: Refugio Los Cuernos - Camp Italiano - Paine Grande Por volta das 9h deixamos o Cuernos em direção ao Campamento Italiano. Chegando no Italiano, nosso plano era deixar a mochila junto com o guarda parques, subir o vale do francês, ver o mirante, depois descer e continuar o caminho até o Paine Grande no mesmo dia, mas ao chegar lá o quarda parque nos disse que devido a nevasca da noite anterior, o caminho estava todo coberto, e não conseguiríamos chegar nem a metade do caminho. Então comemos nosso lanche/almoço que o Cuernos nos dá para viagem (pagamos pensão completa, lembra?) e fomos em direção a Paine Grande. Essa é a trilha mais de boa do parque, sem muitos altos e baixos, passa entre a área que sofreu o grande incêndio de 2011 que é bem sinistra e faz você perceber o por que a administração foca tanto nos alertas de utilização de fogo. Chegamos ao Refugio Paine Grande de tarde ainda. Foi quando eu e Paty, que íamos dividir a barraca novamente, descobrimos que nossa reserva não estava feita. Ficamos preocupadas, com medo de não ter lugar no albergue, mas como não era temporada, foi tranquilo. Até ficamos felizes de certa forma, pois não queríamos mais dormir na barraca, e lá ventava demais.. mais que na Base Torres rsrsrs.. Foi caro, mas valeu a pena. O quarto não tinha calefação, mas era quentinho. 26/09/2017 20° dia – Circuito W – Torres del Paine: Paine Grande Fizemos nosso café, e partimos até o Mirador Grey, queríamos continuar, mas ventava demais o caminho todo, e estávamos bem cansados. Então decidimos parar por aí, e não ir até o final, no Glaciar Grey. Foi então que eu e Paty decidimos voltar hoje mesmo, já que não tínhamos reservas, e mais uma diária lá sairia muito caro. Esperamos pra pegar o catamarã das 18:00h. Nosso passeio pelo Torres del Paine acabou ali, mas mesmo não tendo visitado o Grey até o final da trilha, estávamos emocionadas de ter conhecido aquele lugar incrivel. Chegamos em Puerto Natales já era bem tarde, e ainda tinhamos que achar um lugar para dormir, com calefação (por favor). Acabamos achando um quarto individual de um hotel, a um preço ótimo com um café da manhã dos Deuses (perto do que vinhamos comendo até então rs). Que noite maravilhosa!! Punta Arenas – 1 dia 27/09/2017 21° dia – Ônibus de Puerto Natales a Punta Arenas (4 horas) Voltamos pra Puerto Natales e fomos ao Hostel Vinnhaus, onde deixamos todas nossas coisas. De manhã aproveitamos para conhecer a cidade e de tarde fomos a Punta Arenas, conhecemos um pouquinho de lá. E de Punta Arenas sairia nosso vôo para Santiago e depois a São Paulo Fim de mais uma linda viagem feita com o pessoal dos mochileiros!! Abraços
  3. Oii Luiza, vá sim, e logo!! Não vai se arrepender =) Sabe que já tentei mover ele pra outra aba de relatos, mas não consegui. Vou tentar entrar em contato com os administradores. Um beijão
  4. Oiii Karine! Obrigadaaa!! Fui pro Rio a 8 anos atras, e só voltei agora em 2016. Tem que aproveitar cada minutinho, porque vai saber quando eu volto de novo né. Vai que demore mais 8 anos de novo rsrsrsrs Beijinhos,
  5. Caro mesmo foi o Voo de Parapente no Rio. Equivale a um terço dos gastos. Hospedagens você acha mais baratas, mas aí depende da localização, pode ser que gaste mais tempo e dinheiro dentro de táxi e ônibus e não compense. Abraços,
  6. Olaaa! Cabo Frio é mais central, e por isso fica mais fácil para se locomover de um lugar a outro. Se estiver de carro, compensa muito. Como dependia dos ônibus, preferi pernoitar em cada uma das cidades, para não me atrasar nos passeios, e aproveitar bem o dia Abraços
  7. Obrigada Romulo! Os valores das agencias são mesmo assustadores, espero que dê tão certo para você quanto deu para meu grupo. Boa sorte e viagem. Abrçs
  8. Ola Marcos, desculpe a demora, espero que ainda dê tempo de lhe ajudar 1- Tranquilíssimo de 4x4. Aliás, tem que ser de 4x4. Sem ele, aí sim teria grande emoções rsrs 2- Meu grupo foi sem, e foi super tranquilo. Tem placas na grande maioria dos locais. Ponte Alta nem tanto, mas o pessoal da pousada orientou certinho e chegamos. A dica é baixar os mapas para usar off-line durante o trajeto, já que na grande maioria dos locais não pega sinal. Qualquer duvida, só me falar. Abraços
  9. Ola Marcos, desculpe a demora, espero que ainda dê tempo de lhe ajudar 1- Tranquilíssimo de 4x4. Aliás, tem que ser de 4x4. Sem ele, aí sim teria grande emoções rsrs 2- Meu grupo foi sem, e foi super tranquilo. Tem placas na grande maioria dos locais. Ponte Alta nem tanto, mas o pessoal da pousada orientou certinho e chegamos. A dica é baixar os mapas para usar off-line durante o trajeto, já que na grande maioria dos locais não pega sinal. Qualquer duvida, só me falar. Abraços
