Ir para conteúdo

juliad

Membros
  • Total de itens

    1.142
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

16 Boa

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Se aceitar uma dica, o Lisbon Destination Sunset Hostel é uma ótima opção. Tem áreas de convivio muito boas, mas não é aquela coisa de hostel de baladeiro. Além disso, tem uma piscina com uma super vista para o Tejo e está em cima de uma estação de metrô. Fiquei cinco noites lá sozinha e aproveitei bastante.
  2. Existem vários horários, tipos de trem e duas companhias (Trenitalia e Italo) neste trecho. Acabei de voltar da Italia e presenciei diversos atrasos em trens. Talvez a minha experiência seja isolada, mas acho que após um longo vôo, o stress com qualquer atraso/cancelamento/dificuldade de se localizar potencializa, não? No seu lugar, eu sairia do aeroporto, pegaria um trem para Roma Termini e compraria na própria estação a passagem de trem para Florença. Você pode compra-la em qualquer máquina automática, o processo é super tranquilo. Minha sugestão também seria anotar os prováveis horár
  3. dia 04 - Firenze Último dia em Firenze e eu já estava com saudades <3 Como já disse, deixei 04 noites para curtir a cidade com relativa calma. Mas, em se tratando de uma cidade turística que é UM PUTA DUM MUSEUZÃO A CEU ABERTO, tive que planeja-las com folga, mas com certa antecedência. Meu planejamento aqui foi adquirir o ingresso da Galleria Uffizzi com uns 20 dias de antecedência. Se eu recomendo que você faça isso? Recomendo sim, mas tenha TRÊS COISAS em mente: - aqui é Itália, bello. Itália é um caos gostoso que você tem que aceitar. Por isso, não se estresse com horários (c
  4. Viena não está entre Budapest e Praga para ser inclusa aí. Vai te cansar muito e você vai aproveitar pouco. Budapest/Praga você faz de trem, acho que é a melhor opção. De restante, acho que o seu roteiro está ótimo. Também recomendo o Wombats em Budapest. Fiquei hospedada lá, se quiser, lê o meu relato aqui embaixo. O lugar é muito bem localizado e bem limpo.
  5. dia 03 - Certaldo e Siena Saí meio que correndo para pegar um ônibus (agora já tava esperta) direto para Firenze. Pela primeira vez nesta viagem entendi (realmente) que a Italia é confusa e a sinalização nem sempre está lá - ou até está, apenas te confundindo. Depois de chegar num pseudo terminal de ônibus, vi um terminal de auto atendimento e comprei um ticket de ônibus. Não sabia direito que raios de ônibus era nem aonde o pegava, mas fazer o que? Melhor ter esse ticket na mão do que nada. Vi um ônibus escrito FIRENZE. Entrei. - Questo a Firenze?, perguntei - Si, ma non e' ques
  6. dia 03 - Certaldo e Siena Com o coração (e um ticket da Trenitalia devidamente validado) na mão, deixei Certaldo rumo à Siena. - Ma per che Siena? Ah, sim. Fui iludida pelo famoso virus JAQUEEUTOAQUI. Vocês conhecem ele muito bem. Quando a gente pesquisa um lugar e taca o bendito no mapa, aparecem outros trocentos ali, logo ao lado. Daí você não se contem e simula como chegar nele. Pimba: basta meia hora de onibus/trem/balsa/nado/whatever. Por mais que já tivesse desenvolvido anticorpos pra esse virus aí em outras viagens, fui pega novamente. E eis que inventei de ir para Siena. S
  7. gente, que legal que vocês estão gostando. talvez eu esteja me alongando muito, mas é que foram tantos momentos especiais que eu não consigo edita-los <3 @Thamaracuja, vais para onde? Sem dúvida sua viagem será linda, a Italia é apaixonante!
  8. dia 03 - Certaldo e Siena Bora então pegar o primeiro trem da viagem? Bora nós! tutorial basiquete de trens, parte 1 (ou: como tudo deveria funcionar) Comprar tickets de trem direto das maquininhas é mais fácil do que sacar dinheiro no Itau. Os terminais automáticos tem opções em pelo menos 6 linguas (não tem portugues, mas né?) e a única coisa chata são as (constantes) filas, repletas de turistas confusos. Comprei um ticket Firenze/Certaldo e validei na maquininha da Trenitalia. SEMPRE que for viajar de trem regionales, lembre-se de validar o ticket, senão rola multa forte se ho
