Ir para conteúdo

Claudinei Zdanski

Membros
  • Total de itens

    7
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

2 Neutra
  1. Obrigado Luviajandor, Davi Leichsenring e MMarttins Estava na dúvida sobre montar base em Florença ou Siena, e se valeria a pena ficar uns 2/3 dias em Veneza, ou se um bate-volta pra lá já daria pra conhecer um pouco, vou estudar melhor essas possibilidades ainda. Quanto ao retorno tbem muita dúvida, pela questão do deslocamento, se é mais fácil voltar pra Roma de trem ou se algum outro aeroporto ficaria mais perto de Florença, Siena ou Veneza. Mas já ajudaram bastante, obrigado pelas dicas!!
  2. Amigos boa tarde, pretendo passar entre 10 e 15 dias na Itália, no 2º semestre deste ano, como é minha primeira viagem para a Europa, peço algumas dicas: Pensei em ir em setembro pra fugir do alto verão, é um mês tranquilo com relação a filas, preços mais altos, passeios, etc?...Ou seria melhor ir em outro mês, queremos conhecer bem a Toscana e algumas cidades medievais próximas na Toscana. Pensei em ficar 5/6 dias em Roma e depois mais 5/6 dias na Toscana, pensei em montar base em Florença ou Siena, para poder fazer os bate-volta nas cidades próximas, qual seria a melhor cidade da Toscana para a base, considerando que preciso de um aeroporto próximo para o retorno ao Brasil?....O ideal seria já ficar na mesma cidade de onde partirá o voo de retorno, para evitar deslocamentos com malas Quanto a hospedagem, claro que pesquisei no tripadvisor, booking, etc, há trocentas mil opções de hotéis, mas quem já foi teria alguma sugestão de hospedagem em Roma e Florença ou Siena, considerando que estarei a pé, então seira legal ficar em hotel com acesso a pé para alguns pontos de interesse, e na Toscana talvez faça passeios de trem ou locando carro?
  3. Obrigado amigos, já estou mais confiante em aventurar-me por conta própria...... P.S: Não pretendo gastar 40 mil não, nem comprar carro popular, foi só um comparativo entre os valores....ahahah Como o aéreo fica entre 7 e 8 mil, mais uns 700 de seguro viagem, se vcs acham que um casal passa tranquilo com cerca de mil reais de despesa por dia, acho que 15 dias por conta própria vai fechar uns 20/25 mil reais, já é bem menos do que os 40 mil indo por operadora.
  4. Obrigado amigos, já estou mais confiante em aventurar-me por conta própria......
  5. Boa tarde amigos, vou fazer uma primeira viagem em casal para a Europa, devido a dificuldade no domínio do inglês estou quase fechando um pacote com a CVC de 12 dias entre Itália e Paris, porém achei o valor elevado (cerca de R$ 20 miil + 7/8 mil aéreo + seguro = total de +- 30 mil no mínimo, provavelmente chegue a 40 mil com passeios, alimentação etc ).......Caso dominasse bem o inglês faria um roteiro similar mais detalhado por conta própria, mas vai ficar para uma outra viagem qd aperfeiçoar o idioma..... Como alternativa pensei em fazer por conta própria apenas Portugal e Espanha ou só Itália, onde a comunicação é mais fácil sem inglês fluente.......Pretendo conhecer, além das capitais, algumas cidades do interior, de preferência as mais medievais, minha esposa sonha conhecer a Toscana e eu quero visitar um castelo/fortaleza medieval (não palácio, mas uma fortaleza só de pedra mesmo...eheheh). Aos que já conhecem bem, acham que financeiramente vale mais a pena arriscar sozinho do que o pacote da CVC com as comodidades (e o engessamento do pacote tbem?)..... Antes de tentar montar um roteiro, peço ajuda quanto as seguintes dúvidas: 1º: 15 dias seria razoável para portugal/espanha ou Iália por conta própria?....(claro que não se conhece tudo nem em um ano) 2º: Locação de veículo: dá pra locar veículo em portugal e devolver na espanha, por exemplo, ou vice versa?...vale a pena pelo valor?.....Para inexperientes dirigir por esses países é tranquilo ou complicado?......Ou seria melhor tentar ficar nas capitais e visitar alguma cidade medieval próxima de trem?.....Por ex, sair de Roma para alguma cidade da toscana de trem.....Penso que o carro daria mais liberdade de escolha de destinos, hospedagem, etc, mas tbem a inexperiência pode complicar......Por outro lado arriscar montar um roteiro, reservar hotel sem antes ter o ticket de trem não daria... 3º: Falo espanhol bem, entao portugal e espanha creio ser tranquilo, mas caso fosse para a itália consigo me comunicar o suficiente com frases básicas de hotel, restaurante, etc? Enfim, por ser nossa 1ª vez no Velho Mundo, estou por um lado receoso das dificuldades com o idioma, mas por outro pensando que 40 mil compra um carro zero popular...rs
  6. Olá Kamila e Rafael, show de bola o post de vcs sobre a viagem, eu moro em Foz (inclusive trabalhei um ano no fórum de SMI) e irei de carro para a região dos lagos no Chile, vcs tem algum outro e-mail para contato, gostaria de tirar algumas dúvidas com vcs, principalmente sobre a documentação, equipamentos do carro, uso de correntes na cordilheira, e po aí vai...rsrs... Meu e-mail é [email protected], se puderem me ajudar agradeço.... Abraços, Claudinei
  7. Pessoal, sou novo no fórum, pretendo aproveitar 15 dias de férias surgidas de ultima hora pra fazer uma viagem de carro até o sul do Chile no começo de novembro, como moro em Foz do Iguaçu estou bem mais perto do que a maioria, que vem do sudeste ou mais longe ainda..rsrs... Bem, como eu disse, a princípio irei fazer a viagem sozinho e sem pressa porque a intenção é relaxar mesmo, meu carro é um sedan 1.0 mas é zero km (então espero não ter problemas mecânicos)......Como vi que a maioria faz essas viagens longas com utilitários, pergunto a voces mais experientes se viajando sem pressa, curtindo, consigo encarar as cordilheiras com carro 1.0. Aproveito também para pedir ajuda e dicas aos mais experientes sobre o Atacama, as Cordilheiras, se conseguirei ver alguma neve (mesmo que seja apenas na travessia da cordilheira, acho que no vale nevado em novembro não terá), e qual a melhor rota a seguir desde Foz do Iguaçu a Puerto Varas e Puerto Montt, provavelmente passando por Santiago na ida ou na volta, gostaria de saber também se no chile há o problema do cascalho solto como nas rodovias do sul da Argentina... E por fim, quanto à entrada de remédios (comprimidos), se é permitida, e se é necessário algum tipo de vacina. Abraços, Claudinei
×
×
  • Criar Novo...