  10. Oi Nicole Aluguei a 4x4 na Araguaia Locadora (63) 3228-2540 [email protected] por R$500,00 a diária. Beijos
  11. Neste post, compartilho nosso roteiro de 6 dias e outras dicas para você organizar sua viagem pela região de Belo Horizonte, a viagem de trem até Vitoria, alguns passeios, além da planilha de gastos: EM BREVE FOTOS 25/12/2016 - Domingo - IDA MOGI/BH Ônibus Gardênia - 21:35 - 05:30 - R$105,82 26/12/2016 – Segunda – BH/INHOTIM MANHÃ Ao chegar na Rodoviária de Belo Horizonte, pegar um táxi até o Mercado Municipal Central para tomar café. Fica na Avenida Augusto de Lima, 744 - de 2ª a sábado das 7h às 18h, domingo e feriados das 7h às 13h. Após, ir até a agência Movida retirar o carro. Dá para ir de a pé. Fica na Rua São Paulo, 1512. MANHÃ/TARDE: De terça a sexta-feira: 9h30 às 16h30 e Sábado, domingo e feriado: 9h30 às 16h30. Estará aberto exclusivamente no dia 26/12/16, R$25,00 inteira e R$12,50 inteira. http://www.inhotim.org.br/visite/como-chegar NOITE: Restaurante Topo do Mundo (somente para ver a vista, é caminho para Ouro Preto) NÃO FOMOS, MAS QUERIA MUITO TER IDO Funcionamento: Às Quartas e Quintas aberto das 17h à 01h. http://www.topodomundo.com Local: Estrada da Serra, s/n - Serra da Moeda, Piedade do Paraopeba - Brumadinho/MG (31) 3575-5545 / 8771-2884 Dormir em Ouro Preto - Pousada Inconfidência Mineira - Rua Manganês, 329, São Cristóvão - Valor: R$ 280,00 (para 4 pessoas) 27/12/2016 – Terça – OURO PRETO/BH MANHÃ/TARDE Em Ouro Preto, aproveitamos que um casal iria fazer um passeio com um guia, em uma Kombi (COM MUITA EMOÇÃO PELAS LADEIRAS DE O.P. ), e fomos também. Saiu R$25,00 por pessoa, e começou as 9h da manhã e terminamos por volta das 17h. Valeu muito a pena! O contato é o Sr. Lourival Dutra (31)3551-3439 *(31)99665-3439 e (31)98706-0711 (recomendo, gente boíssima, fala muuuito rsrs e engraçado) Praça Tiradentes - É a praça central da cidade, local onde a cabeça de Tiradentes foi exposta, em 1792, após ele ser esquartejado. No centro da praça, um monumento ao mártir foi colocado no local do poste onde sua cabeça foi pendurada. E no prédio, onde antes era a residência oficial do governador, hoje funciona o Museu da Inconfidência. Do outro lado, está também o Museu de Ciência e Técnica. Museu da Inconfidência - O Museu da Inconfidência que ocupa a antiga Casa de Câmara e Cadeia de Vila Rica, atual Ouro Preto, é dedicado à história da Inconfidência Mineira, movimento independentista que aconteceu em 1789 e que acabou na morte de Tiradentes. O acervo do Museu é riquíssimo, inclusive está lá o tronco onde Tiradentes foi morto. Além de objetos e documentos relacionados à Inconfidência, o Museu tem móveis e peças sacras belíssimas e de grande importância. Estão lá, algumas obras de Aleijadinho e também as famosas “santas do pau oco“. Horário: Terça a domingo, das 10 às 18h. Inteira R$10 Meia R$5. Igreja São Francisco de Paula - Fica ao lado da rodoviária de Ouro Preto. É a mais nova do centro histórico da cidade, tendo sido construída entre 1804 e 1898. Sim, quase 100 anos de construção! A imagem de São Francisco de Paula é atribuída a Aleijadinho. Horário: das 9h às 13h. Missa às 10h. Entrada: gratuita. Igreja Nossa Senhora do Carmo - Fica ao lado do Museu da Inconfidência. Construída entre 1766 e 1772 e era a igreja frequentada pela aristocracia de Vila Rica. Igreja belíssima com ornamentação de Aleijadinho, Manoel da Costa Ataíde e outros artistas renomados, destaque no teto. Horário: de terça a sábado, das 12 às 16h45, e domingo, das 9h30 às 11h e das 13h30 às 16h45. Entrada: R$3. Igreja Nossa Senhora do Pilar - É uma das duas igrejas mais famosas de Ouro Preto, considerada uma das mais requintadas do barroco, tendo sido usados em sua ornamentação cerca de 400 kg de ouro e 400 kg de prata. O acervo desta igreja inclui uma talha coberta de ouro e mais de quatrocentos anjos esculpidos. Ela fica um pouco mais distante da praça principal, fica na Praça Monsenhor Castilho Barbosa, e para chegar lá é preciso descer uma boa ladeira. Horário: de terça a domingo, das 9 às 10h45 e das 12 às 16h45. Entrada R$ 10 e Meia R$5. O mesmo ingresso vale para o Museu de Arte Sacra. Igreja de São Francisco de Assis - É junto com a Nossa Senhora do Pilar, uma das duas igrejas mais famosas de Ouro Preto. Foi construída entre 1766 e 1810. É considerada obra-prima de Aleijadinho e em 2009 foi classificada como