  9. Thiaguinho, acredito que você esteja falando de TRENS e não de metrôs. Cada país tem a sua companhia. Você consegue consultar os preços e horários nos sites. Portugal: http://www.cp.pt/passageiros/pt Espanha: http://www.renfe.com/ França: http://www.sncf.com/ No caso de Fatima, você precisa pegar um ônibus - não há trens por lá.
  10. dia 03 - Bate e volta Certaldo e Siena Quem está indo para Firenze e pesquisa fazer um bate e volta começa a entrar em um (delicioso) desespero. É muito lugar bonito, é muita cidade gracinha e claro, MUITO POUCO TEMPO. A não ser, claro, que você reserve uns 7 dias para Firenze ou então faça uma road-trip tudo de bão na Toscana. Esse não era o meu caso e, por isso, fiquei procurando alguma cidadezinha bacana que se encaixasse no cliche de "cidade toscana fofinha de pedras em cima da montanha com vista para tudo aquilo". Cogitei Cortona, San Gimigniano, Volterra, Montepulciano, Greve
  11. dia 03 - Firenze (bate e volta Certaldo + Siena) O problema maior de planejar uma viagem para Itália são vários. O primeiro é que tem tanta coisa legal que fica difícil escolher O MAIS LEGAL. O segundo é que muitas dessas coisas legais exigem reserva prévia e, por isso, um planejamento e uma decisão ANTERIOR a viagem. O terceiro é que a Italia é um lugar para você curtir com calma e qualquer pressa atrapalha o fluxo dos negócios. Por isso, esse dia foi um dos que eu mais planejei burocrativamente pero no mucho. Deixei para esse dia o meu bate e volta E um museu. Como iria pegar trem
  12. dia 02 - Firenze (continuação) Meu tempo na Italia se dividia basicamente entre as horas que eu estava comendo, tomando café, tomando vinho e as horas que eu estava fazendo hora para comer, tomar café ou vinho. Quando terminei meu panino, entrei nesse segundo momento. E daí que vem a suuuuuuper dicona, que eu também vi em algum lugar da net. DICONA: Biblioteca Oblate. A biblioteca Oblate fica a umas duas quadras do Duomo e, é como o nome diz, uma biblioteca. A atração em si não é a biblioteca, e sim a vista de sua cafeteria, que fica no segundo andar. Porque você pre-ci-sa da
  13. (gente, muito feliz que vocês estão gostando! minha viagem foi ótima e eu queria dividir os momentos que tive por aqui e ajudar os futuros viajantes!)
  14. dia 02 - Firenze Quando programei meu roteiro, reservei 04 noites para Firenze. Sabia que a cidade era pequena, mas sabia também que tinha bastante coisa para ver. Tendo que reservar com antecedência dois museus e me programando para um bate e volta, deixei o meu segundo dia para ver mais lugares, com calma. Mesmo cansada com o fuso e o vôo, resolvi acordar cedo porque geral falava nos foruns que "Firenze é um formigueiro de gente, você precisa acordar cedo pra ver tudo sem ser levada pelo tsunami de orientais e de paus de selfie". Talvez eu tenha tido sorte com o tempo E com a quan
  15. dia 01 - Firenze após o por-do-sol propriamente dito, desci de San Miniato até as margens do Arno. Passei novamente pela Piazza Michelangelo, que continuava cheia. Perambulei um pouco pelas ruas de Otromano e voltei para o meu lado do rio caçar algo pra comer. Pronto, experimentei meu primeiro panino e o primeiro Chianti (horrível, diga-se de passagem. Relutei pra tomar outros, até aprender que não é qualquer Chianti que é bom). Meu hotel ficava, como já disse, pra lá de bem localizado. 3 quadras do Duomo tá bom pra vocês? Pra mim tava, bom demais da conta, inclusive. Descansei um p
×
×
  • Criar Novo...