uma das Sete Maravilhas de Origem Portuguesa no Mundo. E parabéns para mim que também perdi a hora da visita. Nesta igreja, também está funcionando o Museu Aleijadinho, que normalmente funciona no Museu de N. S. da Conceição. Em frente à igreja fica a Feirinha de Pedra Sabão. Horário: de terça a domingo, das 8:30 às 11h45 e das 13h30 às 17h. Entrada R$10 e Meia R$5. Dormir em BH - Ibis Budget BH Afonso Pena - Rua Rio Grande do Norte, 784 - R$79,50 diária sem café. http://www.ibis.com/pt-br/booking/hotels-list.shtml 28/12/2016 – Quarta – BH MANHÃ Lagoa da Pampulha - Avenida Otacílio Negrão de Lima, 751. Museu de Arte da Pampulha - Projetado para ser um cassino no início da década de 1940, durante a administração do prefeito Juscelino Kubitschek, o prédio que abriga hoje o Museu de Arte da Pampulha (MAP) foi o primeiro projeto de Oscar Niemeyer para o Conjunto Arquitetônico da Pampulha. Casa do Baile - Situada numa pequena ilha artificial ligada por uma pequena ponte de concreto à orla, a Casa do Baile foi inaugurada em 1943 para abrigar um pequeno restaurante, um salão com mesas e pista de dança. Igreja de São Francisco de Assis - Projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer, foi considerada uma grande inovação arquitetônica. Seu interior abriga a Via-Sacra, composta por quatorze painéis de Cândido Portinari. Os jardins são assinados por Burle Marx e os baixos-relevos em bronze foram esculpidos por Alfredo Ceschiatti. TARDE Praça da Liberdade - Na praça da Liberdade há o maior conjunto integrado de cultura do Brasil, o Circuito Cultural Praça da Liberdade. O projeto foi desenvolvido pelo Governo de Minas, por meio da Secretaria de Cultura em parceria com empresas da iniciativa privada. Os antigos prédios públicos foram transformados em espaços interativos que buscam espelhar a diversidade: acervos históricos, artísticos; centros culturais; biblioteca e oficinas, cursos e ateliês abertos; além de planetário, cafeterias, restaurantes e lojas. Memorial Minas Gerais - Localizado na esquina da Alameda da Educação com a Rua Gonçalves Dias, ao lado do Museu das Minas e do Metal, instigam o visitante a conhecer um pouco mais sobre a história e as características do Estado. Museu das Minas e do Metal - O MM foi implantado no prédio da antiga Secretaria de Estado da Educação e abriga importante acervo sobre mineração e metalurgia, documentando duas das principais atividades econômicas. Centro Cultural Banco do Brasil CCBB - Praça da Liberdade, 450 - Funcionários Palácio das Artes - Avenida Afonso Pena, 1537 - Centro Parque Municipal Américo Renné Giannetti - Avenida Afonso Pena, 1377 – Centro. Abriga o Teatro Francisco Nunes, Orquidário, um pequeno parque de diversões e a parte dos fundos do Palácio das Artes. TARDE/NOITE Praça Israel Pinheiro, que todo mundo chama de Praça do Papa - Avenida Agulhas Negra, s/n, Mangabeiras - “Que belo horizonte!”, esta frase foi dita por ninguém menos que o Papa João Paulo II, diante da paisagem vista da Praça Israel Pinheiro, no alto das Mangabeiras. Depois da missa campal, realizada em 1980, passou a ser chamada de Praça do Papa, onde foi erguido um monumento para homenagear o ilustre visitante. Ao lado da Serra do Curral. Rua do Amendoim - A rua chama-se, na verdade, Professor Otávio Magalhães, e ficou conhecida por uma ilusão de ótica. Quando os motoristas desligam seus automóveis, temos a sensação dos veículos subirem a suave ladeira, ao invés de descê-la.Várias explicações folclóricas tentam explicar o fenômeno: uma delas diz que os carros são movidos devido à alta quantidade de minério de ferro existente no lugar. A rua está próxima à Serra do Curral. Mirante do Bairro Mangabeiras - No bairro das Mangabeiras, atrás do Palácio do Governador, em uma área de aproximadamente 35.400 m². Com dois decks de madeira, medindo 125 m² cada, com linda visão panorâmica da cidade e do Parque das Mangabeiras. Tirolesa BH - a partir de 04/12/16 será inaugurado a Tirolesa BH - Rua Pedro José Pardo, 1000 - é possível comprar o ingresso no site http://www.tirolesabh.com.br. Horário de funcionamento é das 10h às 18h, valor de R$40,00 de segunda a quinta-feira e R$50,00 de sexta a domingo e feriados. 29/12/2016 – Quinta – PASSEIO DE TREM BH - VITÓRIA MANHÃ/TARDE: Belo Horizonte 7h30 - Pedro Nolasco/Cariacica 20h30 - Executiva R$ 100,00 NOITE Pegar táxi da estação de Pedro Nolasco até Hotel Go Inn Vitória. Go inn Vitória – Condomínio Edifício Nápoles - Av. João Batista Parra, 261, Praia do Suá, Vitoria (R$291,90 2 pessoas 2 dias) (27)3202-0200 [email protected] 30/12/2016 – Sexta – VILA VELHA/VITÓRIA MANHÃ Convento da Penha - Rua Vasco Coutinho, Prainha, o ponto turístico mais visitado do Espírito Santo. Os não católicos devem fugir dos horários das missas se quiserem menos tumulto. De segunda a sexta-feira as missas são às 6h, 7h, 8h, 9h30 e 15h. Centro Cultural do Forte São Francisco Xavier da Barra - Rua Antônio Ferreira Queiroz, Área Urbana, Prainha, onde você também terá uma bela vista para a 3ª Ponte e a Baía de Vitória. De terça a domingo das 9h até 17h. Igreja do Rosário - Praça da Bandeira, Prainha, a mais antiga do Estado, com início de sua construção datado de 1535. Restaurante Spetacollo da Prainha ou o tradicional Stragalar – sem horário de funcionamento, fica bem na pracinha da Igreja. Farol de Santa luzia - Rua Santa Luzia. De terça a domingo das 9h até 17h. Morro do Moreno - Rua Xavantes, 262 - Praia da Costa. Sem horário de funcionamento. Fábrica de Chocolate Garoto – segunda a sexta das 9h às 15h. Praia da Sereia - Rua Gastão Roubach, 360 - Praia da Costa. Sem horário de funcionamento. Museu Homero Massena - Rua Antônio Ferreira Queiroz, 281, localizado na casa onde viveu um dos mais famosos artistas capixabas (só não abre aos domingos). TARDE Praias: Os trechos conhecidos como Posto 9, na Praia da Costa, e Bervelly Hills, na divisa entre a Praia da Costa e Itapoã, costumam ser bem badalados. Tem também as praias mais frequentadas de Vitória, que são três: Camburi (A), Curva da Jurema (B) e Ilha do Boi ©. Nas duas primeiras você tem boas opções de quiosques para almoçar. Em Camburi: Quiosque nº 2, Peccatodi Gola Beach e Quiosque nº 6. Na Curva: Quiosque do Alemão ou Spetacollo Praia. Na Ilha do Boi, é petiscar com os ambulantes. A praia de Guarapari, que fica a 1h de Vitória. Parque Pedra da Cebola - Rua Ana Viêira Mafra, s/n - Mata da Praia. Se for a Praia de Camburi, lembre-se que perto a ela tem o parque. Aproveite e faça uma visita. De terça a domingo das 5h até 22h. NOITE O destino mais óbvio para quem quer petiscar e curtir a noite capixaba é a região do Triângulo das Bermudas, na Praia do Canto. Aí está a maior concentração de bares, botecos e boates por metro quadrado da cidade. Dos tradicionais Di DomDom e Abertura aos temáticos Django e Wanted Pub, opções não faltam para uma noite de agito e descontração. Os mais sossegados vão encontrar refúgio em bons restaurantes da capital. A Praia do Canto está recheada deles. Procurando um restaurante estrelado de cozinha internacional? Vá ao Soeta (A), dos chefs Bárbara Verzola e Pablo Pavón. Uma casa especializada em carnes? Vá ao Taurus (B). Uma pizzaria descontraída? Aposte na Forneria Don Camaleone © ou na Salsa Pizza (D). Um hambúrguer premium? O Rock Burguer (E) será uma ótima escolha. Mas se o que você quer é conhecer o melhor da gastronomia capixaba, vá ao Pirão (F), que serve uma das moquecas mais famosas da cidade. 31/12/2016 – Sábado – VILA VELHA/VITÓRIA/SP MANHÃ O Hotel Go Inn fica a 5km do Palácio Anchieta. Da esquerda para a direita, seguindo a linha azul traçada, os pontos turísticos de VIX: a) Palácio Anchieta; b) Igreja de São Gonçalo; c) Convento de São Francisco; d) Convento do Carmo; e) Capela de Santa Luzia; f) Catedral Metropolitana; g) Praça Costa Pereira; h) Teatro Carlos Gomes ao fundo; i) Igreja do Rosário. Considere gastar 15 minutos de caminhada entre um ponto e outro e mais 15 para conhecê-lo por inteiro. A exceção fica com o Palácio Anchieta por causa da visita guiada (com duração aproximada de 1 hora) e das exposições de arte que frequentemente se instalam por lá. TARDE Associação/Galpão das Paneleiras de Goiabeiras - Inclua ainda para hoje, se der tempo, uma visita para conhecer o modo de fabricação das famosas panelas de barro capixabas. A visita é bem rápida, mas rende belas fotos e você já pode garantir alguns souvenires para o seu retorno. Rua Leopoldo Gomes Sales, Goiabeiras Velha - Telefone: 27 3327-0519 TARDE/NOITE Voo Latam - 18:54 VIX - 20:35 GRU - Voo JJ3375 – Duração 1:41 Taxi do Aeroporto de Guarulhos até o Hotel Transamérica Hotel Transamérica Executive The Advance – Rua: Bela Cintra, 1356, Jd Paulista (11)3066-5015 - R$599,00 o casal com ceia de réveillon 01/01/2017 – Domingo - VOLTA SP/MOGI TARDE Retorno SP x Mogi – 19h – 22h – R$47,75 GASTOS 26/dez R$ 105,00 onibus mogi bh R$ 3,00 taxi rodo ao mercadão (div em 4) R$ 30,00 café da manhã mercadão em BH R$ 22,00 entrada inhotim R$ 17,00 almoço no oiticica em inhotim R$38,90 o quilo R$ 48,00 jantar no escada abaixo em ouro preto R$ 70,00 pousada ouro preto (div em 4 - 1 diária) R$ 295,00 27/dez R$ 4,00 agua R$ 15,00 entrada mina jeje (meia) R$ 2,00 entrada Igreja N. S. Do Rosário (meia) R$ 5,00 entrada Igreja N. S. do Pilar (meia) R$ 5,00 entada museu de minerologia (meia) R$ 5,00 entrada museu da inconfidência (meia) R$ 18,00 almoço restaurante forno de barro R$ 25,00 city tour em Ouro Preto R$ 44,00 jantar hb bh R$ 109,00 hotel bh (div em 2 - 2 diárias) R$ 232,00 28/dez R$ 23,00 combustível R$ 64,00 aluguel carro (div em 4) R$ 3,00 bike bh R$ 14,00 almoço na Pampulha R$ 9,00 taxi pampulha ao hotel (div em 4) R$ 13,00 lanches e água R$ 14,00 pizza (div em 4) R$ 140,00 29/dez R$ 3,00 taxi hotel a ferroviária (div em 4) R$ 100,00 trem bh a vitoria executiva R$ 50,00 almoço e gastos no trem R$ 9,00 taxi ferrovia ao hotel (div em 4) R$ 16,00 jantar no hotel de vitoria R$ 139,00 hotel vitoria (div 2 - 2 diárias) R$ 317,00 30/dez R$ 6,00 taxi hotel a praia do costa (div em 4) R$ 24,00 almoço na praia (div em 4) R$ 4,00 taxi convento penha ao hotel (div em 4) R$ 6,00 taxi hotel a camburi (div em 4) R$ 10,00 lanche a tarde R$ 50,00 jantar moqueca em Vitoria (div em 4) R$ 3,00 taxi camburi ao hotel (div em 4) R$ 103,00 31/dez R$ 3,00 taxi hotel ao palacio (div em 4) R$ 4,00 taxi centro ao hotel (div em 4) R$ 62,00 almoço no gosto portugues em vitoria (div em 4) R$ 5,00 taxi hotel aeroporto (div em 4) R$ 175,00 avião vitoria a guarulhos R$ 25,00 taxi aeroporto hotel (div em 4) R$ 300,00 hotel sp com ceia (div em 2 - 1 diária) R$ 574,00 01/jan R$ 5,00 taxi hotel rodoviária (div em 4) R$ 24,00 lanche rodoviária R$ 50,00 onibus sp mogi R$ 79,00 R$ 1.740,00 R$ 82,00 passeios R$ 438,00 alimentação R$ 602,00 transporte R$ 618,00 hospedagem R$1.740,00
  12. Recomendo sim Thati. Foi indicação de uma amiga, e indico a quem for. São profissionais, negociáveis e tem um preço justo. Foi o melhor que achamos!
  13. Oi pessoal! Segue mais uma contribuição minha ao Mochileiros. Fomos em 14 pessoas a Capitólio - MG, em um final de semana (sexta, sábado e domingo), em 3 carros (leva-se de 3 a 4 horas de viagem saindo da minha cidade). Devido a quantidade de pessoas (todos da família), resolvemos alugar uma casa. Vimos a casa neste site: http://alugueescarpas.com.br/ O aluguel saiu R$800,00 a diária + R$150,00 de taxa de limpeza. Dividimos pelas 14 pessoas e deu R$125,00 para cada. Casa ótima, alto padrão, no condomínio Escarpas do Lago, com 6 suítes, piscina, ar.. Top O Condomínio Escarpas do Lago fica depois da cidade de Capitólio. Só atravessar a rua principal da cidade, o fim dela é no condomínio. Há a necessidade de ir de carro.. não sei como é o transporte publico na cidade, já que os atrativos ficam distantes de Capitólio. Ficam na estrada entre Capitólio e São João Batista da Gloria. Um resuminho de tudo que dá para fazer por lá: 1- Mirante do Cânion Apesar de ser bem fácil de chegar, o mirante é mal sinalizado. Para chegar até lá, basta localizar o KM312 na Rodovia MG-050. Ali há um acostamento, de onde parte a trilha de cerca de 100 metros, até o famoso Mirante. Ele fica antes da Cachoeira do Lago e da cidade de Capitólio. Preço: grátis. 2- Cascata Eco Parque A pouco mais de 3 km do Mirante, o Cascata Eco Parque tem uma infraestrutura que lembra o Paraíso Perdido: muitas piscinas naturais, cascatas e área para camping. O grande diferencial é a trilha por cima dos altos paredões dos cânions, que possui vistas deslumbrantes do Lago de Furnas. Reserve o dia ou, pelo menos, uma tarde para ficar desfrutando das águas cristalinas do parque. Rodovia MG 050, altura do km 314,5. Preço: R$ 20,00 ou R$ 25,00 por pessoa. 3- Passeio pelo Lago de Furnas (lancha, chalana ou escuna) O Lago artificial compreende 34 municípios e foi criado para a instalação da Usina Hidrelétrica de Furnas. O passeio de chalana dura cerca de 2 horas, e passa por diversas cachoeiras, além de navegar pelas entranhas dos enormes cânions, que chegam a ter até 20 metros de altura. A mais famosa cachoeira, Lagoa Azul, faz parte de todos os passeios de barco. Nela há um bar flutuante, e tem a opção de subir para conhecer a parte de cima. É possível acessa-la também pela MG 050. Preço: Os passeios custam em torno de R$70 por pessoa. R$90 para lancha com 3 horas de passeio. 4- Paraíso Perdido Três ribeirões, 18 piscinas naturais e oito cachoeiras de águas cristalinas. Localizada na cidade de São João Batista do Gloria. Rodovia Municipal SBG 387 KM 4,5. Entrada pelo KM 321 da MG 050 entre Passos e Capitólio. Preço: R$35 por pessoa. 5- Trilha do Sol O passeio exige um pouco de disposição física devido às trilhas (mas não é nada exaustivo). As cachoeiras são lindas e valem muito à pena. Inicialmente caminha-se por aproximadamente 1 km até chegar à primeira cachoeira, chamada No Limite. Água calma com piscina natural. Depois a cachoeira do Grito e por último tem direito à visita a um santuário conhecido como Poço Dourado. Todas têm boa estrutura, manutenção e ecologicamente bem cuidada. Leva-se em torno de 3 horas andando, mas vale muito a pena. Leve água, vai precisar! Preço: R$35 por pessoa. 6- Pedreira Água Azul Na MG-50, de uma beleza magnífica. É difícil chegar lá, pois a estrada de terra é bem ruim. Se trata de uma antiga pedreira que foi desativada por conter um veio de água que formou um lindo lago de águas cristalinas. 7- Cachoeira Dicadinha Linda cachoeira, pouco procurada, pois fica mais afastada e não possui muita estrutura. Localizada na região do Fecho da Serra. 8- Cachoeira Fecho da Serra Possuí inúmeros poços para banho além de trilhas que levam até uma das quedas que deságuam no lago de furnas. Fica as margens da rodovia sentido barragem e possui bar e camping. 9- Morro do Chapéu Um atraente passeio ecológico a 8 km do Engenho da Serra Hotel & EcoResort. Do alto da montanha – onde pode se avistar o Lago de Furnas – há uma capelinha que abriga a imagem da N.Sra dos Desamparados. Uma trilha repleta de histórias. Ao longo do percurso, é possível ver os lajeados, chapadões e as muralhas de pedra construídas no início do século passado pelo artista e trabalhador rural Nestor Caetano. 10- Parque Nacional da Serra da Canastra A apenas 1 hora do Engenho da Serra está o Parque Nacional da Serra da Canastra, uma das grandes belezas naturais do Brasil. Nele encontram-se as nascentes do Rio São Francisco que, após se alinharem em pequenos córregos, formam piscinas naturais e a famosa Cachoeira Casca D’Anta, que possui 180 metros de altura. Com fauna e flora exuberantes, o parque localizado a exatamente 70 km de distância do Engenho da Serra Hotel e EcoResort, é uma excelente opção de passeio para observar plantas nativas, flores de rara beleza e animais silvestres, como: lobo guará, tamanduá bandeira, o tatu canastra e o veado campeiro no habitat natural. O que fizemos: Sexta: Antes de chegar na cidade, já é possível ver muitos carros estacionados na encosta da estrada. Alí fica o Mirante do Canion. Vista M A R A V I L H O S A da Lagoa e dos Cânions. FOTO Em seguida fomos para a casa. Já passava do horário do almoço e quando chegamos na casa, com aquela piscina, solzão, vista lista, churrasqueira.. nem pensamos em sair de lá. Passamos o resto do dia lá rsrs FOTO Sábado Acordamos cedo (ou tentamos) e fomos ver a Cachoeira Paraíso Perdido. Fica a uns 30km de Capitólio, mais uns 4km de estrada de terra. Paga-se R$35 para entrar no local. Tem restaurante, banheiros, area para churrasco, camping e a cachoeira, claro! Preço meio salgado , mas é linda!! FOTO A tarde, as 15h, fizemos o passeio de lancha com o Edinho (reservamos um dia antes, no próprio pier das lanchas). A nossa lancha era para 15 pessoas, e eles nos cobraram preço por pessoa de R$70. Foram +- 2h a 3h de passeio. Passa pelos Canyons, Cascatinha, Lagoa Azul e Bar Flutuante. Gostamos de fazer o passeio a tarde, pois todas as manhãs estavam nubladas e mais friazinha, e a tarde o sol abria lindamente Domingo O dia amanheceu bem mais nublado, mas por volta das 10h30 já abriu (como em todos os dias ). Gostaria de ter feito a Trilha do Sol, mas ngm quis ir comigo Passamos o dia na casa, aproveitando o sol e piscina. Amei passar o final de semana lá. Um dia volto para fazer a Trilha do Sol .. e a Serra da Canastra
  14. Gastos da Viagem 24/08 quarta 5,40 passagem ita/mogi 17,00 passagem mogi/Campinas 108,00 passagem Campinas/Rio =130,00 25/08 quinta 45,00 hospedagem funhostel cabo frio 50,20 passagem rio/cabo frio 37,00 alimentação =132,00 26/08 sexta 56,00 hospedagem nomad hostel buzios 4,95 passagem cabo frio/ arraial 8,8 alimentação =70,00 27/08 sabado 4,95 passagem buzios/arraial 50,00 hostel noosa hostel arraial 41,00 alimentação =96,00 28/08 domingo 50,00 hostel noosa hostel arraial 30,00 passeio de barco (pela metade) 18,00 alimentação =98,00 29/08 segunda 50,75 passagem arraial/rio 3,80 onibus até são conrado 40,00 taxa de inscrição vôo 23,00 alimentação 3,80 ônibus até a lapa 450,00 vôo de paraglider no Rio 39,00 hostel manga lapa = 610,00 30/08 terça 4,10 ônibus 10,00 jardim botânico 3,80 ônibus jardim/copa 6,00 museu do forte 5,00 bike Itaú 74,60 alimentação 3,80 ônibus copa/lapa 3,80 ônibus lapa/rodoviária 59,90 passagem Rio/Campinas =171,00 31/08 quarta 20,00 passagem Campinas/Ita 12,00 alimentação =32,00 R$ 1.340,00
  15. Oi galera! Sei que este roteiro - Região dos Lagos e Rio - já está bem manjado por aqui, mas resolvi pegar o embalo e fazer relatos de todas viagens que fiz por aí. Sempre utilizei o site para minhas pesquisas e pode ser que seja útil para alguém! 24/09/2016 Saí de Itapira/Mogi Mirim. Comprei antecipado passagem de ônibus da empresa Cometa Campinas - Rio às 22:45, chegada as 5:15 por R$108,00. 25/09/2016 Ao chegar no Rio, comprei na hora mesmo a passagem Rio - Cabo Frio das 6:32 por R$50,22 e chegada as 9:42 pela Viação 1001. Tem ônibus mais rápido, porém mais caro. O que peguei passa por Niterói, Araruama e São Pedro da Aldeia. Cheguei no horário previsto, e fui de a pé para o hostel Fun Hostel $45, que fica a uns 800 metros da rodoviária de Cabo Frio, muito fácil chegar. Por volta das 11h já tinha ajeitado minhas coisas e fui pra praia, que fica a umas 3 quadras do hostel. A praia do forte, das dunas e do foguete é uma só praia, muito extensa, e que leva três nomes. Percorri as 3, só o do foguete que não fui até o final, que era longa, e como a do forte não estava ventando tanto, além de ter uma água muuuito clara com piscinas naturais logo abaixo do forte, fiquei nela. Ah, tem um forte no alto (óbvio pelo nome da praia ), com uma vista linda de viver da praia. Será que venta? Forte Vista de cima do forte No canto da praia do forte tem um caminho que dá vista pra ilha do japonês. Muito bonito! Mesmo! Passeio o dia lá, comprei algumas coisas para preparar minha janta e voltei para o hostel. Dormi cedo, muito cedo. E acordei com as galinhas! ãã2::'> 26/09/2016 Tomei café no hostel as 7:30 (o horário para começar era as 8h), terminando já peguei minhas coisas que estavam separadas e fui pegar ônibus para ir a Búzios. Dá pra ir a pé até o ponto, é só virar a direita na primeira rua do hostel a sua direita, e chegando na Avenida Julia Kubitschek, que é umas das principais de lá, já vai ver o ponto a sua direita. Demorou 15 minutinhos e o ônibus chegou. Levou 1hora até a rua que eu ia descer, que é perto da rua das pedras. Segui essa rua até o final e deu na rua das pedras. O Hostel Nomad $56, fica nela, muito bem localizado, só um pouquinho escondido atrás de um restaurante. A vista que ele tem então, nem se fala. Ele dá de trás com a praia do Canto, ao lado da orla bartod. Coloquei minhas coisas num canto do hostel e fui passear.Da pra ir a pé do hostel, por toda orla bardot, armação de búzios, praia dos ossos, azeda e azedinha. As duas últimas são lindas. Fui também pra praia de João Fernandes a pé. Rua das Pedras Orla Bardot Praia dos Ossos Praia da Azeda Praia da Azedinha Praia de Joao Fernandez Passei o dia pelas praias e vi o por do sol do hostel mesmo, e se dá por atrás do morro. Lindo! A noite preparei minha janta e dormi cedo. Os quartos coletivos da frente tem bastante barulho por conta da Rua das Pedras, que é a do movimento ali. Mas quando o barulho acabada, você ouve só o barulho das ondas. 27/09/2016 Acordei cedo pois o primeiro ônibus de Búzios a Arraial era as 7:40. O café da manhã iniciava as 8h, mas como tinha que pegar o ônibus, pedi pras moças da cozinha se elas podiam fazer um pão pra mim. Elas muito fofas fizeram dois pãezinhos, embalaram e me entregaram. Muito amor! O ônibus passou umas 7:50. Levou 1:10 e tinha uma parada exatamente na frente do hostel que fiquei em Arraial do Cabo. O Noosa $50. As 9:30 já estava ajeitando tudo e partindo para a praia do forno. Linda de viver! Prainha do Pontal Potal do Atalaia Fui também para as prainhas do pontal do atalaia, só que de carro, com um pessoal que conheci no hostel, ela é bem distante para ir de a pé, mas como estava ventando muito, fomos ver o pôr do sol na praia grande mesmo. Parceira de por de sol A noite fiz minha janta e já reservei o passeio de barco para o dia seguinte com a agência Saveiro Don Juan. 28/09/2016 O hostel ainda não oferece café da manhã, então no dia anterior já tinha comprado tudo pra fazer meu café cedo. O pessoal do passeio passa te pegar no hostel e o bom deles é que começam bem antes de todos os passeios de barcos, saindo as 9h, enquanto os outros saem somente as 10:30, isso significa que você chega nas praias bem antes de toda a muvuca de gente. Apenas deu azar no dia, pois quando já estávamos na praia do farol, a primeira parada, a marinha proibiu os passeios, pois o vento que já estava forte, ficaria 3 vezes pior. Então ficamos na praia o tempo permitido, e voltamos para o pier. Eles devolveram parte do dinheiro, considerando apenas $30, como o custo de levar até a praia do farol. Valeu a pena, pois as próximas duas paradas seriam prainha do pontal do atalaia e do forno, e são as mesmas que já tinha ido no dia anterior. O único lugar que não passei foi na gruta azul, mas seria só passagem mesmo. Com a Anna e o Leo, que conheci no hostel Mar, sol Praia do Farol Aproveitando que voltamos ao pier, fui de novo para a praia do forno pela trilha, tirei muuuitas fotos. E quando voltei ao hostel, peguei uma das bikes que eles disponibilizam grátis aos hospedes, e fui até a entrada da cidade, no portal de arraial do cabo. É fácil, uma boa andada, mas é fácil. Em 1 hora fui, tirei fotos e voltei. FOTO Ainda deu tempo de ver o por do sol da praia grande de novo. Queria mesmo ver o por do sol do pontal do atalaia, mas era tarde e muito longe, e talvez não fosse dar tempo. Fica pra próxima! Preparei minha janta e ajeitei minhas coisas a noite para partir pro Rio logo cedinho. Do hostel a pequena rodoviária de Arraial são uns 15-20 minutinhos andando. Saí e o sol ainda não tinha saído. 29/09/2016 Peguei o ônibus Arraial x Rio por $50,75 as 5:25 da manhã pela Viação 1001, os outros horários custos mais de $70. Agendei um dia antes um vôo de paraglaider no Clube do Vôo de São Conrado, com o VooLivrenoRio com o Rogério R$300 o vôo + R$40 taxa de inscrição e como não tenho a bendita gopro + R$100 pela fotos e vídeos com gopro. Ao chegar na Rodoviária do Rio, peguei um ônibus até São Conrado, levou um pouco mais de 1 hora, e desci no ultimo ponto. Dalí é só andar mais uns 200 metros e chegou no Clube do Voo. O pessoal do voo te leva até o inicio da rampa de carro (é uma bela subida/ladeira ). O voo é sensacional! Quero voltar para voar de asadelta agora rsrs Na rampa Era eu.. Tão vendo rsrs Fui Ahh o voo Ahhh, quase esqueço de falar... olha aí, 70 anos e muito pique!! Quis ser a primeira a voar! Depois do voo, com sorriso de orelha a orelha Conheci duas moças super gente boas durante o voo, e subimos novamente até a entrada do parque da pedra bonita, de carro (ufa, elas estavam de carro), é a mesma entrada da rampa dos vôos, e fizemos juntas a trilha da pedra bonita. Leva em torno de meia hora pra subir a partir do estacionamento. Parece que o pessoal do voo te leva até lá se pedirem, por R$15. A vista lá de cima é incrível! Da próxima vez quero subir a dois irmãos e um dia a da Gávea. Sonho a gente realiza né! Valeu a subida meninas! Saímos de lá e fomos almoçar/jantar em Copacabana, em um restaurante chamado Corujinha, que uma das moças já conhecia. Dalí elas foram embora de carro para a cidade delas e eu peguei um ônibus na avenida de trás da praia de Copacabana até a Lapa. Leve em torno de 1 hora e cheguei por volta das 19h horas lá. Fiquei no Hostel Manga Lapa R$39, que é muito perto do ponto de ônibus, logo após que vc passa os arcos da lapa. Nem jantei, capotei cedo essa noite para variar né rsrs, só acordei no dia seguinte. 30/09/2016 No dia seguinte acordei cedo, tomei café e saí para ir ao Jardim Botânico. Peguei o metrô Cinelândia, avisei o guichê de compra que ia para o Jardim, e ele me vendeu um passe em q vc saia do metro e pegava um ônibus até lá, tudo por $4,10. No metrô é só parar na linha Botafogo, subir na superfície, e pegar o ônibus logo a sua frente, com o cartãozinho vc não paga o ônibus. Levou em torno de 1 hora. O Jardim Botânico é lindo R$10, passei poucas horas lá, mas passaria o dia! Depois passei no parque Laje rapidinho, e fica a algumas quadras. Dalí fui na lagoa, aluguei uma bike laranjinha do Itaú, e fui até Ipanema e Copacabana. Lá tem o Museu do forte de copacabana, e aproveitei e comi algo na famosa Confeitaria Colombo. Feliz em comer, peguei um ônibus na mesma avenida do dia anterior, e voltei pra Lapa. Fui conhecer as escadarias de Selarón. E de lá subi as ladeiras até o parque Laje. Infelizmente já era mais de 16h (seu ultimo horário) e os bondinhos já não estavam mais passando. Fiquei um bom tempo vendo o mirante e a congada que estava tendo alí. Muito bom! Voltei ao hostel, me deixaram tomar um banho mesmo após o check-out, ajeitei minhas coisas e fui de ônibus pra rodoviária. Havia comprado uma passagem de Cometa Rio - Campinas na promoção pela Internet por R$59,90 no horário das 23h e pouco. 31/09/2016 Cheguei em Campinas de manhã, e retornei a minha cidade logo em seguida. Fim de dias lindos, azuis e felizes! Mais abaixo, planilha de gastos!
×
×
  • Criar Novo...